domingo, 17 de julho de 2011

Japão segura a pressão americana e vence o Mundial nos pênaltis

As jogadoras japonesas deram um pouquinho de alegria ao seu povo ao conquistar neste domingo, em Frankfurt, Alemanha, o título da Copa do Mundo de futebol feminino ao bater os Estados Unidos por 3 a 1 nos pênaltis, depois de 2 a 2 no tempo normal. O país, que sofreu com terremoto e tsunami em 2011, ganha um alento de uma equipe que foi eleita a de futebol mais bonito da competição. Esta a primeira conquista japonesa em seis mundiais.
Homare Sawa gol Japão futebol feminino (Foto: Reuters)


A movimentação do trio americano era intensa. As chances eram criadas uma atrás da outra. E por duas vezes a trave japonesa balançou. A primeira com Rapinoe, também em jogada pela esquerda, aos 17 minutos. A depois em um lindo chute de fora da área com Wamback, com 28 de jogo.
O Japão tentou acalmar o jogo com toques para o lado no campo de defesa. A posse de bola maior (52% a 48%) das nipônicas era uma clara demonstração de como a objetividade é importante no futebol. A goleira americana Hope Solo só foi fazer sua primeira defesa (sem muito esforço, diga-se de passagem) aos 30 minutos. A partir daí, a equipe japonesa até melhorou um pouco, mas foi para o intervalo aliviada com o 0 a 0 no placar.
EUA perdem Cheney, machucada
Na volta para o segundo tempo, a camisa 12, Cheney, foi focalizada no banco de reservas com uma bolsa de gelo no pé direito. Desfalque no setor ofensivo americano que tão bem funcionou na etapa inicial.

Todos os campeões
1991 Estados Unidos
1995 Noruega
1999 Estados Unidos
2003 Alemanha
2007 Alemanha
2011 Japão

Os Estados Unidos não têm nada com isso e continuou sua pressão até finalmente chegar ao gol. Com uma certa "ajudinha" do destino. Morgan, que entrara no lugar da lesionada Cheney, foi lançada nas costas da zaga por Rapinoe e bateu cruzado, no canto esquerdo de Kaihori, para fazer 1 a 0.
Obama assiste futebol feminino (Foto: Divulgação)


EUA vão mal nas cobranças de pênalti
O Japão mostrou toda a tranquilidade oriental na decisão por pênaltis. Das quatro cobranças, converteu três - Hope Solo pegou uma. Já as americanas perderam as três primeiras (com Boxx, Lloyd e Heath) e dificultaram o trabalho da camisa 1. Kumagai bateu no ângulo a quarta penalidade e garantiu o título japonês.
















Nenhum comentário: