quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Transporte coletivo noturno no Brasil ainda é timido

As leis que punem motoristas alcoolizados vêm ano a ano se tornando cada vez mais pesadas. Nada contra! Quem vai querer criticar algo que na verdade é super bem vindo. A maioria dos países europeus tem leis extremamente severas para lidar com o problema do álcool ao volante e isso ajudou a baixar consideravelmente o número de acidentes ou mortes em consequencia desse perigoso casamento do álcool com a direção.
Foto: Vinícius Rebello
A única diferença entre o Brasil e esses países, é que por lá, os governos oferecem sistema de transporte coletivo noturno para que as pessoas tenham a possibilidade de sair para a sua balada sem colocar em risco as demais pessoas. Praticamente, todas as principais linhas de cada cidade funcionam 24 horas, passando de hora em hora nas regiões centrais, ou a cada 80 minutos nos bairros mais afastados. Algumas cidades como Berlim, até o metrô funciona 24 horas, pelo menos nos finais de semana. São poucos trens mas já ajuda porque você tem a opção de voltar para casa às 2h da manhã e também às 3h30, e não se sentir preso na balada, tendo que escolher entre ir embora à meia-noite ou somente às 5h da manhã.
Nossos governantes costumam se mostrar avessos à implantação de um sistema similar no Brasil por alegarem não poder garantir a segurança em nossas perigosas cidades, pois pelos coletivos circularia muito dinheiro. Mas se olharmos mais uma vez para o sistema europeu, notaremos que lá não existe cobrador de ônibus, a não ser nos quiosques montados nos terminais.

Mais informações é só procurar o Blolg Meu Transporte

Nenhum comentário: