domingo, 24 de julho de 2011

100 anos de Machu Picchu

 O Google homenageia, neste domingo, os cem anos da redescoberta de Machu Pichu, no Peru. A cidade inca localizada nos Andes era quase totalmente desconhecida do mundo exterior até 7 de julho de 1911, quando o historiador e explorador americano Hiram Bingham alcançou a cidade e espalhou internacionalmente a notícia sobre as ruínas.

Fonte: Blog Paulo Araújo Repórter

Machu Picchu (em Portugal também denominado de Machu Pichu), em quíchua Machu Pikchu, "velha montanha", também chamada "cidade perdida dos Incas", é uma cidade pré-colombiana bem conservada, localizada no topo de uma montanha, a 2400 metros de altitude, no vale do rio Urubamba, atual Peru. Foi construída no século XV, sob as ordens de Pachacuti. O local é, provavelmente, o símbolo mais típico do Império Inca, quer devido à sua original localização e características geológicas, quer devido à sua descoberta tardia em 1911. Apenas cerca de 30% da cidade é de construção original, o restante foi reconstruído. No meio das montanhas, os templos, casas e cemitérios estão distribuídos de maneira organizada, abrindo ruas e aproveitando o espaço com escadarias. Segundo a histórica inca, tudo planejado para a passagem do deus sol.
Há diversas teorias sobre a função de Machu Picchu, e a mais aceita afirma que foi um assentamento construído com o objetivo de supervisionar a economia das regiões conquistadas e com o propósito secreto de refugiar o soberano Inca e seu séquito mais próximo, no caso de ataque.

Fonte: Wikipédia - A Enciclopédia Livre


80 - Machu Picchu - Juin 2009 - edit.jpg
Machupicchu intihuatana.JPG
Machu-picchu-c14.jpg
Intihuatana Solar Clock.jpg
Macchu picchu02.jpg

Polícia diz que especulações sobre morte de Amy são 'inadequadas'

A polícia britânica avaliou que as especulações sobre as circunstâncias da morte da cantora Amy Winehouse neste sábado (23) são "inadequadas".
A declaração é uma resposta a veículos de imprensa que disseram que a morte da artista britânica - conhecida pelo abuso de drogas e bebidas - foi provocada por uma overdose.
Em um comunicado, a Polícia Metropolitana de Londres destacou que a necrópisa ainda não ocorreu e que "a investigação sobre as circunstâncias da morte prosseguem".
Segundo o texto, a cantora, de 27 anos, foi declarada morta ainda no local. As investigações, também segundo a nota, estariam em "estágio inicial" e a morte estaria "sendo tratada como não esclarecida."
Um dos seus principais hits, "Rehab", falava sobre suas constantes idas às clínicas de reabilitação. A faixa está no álbum "Back to black", de 2006, último lançado pela cantora. Rumores sobre um próximo álbum circulavam há tempos, mas uma das poucas gravações oficiais de Amy a ver a luz no período foi um cover de "It's my party", incluída em um disco do produtor Quincy Jones, lançado no ano passado.
"Uma parte de mim morreu hoje. Nos conectamos por caminhos que vou valorizar para sempre. Você sabe o quanto eu te amo. RIP AmyWinehouse", desabafou o artista.
Também no Twitter, a revelação da música soul Janelle Monáe, que abriu os shows de Amy Winehouse no Brasil em janeiro, diz que seu "coração está pesado".
"Meu coração está com os dois familiares de Amy Winehouse, entes queridos. Orando por sua força durante este tempo", diz Janelle.

 

  
Fonte: G1

Veja a reportagem completa na Globo.com

Amy Winehouse morreu 'sozinha na cama', afirma representante a site

Chris Goodman, representante e amigo de Amy Winehouse, afirmou ao site TMZ neste domingo (24) que a cantora "morreu sozinha na cama".
Ainda segundo Goodman, a morte teria sido presenciada por um segurança particular, que havia sido destacado para cuidar de Amy. Foi este homem quem chamou o resgate, disse o assessor.
"Ela estava no quarto dela, depois de dizer que queria dormir. E quanto ele [o segurança] foi acordá-la, percebeu que ela não estava respirando", contou Goodman ao TMZ. "Ele chamou os serviços de emergência imediatamente. Ele estava em choque. Neste momento, ninguém sabe como ela morreu. Ela morreu sozinha na cama", completou.
Durante a tarde e a noite de sábado, dezenas de fãs e curiosos se reuniram diante da casa onde Amy vivia, na Camden Square, para prestar as últimas homenagens. Havia muitos brasileiros.
"Eu não esperava estar aqui e presenciar a remoção do corpo de Amy. Fiquei chocada", disse ao G1 estudante Vitória Cipolla, 28, que testemunhou o momento em que policiais carregaram o corpo de Amy para fora da residência.

  A brasileira Vitória Cipolla, que testemunhou retirada do corpo (Foto: Pedro Caiado/G1) 
A brasileira Vitória Cipolla, que testemunhou
retirada do corpo


 

Fãs cantam 'Back to black' em adeus a Amy Winehouse em Londres; veja

Vestidas como a cantora, amigas de 16 anos fazem homenagem cantada.
G1 esteve na região onde ela morava e encontrou muitos brasileiros.

Entre as dezenas de fãs que foram prestar suas últimas homenagens a Amy Winehouse, em frente à casa onde a cantora foi encontrada morta neste sábado (23), duas jovens britânicas se destacavam ao trocarem as lágrimas por uma cantoria à capela de clássicos do repertório de Amy.
Vestidas de preto, com acessórios e maquiagem que remetiam ao guarda-roupas da popstar britânica, Abigail e Feil, ambas de 16 anos, se descreveram ao G1 como "devastadas" com o ocorrido. "Amy era a nossa maior inspiração", afirmaram, garantindo que passariam a noite em frente à casa de Amy, "enquanto os nossos pés aguentarem".
A poucos metros dali, a adolescente francesa Vivian, de 15 anos, chorava sentada sobre a calçada. "Eu comecei a tocar baixo por causa da Amy. Vim correndo para cá assim que soube", completou a jovem, que está em Londres há apenas três semanas. Para a garota, Amy "sofreu muito com a perseguição dos tabloides e paparazzi".

O brasileiro Victor Almeida (à esquerda) foi ao local com familiares (Foto: Pedro Caiado/G1) 
O brasileiro Victor Almeida (à esquerda) foi ao local
com familiares
Outro brasileiro, Victor Almeida, 18 anos, foi ao local com a família para prestar homenagens a Amy. Ele, que está em Londres para estudar inglês, conta que chegou a assistir ao show da cantora em São Paulo, em janeiro deste ano.
"Fiquei supertriste. Sou um grande fã dela. Cheguei há pouco pois queria ver de perto e prestar uma homenagem", disse Victor.

Fonte: G1

Se quiser ver a respotagem completa, acesse a Globo.com

Notícias do Esporte

Bahia e Coritiba desperdiçam chances e ficam no 0 a 0 em Pituaçu

A maldição continua. No clássico dos tabus em Pituaçu, a escrita foi mantida. Bahia e Coritiba entraram em campo dispostos a quebrar jejuns, porém, ao final dos 90 minutos, nada mudou. Com o empate em 0 a 0, o Bahia segue sem vencer em casa, e o Coritiba ainda não sabe o que é ganhar longe do Couto Pereira - somou, em Salvador, o seu primeiro ponto fora de casa.

Fonte: G1

Tudo isso me lembra há uns anos atrás. O Bahia desceu para a 2ª divisão. Demorou um bocado pra voltar, em 2010, pra 1ª divisão. Suou muito. Os torcedores vibravam, choravam, rezavam, e gritavam: VAAAAAAAI BAHÊEEAAAAA. Em 2011, o Bahia deu uma pequena recaída. Está em risco de ir novamente pra segundona.

Empate sem gols, irritou muito os torcedores baianos. Segundo a G1, deixaram o estádio pedindo demissão do técnico René Simões.

carlos alberto bahia william coritiba (Foto: Wesley Santos / Agência Estado) 
Estreante em Pituaçu, Carlos Alberto não conseguiu ajudar o Bahia a vencer a primeira partida em casa.

 Imagem: G1

Homem que usou o Facebook para perseguir mulheres em 17 estados é condenado

George Bronk, 24 anos, foi condenado a quatro anos de cadeia por usar o Facebook para invadir a conta de mutas mulheres. O morador da Califórnia procurava, nos perfis da rede social, por pistas que o levassem a descobrir as senhas dos emails de suas vítimas.
Bronk foi acusado por invasão, falsidade ideológica e posse de material pornográfico ilegal e sentenciado a quatro anos e seis meses de cadeia. A advogada do acusado disse que seu cliente sentia remorso por tudo que havia feito.


George Bronk (Foto: Huffington Post)George Bronk

Bela Adormecida verdadeira passa 22 horas por dia na cama

A garota inglesa Louisa Ball tem síndrome de Kleine-Levin ou SKL, uma doença incurável. Ela só acorda com a ajuda dos pais. Ela diz que perdeu provas de final de ano, competições, aniversários, e a família. Acorda, come, e depois, dorme. Tudo começou em 2007-2008,quando parecia ser uma gripe normal. O pai levou-a em vários médicos. NADA. Até que no hospital de Los Angeles, diagnosticou a doença!


http://fantastico.globo.com/Jornalismo/GN/foto/0,,53794998,00.jpg


No início, os pais não sabiam o que fazer. Richard Ball conta que levou a filha ao hospital da cidade, mas os médicos não tinham ideia do que se tratava. Ele diz: “Passa tudo pela cabeça de um pai, e eu me perguntava, será que minha filha usou alguma droga?”.

Louise não se incomoda em ser comparada com a princesa dos contos de fadas. Ela quer divulgar a SKL, para quem sabe, ajudar a encontrar a cura da doença.

A história dessa Bela Adormecida não começou com "era uma vez", mas pode terminar com um "felizes para sempre".

Por onde anda a turma do Chaves (SBT)?






http://ego.globo.com/Gente/foto/0,,53781019-GDTV,00.jpg

Esse da esquerda vcs toooooodos conhecem, não? É o Chaves! Mas o que é que a pessoa representada à direita da imagem está fazendo nela? Pois é! Ele é o ator que fazia o Chaves, Roberto Bolaños, 82. Segundo o blog ''Portal SbtIsta'', o ator voltou a trabalhar como produtor e diretor. Ele, recentemente esteve com a peça ''1 y 12'', com a participação de sua parceira.

http://ego.globo.com/Gente/foto/0,,53781072-GDTV,00.jpg

Esse é o Carlos Villagrán, o Quico. Em 1978, teve desavenças com Roberto Bolaños, e por isso deixou o programa. Levou seu personagem até a Venezuela, por achar que não teria problemas com direitos autorais. Foi informado tbm, em postagens daqui do blog, que mudou a caligrafia do Quico para Kiko.

http://ego.globo.com/Gente/foto/0,,53781041-GDTV,00.jpg

Maria Antonieta de las Nieves interpreta Chiquinha. Apesar do fim de Chaves, a atriz continuou fazendo sucesso com o programa ''Aqui está la Chilindrina'', que só teve 20 episódios, e ficou reprisando na tv por cinco anos.  
Em 1995, ela adquiriu os direitos da personagem quando Bolaños esqueceu de renová-los. Por causa disso, os dois iniciaram uma disputa judicial por Chiquinha, que teria sido retomada em 2010. O filho de Bolaños nega, apesar de Antonieta ter declarado que as disputam continuam.
 Em 2006, trabalhou na novela infantil ''Sonhos e Caramelos''.
Em 2011, voltou a atuar na novela ''Amar de Nuevo''



Florinda Meza Garcia, a Dona Florinda: Assim como o marido, Roberto Bolaños, com o término do programa Florinda se dedicou aos bastidores da televisão. Produziu duas novelas e escreveu o roteiro de outras duas, todas para o canal Televisa. No teatro, ficou oito anos em cartaz ao lado de Bolaños na peça “11 y 12”, que ajudou a produzir.


Edgar Vivar, seu Barriga. Fez quatro novelas apenas, inclusive a mais recente: Para Volver a Amar, em 2010. Em 2008 fez uma cirurgia estomacal, e perdeu mais de 70 quilos.




Rubens Aguirre, com o fim de Chaves, continuou atuando ao lado de Maria Antonieta, na série ''Aqui está la Chilindrina''. Trabalhou em novelas até 2004. Até hoje se apresenta como Girafales em seu circo. Sofreu um acidente grave em 2008. Alguns jornais diziam que ele estava falido. Ele disse: ''Não tenho luxos, mas não estou falido''

Os atores que interpretaram: Seu Madruga, D. Clotilde, Godinez e Jaiminho, morreram.
Seu Madruga era interpretado por Ramón Valdés. Morreu em 1988 por câncer no pulmão, causados por fumo excessivo.
Dona Clotilde era interpretada por Angelines Fernández. Morreu em 1994, aos 71 anos de idade, tbm, vítima de fumo em excesso.
Carteiro Jaiminho, interpretado por Raúl Padilla, morreu aos 75 anos, em 1994, vítima da diabetes.
Godinez, interpretado por Horacio Gomez Bolaños, morreu em 1999, em consequência do infarto.
O fato aconteceu um ano antes de o seu irmão lhe preparar uma festa de 70 anos, no ano 2000.