quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

A MORTE DE UM IDEAL

 http://3.bp.blogspot.com/-XIE5ULox8q8/TynKjSGW1OI/AAAAAAAAPGE/ihq-Mnwedh8/s400/m%25C3%25A3e.jpg


Uma das maiores defensoras do parto em casa, a fotógrafa Caroline Lovell de 36 anos, dessa vez não conseguiu provar que sua teoria é a mais correta. Ela morreu no último dia 23, após o nascimento de Zahra, sua segunda filha, em Melbourne, na Austrália. Lovell estava na companhia de parteiras e chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu. A criança, nasceu saudável e passa bem.

Embora a fotógrafa tenha tomado todos os cuidados para que o parto acontecesse em casa, o procedimento teve complicações que ainda estão sendo investigadas. Uma ambulância ainda tentou levá-la para o hospital Austin, mas Caroline morreu no dia seguinte à internação. A explicação mais provável é que ela tenha perdido muito sangue durante o parto.

Além de Zahra, Carolina tinha outra filha, Lulu, de três anos, as duas com o marido Nick. As informações são do jornal britânico "Daily Mail". Segundo o Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês), entre 2000 e 2008, o número de partos residenciais aumentou 54% no Reino Unido. Lá, ao contrário do que acontece na Austrália, as mães contam com assistência da NHS para realizar partos caseiros.

Fonte: Leila Cordeiro

Nenhum comentário: