quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Pai morre baleado por traficante ao tentar defender filho

O comerciante Genésio Cerqueira de Souza, 48 anos, morreu com um tiro no peito ao tentar defender o filho Carlos Cerqueira de Souza, de 19 anos, de disparos efetuados pelo traficante de drogas Juliano Lacerda Monte Alto, 22.

Os crimes aconteceram por volta das 23 horas de terça-feira, 31, na casa das vítimas, localizada no bairro Alto da Colina, em Carinhanha, a 902 km de Salvador. Um amigo da família, Luís Carlos dos Santos Barros, 21, que estava conversando com as vítimas, também foi atingido.

Segundo populares, o criminoso chegou atirando. A polícia civil investiga a motivação, que pode estar ligada à dívida com drogas, segundo uma fonte da delegacia local. Um agente civil informou que pelo menos 10 tiros foram deflagrados por Juliano, que fugiu á pé, deixando para trás uma motocicleta.

Genésio, que teve o corpo transfixado pela bala, foi socorrido e encaminhado ao Hospital Maria Pereira Costa, mas morreu antes de dar entrada no pronto-socorro.

O filho dele, alvejado com cerca de seis tiros no peito, braço e perna e o colega, ferido no peito, estão internados no Hospital Regional de Guanambi, ambos em estado grave. Após a fuga do atirador, um grupo de populares ateou fogo na moto.

Em 28 de julho do ano passado, Juliano foi preso pela Polícia do Cerrado. A ação resultou na apreensão de uma moto Falcon, 300 gramas de crack, R$ 350, dólares, uma corrente em ouro, uma câmara digital e dois aparelhos de celular.
O material, sem comprovação ou procedência, foi encaminhado ao cartório, mas o rapaz foi liberado em seguida. Ele continua foragido.

Fonte: Jornal A Tarde

Nenhum comentário: