domingo, 22 de julho de 2012

Autoridades identificam as 12 vítimas do massacre em cinema dos EUA

Estados Unidos -  As autoridades identificaram neste domingo as 12 vítimas do massacre em Aurora, no Colorado, quando o suspeito James Holmes, de 24 anos, atirou contra uma sala lotada que assistia à estreia do novo filme do “Batman” na sexta-feira. Holmes foi preso logo após o ataque no estacionamento do cinema e se identificou aos policiais como sendo “o Coringa”.
A vítima mais nova é Veronica Moser, uma menina de 6 anos. Ela assistia ao filme com sua mãe, que está em estado grave. A mais velha tinha 51 anos. O ataque feriu outras 58 pessoas e sete correm risco de morte.
As vítimas são Jessica N. Ghawi, 24; Veronica Moser-Sullivan, 6; John T. Larimer, 27; Alexander J. Boik, 18; Jesse E. Childress, 29; Jonathan T. Blunk, 26; Rebecca Ann Wingo, 32; Alex M. Sullivan, 27; Gordon W. Cowden, 51; Micayala C. Medek, 23; Alexander C. Teves, 24; Matthew R. McQuinn, 27.

Foto: Divulgação
Gordon W. Cowden foi uma das vítimas no massacre de Aurora | Foto: Divulgação
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, viaja neste domingo para o Colorado para se encontrar com os familiares das vítimas. Obama declarou cinco dias de luto por causa do incidente e fez um discurso emocionado no dia do massacre. “Minhas filhas vão ao cinema”, disse Obama durante discurso em Fort Myers, na Flórida. “E se Malia e Sasha estivessem no cinema, como tantas crianças fazem todos os dias? Michelle e eu temos sorte porque vamos abraçar nossas meninas mais tarde.”
O incidente em Denver foi o maior ataque a tiros nos EUA desde 2007, quando o estudante Seung-Hui Cho matou 32 pessoas no campus da faculdade de Virginia Tech, antes de se matar. O cinema em Aurora fica a 32 quilômetros da escola Columbine, onde dois estudantes mataram a tiros 13 colegas em 1999.

Armadilha na casa do suspeito

Foto de James Holmes foi divulgada pela Universidade do Colorado | Foto: EFE
Foto de James Holmes foi divulgada pela Universidade do Colorado | Foto: EFE




















No sábado, a polícia conseguiu entrar no apartamento do suspeito James Homes após uma explosão controlada pelo esquadrão anti-bombas. O imóvel estava cheio de armadilhas de explosivos. O esquadrão anti-bombas usou um robô para colocar um tubo - conhecido como 'tiro de água' - perto de um dispositivo explosivo no apartamento. O tiro de água foi então acionado para desativar o explosivo.
Fotos do apartamento, tiradas por uma câmera levada até a janela do terceiro andar, mostraram vidros com munição no chão e "coisas que se parecem com morteiros," disse o chefe de polícia de Aurora, Dan Oates.

O suspeito
James Holmes - que foi preso horas após a matança - foi identificado como ex-estudante da Escola de Medicina de Denver, da Universidade do Colorado, que abandonou o curso em junho. Ele nasceu no Estado do Tennessee em 13 de dezembro de 1987 e é morador de Aurora, a terceira cidade mais populosa do Colorado. Ela fica a cerca de 15 km do centro de Denver e a 32 km do local do massacre na escola de Columbine, que deixou 13 mortos e 24 feridos em 1999.

As informações gloriosas são do site Ig

Nenhum comentário: