domingo, 30 de setembro de 2012

'Guerra dos Sexos' estreia nesta segunda; veja quem é quem

Mariana Ximenes e Gianecchini terão um caso em 'Guerra dos Sexos'. Foto: Luiza Dantas, Jorge Rodrigues Jorge e Pedro Paulo Figueiredo/Carta Z Notícias/TV Press 
Mariana Ximenes e Gianecchini terão um caso em 'Guerra dos Sexos'
 
Mariana Trigo
A eterna queda de braços entre homens e mulheres, que motivou Silvio de Abreu e Carlos Lombardi a escrever Guerra dos Sexos em 1983, se deslocou 30 anos na história. Há três décadas a trama fazia outro sentido. O País ainda estava sob censura, a mulher começava a se destacar no mercado de trabalho e seus direitos e comportamentos iniciavam um processo mais igualitário na vida doméstica e profissional. Hoje em dia, no entanto, focar no equilíbrio entre sexos mais parece "assunto de época" diante de tantos avanços comportamentais femininos em casa e no trabalho. Por isso, o remake que Silvio de Abreu estreia no dia 1º de outubro, na Globo, foca principalmente na modernização das relações e nos avanços tecnológicos, que influenciaram o autor a reescrever grandes trechos da história novamente dirigida por Jorge Fernando. "Essa novela não é um remake. Seria se eu refizesse o que escrevi 30 anos atrás. Parti de uma nova ideia, com mudanças radicais. Reescrevi todos os diálogos. Escrevo muito para atores e o elenco é outro", argumenta Silvio, que volta a trabalhar com Jorge Fernando após 10 anos, desde As Filhas da Mãe. "Vamos estrear com 24 capítulos já gravados. Isso é importantíssimo para o nosso trabalho nos próximos oito meses", salienta Jorge Fernando.
Nesta adaptação, Guerra dos Sexos parte da tragicômica morte dos protagonistas da primeira versão, Charlô e Otávio, vividos na época por Fernanda Montenegro e Paulo Autran. Eles são encontrados mortos em um motel após infartarem simultaneamente em um orgasmo. Com isso, a herança milionária - a mansão e a rede de lojas Charlô's - vai para os sobrinhos, a aventureira Charlô II e o sisudo Otávio II, mais conhecidos como Cumbuqueta e Bimbinho, vividos por Irene Ravache e Tony Ramos. Assim como os tios falecidos, eles não podem vender os bens para fora da família. Com isso, todos os quatrocentões Alcântara Rodrigues e Silva não têm saída, a não ser trabalhar juntos nos negócios. "O Silvio quer que a gente esqueça a primeira versão. Vai ser uma história fascinante e surpreendente", anima-se Tony Ramos.
Com uma profusão de tomadas externas de esportes radicais, mansões de tirar o fôlego, "stock shots" com ares cosmopolitas da capital paulista, a trama não se despe de sua função de comédia rasgada, perfeita para a faixa das sete. Mas parece exagerar no pastelão, com repetidas cenas de tortas na cara e muitas patetices. Mas nada que lembre o tom estridente das antigas empreguetes e suas vassouras como microfones. Dessa vez, o núcleo pobre tem sotaque da Mooca. No bairro, vive boa parte dos personagens, como os bizarros irmãos Nieta e Nenê Stallone, vividos por Drica Moraes e Daniel Boaventura, irmãos pobres de Roberta, personagem de Gloria Pires, que fica viúva e se alia a Charlô na luta entre homens e mulheres na história. "Estou sempre buscando novas oportunidades de fazer uma comédia rasgada e essa novela é isso. Ganhei na loteria!", anima-se Gloria.
Ainda no bairro, mora o charmoso motorista Nando, de Reynaldo Gianecchini, funcionário de Charlô e Otávio. "Dessa vez, meu personagem é romântico, não é pegador. Ele quer casar e ter filhos", adianta Gianecchini, cujo personagem habita a cidade cenográfica inspirada na Mooca. O espaço construído no Projac é repleto de casas geminadas e possui um pórtico com o número 1927, que remete ao período de maior crescimento do bairro, com construções de fábricas e centenas de casarios. No entanto, o que mais chama a atenção na cenografia da trama é a sede da loja Charlô's, também erguida na cidade cenográfica. Com uma fachada de 50 metros de frente, ela foi criada pelos cenógrafos José Cláudio, Eliane Heringer, Fábio Gomes e Claudiney Barino e inspirada em grandes lojas inglesas de departamentos. Bem diferente da primeira versão da trama, quando as cenas da Charlô's eram gravadas no Shopping Eldorado, na capital paulista. "Tudo na loja é real, assim como os materiais e acabamentos", explica Eliane.
Mas o cenário mais suntuoso da trama, sem dúvida, é o requintado castelo de Charlô e Otávio, cujo exterior é gravado em Itaipava. Com o cenário repleto de objetos clássicos, uma biblioteca tradicional, jardins com leões esculpidos em topiaria e mobiliário antigo, a mansão se destaca também pelo living com telas com os rostos de Charlô I e Otávio I - vividos por Fernanda Montenegro e Paulo Autran - em cima da lareira. Durante as cenas, eles chegam a mudar de expressão de acordo com o que acontece na sala da mansão. "Nós também faremos lindas homenagens aos personagens da versão anterior através de flashbacks", avisa Jorge Fernando.

Quem é quem em Guerra dos Sexos
Família Alcântara:
Otávio de Alcântara Rodrigues e Silva, o Bimbinho (Tony Ramos) - Primo de Charlô e herdeiro de Charlô I e Otávio I (interpretados por Fernanda Montenegro e Paulo Autran na primeira versão da trama, em 1983). É machista, implicante com as mulheres, mas apaixonado por Charlô, embora jamais admita. É proprietário de 50% da rede de lojas Charlô's.
Charlote de Alcântara Pereira Barreto, a Cumbuqueta (Irene Ravache) - Prima de Otávio e herdeira de Charlô I e Otávio I (interpretados por Fernanda Montenegro e Paulo Autran na primeira versão da trama). Odeia Otávio. É excêntrica, aventureira e amante de esportes radicais. É proprietária dos outros 50% da rede de lojas Charlô's. Acredita na total superioridade feminina.
Felipe de Alcântara Pereira Barreto (Edson Celulari) - Filho adotivo de Charlô e pai de Juliana e Analú. É um atrapalhado executivo da Charlô's. Tem um caso com Vânia e se apaixonará por Roberta após diversos desentendimentos com ela.
Juliana (Mariana Ximenes) - Filha mais velha de Felipe. É madura, responsável e a principal executiva da Charlô's. Representa a avó na empresa. Tem um caso secreto com Fábio, mas se envolve com Ronaldo. Aos poucos, vai se deixando seduzir por Nando, o charmoso motorista da família.
Analú (Raquel Bertani) - Filha mais nova de Felipe. É noiva de Kiko, mas o abandona na hora do casamento e também se apaixona por Nando.

Empregados da mansão:
Nando (Reynaldo Gianecchini) - Motorista da família Alcântara que só se mete em confusões. É amigo e confidente do patrão, Otávio. Apaixonado por Juliana, se envolverá com Roberta.
Olívia (Marilu Bueno) - Governanta da mansão. Trabalha há gerações para a família quatrocentona, mas é aliada de Charlô. Séria e fiel, vive se dividindo para atender aos patrões.
Baltazar (Ronnie Marruda) - Segurança da casa. Afirma que não quer se meter na guerra entre Charlô e Otávio, mas assume claramente sua postura ao lado do patrão.

Funcionário da rede de lojas Charlô's:
Vânia Trabuco de Morais (Luana Piovani) - Executiva da loja e braço direito de Charlô. Tem um caso escondido com Felipe. Mas acaba se apaixonando pelo rústico Ulisses.
Ulisses da Silva (Eriberto Leão) - Carregador da sede da Charlô's. É apaixonado pela vilãzinha Carolina e o alvo do desejo de Lucilene. Bom caráter, sonha em ser campeão de MMA. Cairá nas garras de Vânia.
Ronaldo (Jesus Luz) - Funcionário da diretoria. Se envolve com Juliana, por quem é apaixonado. É amigo de Fábio.
Leda (Antonia Morais) - Mineirinha que começa a trabalhar na diretoria e disputar espaço com Vânia. Se envolve com Ronaldo.

Família Marinho:
Fábio Marinho (Paulo Rocha) - Bem-sucedido fotógrafo da Charlô's. É casado com Manoela, com quem teve a pequena Ciça. Há anos é amante de Juliana e passa a ser desejado pela ambiciosa Carolina.
Manoela Marinho (Guilhermina Guinle) - Socialite fútil que nem pensa em abrir mão de seu casamento com Fábio. Ciumenta e neurótica, não desgruda do marido. É uma mãe ausente para Ciça.
Ciça Marinho (Jesuela Moro) - Filha de Fábio e Manoela. Doce e meiga, é o xodó do pai, que não se separa porque teme ficar longe da filha.

Positano Sport Club:
Vitorio Leone (Carlos Alberto Ricceli) - Dono da marca de roupas esportivas Positano Sport Club e marido de Roberta. Sofre um infarto fulminante e morre no dia do casamento do filho, que não é concretizado porque a noiva, Analú, não aparece na cerimônia.
Roberta Leone (Gloria Pires) - Viúva de Vitorio e mãe de Kiko. Batalhadora e determinada, decide assumir a fábrica. É mais uma das mulheres que vai se apaixonar por Nando. Vira aliada de Charlô na disputa entre homens e mulheres.
Kiko Leone (Johnny Massaro) - Filho de Vitorio e Roberta, é noivo de Analú, por quem é abandonado no dia do casamento.
Veruska (Mayana Moura) - Secretária da diretoria da Positano, é amante de Vitorio e falsa amiga de Roberta. Se envolve com o excêntrico Nenê.

Vila da Mooca:
Nieta Carneiro (Drica Moraes) - Irmã pobre de Roberta. É meio ranzinza e amargurada por ser pobre, mas é gente boa. É casada com Dinorah e mãe de Carolina, em quem confia plenamente e acredita ser ótima pessoa. É popular e divertida em sua amargura.
Dinorah Carneiro, o Dino (Fernando Eiras) - Casado com Nieta e pai de Carolina, é o braço direito de Roberta na Positano Sport Club, onde trabalha como comprador.
Carolina Carneiro (Bianca Bin) - Lobo em pele de cordeiro. É filha de Nieta e Dinorah. Só pensa em se dar bem na vida. Planeja trabalhar como executiva na Charlô's a qualquer custo. Namora Ulisses, mas almeja Fábio. É falsa, dissimulada e fará tudo para ser bem-sucedida.
Nenê Stallone (Daniel Boaventura) - Estranho irmão de Roberta e Nieta, com quem mora. Trambiqueiro, se envolve com Veruska e só pensa em se dar bem. Vive para cultivar os músculos.
Zenon da Silva (Thiago Rodrigues) - Irmão mais novo de Ulisses. Vive às custas da família e luta MMA para evitar trabalhar. Se envolve com a dissimulada Carolina.

Fonte: T.E.R.R.A

Nenhum comentário: