sábado, 29 de dezembro de 2012

Vida real: três mulheres e como relações afetivas são afetadas pelo Alzheimer

Jornal do Brasil (Hel. Tol.) - Fiquei sabendo que, ao responder 30 vezes sobre como foi expor sua vida familiar na peça O lugar escuro - adaptação de seu livro homônimo lançado em 2007, com estreia dia 4 de janeiro, no Espaço SESC Copacabana -, a escritora Heloisa Seixas responde: "Claro que o autor se expõe ao escrever algo autobiográfico. Mas acho que estive muito mais exposta quando escrevi os livros anteriores, porque quando se escreve ficção, você se mostra através da fantasia – e aí não tem controle".
Assim como Heloisa, eu, também uma Heloisa, sei bem o que é ter um familiar com Alzheimer, doença que é o ponto de partida para as discussões em cena. Perdi uma tia muito amada, há alguns anos, depois de conviver com a doença por mais de 20 anos. Mas, vamos em frente... As consequências dessa descoberta e a forma como a doença afeta impiedosamente as relações familiares são o tema da peça, que tem direção de André Paes Leme. Através de diálogos fortes, Heloisa mostra como a degradação física e mental de sua mãe, provocada pelo Alzheimer, afetou a tudo e a todos da família.
As atrizes Camilla Amado, Clarice Niskier e Laila Zaid vão se embrenhar em fatos e emoções que escancaram a dura realidade de quem tem de conviver com um portador de doença degenerativa.
"Essa é uma peça em que eu atuo em estado de comoção. Ela me faz entrar em contato com as memórias da minha própria família. Não há como não se emocionar", diz Clarice Niskier, que vive o papel de Heloisa na peça.
Camilla Amado, que interpreta a senhora com Alzheimer, usa a filosofia para resumir sua participação: "Nietzsche define a tragédia como um susto que só o sublime, a beleza, domesticam. E a comédia, ele define como um alívio do nojo do absurdo do ser. Com essa peça, espero levar alívio e beleza aos que passam por esse tipo de situação".
Já Laila Zaid, a jovem de 21 anos, que assiste a história entre a avó e a mãe, comenta: "A juventude da minha personagem permite a ela uma leveza e um afastamento em relação à situação. No entanto, não a liberta de passar imune ao medo de sua própria loucura".
O lugar escuro: Laila, Camilla, Clarice, Heloisa e André
O lugar escuro: Laila, Camilla, Clarice, Heloisa e André

Nenhum comentário: