quinta-feira, 16 de agosto de 2012

'Avenida Brasil': Suellen desmascara Nazira (O Clone)

Eternamente Nazira.

'Avenida Brasil': Nina e Max (Travestis)

Aprende com o Ronaldinho, Max.

Entenda o tratamento do câncer de Hebe

São Paulo -  Tanto o câncer quanto o tratamento utilizado para combatê-lo (principalmente a quimioterapia) podem trazer como sequelas dificuldades severas na alimentação.
 Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Principalmente em estágio avançado, o tumor “rouba” nutrientes essenciais do paciente e frequentemente é preciso interna-lo para fazer a reposição, de forma artificial, das substâncias perdidas.
Este procedimento é chamado de “suporte metabólico” ou “suporte nutricional” e está sendo oferecido à apresentadora Hebe Camargo , 83 anos, internada – sem previsão de alta – no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.
Desde janeiro de 2010, Hebe enfrenta um câncer no peritônio, localizado nas membranas que revestem o intestino. Anteriormente, ela já havia sido hospitalizada por conta de obstruções intestinais que impediam a digestão e a absorção completa dos nutrientes contidos nos alimentos.
“Além de dificultar o processo digestivo, em alguns casos, a doença também provoca náuseas e vômitos. Além disso, o câncer pode alterar o paladar, causando gosto metalizado na boca e intolerância aos sabores doces”, explica nutricionista especializada em oncologia do Hospital A.C Camargo, Thais Manfrinato Miola.
“Tudo isso dificulta a alimentação e, em alguns casos, provoca desnutrição. Em quadros mais avançados, é preciso internar o paciente para fazer o suporte metabólico. As substâncias oferecidas ao corpo de forma artificial (ou pela veia ou pelo nariz) são definidas de acordo com as necessidades de energia individuais. É preciso não comprometer o intestino, caso haja alguma obstrução, mas garantir que os nutrientes cheguem à circulação sanguínea do paciente”, completa a especialista.
Segundo explica o oncologista da rede Oncomed, Leandro Ramos, o suporte nutricional é necessário, especialmente, em estágios avançados da doença.
“É o momento em que o câncer deixa de ser o foco do tratamento e os médicos se empenham em tratar do paciente em si”, diz ele.
A nutricionista Thais reforça que a alimentação é peça chave na recuperação do doente de câncer, pois reforça o sistema de defesa do organismo. A alimentação artificial, apesar de necessária, só é permanente em casos extremos.
“Normalmente, o suporte nutricional é provisório e pode ser até complementar à alimentação normal. Após a reposição de nutrientes, o paciente volta a se alimentar de forma gradativa, começando pelos líquidos, seguindo para os pastosos e finalmente voltando às comidas sólidas.”
O câncer no peritônio, que acomente Hebe, é considerado raro pelos especialistas . A incidência desta doença no País é de 5 casos para cada 100 mil habitantes. Para efeitos de comparação, a taxa de câncer de mama no Brasil é de 52 casos a cada 100 mil pessoas, ou seja, dez vezes mais recorrente.

Fonte: Jornal O Dia

'Avenida Brasil': A Mentira de Carminha

Simples assim, Tufão.

'Avenida Brasil': Conselhos de Nina

Até onde você iria por vingança?

Crise externa fez piorar percepção sobre AL, diz FGV

O agravamento do quadro de crise internacional foi o principal responsável pela piora generalizada na percepção em relação à economia na América Latina ao longo do segundo trimestre apontada pelo Índice de Clima Econômico (ICE) da América Latina.
Na avaliação da economista Lia Valls, coordenadora do Centro de Estudos do Comércio Exterior do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da FGV, as revisões das projeções de crescimento econômico global guiaram a queda do ICE da América Latina de julho para 4,8 pontos ante os 5,2 do primeiro trimestre. O ICE da América Latina vinha de duas altas, em janeiro e abril. Os 4,8 pontos de julho estão também abaixo da leitura de julho de 2011, quando o indicador registrou 5,6 pontos.
"Há uma piora na maioria dos países (da América Latina)", afirmou Lia, em entrevista nesta quinta-feira. "Em abril, estávamos num momento em suspenso, quando parecia que poderia haver uma recuperação. Agora, está claro que essa recuperação não vai acontecer neste ano", completou a economista, ressaltando que a perspectiva de crescimento pior não está mais restrita aos países desenvolvidos em crise, mas atinge também os emergentes.
Agora, o indicador trimestral, elaborado pela FGV em parceria com o instituto alemão Ifo, sinaliza para a possibilidade de recessão na América Latina, pois os dois índices que compõem o ICE - o Índice da Situação Atual (ISA), em 4,9 pontos, e o Índice de Expectativas (IE), em 4,6 pontos - ficaram abaixo de 5 pontos, limite entre o que o estudo considera como situação "favorável"e "desfavorável".
Na pesquisa global, coordenada pelo Instituto Ifo, o ICE Mundial recuou de 5,3 pontos para 4,7 pontos, também após dois trimestres consecutivos de alta. Na União Europeia, o ICE caiu de 4,9 pontos em abril para 4,4 pontos, em julho. O recuo do ICE na Alemanha chamou atenção, passando de 6,4 pontos para 5,4 pontos, na mesma base de comparação. Nos Estados Unidos, a queda foi de 5,7 pontos para 4,6 pontos.
Apesar de um forte recuo, de 6,2 pontos, em abril, para 5,2 pontos, em julho, o ICE do Brasil segue acima do limite de 5 pontos e é o melhor dentro do grupo Bric. O índice da China ficou em 5,0 pontos, o da Rússia, em 4,5 pontos e o da Índia, em 5,0 pontos. A pesquisadora da FGV destacou, porém, que a tendência para o Brasil é de queda. "A situação é favorável (acima de 5 pontos), mas com tendência de queda e muito moderadamente otimista", resumiu Lia.
O ICE do Brasil é puxado para cima pelo IE - que mede expectativas para os próximos seis meses -, com 5,9 pontos em julho frente os 6,7 pontos de abril. Já o ISA do Brasil recuou de 5,6 pontos para 4,5 pontos. Segundo Lia, a pior percepção em relação à situação atual reflete o pessimismo com a atividade econômica no primeiro semestre, marcado pela estagnação e por revisões na previsão de crescimento para o ano.

Fonte: Portal A Tarde

Carminha é retirada de palco pelo filho que não aguentava vê-la cantar em 'Avenida Brasil'


País criou 142.496 empregos formais em julho, diz Caged

O saldo líquido de empregos formais criados no mês de julho foi de 142.496 postos, segundo informou, nesta quinta-feira, o Ministério do Trabalho e Emprego, com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O resultado corresponde à admissão de 1.753.241 empregados com carteira assinada e ao desligamento de 1.610.745 trabalhadores. As 142.496 vagas criadas no mês passado também representam uma alta de 1,37% sobre o resultado apurado em julho de 2011, de 140.563 vagas formais. No acumulado do ano até julho, o saldo liquido de empregos ficou em 1.232.843 postos. Os dados são sem ajuste, ou seja, não incluem as informações passadas pelas empresas fora do prazo.

Fonte: Portal A Tarde

'Avenida Brasil' - A Relação de Max e Nilo no Dia dos Pais

'Avenida Brasil': Nina e Carminha

'Avenida Brasil' e seus signos

Pela segunda vez, 'Da Cor Do Pecado' será a nova substituta de 'Chocolate com Pimenta'

 
 
A falecida autora de novelas 'Ivani Ribeiro' perdeu o título de ser a única autora de novelas a ter direito a reprise duas vezes.
Pois, depois de 'Walcyr Carrasco', 'João Emanuel Carneiro' pinta na área no horário da tarde, com a novela as 19h que mais fez sucesso: 'Da Cor do Pecado'.
Estreiando em 2004, a novela conseguiu uma média de 43 pontos de audiência.
Mais tarde, em 2007, entrou no 'Vale A Pena Ver de Novo', com uma audiência de 19 pontos.
Contou com os atores Reynaldo Gianecchini, Taís Araújo, Giovanna Antonelli, Lima Duarte, Cauã Reymond, Caio Blat, Rosi Campos e Aracy Balabanian.
A estréia terá propaganda dia 10 de setembro.

Congresso do Ministério Público foi aberto nesta quinta (16)

Cerca de 700 Membros de todos os Ministérios Públicos do País participaram, nesta quinta-feira (16 de agosto), da abertura do 1º Congresso Internacional do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público de Estados e da União (CNPG). Esta é a primeira vez que o MP promove um intercâmbio de cooperação jurídica internacional, para troca de informações na área criminal.

O objetivo do intercâmbio é o fortalecimento da Instituição. O Procurador-Geral do Tribunal Penal Internacional da ex-Iugoslávia, Serge Brammertz, participou do evento, além do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, entre outras autoridades.

Na abertura, o presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG) e Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Lopes repudiou à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que retira o poder de investigação do Ministério Público.

Cláudio Lopes também defendeu uma ampla mobilização contra a aprovação da PEC 37, a qual considera uma afronta à democracia e ao direito de segurança dos cidadãos: “Se aprovada, impedirá o MP de investigar e proteger a sociedade de eventuais desmandos e omissões policiais”, concluiu.

Durante os dois dias de evento, serão abordados temas atuais como combate ao crime organizado, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, tráfico de drogas e de seres humanos e pirataria, além da assinatura de acordos e convênios internacionais de cooperação para investigações. Estarão presentes integrantes do Ministério Público da França, Portugal, Itália e Espanha e representantes da Instituição nos Estados Unidos e na Argentina. 

Fonte: Terceira Via

Onda de atentados mata 32 e fere dezenas no Iraque

BAGDÁ, 16 Ago (Reuters) - Pelo menos 32 pessoas morreram em mais de dez explosões e em diversos tiroteios em vários pontos do Iraque nesta quinta-feira. Ninguém assumiu a autoria dos ataques, que marcam uma intensificação da violência depois da saída das tropas norte-americanas, em dezembro.

No pior ataque pelo menos 11 pessoas foram mortas e mais de 40 ficaram feridas quando um carro-bomba explodiu perto de uma sorveteria no bairro de Sadr City, em Bagdá, num momento em que os iraquianos encerravam o período diário de jejum, como parte do feriado sagrado muçulmano do Ramadã.

As suspeitas, no entanto, recaem sobre o Estado Islâmico do Iraque, "filial" local da rede Al Qaeda, que tem conseguido incentivo moral --e também algumas armas e dinheiro adicionais-- por causa do afluxo de combatentes e verbas para a vizinha Síria, segundo especialistas.

Os insurgentes iraquianos assumiram a autoria de vários ataques em junho e julho, e tentam reconquistar territórios perdidos durante uma longa guerra contra soldados dos Estados Unidos.

A segurança no Iraque foi reforçada para o final do mês islâmico do Ramadã, na semana que vem, período em que analistas dizem que os insurgentes podem tentar realizar um ataque de grandes dimensões.

Horas antes do ataque em Sadr City, um carro bomba matou 6 civis e feriu 28 no bairro de Husainiya, de maioria xiita e também em Bagdá, segundo fontes policiais e hospitalares. Outro carro-bomba matou um e feriu nove pessoas em Taji, ao norte da capital.

Em Kirkuk, 250 quilômetros ao norte de Bagdá, quatro carros-bombas mataram duas pessoas e feriram 18, segundo fontes policiais e hospitalares.

Em Baquba e Falluja, ataques a postos de controle policiais mataram 6 policiais e feriram 13, segundo fontes da polícia e de hospitais.

Outras cidades também registraram explosões e tiroteios.

(Reportagem de Kareem Raheem, em Bagdá; de Mustafa Mahmoud, em Kirkuk; de Jamal al-Badrani, em Mosul; de Fadhil al-Badrani, em Falluja; e de Ali Mohammed, em Baquba)

'Militantes, juntem farinha para o pão de crianças esfomeadas',dispara Lady Gaga

Após ser chamada de 'traidora' por um dirigente da PETA, famosa organização não-governamental que luta contra o uso de peles no mundo da moda, Lady Gaga decidiu reagir às acusações, por conta de algumas fotos em que foi vista utilizando peças confeccionadas, supostamente, com peles originais de animais.
Como no cartaz do filme  'Machete', em que surge coberta pela carcaça de um lobo." Vocês veem uma carcaça, eu vejo uma peça resistente de museu. Respeito seu ponto de vista, mas respeitem o meu, por favor", ponderou a cantora.
Lady Gaga, coberta por uma carcaça de lobo, no cartaz do filme 'Machete': nova polêmica
Lady Gaga, coberta por uma carcaça de lobo, no cartaz do filme 'Machete': nova polêmica
Em seu texto, Lady Gaga ratifica seu respeito pela luta da ONG: "Sempre apoiei suas filosofias sobre a vida. Prefiro não comentar se as peles que compro e uso são verdadeiras ou falsas", comentou, logo depois completando sua mensagem com um 'recadinho' bem direto. "Militantes, juntem farinha para fazer pão para as crianças esfomeadas", finalizou.

Fonte: Heloísa Tolipan

Bafo: Kristen Stewart não se sente tão culpada por traição, diz site

Segundo o site TMZ, Kristen Stewart, de 22 anos, está furiosa com a forma que a traição a Robert Pattinson  tem repercutido na mídia. De acordo com fontes próximas a atriz, Kristen se considera um pouco vítima nesse caso, já que o diretor de cinema Rupert Sanders, homem com o qual ela traiu o seu namorado, é 19 anos mais velho que ela. Além disso, a Bella da Saga Crepúsculo teria comentado o fato de os dois, ela e Rupert, já terem trabalhado juntos em Branca de Neve e o Caçador e estarem prestes a entrar em estúdio novamente para gravar a sequência do filme. Ou seja, ele "teria poder sobre ela".
Kristen também argumentou que não é a pessoa mais errada nesta situação. A atriz acredita que, sim, não deveria ter traído Pattinson, seu namorado de 3 anos, mas que Rupert está em piores lençois, por ser casado e ter dois filhos. Ainda segundo fontes ligadas à Kristen, ela teme que essa traição prejudique a sua carreira, brilhante até o momento.
Bafo: Kristen Stewart não se sente tão culpada pela traição! 
Bafo: Kristen Stewart não se sente tão culpada pela traição!

Fonte: Heloísa Tolipan

Taylor Swift desbanca recorde de Lady Gaga com novo single

Taylor Swift é novinha, uma menina doce, delicada, mas de boba e fraca não tem nadinha! A moça já tirou o título de Melhor Clipe do Ano das mãos de Beyoncé, no VMA de 2009 (prêmio que irritou Kanye West a ponto de fazer o rapper subir ao palco e arrancar o microfone da mão da lourinha só para dizer que a Baby B merecia mais o troféu do que ela, você lembra), já laçou ótimos partidos como John Mayer e Jake Gyllenhaal, e , agora, tirou um dos recordes de Lady Gaga.
Taylor lançou seu novo single, We are never getting back together, na noite de segunda-feira (13) e, em apenas 50 minutos, a faixa foi parar no primeiro lugar das músicas mais vendidas do iTunes nos Estados Unidos. A medalha de ouro da corrida até o topo das vendas do iTunes, até então, era da Mother Monster, que, ao lançar Born this way, levou pouco mais de duas horas para chegar ao primeiro lugar.
E aí, quem vai chamar Taylor de bobinha agora?
Taylor Swift agradece a preferência e todos os recordes e prêmios conquistados
Taylor Swift agradece a preferência e todos os recordes e prêmios conquistados

Fonte: Jornal do Brasil (com Heloísa Tolipan)

Em busca de audiência, Globo coloca Fátima Bernardes para dançar 'kuduro'!

A vida de 'Encontro', programa apresentado por Fátima Bernardes  na Globo, continua dura, com batalhas diárias por resultados no Ibope ainda abaixo do esperado pela direção da emissora antes da estreia do programa. Mas, aos poucos, vamos assistindo  a uma transformação que, no futuro, pode produzir resultados mais efetivos nos índices de audiência da atração.
O fio condutor da estratégia é, basicamente, popularizar a imagem de Fátima, deixando para trás sua aura de 'sóbria jornalista por detrás da bancada do telejornal mais importante do país', como ficou conhecida do grande público.
Oi, oi, oi! Fátima Bernardes se joga no 'kuduro': popularização da apresentadora
Oi, oi, oi! Fátima Bernardes se joga no 'kuduro': popularização da apresentadora
Como exemplo maior desta jogada, nada melhor que a edição de hoje (16) de 'Encontro': até dançar 'kuduro' Fátima Bernardes dançou, com seus cabelos mais cacheados que o normal, transmitindo uma sensação menos austera e mais descontraída em relação à apresentadora.
Até mesmo sua intimidade com William Bonner  foi exposta, algo inimaginável até pouco tempo, ao pensarmos no casal 20 do jornalismo brasileiro.: no ar, Fátima confessou (aproveitando a pauta do programa, sobre inesquecíveis trilhas sonoras de novelas, com direito a Roupa Nova e Elba Ramalho em cena) que 'Oceano', de Djavan,  a faz lembrar da primeira viagem que fez com o marido. Pois é, cada vez mais Fátima está se tornando Fatinha. Será que o público vai, finalmente, abrir um espacinho no sofá para Fatinha se sentar?

De Heloísa Tolipan, para o Jornal do Brasil.

A Unasul tem de apoiar o Equador na briga com a Inglaterra por Assange

Este é o momento para que a unidade sul-americana deixe a retórica para tornar-se realidade. Cabe ao continente manter-se ao lado do povo equatoriano, na defesa de sua soberania política. A consolidação da Unasul se impõe, e com urgência. Diante da ameaça aberta do governo britânico, de invadir a Embaixada do Equador em Londres, o governo de Quito, pelo seu chanceler, declarou que confirma o asilo concedido a Julián Assange em seu território (que se estende ao recinto modesto de sua embaixada junto ao Reino Unido).
Os ingleses, em sociedade com os Estados Unidos, ainda se consideram senhores do mundo. O criador do WikiLeaks se encontra sob a ameaça de ser entregue ao governo norte-americano. Os ianques querem vingar o fato de que Assange tornou transparentes suas intrigas e seus crimes.
A nota do governo britânico, entregue anteontem à embaixadora do Equador, é ameaça clara e brutal ao Equador. O aide-mémoire,entregue à embaixadora Ana Albán, convocada ao Foreign Office para recebê-lo, é objetivo em sua crueza:
 “Devemos reiterar que consideramos o uso continuado de instalações diplomáticas, desta maneira, incompatível com a Convenção de Viena e insustentável, e que já deixamos bem claro suas sérias implicações em nossas relações diplomáticas. Devem estar conscientes de que há uma base legal no Reino Unido — a Lei sobre Instalações Diplomáticas e Consulares, de 1987 — que nos permitiria agir para prender o senhor Assange nas instalações atuais da Embaixada”.
É preciso deixar claro que a Convenção de Viena, de 1962, proíbe claramente essa invasão dos locais diplomáticos, conforme seu artigo 22:
“1 — Os locais da Missão são invioláveis. Os agentes do Estado acreditado não poderão neles penetrar sem o consentimento do chefe da Missão.
“2 — O Estado acreditado tem a obrigação especial de adotar todas as medidas apropriadas, para proteger os locais da Missão contra qualquer intrusão ou dano, e evitar perturbações à tranquilidade da Missão ou ofensas à sua dignidade.
“3 — Os locais da Missão, em mobiliário e demais bens neles situados, assim como os meios de transporte da Missão, não poderão ser objeto de busca, requisição, embargo ou medida de execução”.
Nenhuma lei interna de país aderente à convenção internacional dessa magnitude, pode sobrepor-se ao Tratado. Nos 50 anos de sua vigência, isso nunca ocorreu. O governo equatoriano não tinha outra atitude, a fim de resguardar a sua soberania, que não fosse tornar, de jure, o asilo de fato que concedera a Assange.
Há momentos em que todos os cidadãos honrados de uma nação se tornam um só homem, aquele que, sob sua delegação, chefia o Estado. A decisão de Rafael Correa, exposta por seu chanceler Ricardo Patiño, é a mesma que qualquer país latino-americano que se preze tomaria.
Nós temos uma tradição histórica na concessão de asilo diplomático, que é invariável: não se discute o comportamento do perseguido, mas a sua condição humana e o perigo, a juízo do país concedente, de que o postulante seja submetido a tratamento cruel, ou à pena de morte. Foi assim que o governo democrático brasileiro não titubeou em conceder asilo ao ditador Alfredo Stroessner, em 1989, durante a Presidência de Sarney.
Se nós, brasileiros, não tivéssemos outras razões para guardar reservas contra os ingleses, há uma, poderosa. Em seu livro The rise and fall of the British Empire (Londres, 1995, página 5), o historiador britânico Lawrence James registra, como um dos primeiros episódios da ascensão de seu país ao domínio do mundo, o assalto cometido por George White, de Dorset, dono do veleiro Catherine, de 35 toneladas, armado de cinco canhões e avaliado em 89 libras, segundo o autor. Em 1590, White se apoderou de três cargueiros brasileiros, em alto-mar, desarmados e sob bandeira espanhola, roubando sua carga avaliada em 3.600 libras. Encorajado com o resultado do roubo, vendeu o Catherine, comprou navio mais poderoso e continuou a saquear navios brasileiros e do Caribe, sempre indefesos.
A Inglaterra confia na força, mas a História nos mostra que a melhor forma de garantir, com honra, a própria soberania, é a de respeitar a soberania e a honra dos outros.
Quando encerrávamos estas notas, o chanceler britânico William Hague declarou que seu governo não invadirá a embaixada do Equador. Como se começa a ver, a ameaça foi um ato de arrogância contra um país desarmado. 

Dilma abrirá concessão do Galeão a empresários até outubro, diz Cabral

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, ao participar da abertura do 1º Congresso Internacional do Conselho Nacional dos Procuradores Gerais (CNPG), anunciou para setembro ou outubro a definição da presidente Dilma Rousseff em torno da concessão da gestão do Aeroporto Internacional do Tom Jobim, o Galeão.
Segundo ele,  a presidente "está convencida que há necessidade de uma mudança de gestão. A Infraero e o ministro da aviação também concordam com isso, então não há nenhuma divergência dentro do governo sobre a questão”.
Na quarta-feira (15), a presidente Dilma divulgou um pacote de investimentos da ordem de R$ 133 bilhões nos próximos 25 anos em rodovias e ferrovias, através de concessões à iniciativa privada.
Para Cabral, tornar o espaço aeroviário em concessionado é um benefício para o Estado, porque daria mais "agilidade" aos serviços:
"Não tenho nenhuma interferência sobre esse processo a não ser clamar para que o Galeão seja concessionado. É o que venho fazendo desde 2008. A situação dos aeroportos é um atraso muito grande. Infelizmente, o Brasil perdeu muito tempo e seus aeroportos poderiam estar muito mais adequados ao tamanho do país, em função de uma questão ultrapassada por culpa da lógica da gestão. A concessão vai dar flexibilidade e agilidade".
Cabral defendeu as concessões à iniciativa privada como o governo está se dispondo a autorizar. Segundo ele, “toda vez que você sai do regime da lógica de compras do estado e passa para o privado, o Estado passa a ser um parceiro que se beneficia disso e, ao mesmo tempo, tem o papel controlador e regulador, a agilidade é muito maior nos serviços como portos, aeroportos, estradas".
O governador confirmou que o ex-presidente Luis Inacio Lula da Silva gravará propaganda eleitoral na campanha de reeleição do prefeito do Rio Eduardo Paes.  Além dele, também apoiará a candidatura a presidente Dilma Rousseff. Cabral, no entanto, não revelou a data em que se dará o encontro.

Fonte: Jornal do Brasil

16 de agosto de 1977: Morre Elvis Presley, o rei do rock

Morre o rei do rock Elvis Presley. Jornal do Brasil: Quarta-feira, 17 de agosto de 1977

Em 16 de agosto de 1977 o trono do rock ficou vazio: o rei, Elvis Presley, 42 anos, morreu em casa, nos Estados Unidos. O corpo do cantor foi encontrado desacordado no chão do seu quarto, à tarde, pela namorada Ginger Alden, a qual levou-o para o hospital. Lá, foi constatada a morte do ídolo da juventude mundial.

Elvis Aron Presley nasceu em 10 de abril de 1936 em Tupelo, no Mississipi. Foi o sobrevivente de dois gêmeos, e depois do parto sua mãe tornou-se incapaz de gerar mais filhos. O futuro rei do Rock canalizou então todo o afeto dos pais. Morou com eles em condições precárias por bastante tempo, mas tudo mudaria para ele - e para a indústria americana do disco... A carreira de Elvis começou por acaso, em 1954, quando, por apenas quatro dólares, entrou numa pequena gravadora em Memphis e gravou seu primeiro disco para dar de presente à sua mãe. Desencadeava-se o processo que revolucionaria o show-business e transformaria aquele jovem em pouco tempo no maior vendedor de discos da história.

Filho único e mimado pelos pais, Elvis nunca estudou música, mas passou a infância inteira ouvindo cantores caipiras e intérpretes de blues no rádio, já que sua mãe não o deixava passar muito tempo longe da sala. Quando garoto cantava na igreja, mas sua voz nunca se destacou dos demais. Sua vida, no entanto, estava prestes a mudar, quando o jovem de costeletas e topete gravou o disco para presentear à Sra. Presley.

Você tem uma voz incomum, deixe seu endereço que quem sabe um dia alguém te procura”, disse o controlador da mesa de som. Após um ano um agente da gravadora o chamou para gravar Without You. Elvis não conseguiu o resultado que o agente queria com a balada, mas no intervalo das gravações, dedilhou na guitarra uma música que tocava no rádio, de uma maneira original, completamente diferente do que se costumava ouvir na época. Dessa forma, o agente colocou-o para cantar I Don't Care if the Sun Don't Shine e Blue Moon of Kennedy. As faixas foram vendidas numa coletânea de outros cantores, regionalmente. Em apenas uma semana, 7 mil cópias do álbum foram vendidas.
Elvis Presley. Reprodução

Um ano depois, o “cantor esquisito do Tennessee” já estava nas paradas de Nova Iorque. Em 1956, fechou contrato com a gravadora RCA, que lançou seu álbum solo Heartbreak Hotel, o qual vendeu dois milhões de cópias em pouco tempo. Elvis virara um ídolo dos jovens, despertava paixões fulminantes nas meninas e era admirado pelos rapazes. Em suas apresentações, o público dançava animado o ritmo eletrizante e frenético, entoado pela voz rouca do cantor que, rapidamente, foi coroado como Rei do Rock
 
Fonte: Hoje na História

Pedra Branca ganha primeira unidade de policiamento ambiental do Rio

O Governo do Estado inaugurou, nesta quarta-feira (15), a primeira Unidade de Polícia Ambiental (UPAm) do Rio de Janeiro, no Parque Estadual da Pedra Branca, em Jacarepaguá. Inédita no país, a UPAm é uma iniciativa das secretarias do Ambiente e de Segurança com o intuito de intensificar o combate aos crimes ambientais no estado.
Com 38 policiais militares oriundos do antigo Batalhão de Polícia Florestal, a Upam irá atuar em três frentes de trabalho: no combate aos crimes ambientais dentro da Unidade de Conservação; no entorno do parque, em ações de prevenção a delitos ambientais; e na região onde o parque está situado, como por exemplo, no apoio às ações de repressão a delitos ambientais deflagradas pela Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais (CICCA), órgão da Secretaria de Estado do Ambiente.
- A Unidade de Policiamento Ambiental tem o objetivo de combater, por exemplo, o desmatamento, a exploração ilegal de areais, invasões, queimadas e o tráfico de animais silvestres - explicou o secretário secretário do Ambiente, Carlos Minc, durante a solenidade de inauguração.
Até o final do ano, serão implementadas mais quatro Unidades de Policiamento Ambiental (UPAm) nos parques estaduais de Ilha Grande; no Sul Fluminense; da Tiririca, em Maricá; dos Três Picos, na Região Serrana; e do Desengano, no Norte Fluminense.
- Além de garantir a segurança e a repressão aos crimes ambientais, as UPAms também servirão para estimular atividades que gerem empregos verdes. As UPAms irão nos auxiliar a incentivar a prática do ecoturismo, por exemplo. Em quatro anos, o nosso objetivo é quadruplicar o número de visitantes nos nossos parques, passando de 220 mil para 800 mil. Essa iniciativa também vai nos ajudar a aumentar a área protegida de Mata Atlântica - disse o secretário, lembrando que, desde a criação da Lei do ICMS Verde, em 2008, as áreas municipais protegidas dobraram, passaram de 105 mil para 220 mil hectares.
Empossado comadante do Comando de Polícia Ambiental (antigo Batalhão de Polícia Florestal), o coronel João Silvestre de Araújo elogiou a inciativa.
- Estamos inaugurando hoje a primeira de uma série de UPAms que queremos implementar no Estado do Rio. A iniciativa é inspirada na bem sucedida experiência das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) - disse ele, ressaltando que os 38 policiais militares ficarão sob o comando do capitão Diego de Oliveira, formado em Direito e que está na Polícia Militar há dez anos.
Para o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), André Ilha, a escolha do Parque Estadual da Pedra Branca para receber a primeira UPAm tem caráter simbólico.
- O parque da Pedra Branca é considerado a maior floresta urbana do mundo e, por ser pressionada em todas as suas vertentes pelo crescimento da cidade do Rio de Janeiro, o parque acaba sofrendo muitas espécies de delitos ambientais: invasões, queda de balões, desmatamento etc. que agora terá uma repressão mais expressiva com a instalação da Unidade de Policiamento Ambiental. Outro projeto muito importante do Governo do Estado é o serviço dos guarda parques que irão atuar, por exemplo, na prevenção e no combate a incêndios florestais. São 220 guarda parques selecionados por concurso que agora passarão por um treinamento - disse ele.
Para o chefe da Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais (Cicca), órgão da Secretaria de Estado do Ambiente, José Maurício Padrone, as UPAms terão papel fundamental nas ações para reprimir crimes ambientais.
- Os policiais que atuam nas UPAms irão nos auxiliar nas nossas ações nas regiões onde essas unidades serão instaladas. Desta forma, poderemos intensificar as nossas operações - afirmou.

Fonte: Jornal do Brasil

Após traição da namorada, Robert Pattinson promove 'Cosmopolis' em NY

Após a traição da namorada, Robert Pattinson compareceu a mais um evento em Nova York, nesta quarta-feira, para promover seu novo filmeCosmopolis. Ao contrário das fotos da última terça-feira (14), que mostraram o ator sério e abatido, Pattinson pareceu estar mais descontraído nas novas imagens.
O evento foi organizado pelo The New York Times e reuniu, além do ator, o diretor do filme, David Cronenberg.
Os dois falaram sobre o filme e posaram para os fotógrafos. Em Cosmopolis, Robert Pattinson vive um jovem gênio milionário, que passeia em uma limousine em busca do corte de cabelo perfeito.

Fonte: Jornal Do Brasil

A Rainha do Pop chega aos 54 anos cheia de gás

 Ficheiro:Madonna 1990 cropped.jpg

Ela tem o mesmo nome da representação artística da Virgem Maria, mãe de Jesus Cristo. Na prática, porém, são personagens bem distintas. Noiva, virgem, mãe, corajosa, loira, morena, ruiva, sexy, ambiciosa, segura de si, ícone, diva, famosa por seus amores. Madonna Louise Veronica Ciccone faz 54 anos hoje (16) e mostra que tem fôlego para reinar, absoluta, por muito tempo.
A cantora, que já se apresentou duas vezes no Brasil, volta ao país com seu novo espetáculo, MDNATour, nos dias 2 de dezembro (Rio, na Cidade dos Atletas), 4 e 5 de dezembro (Sao Paulo, no Estádio Morumbi) e dia 9, em Porto Alegre, no Estádio Olímpico. Os shows têm gerado muita expectativa por conta da superprodução e de suas atitudes, como strip-teases e vídeos com mensagens políticas. A procura tem sido grande e alguns setores já estão esgotados
Além de cantora, é compositora, atriz, empresária, escritora e produtora musical nasceu em 1958, em Bay City, no estado de Michigan, Estados Unidos. Desde cedo se aproximou das artes, nas aulas de piano e dança. Em 1977, deixou a Universidade de Dança e foi atrás de seu sonho: virar uma estrela. Fez backing vocal na banda do cantor francês Patrick Hernandez, realizou seu primeiro filme, A Certain Sacrifice, tocou bateria no conjunto The Breakfast Club. Everybody, seu primeiro single, foi lançado em 1982, e no ano seguinte veio o primeiro álbum, Madonna.
Com personalidade e atitude, a popstar fez sucesso ao longo de seus 30 anos de carreira com os discos Like a Virgin (1984), True Blue (1986), Like a Prayer (1989),  Erotica (1992), Bedtimes Stories (1994), Ray of Light (1998), Music (2000), American Life (2003), Confessions on a dance floor (2005), Hard Candy (2006) e MDNA (2012). Cada um deles com um visual, contexto e polêmicas diferentes.
Madonna sempre falou com naturalidade sobre temas que mexem com as estruturas da sociedade. Religião, sexo, política, causa gay. Abusou de quebrar tabus. Suas ações, porém, não são uma unanimidade. Nas últimas semanas, ela despertou a ira do vice-primeiro-ministro russo, Dmitry Rogozin, e da ex-candidata à presidência francesa, Marine Le Pen, por defender opiniões políticas consideradas delicadas em seus shows. Sua intenção não é gerar inimigos, e sim defender ideais.
“Como artista inquieta que é, creio que seu grande desafio é colocar o mundo para pensar diversas possibilidades sobre os assuntos que ela propõe”, define o jornalista Daivson Pereira dos Santos.

O Reinado e as influências
Madonna quebrou recordes de bilheteria em suas turnês, vendeu mais de 300 milhões de discos e arrasta milhares de fãs de todas as idades a seus concorridos shows. Segundo o DJ Rafael Augustto, ela é sempre assunto. Criador-editor do  MadonnaOnline, um site-blog com uma média de 500 mil visitas mensais, com 11 anos de existência, Augustto segue de perto a carreira da artista.
“Ela passou por transformações na carreira ao longo dos anos, acompanhou o crescimento de seu público e a evolução do mundo”, exulta ele, criador do projeto FESTONNA, uma festa mensal com hits da popstar que acontece no Rio e em São Paulo.
A cada disco, clipe, aparição, Madonna cria um novo visual. Suas mudanças ditam moda. Ela já transitou pelo universo country, pelas culturas orientais e indianas ou pela black music, invariavelmenteencarnando personagens e estilos.
A biomédica Renata Angeli, que aprendeu a falar inglês para entender o que a artista cantava, fala da influência que sofreu da estrela. “Nasci quando Madonna lançava Holiday! Aos 5 anos já dançava e cantava Material Girl, fazendo a coreografia. Cresci e a vi crescer. E hoje, com 31 anos, não posso imaginar minha vida sem ela", ela diz.
Apesar das polêmicas, a cantora também levanta bandeiras de defesa humanitária. Além de seus dois filhos, Lourdes Maria e Rocco, ela adotou duas crianças, Mercy James, e David, do Malauí, país pobre do sul da África. Adepta da cabala, ajudou a disseminar a religião mundialmente.                                    
Madonna chega aos 54 anos se misturando à história da música mundial. Sucessos como Vogue e Like a Prayer fazem parte da vida de muita gente. Ela consegue ser várias mulheres em uma só e suas atitudes lhe alçaram ao título de Rainha do Pop.
Capaz de inserir um toque de ironia e revolução nas situações mais banais, a cantora é uma rebelde com causa. Como ela mesma interpreta na canção Give it 2 me, “ninguém vai me parar”. Uma coisa é certa, Madonna sempre consegue se reinventar. (Pedro Rocha)

Fonte: Jornal do Brasil

Convite para 'Jogos' no 'Face'