domingo, 16 de setembro de 2012

Hoje no DE FRENTE COM GABI – 16/09/2012: Tom Cavalcante conta tudo sobre sua visa


Neste domingo, 16 de setembro, o “De Frente Com Gabi” recebe um dos grandes nomes do humor brasileiro, Tom Cavalcante. Cearense, nasceu em Fortaleza e na adolescência chegou a iniciar a carreira de jogador de futebol, mas largou os gramados para seguir sua verdadeira vocação, o humor. Em 1992 estreou com o personagem João Canabrava e daí em diante sua carreira deslanchou. Tom vem ao programa para contar sua história, falar sobre sua vida pessoal e também sobre seus projetos futuros.

Confira as melhores frases da entrevista:
  • Amo televisão, mas era hora de voltar a fazer shows pelo Brasil. Foi uma opção minha.
  • Sempre fui recatado e isso pode passar uma imagem de arrogante.
  • Me arrependo de não ter me despedido da minha mãe na noite em que ela morreu.
  • Eu vivo de uma forma tranquila, rico tá o Eike (Batista).
  • Brasil ainda é mais conservador no humor. Nos Estados Unidos eles batem muito forte.
  • Aos 17 anos eu já imitava o Renato Aragão.
  • Depois de 10 anos de bastidores na TV ganhei a oportunidade de estrear como o Cana Brava.
  • Me acostumei com São Paulo, essa poluição, esse jeito cinza. E fiquei aqui.
  • No Brasil ainda existe esse “apartheid” do rico e do pobre.
  • Roberto Carlos é um santo no Ceará.

Dona Canô completa 105 anos


Uma  chuva de pétalas de rosas e aplausos marcaram neste domingo, 16, a chegada de dona Canô à Igreja de Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro, a 67 km de Salvador, para a missa em comemoração aos seus 105 anos. Aos sete filhos, nove netos e seis bisnetos juntou-se uma multidão de amigos e admiradores da matriarca da família Veloso, que, embora já não possa andar, mostrava-se radiante.
"Não tenho medo da morte porque vivo cercada de minha família, que me ama. E sou muito feliz porque faço 105 anos sem sentir dor", declarou dona Canô, pouco depois de sair do quarto, acomodada em uma cadeira de rodas, e, arrumada, para se dirigir à missa.
Presentes - Com um vestido que ela mesma escolheu - branco, feito em crepe e renda- e calçando delicadas sapatilhas enfeitadas com miçangas e paetês, mostrou que o cuidado com a aparência continua em alta. Entre os presentes que recebeu estava uma orquídea enviada pelo ex-presidente Lula e um buquê de flores com um cartão assinado pelo governador Jaques Wagner.

Saiba mais


Dona Canô entrou na igreja ao som de uma canção entoada por sua filha Maria Bethânia. Caetano Veloso sentou-se na primeira fila com os filhos. A matriarca ficou cercada por crianças da família durante a cerimônia presidida pelo monsenhor Walter Jorge Pinto Andrade, auxiliado pelo padre convidado Reginaldo Mazotti. Os sacerdotes saudaram a longevidade de dona Canô e sua liderança na vida familiar e na comunidade.
Durante o ofertório, cada um dos filhos levou ao altar lembranças da família, e foi cantado um hino composto por Caetano Veloso para comemorar os 90 anos da mãe. Do lado de fora da igreja foi repartido um bolo branco de cinco andares e servidos outros quitutes. Cerca de 350 caixas com uma fotografia de dona Canô e um terço dourado foram distribuídos. Um caruru foi servido na casa da família, mas com acesso restrito a convidados.

Fonte: Portal A Tarde

Embaixadora dos EUA na ONU diz que ataque na Líbia foi espontâneo

O ataque ao consulado americano em Benghazi, na Líbia, não foi planejado ou coordenado, foi desencadeado pelo espontâneo protesto contra o filme anti-islã "Innocence of Muslims" (A Inocência dos Muçulmanos), afirmou neste domingo a embaixadora dos EUA para as Nações Unidas (ONU), Susan Rice.
Entenda por que o filme sobre Maomé é ofensivo aos muçulmanos
Autoridades líbias prendem 50 por morte do embaixador dos EUA
Alemanha ordena que funcionários deixem embaixada no Sudão
Em entrevista ao canal "ABC News", Susan explicou que, de acordo com as informações recolhidas pelos Estados Unidos, tudo indica que o episódio começou de maneira espontânea e por causa dos distúrbios entre os extremistas, que, inclusive, continham armas pesadas.
"O que começou isto foi espontâneo, uma resposta não premeditada como o que aconteceu no Cairo", ressaltou a embaixadora.
No entanto, o presidente líbio, Mohammed el Magariaf, indicou hoje que as evidências encontradas pelas autoridades líbias até o momento "não deixam nenhuma dúvida" de que o ataque foi planejado.
"Foi planejado, sem dúvida, foi planejado por estrangeiros, por pessoas que ingressaram no país há alguns meses e que estavam planejando este ato criminoso desde sua chegada", insistiu o presidente líbio.
Além disso, o presidente líbio especificou que os supostos autores do ataque estão vinculados de alguma maneira à rede terrorista Al Qaeda, bem como filiados ou simpatizantes, embora tenha admitido que as autoridades líbias ainda desconhecem as "verdadeiras intenções dos delinquentes".
Os ataques ao consulado americano em Benghazi ocorreram na última terça, data em que os EUA lembravam os atentados de 11 de setembro, em paralelo as manifestações de protesto na Líbia e no Egito contra um vídeo que satirizava a figura do profeta Maomé.
Além do embaixador Chris Stevens, o ataque em Benghazi resultou na morte do funcionário Sean Smith e dos ex-militares Tyrone Woods e Glen Doherty, além de acentuar protestos violentos que se estenderam por vários países árabes.

Fonte: Folha de São Paulo

Se atacar Irã, não sobrará nada de Israel, diz militar iraniano


O general Mohamad Ali Jaafari, comandante do Corpo de Guardiães da Revolução do Irã, afirmou neste domingo em entrevista coletiva que se "Israel nos atacar, não sobrará nada de Israel".
Jaafari, no entanto, afirmou que as forças iranianas não serão as primeiras a iniciar uma agressão. "Não precisamos atuar com antecedência considerando nossa capacidade. A capacidade de reação do Irã é muito alta e por isso achamos que eles (israelenses) não iniciarão uma guerra", disse.
Mesmo assim, Jaafari frisou que se "as organizações internacionais não evitarem um ataque israelense, não haverá motivos para respeitar o Tratado de Não-Proliferação (TNP), embora isso não significa que o Irã vá fabricar armas nucleares".
Teerã diz que seu programa nuclear tem objetivos exclusivamente civis. Jaafari também assegurou que o "Irã não tem presença militar na Síria", como disseram a oposição e alguns países que apoiam os rebeldes, mas admitiu que o governo respalda o regime de Damasco "economicamente e com assessoria". 

SÍRIA
Jaafari reconheceu também que alguns militares "da Força Quds dos Guardiães da Revolução", que têm a missão de divulgar a Revolução Islâmica fora do Irã, "estão presentes na Síria", mas isso não significa que tenhamos presença militar".
O comandante negou a possibilidade de intervenção no conflito no futuro, mas disse que se ocorrer "um ataque militar contra a Síria, dependendo da situação", o Irã poderia ajudar o governo do presidente Bashar al Assad.
A República Islâmica e o regime sírio do Partido Baath têm um acordo de colaboração estratégica há mais de 30 anos. 

Fonte: Folha de São Paulo

Por falta de acordo, EUA ameaçam cair em "abismo fiscal"

Enquanto vários países tentam reaquecer suas economias, os EUA estão prestes a adotar um "antipacote de estímulo" que pode arrastar o mundo de volta para uma recessão.
No próximo dia 31/12, por falta de acordo no Congresso, os EUA podem cair no chamado "abismo fiscal" -uma combinação de elevação de impostos e corte de gastos do governo que vai retirar cerca de US$ 550 bilhões da economia em 2013, cerca de 3,5% do PIB americano.
O antipacote americano é três vezes maior que o pacote de estímulo recém-anunciado pela China, de US$ 160 bilhões, e 14 vezes o pacote de R$ 80 bilhões de infraestrutura anunciado pela presidente Dilma Rousseff.
O presidente do Fed (BC dos EUA), Ben Bernanke, anunciou nesta semana que o país fará novo afrouxamento monetário (o QE3) para estimular a atividade, injetando US$ 85 bilhões na economia por mês até o fim do ano.
Para analistas, contudo, o abismo fiscal mais do que anula qualquer tentativa do Fed de aquecer a economia.

QUEDA DO PIB
Na previsão do Congressional Budget Office, agência apartidária ligada ao Congresso, o antipacote vai derrubar o crescimento do PIB americano para -0,5% entre o quarto trimestre de 2012 e o quarto trimestre de 2013 e eliminar 2 milhões de empregos.
Mas como os EUA chegaram à beira desse precipício?
Os cortes de impostos criados por George W. Bush expiram dia 31 de dezembro. Os republicanos queriam prorrogá-los para todos os contribuintes. Os democratas queriam que os impostos aumentassem para os mais ricos. Não chegaram a um acordo.
O "gatilho automático" de corte de gastos do governo também entra em vigor na virada do ano. Ele teve origem no imbróglio da elevação do teto da dívida americana, em agosto de 2011.
Republicanos e democratas não conseguiam chegar a um acordo para aprovar a lei que aumenta o limite do endividamento e se arriscavam a não honrar mais seus compromissos.
Os republicanos concordaram em elevar o teto, com uma condição: até novembro de 2011, os legisladores teriam de costurar um pacote de cortes de despesas para reduzir o deficit do Orçamento.
Caso contrário, seria adotado o temido "gatilho": seriam feitos cortes indiscriminados, sendo a metade deles em Defesa, vaca sagrada dos republicanos, e o resto em programas domésticos, heresia para os democratas. Foi o que ocorreu.
Além do fim dos cortes de Bush e do gatilho, há outras medidas de aperto fiscal no início do ano.
A diretora-gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional), Christine Lagarde, advertiu que o abismo é "um dos maiores riscos para a economia mundial".
E, mesmo antes de se concretizar, já afeta a atividade.
"Muitas empresas estão adiando investimentos por causa da incerteza", disse à Folha Otaviano Canuto, vice-presidente do Banco Mundial.
Por outro lado, simplesmente evitar todo o aperto fiscal significaria que os EUA seguiriam numa trajetória insustentável de deficit e dívida. Por isso, alguns economistas avaliam que o abismo seria um remédio amargo, mas eficaz a longo prazo.
A aposta é que o Congresso, altamente polarizado, não vai conseguir chegar a um acordo para evitar o precipício antes de 31 de dezembro.
Mas a percepção entre analistas é a de que os legisladores vão dar um jeito para a catástrofe não ser completa.
Uma possibilidade é criarem reduções de impostos que substituam parte dos cortes de Bush, ou outras medidas de estímulo que contrabalancem o "abismo".
"Mesmo assim, o crescimento no ano que vem não deve passar de 1%", disse à Folha Bill Cline, pesquisador do Peterson Institute for International Economics.
E, logo depois desse sufoco, virá outro: a dívida pública americana deve bater no limite legal novamente no início do ano que vem, desencadeando uma nova queda de braço entre republicanos e democratas.

Fonte: Folha de São Paulo

Preço de imóvel é irrealista e insustentável, diz estudo


Estudo conduzido por dois pesquisadores do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) aponta "possibilidade concreta de existência de uma bolha no mercado de imóveis no Brasil", que pode estourar com a possível elevação futura dos juros.
Jaguar Land Rover negocia abertura de fábrica no Brasil
Ex-capital do gado, Três Lagoas (MS) vira rainha da celulose
Financial Times" será impresso no Brasil em outubro
Ou, em outras palavras, que a disparada dos preços de casas, terrenos e apartamentos nos últimos anos está resultando em valores irrealistas, incompatíveis com os movimentos de oferta e procura do mercado -e, portanto, insustentáveis.
Assinado pelos economistas Mário Jorge Mendonça e Adolfo Sachsida, o trabalho alimenta com novos argumentos a controvérsia instalada entre estudiosos, compradores e vendedores.
Os autores calculam que os preços tiveram alta de 165% na cidade do Rio de Janeiro e de 132% em São Paulo entre janeiro de 2008 e fevereiro deste ano, contra uma inflação de 25% no período.
Com intervalos de tempo menores, em razão da indisponibilidade de dados mais antigos, também se constataram aumentos bem superiores à inflação em capitais como Recife, Belo Horizonte, Brasília e Fortaleza.

IMPULSO DO GOVERNO
Tradicionalmente, bolhas de preços são infladas pelo crescimento acelerado da oferta de crédito.
Esse crescimento aconteceu no setor habitacional brasileiro -com o impulso, enfatiza o estudo, de programas, incentivos e obras do governo federal.
"A insistência do governo em aquecer ainda mais um mercado imobiliário já aquecido só tende a piorar o resultado final", diz o texto.
Entre os exemplos citados estão, além dos juros favorecidos para o setor imobiliário, o programa Minha Casa, Minha Vida e os empreendimentos vinculados à Copa do Mundo de 2014 e aos Jogos Olímpicos de 2016.
Vinculado à Presidência da República, o Ipea não endossa essas conclusões. Em seu boletim "Conjuntura em Foco", o órgão argumenta que o volume de crédito no país ainda está muito longe dos 65% do Produto Interno Bruto contabilizados nos EUA.
Mas o próprio boletim mostra a rapidez da expansão dos financiamentos habitacionais brasileiros, que saltaram de 1,5%, em 2007, para mais de 5,5% do PIB neste ano.

BANCOS PÚBLICOS
Mendonça e Sachsida afirmam que, a partir do agravamento da crise internacional, no final de 2008, o crédito imobiliário tem crescido em ritmo superior ao do destinado a outros setores, especialmente nos bancos públicos.
Antes, a ampliação do crédito era puxada por bancos privados e privilegiava os setores industrial, rural, comercial e empréstimos diretos a pessoas físicas.
Segundo o estudo, a escalada dos preços dos imóveis tende a ser interrompida ou revertida com a alta dos juros, o que é esperado com a retomada do crescimento econômico e, mais ainda, com uma alta futura das taxas internacionais.
O texto diz que os efeitos de uma eventual crise no mercado imobiliário brasileiro não serão catastróficos como os do estouro da bolha americana, ponto de partida da crise global. "Contudo, não serão desprezíveis."

ASCENÇÃO SOCIAL
Bolhas especulativas acontecem, pela definição mais usual, quando os preços sobem simplesmente porque os investidores e compradores acreditam que os preços subirão ainda mais no futuro.
Exemplos do gênero são mais comuns nos mercados de ações e imóveis, mas o primeiro caso documentado, no século 17, envolveu a mania por tulipas na Holanda.
Os preços subiram rapidamente e pessoas de todas as classes vendiam propriedades para investir nas flores. Depois de alguns anos, a bolha estourou, os preços caíram subitamente e inúmeros negociantes foram à falência.
Não é simples determinar se uma disparada de preços é uma bolha ou se está amparada em transformações da economia ou da sociedade.
No caso dos imóveis brasileiros, a alta pode ser resultado da ampliação da classe média nos últimos anos, possibilitada pela melhora do mercado de trabalho e pela ampliação dos programas de transferência de renda.
É o que defende um estudo produzido em 2010 pela MB Associados a pedido da associação dos bancos financiadores de imóveis. Por esse raciocínio, a ascensão social impulsionou a demanda em ritmo superior ao da oferta.
O texto não descartava, porém, a possibilidade de que a alta de preços se transformasse em bolha no futuro. E acrescentava que bolhas só podem ser determinadas com certeza quando estouram.

Fonte: Folha de São Paulo

Vida pós-Rebelde: ator de novela teen estreia como cantor arrasando nas paradas

Se a novelinha 'Rebelde' está com os dias contados na grade da Record, por conta do desempenho fraco de audiência de sua segunda temporada, alguns integrantes do elenco já têm planos bem concretos para o futuro, sendo que o de um deles já está em curso e vai muito bem, obrigado.
Bernardo Falcone, intérprete do personagem Téo, o nerd-galã da trama, também é cantor profissional e acaba de lançar, pela Universal Music, seu primeiro single: chama-se 'Once Upon a Time'. E, logo de cara, Bernardo já teve ótimas notícias.
A faixa está muito bem colocada em dois rankings da iTunes Store Brasil, maior loja de downloads da rede. No Top 200 Pop, 'Once Upon a Time' está em 5º lugar, fazendo de Bernardo o único artista brasileiro na briga pelas primeiras posições, disputando espaço com nomes como The Wanted, Adele, Carly Rae Jepsen e Psy. No Top 200 geral, a música está na 11ª posição, quase entrando para o Top 10! Bacana, não é?

Fonte: Heloísa Tolipan

Débora, Carol e Bianca: trio grava junto cenas de Avenida Brasil no centro do Rio

carol abras, débora falabella e bianca comparato (Foto: avenidabrasil/tvglobo)Carol Abras, Débora Falabella e Bianca Comparato caem na gargalhada durante os intervalos da gravação (Foto: Avenida Brasil / Tv Globo)
débora falabella durante gravação (Foto: avenidabrasil/tvglobo)Atentas, as atrizes ouvem as instruções do diretor Gustavo Fernandez (Foto: avenidabrasil/tvglobo)
carol abras e débora falabella (Foto: avenidabrasil/tvglobo)Irmãs na ficção, Carol Abras e Débora Falabella mostram que o entrosamento vai além da trama e botam o papo em dia (Foto: Avenida Brasil / Tv Globo)

Fonte: Avenida Brasil (TVG)

Premiê de Israel diz que Irã pode ter bomba nuclear em até 7 meses

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, advertiu neste domingo (16) que o Irã estaria prestes a obter a capacidade para armas nucleares em seis ou sete meses.
Com isso ele acrescenta nova urgência a seu pedido para que o presidente norte-americano, Barack Obama, estabeleça uma "linha vermelha" nítida para Teerã, o que pode aumentar a pior rixa entre Israel e os Estados Unidos em décadas.
Levando o seu caso para o público norte-americano, Netanyahu disse em entrevistas à televisão dos EUA que até meados de 2013 o Irã terá cumprido 90 por cento do caminho em direção ao urânio enriquecido suficiente para uma bomba.
Ele instou os Estados Unidos a esclarecerem os limites que Teerã não poderia cruzar a fim de evitar uma ação militar --algo que Obama se recusa a fazer.
"Vocês têm que montar essa linha vermelha diante deles agora, antes que seja tarde demais", disse Netanyahu ao programa "Meet the Press" da NBC, dizendo que tal medida dos EUA poderia reduzir as chances de ter que atacar as instalações nucleares do Irã.
A disputa pública --conjugada com a decisão de Obama de não se reunir com Netanyahu no fim deste mês --expôs uma divisão profunda entre israelenses e norte-americanos e aumentou a pressão sobre o líder dos EUA na reta final de uma difícil campanha presidencial.

O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, durante entrevista nesta terça-feira (11) em Jerusalém (Foto: AFP) 
O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, em Jerusalém. (Foto: AFP)

Fonte: G1

Equilibristas chineses batem recorde de travessia simultânea em corda bamba

O equilibrista Adil Hoshur e dois discípulos estabeleceram no sábado (15) um novo recorde de caminhada sobre corda bamba.
Equilibrista de 41 anos bate recorde na China (Foto: BBC) 
O equilibrista Adil Joshur, de 41 anos, e dois discípulos bateram recorde na China (Foto: BBC)
Eles percorreram 1,4 mil metros acima do cânion de Dehang, na província central chinesa de Hunan. Esta é a maior distância já percorrida por equilibristas simultaneamente.
A travessia foi feita acima de uma queda livre de 350m e sem nenhuma rede de proteção.
O equilibrista de 41 anos teve a ajuda de dois discípulos em momentos diferentes da travessia.
Equilisbristas percorreram 1,4 mil metros acima do cânion de Dehang (Foto: BBC)Equilibristas fizeram a travessia acima de uma queda libre de 350 metros (Foto: BBC)
A distância de 1,4 mil metros foi a maior já percorrida por equilibristas simultaneamente (Foto: BBC) 
A distância de 1,4 mil metros foi a maior já percorrida por equilibristas simultaneamente (Foto: BBC)


Fonte: G1

Big Brother Brasil 13: Harry ou Adriano?

Os protagonistas do quinto Paredão Retrô são o carioca Harry, do BBB3, e o baiano Adriano, do BBB1. Em comum, as personalidades fortes que renderam aos dois o ingresso na lista dos participantes mais polêmicos de todas as edições. Quem você acha que tem mais popularidade? Quem você gostaria de ver na casa do BBB13? A votação vai até terça-feira, dia 18 de setembro.

Outros ex-BBBs ainda vão participar do Paredão Retrô BBB. São duas votações por semana: uma é aberta aos domingos e encerrada às terças, e outra começa nas quartas e fecha às sextas. Esta não é a única etapa do processo de seleção dos participantes do BBB13.

Fonte: BBB13

'Carrossel': Resumo dos capítulos de 17 a 21 de setembro

Helena (Rosanne Mulholland ) decide ir ao escritório de Sr. Morales(Déo Garcez) para pedir ajuda a Frederico (Daniel Satixe), pai de Carmen (Stefany Vaz).

Segunda-feira
Mário e Paulo ficam de castigo durante o recreio. Helena afirma a José que Cirilo é ingênuo e cai nas brincadeiras dos colegas. Suzana diz a Matilde que Valéria é uma aluna muito difícil e deveria ser expulsa da escola. Suzana leva uma bolada na cabeça e cai no pátio. A diretora acusa Valéria de ser a culpada e pergunta se foi ela quem atirou a bola na professora Suzana. Valéria tenta se defender.

Terça-feira
Cirilo (foto) pede para Helena perdoar Paulo e Mário. Helena chama os garotos para uma conversa e afirma que Cirilo pediu que ela os perdoasse. Suzana afirma a Olívia que foi Valéria quem planejou o incidente no pátio. Carmen conta à Helena que seu pai vai ser mandado para outra cidade. Laura e Alícia decidem montar uma barraca de limonada na praça para ajudar Carmen.

Quarta-feira
Carmen chega em casa com parte do dinheiro da limonada que vendeu. Helena decide ir ao escritório de Sr. Morales para pedir ajuda para o pai de Carmen. Valéria desafia Paulo a andar de sapato de salto alto. Os meninos desafiam as meninas a fazerem embaixadinha. Alícia faz as embaixadinhas com salto alto e os meninos ficam boquiabertos.

Quinta-feira
Marcelina, Laura e Alícia vão à casa de Maria Joaquina e propõem à patricinha que elas organizem um bazar para ajudar o pai de Carmen. Sr. Morales chega à casa de Helena. Inês arruma as malas de Frederico. Helena explica a Morales a situação de Carmen, o benfeitor se compadece e decide ajudar a família da menina. Helena leva Frederico à empresa de Morales. O empresário dá trabalho a Frederico.

Sexta-feira
Frederico chega em casa e conta a oportunidade que recebeu de Sr. Morales. Natália deixa a carne descongelando e Rabito come. As meninas organizam o bazar na sala de aula. Paulo e Mário planejam acabar com o bazar contando à professora. Helena chega à sala de aula e afirma às meninas que elas não podem fazer um bazar sem a sua autorização.

Fonte: Extra (da Globo.com)

TRATAMENTO DESIGUAL



Milhões de jovens que entraram ilegalmente nos EUA quando eram crianças, trazidos pelos pais, foram beneficiados pelo programa assinado pelo presidente Obama que os aliviou do fantasma da deportação e permitiu que eles trabalhem legalmente.

Mas o programa do governo federal deixou a critério de cada Estado a decisão de fornecer ou não carteira de habilitação aos jovens imigrantes qualificados para o novo status. Talvez aí o programa tenha falhado, pois há Estados governados por liberais e outros governados por conservadores que são contrários à decisão da Casa Branca.

Assim, por exemplo, Estados como Califórnia, Oregon e Geórgia anunciaram que vão conceder o privilégio de dirigir aos que se qualificarem para o novo programa. Outros, como Arizona e Mississippi, já disseram que vão negá-lo.

Na Califórnia, onde os democratas são maioria absoluta, estima-se que 450.000 jovens serão beneficiados pelo programa. Lá os legisladores saíram na frente e já aprovaram um projeto de lei que permite a esse segmento da população o direito à carteira de motorista, como prova da presença legal deles no país.

Pelo menos nesses Estados, isso acaba com a discriminação odiosa entre universitários, alguns que podem ter carro e outros que frequentam os mesmos lugares e já fazem parte da cultura americana não terem o mesmo direito.

De Leila Cordeiro

"RAINHA DA MALDADE"


É assim que está sendo chamada a ex-princezinha do pop, Britney Spears, como jurada "ácida" da segunda temporada do reality musical "X-Factor", no canal da FOX, nos EUA.

O polêmico jurado Simon Cowell, que ficou famoso no American Idol por ser muito exigente e até grosseiro no julgamento dos candidatos, foi quem levou o programa para os Estados Unidos e garante que Britney já o está superando em "maldade".


Muita gente achava que a cantora com seu jeito de boazinha e calada não ia dar certo como jurada, mas ela supreendeu. BS não tem papas na língua e diz na lata, na cara dos participantes frases do tipo: "Você é muito ruim, não poderia nem estar no palco" ou "Quem permitiu que você entrasse aqui? Você não sabe nem falar quanto mais cantar!".


Como se não bastasse, Britney não economiza em caras e bocas de insatisfação quando candidato não agrada. Quem está gostando é o produtor e também jurado Simon que desse jeito vai garantir por muito tempo a boa audiência do programa.




Fonte: Leila Cordeiro 

Toda Nudez Será Castigada na Web


O golpe já fez vítimas no mundo todo entre homens que usam sites de relacionamento para conhecer mulheres e funciona assim. Os internautas que se acham disponíveis para encontros na web são alvos fáceis. Eles são procurados na internet por mulheres jovens e atraentes, que pedem que tirem suas roupas diante da câmera do computador para incrementar "o papo" virtual.

Aí então, ss imagens são gravadas pelos golpistas, que chantageiam suas vítimas, prometendo publicar o vídeo na internet junto a acusações de pedofilia caso não queiram pegar a importância pedida que pode chegar a milhares de dólares.

A polícia na França afirma receber denúncias deste tipo todos os dias, mas as autoridades acreditam que a maior parte dos casos nunca é denunciada pois podem envolver homens casados que preferem pagar a serem desmascarados diante de suas famílias.

O golpe também já provocou algumas tragédias como contou à BBC uma mulher , que não quis ter seu nome publicado. Ela revelou que seu ex-marido chegou a pagar 3,5 mil euros (mais de R$ 9 mil) a chantagistas em junho deste ano. Desesperado, ele se suicidou uma semana depois da chantagem.

Polícia diz que, infelizmente, a única maneira de evitar o golpe é não frequentar esse tipo de site, mas reconhece que isso é opção de cada um pois não há restrições para adultos na internet.
 
Fonte: Leila Cordeiro