terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Morreu fotógrafo que retratou sobreviventes de Nagasaki


Bomba atómica largada pelos norte-americanos sobre Nagasaki, no Japão, em agosto de 1945
Bomba atómica largada pelos norte-americanos sobre Nagasaki, no Japão, em agosto de 1945 Fotografia © Reuters
O fotógrafo japonês Shomei Tomatsu, famoso pela sua série de retratos de sobreviventes do bombardeamento atómico de Nagasaki (sudoeste), morreu no passado dia 14 de dezembro, aos 82 anos, na sequência de uma pneumonia, noticiou hoje a agência Efe.
Shomei Tomatsu encontrava-se internado num hospital em Naha, capital da província de Okinawa (sul), tendo a sua morte sido comunicada por familiares.
Nascido em 1930 em Nagoya (centro), Shomei Tomatsu ganhou o gosto pela arte da fotografia em pequeno, tendo, depois de se formar em Economia pela Universidade de Aichi (centro), começado a produzir instantâneos para o grande grupo editorial Iwanami.
Dois anos depois optou por trabalhar como freelance e, em 1959, fundou o grupo "Vivo", em parceria com os fotógrafos Eiko Hosoe e Ikko Narahara.
O livro "Hiroshima-Nagasaki Document 1961", publicado nesse ano em colaboração com outro companheiro de ofício -- Ken Domo -- e que incluía fotografias suas de sobreviventes da bomba atómica que foi lançada sobre Nagasaki, a 09 de agosto de 1945, chamou pela primeira vez a atenção do público e da crítica.
"A sua morte causou-nos um vazio no coração. Através das obras que nos deixou, tentaremos continuar a manifestar a sua vontade", afirmou à Efe, um porta-voz do Museu da Bomba de Nagasaki, o qual alberga uma coleção composta por 614 obras de Tomatsu.

Fonte: DN Artes

Nenhum comentário: