sábado, 15 de junho de 2013

Governo americano pediu informações de usuários do Facebook

WASHINGTON — O Facebook revelou ter recebido no segundo semestre de 2012 entre 9.000 e 10.000 solicitações de informação das autoridades norte-americanas sobre usuários, e indicou não tê-las fornecido na maior parte dos casos.
A revelação ocorre em meio ao escândalo de espionagem eletrônica pela internet pelo governo do presidente Barack Obama.
As solicitações dos investigadores estavam fundadas em fatos que iam desde o desaparecimento de um menino a supostas ameaças terroristas, passando por delitos menores. O Facebook explicou que o número de contas investigadas varia entre 18.000 e 19.000 no período dos seis últimos meses de 2012. A empresa não revelou quantas demandas foram atendidas.

O Facebook revelou ter recebido no segundo semestre de 2012 entre 9.000 e 10.000 solicitações de informação das autoridades norte-americanas sobre usuários (AFP/Illustration, Lionel Bonaventure)


"O Facebook protege energicamente as informações confidenciais de seus usuários", afirmou em comunicado Ted Ullyot, principal advogado da companhia.
A Microsoft também revelou ter recebido entre 6.000 e 7.000 solicitações de informação no mesmo período, e lamentou não poder dar mais detalhes.
Em comunicado divulgado na noite desta sexta-feira num de seus blogs, o advogado do gigante da internet John Frank garantiu que essas solicitações vieram de todas as agências federais e locais dos Estados Unidos, envolvendo cerca de 31.000 e 32.000 contas de clientes, "uma ínfima parte da clientela da Microsoft".

Fonte: AFP

Nenhum comentário: