domingo, 9 de junho de 2013

Paris Jackson afirma para a família que não quer morrer, diz site

Paris Jackson (Foto: Reprodução / Twitter) 
Paris Jackson (Foto: Reprodução / Twitter)
 
Paris Jackson foi levada às pressas para o hospital após uma tentativa de suicídio na quarta-feira, 5, mas, de acordo com familiares, ela não queria morrer. Segundo um membro da família, o episódio se tratava mais de uma tentativa de chamar a atenção do que de fato uma forma de acabar com a própria vida.
A informação é do Mail Online. Ainda de acordo com o familiar, ela teria dito aos paramédicos que não queria morrer. A fonte disse ainda que a garota deixou um bilhete depois de tomar analgésicos e cortar os pulsos na quarta-feira, 5, e que Paris chorou dizendo que perdeu seu pai. "Este episódio foi assustador para todos. Ela estava basicamente chutando e gritando quando os paramédicos chegaram. Ela dizia: 'Eu quero viver. Eu quero. Eu só não quero viver aqui'. Eu queria que meu pai estivesse aqui", contou o informante, que segundo o Daily Mail, estava presente na cena.
A fonte acrescentou ainda que "ela se corta sim, ok. Nós estamos conscientes e os problemas dela e preocupações estão sendo conversadas, mas não foi uma faca de carne, ela usou uma faca normal de cozinha".
Paris foi transferida na noite de sábado, 8, para o UCLA Medical Center, mesmo hospital onde seu pai morreu, de acordo com informações do TMZ. A família decidiu tirá-la da escola particular em que estuda após os relatos de que Paris sofria bullying vieram à tona. De acordo com os relatos, a adolescente sofria bullying de um grupo de estudantes dando conta que aparentemente Paris estaria infeliz na escola e que ela não gostaria de voltar para lá.
Uma fonte contou ao Radar Online que a decisão já foi tomada. "Ela não vai voltar para a escola em que estava. Paris estava profundamente infeliz há bastante tempo na escola e havia um grupo de garotas maldosas perseguindo ela", disse.

Fonte: EGO

Nenhum comentário: