domingo, 22 de setembro de 2013

Presidente do Quênia diz que sobrinho e a noiva dele morreram em ataque a shopping

O presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, declarou neste domingo (22) que seu sobrinho e a noiva dele estão entre as 59 vítimas fatais do ataque de um grupo islamita contra um shopping de Nairóbi.
"Não poderão escapar das consequências de seus atos desprezíveis e brutais", disse Kenyatta em um emotivo discurso à nação. "Castigaremos os autores intelectuais" deste ataque, acrescentou.
"Sinto a dor de cada vida perdida, e compartilho sua dor diante da tragédia de nossa nação", acrescentou o presidente.
Um comando islamita integrado por cerca de 10 homens encapuzados invadiu ao meio-dia de sábado o Westgate Mall disparando com armas automáticas e lançando granadas contra clientes e funcionários deste luxuoso centro comercial.
Os shebab somalis, vinculados à Al-Qaeda, reivindicaram através do Twitter o massacre e afirmaram que a operação é uma represália contra a intervenção das tropas quenianas na Somália, acrescentando que já "preveniram o Quênia em diversas ocasiões".
Ao menos 59 pessoas perderam a vida e um número indeterminado de pessoas seguem detidas como reféns.
Fonte: AFP

Nenhum comentário: