sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Campanha sobre câncer de mama retira seios de grafites de SP

Uma campanha de conscientização sobre o câncer de mama faz intervenções nos grafites de São Paulo retirando os seios das mulheres grafitadas nos muros da capital para retratar a mastectomia. A ação foi feita pela JWT para o A.C.Camargo Cancer Center para alertar sobre a doença.
Grafites em SP tiveram seios retirados para retratar a mastectomia. (Foto: Divulgação)Grafites em SP tiveram seios retirados para retratar a mastectomia. (Foto: Divulgação)

Cartazes tipo lambe-lambe foram sobrepostos em grafites com nus femininos com a ideia de deixar "claro que todas as 'mulheres', inclusive as dos grafites" estão vulneráveis ao câncer. Com a ação, o A.C. Camargo quer mostrar a importância dos exames preventivos e do tratamento adequado.

Intervenção em grafites em SP faz parte de campanha sobre câncer de mama. (Foto: Divulgação) 
Intervenção em grafites em SP faz parte de campanha
sobre câncer de mama. (Foto: Divulgação)

Segundo as empresas, os artistas do grafite paulistano cederam os trabalhos para a intervenção urbana que remete à mastectomia, a cirurgia de retirada do seio. Eles permitiram que as mulheres de seus desenhos tivessem os seios retirados com a colagem de um papel tipo lambe-lambe.
Intervenções na Praça da República, na rua Luminárias, na avenida Ataliba Leonel, também receberam a assinatura "Qualquer mulher pode ser vítima do câncer de mama" e dizeres relativos ao movimento "Outubro Rosa" e da hashtag #LigaDoRosa, que são campanhas sobre a doença.
Retratando a mastectomia, a ação do A.C. Camargo quer mostrar que a retirada do seio não representa a perda da feminilidade, mas "a confiança em superar a doença", segundo a cirurgiã oncologista e diretora de Mastologia do A.C.Camargo, Maria do Socorro Maciel.

De acordo com o diretor criativo da JWT, Ricardo John, o fato de o grafite ser uma arte muito presente na cidade pode contribuir para conscientizar grande número de pessoas e de variadas idades, além das mulheres.

Fonte: G1

Nenhum comentário: