sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Brasileira achada morta na Itália iria depor em caso de prostituição

Bruna Bovino deveria prestar depoimento em fevereiro do ano que vem contra ex-chefe acusado de favorecimento de prostituição

Bruna Bovino, a brasileira encontrada morta na noite de sexta-feira na cidade italiana de Mola di Bari, na região da Puglia, deveria depor em um processo de indução e favorecimento de prostituição contra um ex-chefe, dono do centro de massagem onde ela trabalhou até abril de 2011. Seu testemunho no tribunal estava previsto para o próximo dia 25 de fevereiro. As informações são da agência Ansa.

Fonte: TERRA

Nenhum comentário: