domingo, 10 de fevereiro de 2013

Tropas francesas e do Mali combatem rebeldes no norte do país

Tropas francesas e do governo do Mali entraram em combate neste domingo com insurgentes islâmicos nas ruas de Gao, cidade no norte do país, numa mostra de que ainda não há segurança nas áreas recém-capturadas pela ofensiva militar liderada pelos militares franceses.
O tiroteio nas ruas de terra e entre as casas de barro na cidade às margens do Rio Níger ocorreu horas depois de as forças francesas e malinesas reforçarem a segurança num posto de controle que havia sido atacado pela segunda vez em dois dias por homens-bomba.
"Insurgentes que se infiltraram na cidade tentam atacar as nossas posições, mas nós estamos revidando", disse à Reuters por telefone um comandante militar do Mali. Outro soldado malinês disse que um grupo de rebeldes infiltrados chegou em motocicletas.
Civis se agacharam para se proteger atrás de paredes em estreitas vielas empoeiradas, na medida em que tropas francesas e do Mali, apoiadas por veículos blindados, atiravam contra insurgentes aliados à Al Qaeda que haviam invadido a área do mercado central e uma delegacia.
Uma intervenção militar francesa lançada no mês passado expulsou de forma rápida os insurgentes aliados da Al Qaeda das principais cidades do norte do Mali, como Gao e Timbuktu, para montanhas da região.
No entanto, o fraco Exército do Mali não tem sido capaz de proteger as áreas recapturadas e o envio de uma força de segurança africana está atrasado. Assim, há temores de que os combatentes islâmicos retornem em novos ataques e atentados suicidas.

 Soldados franceses patrulham uma área onde um homem-bomba se explodiu em Gao, no norte do Mali, neste domingo. 10/02/2013 Foto: François Rihouay / Reuters

Militares do Mali disseram que o ponto de controle em Gao foi atacado no sábado por um grupo de rebeldes islâmicos.
"Nossos soldados ficaram sob fogo pesado dos islâmicos. Ao mesmo tempo, um outro insurgente conseguiu se aproximar, pular o muro e detonar o seu cinturão de explosivos", disse o capitão Sidiki Diarra, do Mali, à imprensa. Um soldado do país ficou ferido.
Na sexta-feira, o ataque de um homem-bomba numa moto deixou outro soldado ferido. Diarra descreveu o suicida como um "árabe barbado".
Desde o mês passado, soldados de Mali têm sido mortos por explosões de minas na principal rodovia rumo ao norte do país.
(Por David Lewis, com reportagem adicional por Tiemoko Diallo e Adama Diarra em Bamako; redação por Joe Bavier e Pascal Fletcher; edição por Pascal Fletcher)

Fonte: Terra

Bug no Facebook deixa agências de notícias fora do ar

Na última quinta-feira (7), uma falha no Facebook deixou vários sites internacionais fora do ar, disse o site Huffington Post, ao qual também foi uma das vítimas. Outros sites como BuzzFeed , Reuters e o Washington Post também foram afetados.
O problema durou apenas algumas horas. O Facebook enviou um comunicado ao Huffington, "por um curto período de tempo houve um erro que os usuários eram redirecionadas a partir de sites de terceiros com login do Facebook para o Facebook.com.”
Ao clicarem em sites que haviam sido afetados, as pessoas eram direcionadas a uma página de erro do Facebook. De acordo com o site The Next Web, o problema poderia ter sido originado a partir do Facebook Connect.

Fonte:Oficina da Net

Petrobras puxa déficit de R$ 3,7 bilhões na balança comercial em janeiro

A Petrobras exportou US$ 368 milhões em janeiro deste ano e registrou importações de US$ 4,14 bilhões no mesmo período - impulsionada, também, pela compra do exterior de combustíveis e lubrificantes realizada, em parte, ainda no ano de 2012. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (8) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).
Com isso, a empresa estatal contribuiu para o déficit da balança comercial com US$ 3,77 bilhões (diferença entre exportações e importações) no mês passado. O valor representa quase todo déficit de US$ 4 bilhões registrado pela balança comercial brasileira no primeiro mês deste ano. O resultado foi o pior da história considerando várias séries do governo federal.
Segundo informou a a secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Tatiana Prazeres, na semana passada, US$ 1,6 bilhão dos US$ 4,14 bilhões de importações da Petrobras em janeiro representa compras de combustíveis e lubrificantes que ocorreram, de fato, no ano passado.

 

A demora na contabilização das importações aconteceu porque, em julho de 2012, a Receita Federal editou a instrução normativa 1.282, que concedeu mais prazo para a Petrobras registrar, no Siscomex (Sistema de Comércio Exterior) do governo as importações de derivados de petróleo, como combustíveis. Normalmente, as empresas têm 20 dias para fazer o registro. Para a Petrobras, foi concedido um prazo de até 50 dias, o que retardou o lançamento de operações de importação de combustíveis e lubrificantes.

Vale lidera exportações em janeiro
A Vale, que liderou as exportações em 2012, continuou na frente do ranking de maiores empresas exportadoras do país em janeiro deste ano. De acordo com o MDIC, a empresa exportou US$ 1,8 bilhão em janeiro, com participação de 11,29% e crescimento de 26,64% em relação ao mesmo mês de 2012.
Em segundo lugar no ranking das 40 maiores empresas exportadoras de janeiro, segundo o governo, aparece a Petrobras (US$ 368 milhões, 2,3% e queda de 79,13%); seguida pela BRF – Brasil Foods S.A. (US$ 314 milhões, 1,97% e crescimento de 85,13%); pela JBS S.A. (US$ 269 milhões, 1,69% e crescimento de 61,97%); e pela a Bunge Alimentos S.A. (US$ 264 milhões, 1,66% e retração de 5,32%).
No caso das importações, o ranking foi liderado pela Petrobras, que realizou compras de US$ 4,14 bilhões em janeiro deste ano - representando 20,70% do total das compras brasileiras no mês e expansão de 78,30% nos gastos na comparação com janeiro do ano passado.
Na sequência, estão a Embraer S.A. (US$ 233 milhões, 1,17% e queda de 5,86%); Samsung Eletrônica da Amazônia LTDA. (US$ 230 milhões, 1,15% e retração de 4,79%); a Cisa Trading S.A. (US$ 183 milhões, 0,92% e redução de 44,46%); e a Volkswagen do Brasil (US$ 179 milhões, 0,90%, com aumento de 18,89%), informou o MDIC.

Fonte: Tribuna Hoje

Hindus celebram no Rio Ganges o maior festival religioso do mundo


O festival Kumbh Mela, que começou no mês passado e termina em março, ocorre a cada 12 anos em Allahad. (Coupdoeil / Philipp Eyer/CC)
 
Brasília - Milhões de pessoas mergulharam hoje (10) nas águas do Rio Ganges, em Allahabad, no Norte da Índia. A data marca o festival religioso Kumbh Mela, quando os hindus fazem o ritual para "lavar" os seus pecados. O Kumbh Mela é considerado o maior festival religioso do mundo.
Milhões de pessoas nuas tomaram o banho antes do amanhecer. A cidade, que tem cerca de 1,2 milhão de moradores, reuniu 40 milhões de pessoas na manhã de hoje. Desse total, cerca de 20 milhões de hindus participaram diretamente do ritual nos locais reservados para os banhos nas margens do rio.
Quase 30 mil voluntários e 7 mil policiais trabalharam na organização e segurança do festival, pedindo rapidez aos participantes durante a prática do ritual para garantir que todos conseguissem participar.
O festival Kumbh Mela, que começou no mês passado e termina em março, ocorre a cada 12 anos em Allahad.

Fonte: EBC

Chineses dão as boas-vindas ao ano da Serpente

Por Redação

Os chineses assinalam, este domingo, a entrada no ano da Serpente com animação, comemorações e fogo-de-artifício.

Esta é uma época de maiores festejos da cultura chinesa, pela passagem no calendário lunar, dando os chineses as boas-vindas ao ano novo.


 Chineses celebram novo ano (foto AP)

O ano chinês de 4711 começa hoje e, apesar dos apelos para uma maior contenção nos banquetes e no espetáculo pirotécnico, o cenário é de festa. 


Fonte: A BOla (Portugal)

Queda de bote salva-vidas durante simulacro mata cinco pessoas

Por Redação

Cinco pessoas morreram e outras três ficaram feridas, este domingo, nas Canárias, depois de um bote salva-vidas de um cruzeiro ter caído ao mar durante um simulacro de emergência.

O acidente ocorreu quando o navio estava atracado em Santa Cruz de La Palma e vitimou apenas tripulantes da embarcação, não havendo registo de passageiros feridos, de acordo com o El Mundo.

Estava a decorrer um simulacro de salvamento quando um bote salva-vidas, com pessoas no seu interior, caiu ao mar, de uma altura de 30 metros, e ficou virado ao contrário.




Bote salva-vidas ficou virado ao contrário (foto AP)
Segundo o diário El Mundo, as vítimas, que trabalhavam no navio «Thomson Majesty», seriam de nacionalidade ganesa, indonésia e filipina.

Envolvido nas operações de socorro esteve um helicóptero do Grupo de Emergências e Salvamento (GES) do Governo das Canárias, elementos do Serviço de Urgências, médicos, mergulhadores, polícia local e guarda civil.

Os feridos foram transportados para o Hospital de La Palma.

Caso da carne de cavalo gera cautela no varejo francês

O escândalo na Europa em torno da carne de cavalo vendida como carne de boi se espalhou ainda mais neste domingo, diante da notícia de que seis grandes redes varejistas da França retiraram produtos das prateleiras e o governo daquele país prometeu apresentar em poucos dias, em caráter de urgência, resultados feitos em produtos com carnes.
Os varejistas franceses Auchan, Casino, Carrefour, Cora, Monoprix e Picard anunciaram que iriam retirar das prateleiras os produtos da marca Findus e do fabricante francês Comigel, por causa da preocupação com o uso de carne de cavalo.
Um legislador britânico pôs mais lenha na fogueira ao pedir a proibição temporária da carne importada da União Europeia (UE), após um ministro francês sugerir que Londres estava ameaçando os padrões de segurança alimentar ao pressionar por cortes de orçamento na UE.
Vários tipos de produtos alimentícios foram retirados das prateleiras na Grã Bretanha, França e Suécia depois que emergiu a notícia de que companhias de comida congelada estavam usando carne de cavalo - identificadas na carne vinda da Romênia - no lugar da carne de boi para preparar lasanhas e outros pratos de massas, tortas e moussaka, um prato típico grego feito com carne de boi moída.
O governo francês prometeu entregar resultados preliminares de análises de vários produtos na próxima quarta-feira. As informações são da Dow Jones.

Milhares acompanham funeral de líder oposicionista morto na Tunísia

TÚNIS - Dezenas de milhares de tunisianos saíram às ruas nesta sexta-feira, 8, em meio a atos esporádicos de violência, para acompanhar o funeral do líder da oposição secular Chokri Belaid, cujo assassinato aprofundou a crise política na Tunísia.
Enfrentando chuva fria, pelo menos 50 mil pessoas compareceram ao enterro de Belaid em seu distrito natal de Jebel al-Jaloud, na capital, entoando slogans anti-islamistas e contra o governo. Foi o maior funeral da Tunísia desde a morte, em 2000, de Habib Bourguiba, líder da independência e primeiro presidente do país.
A Tunísia, berço das revoltas da chamada Primavera Árabe, está mergulhada em tensão por causa das disputas entre grupos islamistas, que têm maioria, e seus oponentes seculares, bem como pela frustração com a falta de progresso social e econômico desde a deposição do presidente Zine al-Abidine Ben Ali foi deposto, em janeiro de 2011.

Fonte: Estadão

Blitz mais rigorosa para mais de 200 motoristas em São Paulo no carnaval

Pelo menos um motorista foi preso por dirigir sob o efeito de entorpecente e dois foram detidos por terem ingerido álcool e se recusado a fazer o teste do bafômetro, desde o início, na última sexta-feira (8), da fiscalização mais rigorosa no trânsito por meio do Programa Direção Segura.
São Paulo: Blitz da Lei Seca em São Paulo vai flagrar quem usa maconha e cocaína
Blitze no interior:
Lei seca leva oito à prisão em rodovias de Sorocaba
Lei Seca flagra motoristas no interior de São Paulo
Segundo balanço parcial do governo de São Paulo, 210 motoristas foram abordados em três avenidas de grande circulação na capital paulista o que resultou em 45 autuações. Do total de infrações, 14 ocorreram pelo consumo de álcool e de outras substâncias psicoativas.
Leia mais: Cresce número de motoristas presos em SP após Lei Seca mais rígida
O caso: Contran endurece a Lei Seca e reduz o limite de álcool no teste do bafômetro
Os autuados terão de pagar multa no valor de R$ 1.915,40 e tiveram a carteira de habilitação apreendida. Eles também estão sujeitos a processo administrativo para a suspensão do direito de dirigir por 12 meses. O balanço de todo o período do carnaval só deve ser divulgado na próxima quarta-feira (13).
Futura Press
Limite de álcool no teste do bafômetro passa de 0,10 para 0,05 miligramas por litro de ar
De acordo com a nova Lei Seca, instituída pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e em vigor desde o último dia 23 de janeiro, o motorista é autuado caso seja encontrado 0,05 miligrama de álcool no organismo. Antes, o limite era até 0,10 miligramas.
Leia mais notícias sobre São Paulo
Se atingir 0,34 miligramas, além de ter de pagar multa no valor de R$ 1.915,40, o motorista perde o direito de dirigir por um ano e é punido ainda com sete pontos na carteira de habilitação, por ser considerado infração gravíssima. O motorista flagrado pelo teste de drogas será enquadrado pelo Artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que prevê detenção de seis meses a três anos.
O Programa Direção Segura conta com três operações por noite. Para essas abordagens foram disponibilizados 20 equipamentos que permitem identificar, em um prazo de apenas dez minutos, se o condutor fez consumo de algum tipo de droga (cocaína, maconha, metanfetamina, fenilciclidina e opiáceos). Também foram disponibilizados etilômetros (bafômetros) para detecção de consumo de álcool.

Fonte: Último Segundo