domingo, 14 de abril de 2013

Isis Valverde escurece o cabelo e brinca com o resultado: "Branca de Neve"

Isis Valverde mudou o visual e publicou a foto do resultado no Instagram, na tarde desta sexta-feira (12). "Agora cabelos negros! Branca de neve!", escreveu a atriz na rede social. A mudança faz parte de um trabalho para a Seda, marca que tema a atriz como garota-propaganda de uma linha de produtos.
No Carnaval, a musa de "O Canto da Sereia" participou de uma ação da marca e também fez uma leve transformação. Ela colocou uma trança afro no cabelo, com Negra Jhô, especialista em penteados deste tipo.

Isis compartilhou com os fãs, no início desta semana, a sua alegria com o lançamento do trailer oficial do filme "Faroeste Caboclo" . A atriz interpreta a personagem Maria Lúcia no longa-metragem inspirado na música da banda Legião Urbana. 



Isis Valverde radicaliza no visual e mostra foto com cabelo curtíssimo
Imagem> Tribuna Hoje


A estreia vai acontecer no dia 30 de maio e contará a história de João de Santo Cristo, que se mudou para Brasília em busca de uma vida melhor e acabou se apaixonando por Maria Lúcia.

Na vida pessoal, Isis vive uma boa fase no namoro com Tom Rezende, reatado em novembro de 2012 após dois meses separados. O produtor musical e cantor está focado no projeto do seu primeiro CD com influências Soul.

Recentemente, Tom conversou com o Purepeople sobre este trabalho e não poupou elogios à namorada famosa. "Nós somos grandes amigos. Isis é uma parceirona. Sempre que eu me apresento, ela faz questão de estar lá", disse.


Fonte: Rondonia Direta

Anamara vai a festival de axé com febre

A ex-bbb Anamara postou em seu Twitter na madrugada deste domingo (14) que esteve com febre e passando mal, mas mesmo assim cumpriu o compromisso profissional de estar no evento Axé Brasil, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.
“Então, me deixa contar a vocês, não queria falar pra não os deixar preocupados, passei o dia com febre e dor na garganta, remédio atrás de remédio”, escreveu ela.
A ex-policial revelou que chegou atrasada ao evento, por conta da febre, e que não conseguiu assistir ao show de Ivete Sangalo: “Desse mal estar, fiquei pior por não ter visto a Deusa Master! Chorei mesmo, parecia criança... Rsrs. Agora tô deitadinha, esperando”, twittou a moça.

 Anamara vai a festival de axé com febre - Divulgação / Fred Pontes

Mas tarde, já indo para o hotel, Maroca postou que ainda estava com calafrios, mas já se sentia melhor. Agradeceu os seguidores pelos incentivos e pediu desculpas por não dar a “devida” atenção a todos, justamente por estar adoentada.
O Axé Brasil reuniu os maiores nomes do axé music e aconteceu em Belo Horizonte, dentro do estádio do Mineirão, Maroca e outros artistas figuraram dentro dos camarotes vips que rolaram no evento.

Fonte: O Fuxico

Ex-BBB 'convoca' Ronaldinho Gaúcho para seleção

Retirada de Bonde.com.br

A ex-BBB Kamilla postou uma foto no Instagram com o craque Ronaldinho Gaúcho durante o segundo dia do "Axé Brasil", que está sendo realizado em Belo Horizonte (MG).

A participante da 13ª edição do reality show tietou o craque e ainda aproveitou para "convocar" o meia do Atlético Mineiro. "É @ronaldo_r10 na seleção!!!!!! Woooow #AxeBrasil15Anos", escreveu Kamilla na legenda.

Durante o evento, a ex-BBB também foi fotografada ao lado de Ivete Sangalo e Claudia Leitte.

Reprodução/Instagram

Assaltantes rendem vigilante e arrombam caixa eletrônico de universidade em Manaus

O vigilante  contou que ouviu uma pessoa batendo no portão principal da universidade e ao abrir a porta, foi surpreendido com  um revólver apontado para sua cabeça.
O vigilante contou que ouviu uma pessoa batendo no portão principal da universidade e ao abrir a porta, foi surpreendido com um revólver apontado para sua cabeça. (Naférson Cruz)

Três  homens ainda não identificados arrombaram na manhã deste domingo (14) o caixa eletrônico do banco  Santander, instalado  nas dependências da Universidade  Nilton Lins, localizada na avenida Tefé, no bairro Japiim, na Zona Sul de Manaus. A polícia informou que ainda não tem informações da quantia em dinheiro que foi levado pelo trio.
De acordo o tenente Tiago Cardoso, da 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o vigilante Isaac Carvalho de Oliveira, 35, da empresa Vips, que presta serviço de segurança no local, não estava armado o que facilitou a ação dos assaltantes.
“É um risco que toda empresa de segurança corre por não colocar pessoas aptas para o manuseio de arma o que daria maior segurança ao local”, disse o tenente Issac Queiroz.
O vigilante  contou em depoimento  que por volta das 10h ouviu uma pessoa batendo no portão principal da universidade e ao abrir a porta, foi surpreendido com  um revólver apontado para sua cabeça. 
Em seguida, quando já estavam dentro do recinto, o assaltante e mais dois acompanhantes amarraram o vigilante e cobriram a cabeça dele com a própria farda. O vigilante disse, em depoimento, que ainda chegou a ouvir dentro de uma sala para onde foi levado, quando os criminosos arrombaram o caixa eletrônico.
A ação dos bandidos  durou aproximadamente duas horas. Para dificultar a investigação da polícia, os criminosos arrancaram as câmeras de circuito integrado do local. O vigilante informou ainda que chegou a ficar amarrado numa cadeira por quase três horas, quando conseguiu se arrastar até a porta e pedir socorro.
Um homem que passava em frente ao local ouviu quando Isaac pedia socorro. Logo, ele acionou a polícia.  A delegada plantonista do 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Fabíola Queiroz, disse que solicitou exame de corpo e delito da vítima, que apresentava sinais de escoriações nos braços. A polícia informou que ainda não tem pistas dos suspeitos.

Fonte: A Crítica

Venezuela: conta de Maduro no Twitter é invadida por hacker

Jornal do Brasil - A conta no Twitter do candidato chavista à presidência da Venezuela, Nicolás Maduro, foi invadida neste domingo, dia em que será decidido quem será o sucessor de Hugo Chávez no comando do país. O hacker, que se identificou como Lulz Security Peru postou até as 19h50 oito mensagens no perfil do candidato.
No mesmo horário, o site oficial de Maduro também estava fora do ar. O resultado da eleição na Venezuela será divulgado no final desta noite.
Perfil do candidato à presidência foi invadido por hacker
Perfil do candidato à presidência foi invadido por hacker

Salvador já tem em média um carro por família

Se todos os veículos registrados na capital baiana fossem distribuídos igualitariamente entre a população, cada família  (considerando-se uma  média  de cinco pessoas) teria um veículo.
Isto é  o que revela o cruzamento dos dados  da frota dos automóveis de passeio de Salvador com o número de habitantes estimados no último censo (2010).
Segundo os indicadores mais recentes do   Detran-BA, em fevereiro havia aproximadamente 580 mil veículos de passeio registrados na capital baiana.

Considerando que a população soteropolitana já beira os 2,7 milhões, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já existe um carro registrado para cada  4,68 pessoas.


Boom automotivo
O crescimento dos veículos registrados na cidade é expressivo: em 2010, a taxa era de 5,39 habitantes para cada carro. Um ano depois, a taxa  cairia para 5,03. Quanto menor o resultado, maior é o número de carros em relação à população.
De acordo com a engenheira de tráfego Cristina Aragón,  a taxa de motorização não é  tão alta quando comparada a outros centros urbanos. "Salvador ainda é uma cidade pobre. A taxa pode até ser alta, mas há cidades de médio porte que conseguem ter índices piores", explica.
A taxa da cidade de São Paulo, por exemplo, é de 2,11. Ou seja, há um veículo de passeio para cada duas pessoas, o dobro quando comparado  à capital baiana.


Esposa influenciou
Há cinco meses, o consultor técnico Danilo Araújo entrou nas estatísticas do Detran pela primeira vez. Segundo ele, a esposa  foi a principal motivação para que adicionasse  mais um veículo de passeio às vias soteropolitanas.
"Ela que insistiu. Eu trabalho perto e preferia não enfrentar esse trânsito todo. Pegar ônibus é complicado, mas como são só cinco quilômetros (entre a casa e o trabalho), vou até andando", conta.
Ele reconhece, no entanto, que o automóvel é a alternativa mais viável na cidade: "É uma necessidade". Danilo não é o único a optar pelo carro como solução de transporte.
Somente em janeiro deste ano, 1.668 motoristas fizeram o mesmo. Nos últimos quatro anos, a média foi de 30 mil novos veículos registrados no sistema do Detran   a cada ano. Isso representou, entre 2012 e 2013, um crescimento de 5% na frota.
Contudo, o número de veículos que circulam efetivamente na cidade pode ser bem maior.  Incluindo outras categorias de automóveis, como ônibus e caminhões, a frota atual gira em torno de 830 mil veículos. Além disso, ficam   fora desta conta todos  aqueles com placas de outros locais, em circulação  na capital baiana.
Apesar do aparente impacto que o crescimento da frota tem no trânsito de uma cidade, especialistas alertam que os dados não devem ser avaliados como uma relação direta. A questão está na forma como é gerida a mobilidade urbana. No caso da capital baiana, os especialistas afirmam que há uma valorização do uso individual de transporte, em detrimento de coletivos.

Espaço limitado
"Em Salvador, o carro é um objeto de desejo. Muitas famílias têm como prioridade comprar  automóveis. Contudo,  a cidade tem limite de espaço, principalmente por ser litorânea. A capital  chegará a um limite em um certo momento", diz a pesquisadora do Centro de Estudos de Transportes e Meio Ambiente (Cetrama/Ufba), Denise Araújo.
Em horários de pico, com os imensos engarrafamentos, é muito fácil verificar a gravidade da situação. Segundo  a Transalvador, na Avenida Paralela  transita uma média de 20 mil carros  por hora nesses momentos. "O que estamos vivendo é a realidade de uma opção equivocada", diz Cristina Aragón.

Solução

Para evitar que a quantidade de veículos não interfira diretamente no trânsito da cidade, o ideal é desestimular o uso do transporte individual, segundo as pesquisadoras. E a  solução poderia  vir, por exemplo, no investimento em melhoria do transporte público e na diversificação dos modais.
Agora de carro, Danilo concorda: "O ideal  para mim  é que se aposte em ciclovias. Eu até já tentei ir de bicicleta para o trabalho. Mas é impraticável", afirma.
"A população soteropolitana precisa se sentir atraída pelo transporte coletivo. Nós temos coletivos sem segurança,  sem cumprimento de horários e com itinerários longos. É um conjunto de fatores que dificulta a migração do motorista de carro para o transporte coletivo", explica Denise Araújo.


Foto: Margarida Neide | Ag. A TARDE
  • Transporte público ruim faz soteropolitano optar pelo carro

  A pesquisadora aponta que, em levantamento de mobilidade urbana  atualizado em 1998  já havia indicativos da necessidade de maior investimento no transporte público. Uma das alternativas seria o metrô, há 13 anos em construção em Salvador. "O metrô é uma tecnologia correta. No entanto, em Salvador, teve vários erros no planejamento e construção", observou.

Fonte: Portal A Tarde

Moranguinho vai virar empresária e diz que quer engravidar de Naldo

A vida de mulher fruta é passado para Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, desde que ela começou a viver um romance com o cantor Naldo. Eles se conheceram  na gravação de um clipe e a atração foi instantânea: Naldo deixou a mulher por Moranguinho. Agora, Ellen vai virar empresário no ramo de calçados e afirma que está treinando para engravidar de Naldo. Ela pretende lançar a grife de sapatos “Divas” até o fim do mês.
Moranguinho também conta que, para acompanhar Naldo, ela mudou o visual, que antes envolvia roupas curtas e sensuais.

naldo_e_moranguinho_3

“Eu mudei a maneira de me vestir. Quer dizer, na verdade, eu sempre tive um estilo mais sério antes de virar mulher-fruta. Agora, voltei a ser quem eu sempre fui. Gosto de usar uma roupa mais social, terninho, vestido longo. Assim, eu fico mais elegante e acho que é bom para a carreira do meu marido. Afinal, sou a primeira-dama do Naldo”, disse, aos risos.
Há cerca de um ano sem cantar e dançar em bailes funks, Ellen afirma que esse tipo de apresentação faz parte do passado.
“Eu sinto falta da energia do palco. Do trabalho, não. As roupas sensuais e as danças provocantes não têm mais nada a ver comigo e com os meus planos de formar uma família. Eu tenho um nome muito forte. Os convites nao param, mas eu optei por não cantar mais.”, pontuou Moranguinho
“Eu passo 30 dias por mês na estrada com o Naldo. Onde ele vai, eu vou. Se eu não o acompanhar, fica difícil nos encontrarmos. E eu já estou acostumada a viajar para fazer shows. Quando estou cansada, ganho um beijo, uma massagem e fica tudo certo. A gente precisa de tempo para encomendar um bebê, né?”, completou.
Com informações da coluna Retratdos da Vida, do Extra.

Fonte: Clica Piauí

Albanesa descobre que médicos lhe "roubaram" um rim 15 anos após a operação

Sheqere Likaj, de 54 anos, do sul da Albânia, que foi operada para tirar uma pedra do rim descobriu, 15 anos depois, que lhe extirparam o órgão completo, informa neste domingo (14) a imprensa local.
A albanesa foi operada em 1998 no Centro Hospitalar Universitário "Madre Teresa" de Tirana, o mais importante do país, para tirar uma pedra de um rim que lhe causava dores. Em uma revisão médica realizada recentemente na Grécia, onde vive sua filha, ela ficou sabendo que o cirurgião que a tinha operado extirpou-lhe o rim inteiro, sem comunicá-la.
A mulher, que a princípio não quis acreditar no que lhe disseram os médicos, voltou este mês a se submeter a outra revisão em Tirana, onde os médicos lhe confirmaram a ausência de um rim.
"Quero que me digam a verdade, o que fizeram com meu corpo", se queixou Sheqere em entrevista para a televisão local "A1 Report".


Ela afirmou que os médicos tinham dito a seu marido que "a operação tinha sido bem-sucedida", que tiraram a pedra do rim, e que ele ia funcionar normalmente. Sheqere pediu sua ficha médica sobre a operação, mas as autoridades de saúde lhe responderam que ela não existe. Para desvendar o mistério a mulher procurou a Polícia e, além disso, exigiu uma indenização por danos.

Fonte: R7

Reynaldo Gianecchini autografa biografia em Curitiba

O ator recebeu fãs ao lado de Guilherme Fiúza neste domingo

Reynaldo Gianecchini autografa biografia em Curitiba - Ag.News
Publicidade

Ao lado do escritor Guilherme Fiúza, Reynaldo Gianecchini lançou neste domingo (14) o livro Giane, Vida, Arte e Luta em Curitiba, no Paraná. Com camisa social e gravata, o ator recebeu os fãs, respondeu perguntas e autografou a obra, que fala sobre os bastidores de sua vida e carreira.
O livro foi lançado originalmente em dezembro de 2012, mas Reynaldo segue animado na divulgação de sua biografia. A obra é resultado de quase 50 horas de entrevistas de Guilherme com atores, diretores, familiares, amigos e médicos. Somente com Giane, foram sete horas de gravação ininterruptas .
Fiuza também é autor dos livros Meu Nome Não é Johnny, 3.000 Dias no Bunker, Amazônia 20º Andar e Bussunda: A Vida do Casseta.

Fonte: O Fuxico

Angélica nega rumores de traição de Huck. "Se eu fosse traída, não sei nem se eu estaria casada", diz

A apresentadora Angélica, 39, afirmou que o rumor de que havia sido traída é mentira. A informação é da coluna de Mônica Bergamo, do jornal "Folha de S. Paulo", publicada neste domingo (14).

Leia mais:
Para Angélica, filho não segura casamento
Angélica fala sobre rumores de traição de Huck


Durante entrevista, a loira falou sobre os rumores de que o apresentador e marido havia saído com outra pessoa e ainda demonstrou ser radical quando o assunto é traição. "Se eu fosse traída, não sei nem se eu estaria casada mais. Não sei se eu ia perdoar", contou.


Ela ainda disse que essa notícia foi ridícula e sem fundamento. "A pessoa que inventou isso vai ser responsabilizada. É uma mentira." Já sobre quem teria inventado, ela não fala. "Não vou colocar azeitona na empada dessa pessoa", ressalta. Angélica finaliza dizendo que o assunto, que já provocou risos no casal, agora irrita. "É maldade", encerra.

Angélica e Luciano Huck são casados desde 2003 e, juntos, já são pais de Joaquim, de 7 anos, Benício, de 4 e Eva, que tem menos de um ano de vida.

Fonte: Yahoo

Ônibus batem de frente e deixam ao menos 4 mortos, diz Transalvador

Do G1 BA*
60 comentários
 
Acidente (Foto: Gleidson Chagas/Arquivo Pessoal)Ônibus bateram de frente na via exclusiva para coletivos na Av. ACM (Foto: Gleidson Chagas/Arquivo Pessoal)

Dois ônibus bateram de frente na tarde deste domingo (14), na pista exclusiva para coletivos na Avenida Antônio Carlos Magalhães, uma das vias mais importantes e movimentadas da capital baiana. A Transalvador, órgão de trânsito municipal, confirmou ao G1 às 16h40 que o acidente havia deixado quatro mortos.
De acordo com informações do Samu, dez pessoas foram socorridas para hospitais. O órgão aponta que três vítimas foram levadas por ambulâncias do Samu para o Hospital Geral do Estado (HGE) e outras quatro pessoas foram encaminhadas também para o HGE pelo Grupo Salvar, do Corpo de Bombeiros.

acidente (Foto: Genildo Lawinscky/TV Bahia) 
Equipe de salvamento retiram vítima em ferragens
(Foto: Genildo Lawinscky/TV Bahia)

Uma mulher de 53 anos, que ficou presa às ferragens foi socorrida, segundo o Samu, para o Hospital do Subúrbio.
Outras duas pessoas foram encaminhadas para um hospital particular na Avenida ACM. Todos os feridos são adultos. As identidades das vítimas não foram divulgadas.
As empresas envolvidas no acidente são BTU (linha Lapa-Monte Gordo) e União (Colina Azul-Campo Grande).
Segundo a polícia, o motorista da empresa União é apontado como o causador da batida. Ele ficou ferido e foi encaminhado para o hospital particular na Avenida ACM. As circunstâncias do acidente ainda não foram esclarecidas.
O condutor do coletivo da BTU, Fernando Gomes de Oliveira, 34 anos, não sofreu ferimentos.
O secretário municipal de Urbanismo e Transporte, José Carlos Aleluia esteve no local do acidente e afirmou que a Transalvador fiscaliza os ônibus, que possuem tacógrafo. De acordo com o secretário, a fiscalização será ampliada.
Dezenas de pessoas se aproximaram para observar o acidente e acompanhavam o trabalho de resgate. O trânsito ficou bastante congestionado para os motoristas que trafegavam nos dois sentidos da Avenida ACM. Até por volta das 17h30 havia registro de intensa retenção no tráfego.
*Colaborou Genildo Lawinscky, da TV Bahia.

Acidente (Foto: Genildo LawinsckyTV Bahia)Ônibus bateram de frente na via exclusiva para ônibus em Salvador (Foto: Genildo LawinsckyTV Bahia)
Acidente (Foto: Gleidson Chagas/Arquivo Pessoal)Acidente em via exclusiva para ônibus na Av. ACM, em Salvador (Foto: Gleidson Chagas/Arquivo Pessoal)
acidente (Foto: Gleidson Chagas/Arquivo Pessoal)Acidente atrai muitos populares em Salvador (Foto: Gleidson Chagas/Arquivo Pessoal)
Acidente (Foto: Gleidson Chagas/Arquivo Pessoal)Acidente deixou trânsito congestionado na Avenida ACM (Foto: Gleidson Chagas/Arquivo Pessoal)

  •  
Acidente (Foto: Kiko Medeiros/Arquivo Pessoal) Acidente na Avenida Antonio Carlos Magalhães, em Salvador (Foto: Kiko Medeiros/Arquivo Pessoal)

Fonte: G1

Julgamento do caso Carandiru lembra problemas pendentes do sistema carcerário



Julgamento do caso Carandiru lembra problemas pendentes do sistema carcerário
Julgamento do caso Carandiru lembra problemas pendentes do sistema carcerário

São Paulo, 14 abr (EFE).- Vinte anos depois do massacre no Complexo Penitenciário do Carandiru, o julgamento que se retoma amanhã, segunda-feira, voltou o olhar para os presídios do país, onde o poder das facções e as violações de direitos demonstram, segundo especialistas, que as lições do passado não foram aprendidas.
A professora de sociologia e especialista em temas de violência da Universidade de São Paulo (USP), Camila Dias, considera que 'não se aprendeu nada' desde aquele 2 de outubro de 1992, quando a polícia sufocou uma revolta na prisão paulista com 111 presos mortos.
A socióloga, que qualificou de 'dramática' a situação nos presídios, contou à Agência Efe que a superlotação é uma constante nos presídios brasileiros, onde há carência de produtos tão básicos como o papel higiênico.
A partir da década de 1990 - explicou Camila - foi iniciado um processo de aumento do encarceramento e de construção de novas unidades, que nunca foram suficientes para combater a superpopulação.
Segundo dados oficiais, as prisões brasileiras abrigam 514 mil pessoas, número que alguns analistas elevam para 600 mil.
A péssima classificação do estado dos presídios é compartilhada pelo ministro da Justiça do Brasil, José Eduardo Cardozo, que chegou a declarar no final do ano passado que 'preferiria morrer' a passar muitos anos nas prisões do país.
As palavras do ministro, que geraram grande polêmica, foram secundadas pelos juízes do Supremo Tribunal Federal (STF), que questionaram a possibilidade de reinserção na sociedade devido ao estado deplorável das prisões.
Além disso, a subcomissão de prevenção da tortura da ONU divulgou um relatório no ano passado em que denunciava o grave estado das prisões brasileiras e, concretamente, recomendava o fechamento imediato do Presídio Ary Franco, no Rio de Janeiro.
O massacre no complexo do Carandiru, que em 2002 foi fechado e, posteriormente, demolido, comoveu a sociedade brasileira, mas a fragilidade do sistema penitenciário continua a mesma.
Camila acredita que a violência com que as autoridades reprimiram a revolta e uma política de segurança 'extremamente autoritária dentro e fora das prisões' criaram terreno fértil para o nascimento da principal organização criminosa de São Paulo, que se dedica basicamente ao narcotráfico.
Para a socióloga, a violência usada pela polícia no início dos anos 1990 facilitou o nascimento da grande facção que, com outros grupos de presidiários organizados, controlam a quase totalidade das prisões.
O especialista lembrou que em 1992, ano da tragédia do Carandiru, a polícia de São Paulo matou 1.470 pessoas dentro e fora dos presídios.
O coordenador do pastoral de prisões do Brasil, o padre Valdir João Silveira, explicou à Efe que as organizações de presos nascem como oposição à violência e à tortura nas prisões.
'A ausência do Estado obrigou os presos a se organizarem', disse o religioso, que considera que o legado positivo que a tragédia deixou é uma melhora na formação dos funcionários de prisões e mais capacidade para enfrentar os motins.
O padre Silveira também criticou a política de privatização de presídios iniciada por alguns estados, que, em sua opinião, não só não soluciona o problema como o agrava.
Em relação às mudanças, o religioso analisou que os mecanismos de prevenção e combate à tortura melhoraram, além da inspeção para evitar práticas degradantes.
Por enquanto, o julgamento dos considerados responsáveis pelo massacre do Carandiru, que será retomado amanhã, representa alguma esperança de que a tragédia não se repita.

Fonte: MSN

Lançamento do CD 'Super Hits 5' - The Best Hits

Os grandes hits dos anos 90 e 2000 em um único CD!


  1. What Is Love 3'11 (Haddaway)
  2. You Are All Of That 3'03 (Danzel)
  3. Sexy Eyes 1997 3'53 (Whigfield)
  4. Superstar 3'38 (Grenada)
  5. Are You Ready 3'07 (Anti Funky)
  6. From Paris To Berlim 3'58 (Infernal)
  7. Somebody 3'58 (Black Legend)
  8. All Night Long 3'25 (Lasgo)
  9. Free 3'06 (Inaya Gray)
  10. U Got The LUV 3'32 (Soulfunkers)
  11. One Last Cry 3'31 (Marina Elali)
  12. What A Feeling 3'37 (Global Deejays)
  13. Ride On Time 3'32 (Candy)
  14. Get Up 5'44 (DJ Ross)
  15. I Wish 7'57 (Infected Mushroom)
  16. Fly Away 3'56 (Eyes Cream)
  17. It's All Vain 2'45 (Magnólia)
  18. It's A Fine Day 2'38 (Aeronautics)
  19. Pa' Bailar 3'59 (Bajo Fondo)
  20. Celebrate Our Love 3'23 (Alice DJ)

COREIA DO NORTE REJEITA OFERTA DE DIALOGO COM O SUL

SEUL, 14 ABR (ANSA) - A Coreia do Norte rejeitou hoje a oferta de diálogo com a Coreia do Sul, avançada a semana passada pela presidente sul-coreana Park Geun-Hye, catalogando o ato com uma "astúcia".
  
A mandatária sul-coreana tinha proposto colóquios para "reativar o processo de construção da confiança recíproca" na península. A partir das questões como a do complexo industrial de desenvolvimento conjunto de Kaesong, que foi congelado após Pyongyang parar de emitir novos vistos para os trabalhadores sul-coreanos.
  
Um porta-voz do Comitê para a reunificação pacífica da Coreia descreveu a oferta do Sul como "uma concha vazia" e "uma manobra inteligente para esconder a política desafiadora do Sul e induzir em erro sobre sua responsabilidade em relação a crise do complexo industrial de Kaesong". Para o funcionário norte-coreano "cabe à Coréia do Sul atuar da forma que o dialogo inter-coreano possa retornar no futuro".
  
O porta-voz do Comitê para a reunificação também criticou Seul para supostos "insultos" feitos as celebrações em honra do fundador do Estado, o "presidente eterno" Kim Il-sung, morto em 1994, que acontecerão amanha, no dia de seu 101º aniversario.
  
Segundo ele, Seul teria feito "observações péssimas e malignas" sobre o programa das celebrações" que equivalem a "uma outra terrível e imperdoável provocação".
  
"Aqueles que prejudicam a dignidade do líder supremo da Coreia do Norte enfrentarão uma punição severa", avisou o porta-voz.
  
Para celebrar o aniversario de Kim Il-sung, avô do atual líder Kim Jong-un, serão realizados um desfile militar e uma explosão de fogos de artifício. (ANSA)

Fonte: Ansa Latina

Revista Astros e Estrelas com "James Dean"


Fonte: Blog 2 "Retrô Vamos Lembrar"

Avião da TAP bate em torre no aeroporto de Brasília

Um avião da companhia aérea portuguesa TAP se chocou na tarde deste sábado contra uma torre de iluminação do Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília, de acordo com a Agência Brasil.
Segundo o Consórcio Inframérica, empresa concessionária do aeroporto, o piloto do Airbus A330 bateu a ponta da asa esquerda na torre, logo após pousar na capital federal.

 

Nenhum dos passageiros e tripulantes se feriu, mas o voo da empresa portuguesa, que vinha de Lisboa e seguiria viagem na seqüência, teve que ser cancelado. O acidente, contudo, não prejudicou as outras empresas que operam no local, informou a Inframérica.
Ainda de acordo com a concessionária, no momento do acidente o avião seguia por uma pista inapropriada, que não comportaria um avião do porte da aeronave da TAP. As causas do acidente ainda vão ser apuradas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

Fonte: BBC Brasil

Campo Grande fica aberto à noite e facilita ação de criminosos

Neste sábado, o estudante universitário Itamar Ferreira Souza, encontrado morto em uma das fontes; polícia acredita que o jovem possa ter sido vítima de latrocínio ou homicídio



Sensação de insegurança. Esse é o principal problema apontado por moradores, pedestres  e comerciantes que utilizam o espaço da Praça do Campo Grande. Localizada num bairro de classe média-alta, a praça, segundo os frequentadores, tem deixado de ser um local público de convivência tranquila, dando lugar a uma  tensão constante.

“Tá complicado. Uma amiga minha foi assaltada há menos de uma semana. Tem muito bandido e isso atrapalha o fluxo da população por aqui”, disse o estudante de Música da Ufba, Caique Veloso, 20 anos. “Depois das 22h, o Campo Grande vira terra de ninguém. Não me sinto segura como  anos atrás”, conta a arquiteta Tatiana Seixas, 35, que mora há 15 anos no bairro.


Apesar das grades, praça do Campo Grande fica aberta à noite; Guarda Municipal não tem chaves do cadeado

“Sempre rola de tudo aqui, mas os portões sempre ficam abertos, não se fecha a praça à noite. A Guarda Municipal tira as pessoas de dentro, mas não tranca. De noite fica tudo aberto. Até gente tomando banho nua, no meio do dia, nessas águas, eu já vi”, conta um ambulante que trabalha no local, mas preferiu não se identificar.

Aliado a isso, a prefeitura também tem dificuldade de realizar uma fiscalização na área. Atualmente, a guarda sequer tem as chaves dos cadeados para mantê-la fechada durante a noite. “Nós não sabemos nem onde está a chave dos portões da praça. Encontramos tudo num total abandono ”, afirmou o tenente-coronel da PM Francisco Edson de Araújo, comandante da Guarda Municipal, órgão responsável por proteger o patrimônio em espaços públicos,  como praças e parques.

De acordo com Araújo, desde a última terça, equipes com três guardas municipais fazem rondas diárias no local para evitar depredação do patrimônio. “As equipes estão no local durante o dia e a noite com o objetivo de diminuir as ações da população, que deteriora o espaço ”, completou.

Já a assessoria de comunicação da Polícia Militar informou que a responsabilidade de segurança na área é do 18º Batalhão da PM (Centro Histórico). Até o fechamento da edição, no entanto, a PM não informou se existem rondas policiais  no local ou em outras praças de Salvador.

Reforma
O reforço  no efetivo da Guarda Municipal faz parte de um projeto mais amplo de revitalização do local. Na  sexta-feira, a prefeitura iniciou também uma ação para deslocar moradores de rua que vivem na praça para abrigos públicos. De acordo com a Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), a praça é a moradia fixa de, pelo menos, 16 pessoas.

Está prevista ainda para o início de maio, a divulgação da empresa que fará a requalificação do espaço. De acordo com o secretário municipal da Cidade Sustentável, Ivanilson Gomes, o projeto terá investimento de R$ 2,8 milhões, sendo R$ 600 mil da prefeitura.

Entre as ações de requalificação previstas estão a limpeza das fontes, troca das grades que cercam o espaço, ressocialização dos moradores de rua e um novo projeto de paisagismo. A questão da segurança patrimonial local também ficará a cargo da prefeitura, através da Guarda Municipal.

Skatistas reclamam de proibição de andar na praça
Para protestar contra a proibição do uso de skate e a abordagem truculenta de guardas municipais na Praça do Campo Grande, cerca de 60 skatistas se reuniram na tarde de ontem no local.

“Precisamos de uma área para andar de skate, pois a pista dos Barris está abandonada. Sei que a ordem da prefeitura tem que ser cumprida, mas não dessa maneira”, disse o designer Liomário Gonçalves, 30 anos, líder do grupo, em referência à ação de guardas municipais na noite de sexta-feira. “Estava com meu skate parado aqui e não aceitei ao ser abordado. Um guarda veio, me imobilizou e me algemou”, afirmou o técnico de refrigeração Leandro Vitor, 26.

Segundo os skatistas, eles frequentam a praça há dois anos e evitam depredar os monumentos. Comandante da Guarda Municipal, coronel Francisco Edson de Araújo nega que houve violência nas abordagens. “Os skatistas estão depredando tudo com os skates”,  afirmou.

Moradores da região se dividem em relação à prática do esporte na praça. “Eles destroem o patrimônio público. Tem é que sair mesmo. Além disso, tem muita gente idosa na praça e vários acidentes já aconteceram aqui”, contou o aposentado Geraldo Santos, 67. “Acho que a presença dos skatistas inibe a ação dos marginais porque enche a praça”, disse a secretária Michele Machado, 36.

O guarda municipal Luis Oliveira, que esteve ontem na praça para negociar a saída dos skatistas, prometeu um acordo até terça-feira. “Não posso passar por cima de uma ordem. Peço para que vocês não andem na praça até terça,  quando voltarei com uma resposta”, disse o guarda. Os skatistas aceitaram o acordo e prometeram cobrar uma solução para o impasse. O CORREIO esteve ontem na pista de skate nos Barris e constatou que, além de mal iluminada, o piso exibe várias rachaduras.

Fonte: Correio da Bahia

Condenado a 25 anos por molestar filhas morre de parada cardíaca em MT

Condenado a pena de 25 anos de prisão por estupro de vulnerável, praticado contra as quatro filhas com idades de 6, 9, 13 e 15 anos, um presidiário de 61 anos, morreu ontem, vítima de parada cardíaca, no Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande. Ele estava preso na cadeia do município e sofria de hipertensão necessitando de tratamento médico constante. A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), que administra o sistema prisional de Mato Grosso afirma que o detento se encontrava em dia com o receituário médico.

Acusado de estuprar as quatro filhas morre de parada cardíaca em Mato Grosso
Imagem: Cenario MT


O estuprador, de acordo com a Sejudh, passou mal na manhã deste sábado e foi encaminhado ao Pronto-Socorro às 8h45, mas morreu duas horas depois. A morte ocorreu após o presidiário ter recebido atendimento médico. O preso era natural de Guarantã (SP) e teve o corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal de Cuiabá (IML) onde aguardará os familiares para a liberação.
A Sejudh afirma que a morte do preso não tem nenhuma relação com o movimento grevista dos agentes penitenciários deflagrada no dia 4 deste mês em busca de melhorias trabalhistas e sem prazo para terminar. A pasta também nega que tenham faltado medicamentos para o tratamento do estuprador dentro da cadeia.
Entenda o caso: O acusado foi preso em abril de 2010 no bairro da Manga, em Várzea Grande onde residia com a família, após ter a prisão temporária decretada por 30 dias pela Justiça. Ele era acusado de estuprar 4 filhas, mas na ocasião da prisão, apenas as adolescentes de 13 e 15 já haviam confirmado os abusos praticados pelo pai. A adolescente de 15 anos disse que era abusada por ele desde os 8 anos. Porém, ele não as penetrava para não ser descoberto, mas fazia de tudo com as vítimas, como atos libidinosos e sexo oral.
A família morou durante vários anos no interior de São Paulo - nas cidades de Jaú, Bauru e Gália e depois se mudou para Mato Grosso do Sul e também para Rondônia até chegar em Várzea Grande em fevereiro de 2010 numa Kombi que era a moradia de toda a família na região do Zero Quilômetro. Depois de pedir ajuda nos jornais e televisão conseguiu a doação de uma casa, bem como a mobília.
A filha mais velha resolveu fugir e denunciou o pai contando detalhes de como os abusos eram praticados por ele contra ela e as outras 3 irmãs. Ao ser denunciado, o acusado chegou a alegar na delegacia que não podia ser preso porque tinha problemas de saúde. O delegado responsável pelo caso desconsiderou o argumento e pediu a prisão que foi deferida pela Justiça.
Ele foi condenado a 25 anos de prisão em regime fechado pelo crime de estupro de vulnerável. O processo tramitou na Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Várzea Grande. No final de junho de 2010, a esposa dele, de 33 anos, voltou para Sao Paulo com os 6 filhos do casal. Ela voltou para a casa de parentes e a passagem foi paga pela prefeitura de Várzea Grande, a pedido do Conselho Tutelar.

FONTE: Só Notícias

“Você é ex-panicat? Ah, ela é a Sabrina Sato!” brinca Silvio com Aryane Steikopf

20130412135618
… no “Jogo das 3 pistas”

Neste domingo, 14 de abril, o “Programa Silvio Santos” recebe Anelise de Oliveira e Aryane Steikopf, jornalista e modelo respectivamente. Elas participam do “Jogo das 3 pistas”, e terão que acertar o maior número de respostas com o menor número de dicas. Na gravação, Silvio brincou a ex-integrante do Pânico, Aryane. “Você é ex-panicat? Ah, ela é a Sabrina Sato!”
E ainda: “Jogo dos Pontinhos”, “Nada Além de 1 Minuto”, “Câmeras Escondidas” e “Quem está cantando”.
Neste domingo, a partir das 19h45 no SBT.

Fonte: Boa Informação

Chi Chen, do Deftones, morre aos 42 anos



Chi Cheng, ex-baixista do Deftones, morreu neste sábado, 13 de abril. Cheng estava em um estado parcial de consciência desde 2008, quando sofreu um acidente automobilistico.

Em nota no site www.oneloveforchi.com, a família do baixista postou uma declaração sobre sua morte. "Está é a coisa mais díficil de falar. O amor e devoção de vocês a Chin foi maravilhoso", escreveu sua mãe. "Eu sei que vocês se lembrarão dele como um gigante no palco e com o coração em cada um de vocês. Ele foi levado para a emergência às três horas da manhã de hoje e seu coração parou. Ele deixou o mundo comigo cantando suas canções preferidas ao seu ouvido".

Sua mãe também pediu aos fãs que dividam suas histórias com o site.

Cheng sofreu diversos ferimentos e entrou em coma no acidente em 2008. O baixista estava no carro com sua irmã quando bateu de frente com outro veículo. Sua irmã sofreu ferimentos leves por esta usando cinto de segurança, Cheng foi jogado pelo parabrisa.

Fonte: Drop Music

Ônibus cai de viaduto na Bélgica e deixa ao menos 5 mortos

Acidente de ônibus na estrada E34 em Ranst, na Bélgica, deixa ao menos 5 pessoas mortas neste domingo (14) (Foto: AFP PHOTO / BELGA / NICOLAS MAETERLINCK)Acidente de ônibus na estrada E34 em Ranst, na Bélgica, deixa ao menos 5 pessoas mortas neste domingo (14) (Foto: AFP PHOTO / BELGA / NICOLAS MAETERLINCK)

G1 Notícias - Um ônibus polonês que transportava jovens russos colidiu com uma  estrada E34 e caiu de um viaduto neste domingo (14), matando ao menos cinco pessoas e deixando mais cinco gravemente feridas, disse um funcionário à agência de notícias Associated Press.
O acidente aconteceu na cidade de Ranst, perto da cidade portuária belga Antuérpia. Nenhum outro veículo esteve envolvido no acidente, segundo o  prefeito Lode Hofmans .
"Temos cinco mortos e cinco que estão em estado crítico", disse Hofmans em uma entrevista por telefone com a Associated Press. Ele acrescentou mais duas ficaram gravemente feridas, enquanto outras sete tiveram ferimentos leves.
Hofmans também relatou que o ônibus polonês saiu de Volgograd e tinha como destino Paris, quando o acidente aconteceu. Ele disse que 42 pessoas estavam no ônibus no momento do acidente, principalmente adolescentes e alguns com cerca de 20 anos.

Ônibus transportava jovens russos para Paris neste domingo (14) quando colidiu com uma barreira e caiu de um viaduto na Bélgica (Foto: AFP PHOTO / BELGA / NICOLAS MAETERLINCK)Ônibus transportava jovens russos para Paris neste domingo (14) quando colidiu com uma barreira e caiu de um viaduto na Bélgica (Foto: AFP PHOTO / BELGA / NICOLAS MAETERLINCK)

Angélica diz que casamento com Luciano Huck é "para vida toda" e que traição é "mentira"

Angélica, 39, está em uma pausa da gravação do programa "Estrelas" (Globo), no parque Ibirapuera, em SP, quando é interrompida por sua empresária, Deborah Montenegro. Celular na mão, ela avisa: "Benício está com dor de dente". Trata-se do filho do meio da apresentadora, de cinco anos. A loira instrui o que ela deve dizer à babá. E volta ao trabalho.

Angélica e Luciano Huck
 
A apresentadora Angélica, que completa 40 anos neste ano, faz pose durante intervalo de gravação do programa "Estrelas"
Em uma mesa, ela conversa com o cantor Thiaguinho. A empresária se aproxima de novo e diz algo. Angélica tira o chiclete que estava em sua boca e coloca na mão de Deborah. Liga para o dentista. Depois, orienta a babá.
"Mãe é eternamente um cordão umbilical", diz à repórter Lígia Mesquita. Além de Benício, ela e o marido, Luciano Huck, são pais de Joaquim, 8, e de Eva, seis meses.
A gravação termina. Angélica agradece à equipe. O diretor do parque, seguranças e fãs pedem fotos. Já no carro, ela checa os dois celulares e os devolve à sua bolsa Louis Vuitton com tecido brilhante. O destino é o hotel Emiliano, nos Jardins.
Com uma carreira que começou aos seis anos de idade, quando ganhou o concurso de criança mais bonita do programa do Chacrinha, está acostumada aos holofotes.
Quando os filhos nasceram, foram "apresentados" em capas de revista. Há alguns dias, a caçula estreou na mídia. A foto da família reunida surgiu em meio a rumores de que o casal estava em crise. Um dos motivos: uma suposta traição de Huck.
Ela admite que não teria "nenhum" problema em assumir uma traição. "Se eu fosse traída, não sei nem se eu estaria casada mais [risos]. Não sei se eu ia perdoar."
"Essa notícia foi uma novidade ridícula, sem fundamento. A pessoa que inventou isso vai ser responsabilizada. É uma mentira." Quem teria inventado, ela não fala. "Não vou colocar azeitona na empada dessa pessoa." O assunto, diz, chegou a provocar risos no casal. Mas já irrita. "É maldade." Pega um chiclete de morango na bolsa.
Desde sempre celebrada por sua beleza, ela namorou bastante antes de se apaixonar por Huck: o apresentador Cesar Filho, o cantor Maurício Mattar, o empresário Luiz Calainho e o ator Marcio Garcia foram seus pares.
Quando questionada se já foi traída, Angélica responde: "Eu fuuui! Mas traí também. Já traí e fui traída. Mas não eram relacionamentos que tinham a importância e a consistência que tem o meu hoje. Nossa família é a coisa mais sagrada pra gente".
Rebate especulações de que o casal não poderia anunciar uma separação por causa de contratos publicitários. "Neguinho viaja. A gente nem tem contrato juntos. Se tivéssemos, acima de qualquer coisa, eu ia me preocupar é com a cabeça dos meus filhos." E segue: "Nosso relacionamento é pra vida toda".
Quando o carro chega ao hotel, uma multidão de adolescentes está na porta. São fãs da cantora Rita Ora, também hospedada lá. Angélica posa para fotos. Acomoda-se no lobby e pede um chá.
Em novembro, ela completa 40 anos. E já assume a futura idade. "Que numerozinho mais sem graça, 39. Vou arredondar pra 40 [risos]. Tô me sentindo feliz."
"O corpo, o cabelo, a pele, lógico que com 30 eram diferentes. Mas tanta coisa eu ganhei nesses dez anos: fiz meus três filhos, formei minha família. Me tornei uma pessoa mais tranquila."
E mais segura. "Do que eu quero, do que eu posso, do que eu sei", afirma ela, que faz análise duas vezes por semana desde os 23 anos.
"Quando eu era adolescente, tinha o corpo cheinho e falavam: 'A Angélica é roliça'. Depois, maior, falavam: 'Ih, a Angélica tá namorando fulano'. Essa cobrança da vida pessoal ou do corpo, do cabelo, sempre existiu", afirma a apresentadora.
Angélica ganhou seu primeiro programa na TV aos 13, em 1986, o "Clube da Criança", na Manchete. Passou depois pelo SBT e, em 1996, chegou à Globo. Em 2000, deixou o público infantil.
"Comecei muito cedo mesmo. Me sinto muito realizada de ter conseguido chegar aonde cheguei de forma sã. Sei que sou sã, que não pirei [risos]", afirma.
Há sete anos, ela comanda o "Estrelas". O programa mostra curiosidades da vida dos famosos. "Hoje tem o famoso e tem o artista", analisa. "Qualquer um diz que é apresentador, pega o microfone e acaba fazendo. Mas o público a gente não engana...por muito tempo [risos]!"
 
Ser chamada de celebridade não a incomoda. Aliás, nenhum rótulo. "Quando comecei, era apresentadora, loirinha, igual à Xuxa, da coxa grossa, da pinta na perna", diz a paulista de Santo André.
 
Para ilustrar essa necessidade de rotular, ela conta, rindo, o que tinha acontecido horas antes, no restaurante do hotel. "Tinha uma mesa com quatro senhores de uns 70 anos. Passei sorrindo, porque eles ficavam me olhando. Aí, um deles falou: 'Tá vendo aquela ali? Ela é a esposa daquele narigudo'."
 
Ela assume que rotula os outros. "Mas tomo cuidado na frente das crianças, principalmente para não falar palavrão." Sim, a apresentadora que tem a imagem de "certinha" às vezes solta palavras de baixo calão.
"Por mais que saia capa de revista falando dessa coisa de 'família Doriana' [de propaganda de margarina], é assim porque a gente tá junto, é uma família sólida. Mas que tem problema, briga, fala palavrão. Não acho que exista a família perfeita."
 
Educar os filhos em meio a uma condição financeira muito diferente da dela e da do marido é um de seus desafios. "Comecei a trabalhar cedo, era de classe média baixa, meus pais não tinham grana. Luciano tinha realidade diferente, mas não é a mesma de agora. Ele é filho de intelectuais, tinha mais grana, começou a trabalhar aos 20."
O exercício diário é dizer não para os pequenos. "Me policio pra falar menos não. Não vou ser hipócrita, meu filho pode comprar um brinquedo pra ele. Mas não significa que a gente dê tudo o que eles pedem", diz.
 
A apresentadora acha "uma bobagem" o que seria preconceito com quem tem dinheiro no Brasil. "Tem gente que tem vergonha de falar que tem [dinheiro], tem culpa. Eu não. Vejo o quanto trabalho desde cedo. O Luciano também", afirma. "Se eu posso dar a possibilidade para os meus filhos de eles terem um jardim enorme pra eles correrem, uma piscina deliciosa aquecida, eu vou dar. Nosso país é muito desigual? É, em todos os sentidos. O principal é educação, saúde."
 
Fonte: Circuito MT