quarta-feira, 1 de maio de 2013

"O trabalho é essencial para a dignidade", alerta o Papa no 1.º de Maio

Dezenas de milhares de pessoas saíram à rua em Espanha neste 1.º de Maio, em que as duas principais centrais sindicais espanholas se uniram para denunciar “a emergência nacional” que são os 6,2 milhões de desempregados. Em Roma, o Papa Francisco assinalou o Dia do Trabalhador pedindo aos dirigentes políticos “que façam tudo o que seja possível” para criar empregos: “O trabalho é essencial para a dignidade”.
“Penso nas pessoas, não apenas nos jovens, que estão sem empregos muitas vezes por uma visão económica da sociedade fundada no lucro egoísta, para além das regras de justiça social”, alertou o Papa na sua audiência semanal na Praça de São Pedro.
Em Espanha, dezenas de milhares de pessoas saíram à rua em várias cidades com os sindicatos a pedir um grande pacto contra a “emergência nacional” do desemprego. Em Madrid, a manifestação convocada pela Confederação Sindical das Comissões dos Trabalhadores (CC OO) e pela União Geral de Trabalhadores (UGT) terá juntado mais de 50 mil pessoas, dizem os organizadores citados pelo diário El País.
“Frente ao drama do desemprego – reactivação económica e emprego. Frente às privatizações – serviço público e protecção social”, dizia uma das principais faixas de uma das manifestações em Madrid. "Este 1.º de Maio tem de marcar um antes e um depois”, disse Cándido Méndez, secretário-geral da UGT. “Há que pôr o emprego em primeiro lugar”, disse, sugerindo que a Europa destine entre 1% a 2% do seu PIB a lutar contra o desemprego.
Em Roma, o Papa Francisco comentou também o desastre do edifício Rana Palace, no Bangladesh, onde funcionavam cinco fábricas que produziam vestuário para marcas ocidentais, onde os trabalhadores recebiam um salário de miséria: “O título que me espantou no dia da tragédia do Bangladesh foi ‘vivem com 38 euros por mês’. Era o que recebiam as pessoas que morreram [402 mortos, até agora, ainda 149 desaparecidos]. É o que se chama trabalho escravo”, declarou o Papa, citado pela Rádio Vaticano.
No Bangladesh, este Dia do Trabalhador foi marcado pelos protestos de dezenas de milhares de pessoas, relata a AFP. Saíram à rua para exigir a condenação à morte dos proprietários das fábricas de têxteis do Rana Palace, palco do pior acidente industrial do país, que trabalhavam para grandes marcas ocidentais como a Mango ou a Primark.

Confrontos na Turquia
Na Turquia, manifestantes envolveram-se em confrontos com a polícia gritando “morte ao fascismo” e “longa vida ao 1.º de Maio”, por lhes ter sido impedido o acesso à emblemática Praça Taksim, no centro de Istambul. A praça está em obras, mas nos últimos dois anos tem havido sempre confrontos violentos no 1.º de Maio. Cerca de 22 mil polícias foram mobilizados para impedir o acesso das manifestações convocadas por comunistas e sindicatos para a Taksim, onde fica o gabinete do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan. O governador da cidade deu conta de 30 pessoas feridas (das quais 22 eram polícias, disse) e 72 detenções entre os manifestantes.
Na Grécia, houve várias manifestações, pelo menos duas em Atenas e uma em Salónica, que juntaram 13 mil pessoas, segundo a AFP. Os trabalhadores dos ferries entre as ilhas gregas estão em greve, os transportes públicos de Atenas estavam a funcionar irregularmente e os trabalhadores da área da saúde saíram dos hospitais. Mas como a Páscoa ortodoxa calha este ano no domingo 5 de Maio, as comemorações do Dia do Trabalhador foram adiadas para 7 de Maio. A maior parte das empresas privadas estão hoje a trabalhar.
Em França, as duas principais sindicais assinalam o 1.º de Maio divididas, devido às posições diferentes que assumiram em relação ao novo Código do Trabalho. Numa altura em que o desemprego em França atinge 3,2 milhões de pessoas e a maioria dos cidadãos (57%) considera que lutar para criar novos postos de trabalho deve ser a prioridade dos políticos, a CFDT aceitou a nova lei do Governo do Partido Socialista para “criar empregos”, a CGT considera-o “um acordo criminoso”.

Fonte: Público.PT

Avião cai e mata 7 pessoas no Afeganistão

Um avião de carga civil de uma empresa dos Estados Unidos caiu na cidade de Bagram Air Field, no Afeganistão, matando todas as sete pessoas que estariam a bordo. A cidade fica localizada ao norte da capital afegã, Cabul. A queda aconteceu logo após a decolagem, nesta segunda-feira (29). O vídeo amador foi divulgado nesta terça-feira (30).




Informações preliminares enviadas do Afeganistão à imprensa norte-americana apontam que o Talibã teria assumido a responsabilidade do possível ataque terrorista contra o Boeing 747-400.
A aeronave caiu de baixa altitude logo após a decolagem. A causa do acidente está sendo investigada pela polícia e por equipes de emergência do Afeganistão.
As gravações foram feitas por um cinegrafista amador que registrou o acidente.

Fonte: JCNET.com

Avião da Gol estoura pneu e causa pânico ao pousar em Salvador

Salvador – Um verdadeiro sufoco e muita apreensão no vôo 31866 da Gol, com 174 passageiros, que saiu de Brasília com destino a Salvador, ontem, às 17h25. Ao decolar, a aeronave estourou um dos pneus do trem de pouso traseiro e os passageiros acomodados na parte de trás sentiram o impacto e chamaram os comissários.
Mas o vôo seguiu o seu destino até a capital baiana, onde fez um pouso de emergência no Aeroporto Luís Eduardo Magalhães. Uma operação especial foi montada, com carros do corpo de bombeiros, ambulâncias, brigadas de combate a incêndio e equipes de resgate.
O avião, mesmo com dificuldade, pousou e os passageiros foram conduzidos de ônibus até o terminal. Ninguém saiu ferido.

Sinval Vieira, comentarista esportivo e diretor da Sudesbe, estava no vôo da Gol: “Eu sei que não vou morrer em desastre aéreo”.


Agonia - Entre os passageiros do vôo da Gol contou estava o advogado e comentarista esportivo Sinval Vieira. “Todos os passageiros acomodados na parte traseira do avião sentiu o impacto causado pelo estouro do pneu. E pelas janelinhas deu para se observar tudo. A partir daí foi muita agonia. Eu estava acompanhado de dois colegas da Sudesb, que ficaram apreensivos durante toda a viagem. Eu procurei ficar tranquilo e ainda brinquei com um deles, dizendo que o avião pode fazer uma parada em uma borracharia para trocar o pneu”, confessou Sinval.

 

O comentarista da Rádio transamérica, que icupa também o cargo de Coordenador Esportivo da Sudesb, disse que procurava tranquilizar os colegas.
“Eu até disse: eu não vou morrer em acidente de avião. Mas eles estavam tensos e quando o avião se aproximou do aeroporto a situação ficou mais complicada, por conta do movimento dos caminhões de bombeiros”, explicou.
Sinval Vieira contou que ao tocar na pista do Aeroporto de Salvador, a aeronave da Gol ficou um pouco de lado por conta da falta do pneu e que o ruído causado pelo trem de pouso foi intenso.
“Mas tudo correu bem, graças a Deus. E meus companheiros da Sudesb, quando desembarcaram, ainda trêmulos, disseram que só sairiam do aeroporto depois de tomar umas cervejas. Como não bebo, tomei um cafezinho”, brincou o comentarista.

Fonte: Jornal da Mídia

Susana Vieira: “Estou amando meu corpinho e todos amam também”

Susana Vieira chegou animada à coletiva de imprensa de “Amor à Vida”, novela das 21h que estreia dia 20 de maio, na noite desta terça-feira (30), no Rio. Empolgada pela história e título da trama, ela disse estar de bem com a vida. “Estou amando meu corpinho e todos amam também. Quando eu entro na Globo ou em qualquer lugar é um sucesso”, brincou.
Na trama, ela fará Pilar, esposa de César ( Antonio Fagundes ) e mãe de Paloma ( Paolla Oliveira ) e Félix ( Mateus Solano ). “Fomos todos gravar no Peru. Eu e Fagundes fizemos um sucesso estrondoso lá, quase uma Angelina Jolie e um Brad Pitt (risos). Somos muito conhecidos lá”, contou. O filho de Susana na novela será um gay enrustido. “Qual mãe que não gosta de um gay, toda mãe ama, apoia, sofre e entende os gays. Ele fica sempre com a mãe, pode casar, mas sempre fica próximo à mãe. Quando a nora é mulher, se sente um pouco em competição e fica um pouco mais de lado”, opinou.

 http://adtaudiencia.com.br/wp-content/uploads/2013/04/amor-c3a0-vida-logo.png

Casamento
Susana revelou poucos detalhes de seu casamento com Sandro Pedroso e continuou mantendo a data em sigilo. “Estou me reaproximando da igreja, não que tinha me afastado da religião, mas com os princípios da igreja. O vestido vai ser estilo gostosa. Já tem data, mas as únicas pessoas que sabem são a minha assessora e a minha psicóloga, porque pedi autorização para casar, para ela ve se eu não estava ficando louca (risos)”, finalizou.

Fonte: Gente IG

“Não precisei da ajuda do meu pai para fazer sucesso”, comemora Wanessa

Wanessa está comemorando o lançamento do DVD /CD DNA Tour, o segundo trabalho ao vivo da cantora.

Desta vez, Wanessa aposta em uma super produção e, como elas mesmo diz, o DVD mostra sua grande evolução durante 13 anos de carreira.

— É como se fosse outra artista. Não dá para comparar a Wanessa de hoje com a do começo da carreira. Eu melhorei muito como artista... Como cantora, dançarina, presença de palco. E eu criei todo o conceito do DVD.
Wanessa também desabafa e confessa que sofreu preconceito no começo de carreira. A cantora lembra que foi difícil “fugir” da música sertaneja e de ter um pai famoso no meio musical.

— No começo da carreira, as pessoas queriam saber quem é a filha do Zezé Di Camargo. E pode ser até mais fácil gravar um CD se você é filha de um famoso. Porém, eu não quis fazer música sertaneja e nunca pedi nada para o meu pai. Não precisei da ajuda dele para fazer sucesso. Deixei de aparecer diversas vezes na mídia só para não ficar ligada a imagem do meu pai. Já disseram que meu pai comprava meus CDs para me ajudar! E até falavam que meu pai pagava a rádio para tocar minha música... Um absurdo! Então as pessoas deveriam se informar mais.


wanessa


Longe da "marca Camargo”, Wanessa comemora o atual momento de sucesso e ainda tenta se livrar do assédio dos fofoqueiros de plantão.

— Minha história é de evolução. O importante para mim é que sou uma artista que tem um público que me respeita. E, hoje, eu quero fazer música de qualidade e não pensando em “quantidade”. Quero falar com a imprensa sobre o meu trabalho, não só ficar falando do meu marido ou ficar fazendo brincadeirinhas na TV. Posso até falar um pouco da vida pessoal, mas deve haver uma troca.

Fonte: R7

Silicone aumenta risco de morte por câncer de mama, diz estudo

Mulheres com implantes de silicone nos seios e que desenvolvem câncer de mama têm mais chances de morrer da doença, sugere uma pesquisa canadense.
Segundo o estudo, divulgado na publicação britânica British Medical Journal, as próteses não são as causadoras dos tumores, mas dificultam o diagnóstico do câncer em seus estágios iniciais.

Papanicolau pode detectar câncer de ovário
Atividade física reduz risco do câncer de mama

Os autores da pesquisa, o epidemiologista Eric Lavigne e o professor Jacques Brisson, ambos da Universidade de Quebec, analisaram os resultados de 12 estudos publicados desde 1993 nos Estados Unidos, Canadá e no Norte da Europa.
Eles concluíram que mulheres com silicone tem 26% mais chances de serem diagnosticadas com câncer nos estágios avançados da doença - justamente porque a prótese impediu o diagnóstico no estágio inicial. Uma análise de cinco estudos mostrou que a chance de morte entre pacientes com prótese aumenta 38%.

Cautela

O estudo afirma que a presença do silicone dificulta a identificação do câncer por exames de raio-X e mamografias. Em contrapartida, o implante pode facilitar a detecção manual dos tumores porque fornece uma superfície contra a qual o nódulo se apoia.
"A pesquisa sugere que a cirurgia cosmética para aumento dos seios pode prejudicar o índice de sobrevivência entre mulheres que posteriormente são diagnosticadas com câncer de mama", afirmaram os pesquisadores.
No entanto, eles ponderam que os resultados devem ser interpretados com cautela, porque os dados de alguns estudos não se encaixam nos critérios da meta-análise, um método de pesquisa que tenta combinar resultados de estudos independentes sobre um único tema.
Os canadenses defendem a necessidade de mais estudos para investigar os efeitos a longo prazo dos implantes cosméticos de mama na identificação e prognóstico de câncer.
Segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, em 2011 foram realizadas quase 149 mil cirurgias de aumento dos seios no Brasil, colocando o país atrás somente dos Estados Unidos no ranking do número de mulheres que realizam a cirurgia. Em todo o mundo, foram 1,2 milhão de cirurgias.

Fonte: R7

Morte de Ayrton Senna completa 19 anos nesta quarta-feira

Há exatos 19 anos, o Brasil perdia seu maior piloto e um dos maiores ídolos nacionais. No dia 1 de maio de 1994, Ayrton Senna sofreu um grave acidente no Grande Prêmio de San Marino, na Itália, e faleceu aos 34 anos.
Na ocasião, Senna era o líder da prova e perdeu o controle na curva Tamburello, do Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, o que fez ele se chocar contra o muro de proteção. Levado diretamente para o hospital, sua morte foi confirmada poucas horas depois.
O GP de San Marino já havia sido marcado por outros acidentes que confirmavam a falta de segurança da pista. Na sexta-feira, Rubens Barrichelo perdeu o controle de sua Jordan depois de passar por uma zebra e se chocou contra uma barreira de pneus. Com o acidente, Barrichelo teve pequenas escoriações e o nariz quebrado, voltando ao cockpit duas semanas depois.

 
Pela McLaren, Senna conquistou três título da Fórmula 1

No sábado, na etapa classificatória, o austríaco Roland Ratzenberger bateu na curva Gilles Villeneuve após a asa dianteira do seu carro se desprender. Assim como Senna, Ratzenberger não resistiu ao impacto em alta velocidade e faleceu. Depois dos incidentes, o brasileiro se reuniu com os outros pilotos para discutirem sobre normas de segurança.
Mesmo tendo ameaçado não competir, Senna foi para a pista com uma bandeira da Áustria em seu macacão, com a intenção de homenagear o colega caso conseguisse chegar ao pódio.
Em sua carreira, o piloto conquistou os títulos da Fórmula 1 em 1988, 1990 e 1991. Nascido em São Paulo, ele começou no automobilismo com o kart e fez sua estreia na F1 em 1984. Em dez anos na principal categoria, ele defendeu a Toleman, Lotus, McLaren e Williams. Ao total, disputou 161 GPs, venceu 41 deles e subiu ao pódio em 80 ocasiões.
Mesmo quase 20 anos depois, as conquistas de Ayrton Senna estão vivas na memória do povo brasileiro e dos apaixonados pela competição. Em pesquisa feita pelo canal britânico BBC, ele foi eleito o melhor piloto de todos os tempos.

Fonte Gazeta Esportiva

Michael Jackson tomava seis garrafas de vinho por dia, diz amigo

O padrinho dos três filhos de Michael Jackson disse que o rei do pop tomava seis garrafas de vinho por dia nas semanas que antecederam a sua morte, em 2009. De acordo com informações do Daily Mail, Mark Lester revelou que o astro pedia que ele burlasse as normas de segurança dos hotéis e levasse bebidas alcoólicas ao seu quarto, numa tentativa de vencer a insônia.
Mark também afirmou que o cantor de Thriller estava "paralisado" na coletiva de imprensa em que anunciou a turnê This is It em Londres, um pouco antes de sua morte. "Ele tinha desmaiado na cama do hotel. O médico disse que ele havia bebido dois terços de uma garrafa de uísque", contou em uma entrevista ao The Sun.
"Mas ele conseguiu ficar sóbrio o suficiente para participar da entrevista", completou. Em agosto de 2009, Mark deu uma entrevista para o News of the World em que afirmava que poderia ser o pai biológico de Paris, a filha do cantor, já que havia doado esperma para Michael em 1996.

Fonte: Jornal do Brasil

Morre ex-presidente da VW Wolfgang Sauer

O ex-presidente da Volkswagen, Wolfgang Sauer, faleceu na manhã da última segunda-feira, 29 de abril. O empresário estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo (SP), há quase dois meses.

Sauer chegou ao Brasil em 1961 e assumiu a presidência da Volkswagen do Brasil em 1973. Marcou época no comando da empresa, defendendo a filial contra as sucessivas tentativas da matriz de encerrar suas atividades por aqui, e abriu as exportações de carros brasileiros para o Oriente Médio. Na época, ele trocava os veículos por petróleo, que era posteriormente revendido à Petrobras.

O alemão nascido em Stuttgart comandou a Câmara de Comércio Brasil-Alemanha entre 1974 e 1977 e liderou a fracassada aliança Autolatina, firmada entre Ford e VW na América Latina. No entanto, sua forte identificação com a marca de Wolfsburg o qualificou ao apelido de "o Homem Volkswagen", que perdura até os dias atuais. Recentemente, Sauer ganhou uma biografia escrita por Maria Lúcia Doretto e publicada pela Geração Editorial.

Fonte: Quatro Rodas

Obama compromete-se a fazer novos esforços para fechar prisão de Guantanamo

Obama compromete-se a fazer novos esforços para fechar prisão de Guantanamo.
Obama compromete-se a fazer novos esforços para fechar prisão de Guantanamo.

BRASÍLIA - O presidente norte-americano, Barack Obama, comprometeu-se nesta terça-feira (30) a fazer um novo esforço para fechar a prisão militar de Guantanamo, onde aumentaram os casos de greve de fome entre os detidos por suspeitas de terrorismo. Em uma conferência de imprensa na Casa Branca, Obama chamou Guantanamo de "terra de ninguém" legal e disse não querer que nenhum preso morra de fome, apelando ao Congresso norte-americano para ajudar a encontrar uma solução a longo prazo que permita continuar a perseguir os suspeitos de terrorismo com a prisão fechada.
"Continuo a acreditar que temos que fechar Guantanamo. Penso que é essencial para nós perceber que Guantanamo não é necessária para manter a América segura", disse o presidente. Obama argumentou que a prisão "é cara, é ineficaz" e prejudica a reputação internacional dos Estados Unidos, afetando a colaboração com os seus aliados nos esforços contra o terrorismo e agindo como "ferramenta de recrutamento para extremistas".
Uma greve de fome que se espalhou por 100 presos voltou a pôr a prisão de Guantanamo debaixo de uma votação secreta, com os detentos protestando contra a sua detenção sem acusação formal ou julgamento. Dos 166 detidos na base naval localizada no sudeste de Cuba, 100 estão em greve de fome, segundo a última contagem feita pelas autoridades militares. Desses, 21 são alimentados à força por tubos nasais.
O presidente Obama, que em 2008 prometeu fechar a prisão criada pelo seu antecessor, George W. Bush, defende que os combatentes inimigos devem ser acusados em tribunais civis e o repatriamento dos que forem absolvidos. "Vou voltar a defender perante o Congresso que isso [Guantanamo] não é do interesse do povo americano e não é sustentável".

Fonte: DCI