sexta-feira, 31 de maio de 2013

Dilma Rousseff recebe o vice-presidente dos Estados Unidos

Nesta sexta-feira (31), a presidente Dilma Rousseff recebeu o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.
Dilma e Biden conversaram sobre uma maior integração nas áreas de educação, comércio e militar. Na saída do Palácio do Planalto, Joe Biden disse que está ansioso para reencontrar a presidente em outubro, quando Dilma visitará os Estados Unidos.

Fonte: Jornal Nacional

Dólar tem maior nível em quatro anos, apesar de ação do BC

Apesar da intervenção do Banco Central (BC), a cotação do dólar fechou o mês no maior nível em quatro anos. O dólar comercial encerrou a sexta-feira, 31, cotado a R$ 2,1412 para compra e R$ 2,1424 para venda, com alta de 1,36%. Em maio, a moeda norte-americana subiu 7,04%, a maior alta mensal desde setembro de 2011. Nos cinco primeiros meses do ano, o dólar subiu 4,78%.

Desde 5 de maio de 2009, no auge da crise financeira internacional, a moeda norte-americana não atingia um nível tão elevado. Naquele dia, a cotação fechou em R$ 2,149 para venda. Nem a atuação do BC, que vendeu US$ 876,7 milhões no mercado futuro e interveio no mercado pela primeira vez em dois meses, foi suficiente para segurar o câmbio. A cotação chegou a cair para R$ 2,1195 no início da tarde, mas voltou a subir nas horas seguintes.
Há uma semana, o dólar vem subindo por causa de indicações que o Federal Reserve (Fed), o Banco Central dos Estados Unidos) reduzirá os estímulos monetários que têm impulsionado a economia norte-americana nos últimos anos. Com a diminuição do volume de dólares em circulação, a moeda fica mais cara, o que afeta as cotações em todo o mundo.

  • Clayton de Souza | AE
    Moeda americana subiu, apesar do Banco Central agir

No último dia 29, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que a ação do Fed, ao sinalizar que poderá elevar as taxas de juros, "fez com que as taxas relativas ao dólar se elevassem no longo prazo e [provocou uma situação em que] a maioria das moedas está se desvalorizando".
Segundo o ministro, isso não é, porém, uma preocupação para o Brasil: com a desvalorização do real, o país fica mais competitivo ao vender seus produtos para o exterior. Mantega deixou claro que não há qualquer intervenção do governo visando à desvalorização do dólar. "Está havendo uma flutuação do câmbio, com a menor intervenção possível do governo. Então, é o mercado que está agindo neste sentido, e isso é positivo, porque favorece as exportações brasileiras".
Mantega também declarou que a cotação do dólar não será usada no combate à inflação.
* Colaborou Kelly Oliveira

Fonte: Portal A Tarde

Família de Ronaldinho é um baronato, diz juiz de Porto Alegre

Os irmãos de Ronaldinho, o ex-jogador Roberto de Assis Moreira, Deise de Assis Moreira e a mulher dele, Karla Duran Moreira, foram condenados pela 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul a pagar R$ 500 mil por danos materiais ao casal de vizinhos Adriano Ricardo de Carli e Vera Maria Erbes. A ação discutia danos, prejuízos e consequências ocasionados pela queda, em 2007, de um muro que dividia as duas propriedades, na esquina da Avenida Cavalhada com a Rua Eduardo Prado, na zona sul da cidade de Porto Alegre. O julgado manteve a sentença proferida pelo juiz de direito Alex Gonzalez Custódio, da Vara Cível do Foro Regional da Tristeza, em Porto Alegre.

Em sua decisão o juiz Alex Gonzalez Custódio critica duramente a família de Ronaldinho pelo total desrespeito com o Poder Judiciário durante a tramitação do processo: "Constata-se a desconsideração e o desrespeito que o dinheiro e fama em excesso podem causar em uma pessoa mesmo com seus vizinhos, em total descaso, mesmo conscientes de que causaram prejuízos a terceiros, necessitando essas pessoas virem a Juízo buscar a satisfação de seus direitos".

Segundo o juiz gaúcho, a família de Ronaldinho fez de tudo para não ser citada no processo. "Os requeridos entendem estarem acima da lei e da Justiça, ocultando-se para não serem citados", afirmou o magistrado ao decidir a questão. "O Sr. Roberto de Assis Moreira: é pessoa tão comum quanto um gari que recolhe os dejetos na frente do Fórum! Não é sua condição financeira que determina quando e como ele possa ser citado, intimado ou notificado".

O magistrado ressaltou ainda em sua decisão que a desconsideração com a justiça chegou ao ponto de ter a família Moreira que ser defendida pela Defensoria Pública, em razão de não ter conseguido localizá-la, mesmo depois de inúmeras tentativas, 'esquivando-se de citações e intimações, como se isso pudesse livrá-lo de responder pelo evento lesivo decorrente do colapso do muro edificado por eles'.

Assis é alvo de ação no Rio Grande do Sul Foto: Bruno de Lima / Agência Lance
Assis é alvo de ação no Rio Grande do Sul
E afirma ainda o juiz Alex Gonzalez Custódio em sua decisão: "Aonde chega o cúmulo do descaso, desrespeito e total falta de consideração com os terceiros, e mesmo com o Poder Judiciário, entendendo-se inacessíveis e inalcançáveis os Irmãos De Assis Moreira, como se mantivessem um verdadeiro BARONATO em Porto Alegre, onde somente são encontrados se eles concordarem e quiserem ser encontrados, mormente com exagerada segurança que os cerca, mais do que a própria Presidente Dilma, quando visita seu ex-companheiro e amigo, Dr. Carlos Araújo, vizinho deste Julgador".

Por fim, o magistrado cita a indenização de R$ 40 milhões que Ronaldinho cobra na justiça do Rio de Janeiro do Flamengo, onde atuou profissionalmente no ano passado: "Necessariamente os réus terão que efetuar pagamento de honorários para o Fundo de Reaparelhamento da Defensoria Pública, porque é falta de vergonha ser defendido por um órgão destinado a defender pobres, enquanto o Sr. Roberto de Assis Moreira exige para seu irmão uma indenização no valor de 40 milhões de reais junto ao Flamengo, efetivamente com honorários dele incidentes sobre esse valor!".


ÍNTEGRA DA SENTENÇA

(31.05.13)

Comarca de Porto Alegre

Vara Cível do Foro Regional Tristeza

Avenida Otto Niemeyer, 2000

Processo nº: 001/1.09.0072434-3 (CNJ:.0724341-20.2009.8.21.6001)

Natureza: Cobrança

Autores: Adriano Ricardo de Carli e Vera Maria Erbes

Réus: Roberto de Assis Moreira, Karla Duran de Assis Moreira, Deisi de Assis Moreira

Juiz Prolator: Juiz de Direito - Dr. Alex Gonzalez Custodio

Vistos. Trata-se de AÇÃO DE COBRANÇA ajuizada por ADRIANO RICARDO DE CARLI E VERA MARIA ERBES em desfavor de ROBERTO DE ASSIS MOREIRA, KARLA DURAN DE ASSIS MOREIRA, DEISE DE ASSIS MOREIRA E RONALDO DE ASSIS MOREIRA.

A parte autora informou ter notificado judicialmente os réu em ação nº 107.0207728-7, uma vez que os mesmos se recusam a ressarcir os prejuízos materiais causados aos autores, em decorrência de uma obra que era realizada pelos demandados. Narrou que os demandados realizaram a construção de um muro localizado no fundo de sua propriedade, o qual ruiu, resultando o desabamento não só do muro, como de todo o aterro em direção ao terreno e casa dos autores.

Relatou que o desabamento do muro que dividia os terrenos destruiu as paredes da residência dos autores, além de esquadrias, vidros, telhado, calçada, pintura externa e interna, rede elétrica e telefônica, fossas e esgotos, cercas, ajardinamento, assoalho interno, dentre tantos outros danos ocasionados. Informou que após o sinistro, os autores ficaram aproximadamente 10 dias sem poder habitar sua residência, uma vez que não tinham sido concluídos os trabalhos de limpeza e remoção de entulhos no terreno atingido. Afirmou que a obra realizada pelos réus apresentava-se irregular por carecer de licença edilícia junto aos órgãos municipais e não ter Anotação de Responsabilidade Técnica de engenheiro responsável. Destacou que ainda hoje os autores convivem com os danos causados pelos r éu, tais como entupimento de esgoto, ruído em linha telefônica problemas com a TV a cabo, sistema de gás, e assoalho desnivelado. Requereu a distribuição do processo por dependência do processo nº 001.107.0207728-7, a citação dos réus, a procedência do pedido, a condenação dos réus ao pagamento de indenização/ressarcimento pelos danos materiais no valor de R$ 119.976,68, além de danos morais, custas processuais e honorários advocatícios. Postulou pela produção de todos os meios de provas em direito admitidas. Juntou documentos (fls.17/138). À fls.158/159 a parte ré requereu a desistência da ação em relação ao réu Ronaldo de Assis Moreira, o que foi homologado (fl.160).

Devidamente citados (fls. 148 e 155) os réus apresentaram contestação (fls.168/169). Contestaram por negativa geral a pretensão da parte autora, tornando controversos os fatos alegados na peça preambular. Requereram a improcedência da ação, a condenação do autor ao pagamento de custas processuais e honorários advocatícios, a produção de todos os meios de provas em direito admitidas, a concessão do benefício de AJG e a intimação pessoal da Defensoria Pública de todos os atos processuais.

Houve réplica (fls.172/174).

À fls.181/229 foi juntado Laudo Técnico.

Vieram-me conclusos os autos.

É o relatório.

Passo a decidir.

O feito comporta julgamento antecipado, não sendo necessária a produção de outras provas, fulcro no art. 330, inciso I e II, do Código de Processo Civil.

Constata-se a desconsideração e o desrespeito que o dinheiro e fama em excesso podem causar em uma pessoa, mesmo com seus vizinhos, em total descaso, mesmo conscientes de que causaram prejuízos a terceiros, necessitando essas pessoas virem a Juízo buscar a satisfação de seus direitos.

E não é a primeira vez que isso ocorre!

Os requeridos entendem estarem acima da lei e da Justiça, ocultando-se para não serem citados, como bem comprova a certidão do Oficial de Justiça, em Notificação interposta pelos autores, a fls. 109-verso dos autos, em que suspeitava que o Sr. Roberto de Assis Moreira estava ocultando-se para impedir o cumprimento de ordem judicial.

Também não é a primeira vez que isso acontece nesse Juízo!

Em nova tentativa de notificação do Sr. Roberto de Assis Moreira, o Oficial de Justiça certificou a dificuldade de acesso ao condomínio em que reside o réu, com nova suspeita de ocultação, fl. 114-verso, somente sendo notificado na pessoa do seu Procurador, conforme se constata a fl. 117-verso.

Repiso o que afirmei em Sentença anterior com relação a postura e conduta do Sr. Roberto de Assis Moreira: é pessoa tão comum quanto um gari que recolhe os dejetos na frente do Forum! Não é sua condição financeira que determina quando e como ele possa ser citado, intimado ou notificado.

O mesmo se diga de suas irmãs, conforme as certidões dos oficiais de justiça descrevem!

Ressalte-se que essa desconsideração com a Justiça chega ao ponto de ter a família Moreira que ser defendida pela DEFENSORIA PÚBLICA, em razão de não se conseguirmos localizá-los, mesmo depois de inúmeras tentativas, esquivando-se de citações e intimações, como se isso pudesse livrá-lo de responder pelo evento lesivo decorrente do colapso do muro edificado por eles.

Necessariamente os réus terão que efetuar pagamento de honorários para o Fundo de Reaparelhamento da Defensoria Pública, porque é falta de vergonha ser defendido por um órgão destinado a defender pobres, enquanto o Sr. Roberto de Assis Moreira exige para seu irmão uma indenização no valor de 40 milhões de reais junto ao Flamengo, efetivamente com honorários dele incidentes sobre esse valor!

Novamente verifica-se a total falta de preocupação dos requeridos ao deixar transcorrer em branco não somente a sua defesa no presente processo, mas novamente desleixo na condução de obras em sua residência, mormente agora em que causam prejuízo de maior monta a seus vizinhos!

Veja-se que para os requeridos parece que é como se nada tivesse acontecido na ordem do dia, em suas rotinas, como se nada ao seu redor tivesse importância.

Informado pelos autores que o Sr. Roberto de Assis Moreira estaria em Porto Alegre entre os dias 30 de março de 2009 e 01 de abril de 2009, foi devidamente citado, conforme certidão de fl. 148, E MESMO ASSIM CITADO POR TERCEIRA PESSOA ? seu procurador -, DIANTE A EXTREMA DIFICULDADE DE ACESSO À RESIDÊNCIA E OCULTAÇÃO DO RÉU.

Deise e Karla não fogem a regra da Família Moreira, dificultando ao máximo serem intimadas, somente ocorrendo a citação a fl. 155, MAS TAMBÉM POR TERCEIRA PESSOA, CHEFE DA SEGURANÇA DOS RÉUS.

Em sendo a residência do Sr. Roberto de Assis Moreira, os autores desistiram da ação com relação ao Sr. Ronaldo de Assis Moreira, a fls. 158/159, homologada a fl. 160.

Nas citações por hora certa, novamente não foi possível a citação dos requeridos, declarando-os devidamente citados a fl. 167, designando ? POR MAIS ABSURDA QUE POSSA SER - , Curador Especial para suas defesas, na DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RGS.

Aonde chega o cúmulo do descaso, desrespeito e total falta de consideração com os terceiros, e mesmo com o Poder Judiciário, entendendo-se inacessíveis e inalcançáveis os Irmãos De Assis Moreira, como se mantivessem um verdadeiro BARONATO em Porto Alegre, onde somente são encontrados se eles concordarem e quiserem ser encontrados, mormente com exagerada segurança que os cerca, mais do que a própria Presidente Dilma, quando visita seu ex-companheiro e amigo, Dr. Carlos Araújo, vizinho deste Julgador.

Até onde irá esta inversão de valores, por conta do capital, como único e exclusivo mandante dessa sociedade e que norteia os procedimentos da Família Moreira?

O Poder Judiciário não pode se curvar a estes expedientes!

A prova jungida aos autos somente retrata o zelo e dedicação do escritório que patrocina os autores, especialmente os documentos de fls. 194/217, que retratam com extrema realidade fática os prejuízos materiais auferidos pelos autores em sua residência, numa verdadeira enxurrada, que patrolou seu imóvel, como se uma ?tsunami? tivesse passado por ali!

Pouco resta para afirmar sobre o prejuízo material sofrido pelos autores em sua residência, totalmente invadida pela lama e sujeira!

O Laudo Técnico realizado pela Eng. DIVA YARA MELLO LEITE, embora guarde a qualificação de ter sido elaborado de forma unilateral, é descritivo e isento no que se refere as causas do incidente, limitando-se a levantar o sinistro ocorrido, conforme ela afirma, EM RESIDÊNCIA DE ALTO PADRÃO, edificada em quatro pavimentos, QUE FAZ DIVISA COM O IMÓVEL PROPRIETÁRIO DO MURO QUE ENTROU EM COLAPSO.

Registre-se que o muro que entrou em colapso foi o edificado pelos requeridos!!!

O Laudo, a fls. 186/188, descreve as avarias ocorridas no imóvel do autor, em decorrência da negligência dos requeridos, evidenciando que o sinistro quase inviabiliza a moradia (de alto padrão), causando grande estrago, os quais são devidamente ilustrados pelas fotografias anexadas, fls. 194/217.

Veja-se que o valor total do prejuízo material para conserto da residência e colocação dela no estado anterior ao incidente totalizou R$ 85.182,00 (oitenta e cinco mil cento e oitenta e dois reais), na data de 30 de maio de 2007.

O próprio Condomínio do Lago emitiu Parecer, fl. 100, em que exigiu providências da Família Moreira acerca das condições do muro que entrou em colapso e causou prejuízos aos condôminos.

Ressalte-se que o muro servia de arrimo, de escora, para uma área que foi nivelada (levantada) para comportar a colocação do campo de futebol da Família Moreira. Por isso, quando do colapso do muro, houve a transposição de grande quantidade de lama, areia e terra para o lado da residências dos autores, conforme demonstram as fotografias de fls. 195/199, causando os prejuízos internos, fls. 200/213.

O MURO EDIFICADO ERA TOTALMENTE IRREGULAR E ILEGAL, ausente autorização da municipalidade e sem anotação de responsabilidade técnica. Coerente com a formação e instrução dos requeridos, como se tivessem edificado um ?puxadinho? na residência.

As tentativas de solução amigável foram traduzidas pela Notificação Judicial, sem sucesso.

Assim, tenho por comprovada a saciedade a responsabilidade civil dos requeridos, não somente pela responsabilidade em razão da propriedade sobre o muro colapsado, mas também pela culpa in vigilando, ao edificarem muro de contenção, ou de arrimo, sem as qualificações e exigências técnicas que se faziam necessárias, mormente quando serviria de apoio para colocação de grande quantidade de terra e areia para manutenção do campo de futebol da Família Moreira.

Verifica-se a altura do terreno dos requeridos com relação à residência dos autores, imaginando o desespero de ver toda aquele terra desabar em direção não somente ao seu terreno, mas sobre a edificação residencial.

Inconteste a culpa dos requeridos pelos prejuízos materiais sofridos pelo autor, nos valores indicados pelo Laudo Técnico, o qual deverá ser corrigido pelo IGPM e juros de 1% ao mês a contar da do evento lesivo.

No tocante ao pedido de indenização pelos danos morais, estou convicto de sua procedência, mormente examinando as fotografias escaneadas, que compõe o Laudo Técnico, imaginando, repiso, o desespero dos autores ao verem tamanho estrago em sua residência, e mais ainda depois do desleixo e total falta de consideração dos requeridos para com o sinistro, como se nada tivesse acontecido.

Sergio Cavalieri Filho, em seu livro Programa de Responsabilidade Civil, sustenta:

?O dano moral está ínsito na própria ofensa, decorre da gravidade do ilícito em si. Se a ofensa é grave e de repercussão, por si só justifica a concessão de uma satisfação de ordem pecuniária ao lesado. Em outras palavras, o dano moral existe in re ipsa; deriva inexoravelmente do próprio fato ofensivo, de tal modo que, provada a ofensa, ipso facto está demonstrando o dano moral à guisa de uma presunção natural, uma presunção hominis ou facti, que decorre das regras da experiência comum.??

Como bem afirma Cavalieri Filho, e repiso, ... o dano moral existe in re ipsa; deriva inexoravelmente do próprio fato ofensivo, de tal modo que, provada a ofensa, ipso facto está demonstrando o dano moral à guisa de uma presunção natural, uma presunção hominis ou facti, que decorre das regras da experiência comum.

Flagrante a existência do fato lesivo e a responsabilidade dsos requeridos, o que determina, diante da prova da ofensa, totalmente procedente o ressarcimento do dano moral.

O Estado tem como um dos fundamentos de sua existência o dever de zelar pelo bem estar de cada um de seus cidadãos, e, sendo assim, tem o dever de garantir o bem comum a acontecimentos que ofendem a integridade e dignidade individual, insculpido no art, 5º, inciso XXXV ? da CF ? em que a lei não excluirá da apreciação do Poder Judiciário lesão ou ameaça a direito.

O dano moral fere a integridade, o senso de preservação, o sentido de dignidade, a auto-estima e valores de justiça e bom senso do indivíduo e, por isso, determina a possibilidade de reparação ao ofendido, na proporcionalidade dos prejuízos sofridos. Como dizia, quando na ativa, o Des. Décio Antônio Erpen, a indenização ao mesmo tempo significa a eliminação do prejuízo e das conseqüências, e também uma penalidade ao ofensor, algo que não é possível quando se trata de dano extra patrimonial.

A reparação faz-se através de uma compensação imposta àquele que deve reparar a vítima pela perturbação sofrida, assim como é punição, no sentido de advertência, ao agente ofensor, para que no futuro proceda com maior diligência.

O pedido de indenização tem fundamento não objetivar ao requerente um enriquecimento ilícito. A fixação da reparação do dano moral deve ficar a arbítrio dos Juízes, que devem levar em conta as situações do caso concreto. Desta forma, observa-se a jurisprudências abaixo:

?DANO MORAL. QUANTIFICAÇÃO. O DANO MORAL DEVE SER FIXADO EM VALOR QUE SIRVA, TANTO AO OBJETIVO REPARADOR QUANTO AO PUNITIVO, A FIM DE COIBIR O OFENSOR A REINCIDÊNCIA NA PRÁTICA LESIVA. ADEMAIS, O QUANTUM FIXADO PELA REPARAÇÃO DO ABALO MORAL, NÃO DEVE CAUSAR O ENRIQUECIMENTO INJUSTIFICADO DAQUELE QUE RECEBE, NEM O EMPOBRECIMENTO DEMASIADO DE QUEM DEVE PAGAR. APELO PROVIDO APENAS PARA REDUZIR O VALOR DO DANO MORAL.? (TJRS, Apelação Cível nº 598529857, 5ª Câmara Cível, , Dês. Relator Marco Aurélio dos Santos Caminha).

Assim, totalmente procedente o pedido de indenização pelos danos morais.

No que diz com sua quantificação, como bem retratado no acórdão acima colacionado, o quantum fixado pela reparação do abalo moral, não deve causar o enriquecimento injustificado daquele que recebe, nem o empobrecimento demasiado de quem deve pagar.

Inconteste a capacidade financeira dos requeridos, bem como a condição dos autores, residentes em condomínio de alto padrão. Os próprios requeridos residem em imóvel de alto padrão!

Entendo que o valor pretendido pelos autores, fixado em 200 (duzentos) salários mínimos como mínimo para cada um dos autores, em princípio, poderia estar de acordo não somente com os transtornos sofridos por ambos, bem como pela condição dos requeridos de arcar com esse ressarcimento e que efetivamente pudesse lhes servir de ?ADVERTÊNCIA E PUNIÇÃO?, não se podendo falar em 30 ou 60 salários mínimos, que para a Família Moreira seria o mesmo que dar um ?troco? aos autores.

Todavia, não é a primeira vez, e tenho convicção de que não será a última, em que a Família Moreira se entenda melhor do que os outros simples mortais.

Entendo, como retro referido, que os valores para servirem de alerta e penalidade à Família Moreira devem em patamares maiores, para que efetivamente possam enxergar mais além da fama e do glamour de seus filhos, bem como para entenderem que devem ser mais zelosos com seu patrimônio, mas especialmente mais zelosos no trato com as pessoas, fazendo-lhes ressaltar que os valores e princípios de humanidade e solidariedade estão acima do lucro, do dinheiro, do patrimônio, da fama pessoal e do glamour.

Dessa forma, entendo que o valor da indenização pelos danos morais deva ser fixado em 300 (trezentos) salários mínimos para cada um dos autores, o que importa em um valor de R$186.600,00 (cento e oitenta e seis mil e seiscentos reais) para cada um dos autores, totalizando um valor de R$373.200,00 (trezentos e setenta e três mil e duzentos reais) .

ISSO POSTO, JULGO PROCEDENTE o pedido constante da inicial para o fim de DECLARAR que os requeridos são os responsáveis pelo sinistro ocorrido no muro divisório de seu imóvel com o imóvel dos autores, por responsabilidade em razão da propriedade sobre o muro colapsado, mas também pela culpa in vigilando, ao edificarem muro de contenção, ou de arrimo, sem as qualificações e exigências técnicas que se faziam necessárias, mormente quando serviria de apoio para colocação de grande quantidade de terra e areia para manutenção do campo de futebol da Família Moreira e CONDENAR os requeridos, de forma solidária, ao pagamento de indenização pelos danos materiais no valor de R$ 85.182,00 (oitenta e cinco mil cento e oitenta e dois reais), com correção monetária pelo IGPM e juros de 1% ao mês a contar da data de 30 de maio de 2 007, data da assinatura do Laudo Técnico, bem como CONDENAR os requeridos, de forma solidária, ao pagamento de indenização por danos morais, os quais fixo em 300 (trezentos) salários mínimos para cada um dos autores, o que importa em um valor de R$186.600,00 (cento e oitenta e seis mil e seiscentos reais) para cada um dos autores, totalizando um valor de R$373.200,00 (trezentos e setenta e três mil e duzentos reais), com correção monetária pelo IGPM e com juros de 1% ao mês a contar da intimação para pagamento da indenização.

CONDENO os requeridos, de forma solidária, ao pagamento das custas processuais e honorários advocatícios, os quais fixo em 10% incidentes sobre o valor total da condenação, fulcro no art. 20, § 3º, do Código de Processo Civil.

Publique-se.

Registre-se.

Intimem-se.

Alex Gonzalez Custodio, Juiz de Direito

Miley Cyrus exibe anel de noivado

Após muitas idas e vindas, o namoro de Miley Cyrus e Liam Hemsworth parece estar perto de subir mais um degrau, no caso, em direção ao altar. Depois de boatos terem dado como certa a separação do casal no início do ano, a cantora tem exibido o anel de noivado constantemente em suas aparições públicas nas última semanas. Isso é uma novidade já que a inconstância do anel na mão de Miley, antes mesmo do anúncio do casamento, indicava um relacionamento cheio de altos e baixos.
"Eles ainda têm muitas coisas a resolver, mas, desde que adiaram o casamento, os dois têm se dado melhor e Miley pôde focar em sua música", disse uma fonte à revista americana People.

 Cantora Miley Cyrus

Leia também: Miley Cyrus, mais uma aluna da escola das moças másA loira Miley Cyrus assombra fantasma no banheiro

Em março, Miley chegou a vir a público no Twitter para negar rumores de que seu casamento havia sido cancelado. O ator teria terminado o noivado por causa do estrelismo e comportamento mimado da jovem. Até a família de Hemsworth torce pelo fim do relacionamento. Outro motivo seria a constante transformação de Miley, que antes era conhecida pelo seu jeito divertido e inofensivo de artista contratada pela Disney, e agora desfila uma atitude mais rebelde, com cabelo curto e roupas rock ‘n’ roll.
A crise no relacionamento foi deflagrada pela pulada de cerca do ator de Jogos Vorazes, que foi visto aos beijos com a atriz January Jones, de Mad Men, em uma festa, em fevereiro. Miley perdoou o namorado, apesar de rumores indicarem que ela deu o troco na mesma moeda com o ex-namorado Nick, o caçula do Jonas Brothers. Miley e Hemsworth estão juntos desde junho de 2009.
Miley anunciou que seu próximo single, We Can't Stop, vai ser lançado em 8 de junho.

Fonte: Miley Cyrus

Atriz Letícia Spiller põe silicone em preparação para nova novela

Prestes a fazer 40 anos, Letícia Spiller, que recentemente interpretou a personagem Antônia na novela Salve Jorge, vai colocar silicone nos seios. A atriz fez colocação de próteses de silicone e teve alta nesta sexta-feira (31), da Clínica São Vicente, zona sul do Rio.

 A atriz volta às novelas na próxima trama das 6, Joia Rara, das autoras Duca Rachid e Thelma Guedes.
 
A assessoria da Clínica confirmou a intervenção cirúrgica, mas não soube dizer a quantidade exata. Para 'O Fuxico', a mãe da atriz informou que o estado de saúde da filha é estável: “Ela está ótima e já está em casa”, disse Dona Valery.
Letícia teria falado para amigos que estava com medo da intervenção e do pós-cirúrgico. A atriz volta às novelas na próxima trama das 6, Joia Rara, das autoras Duca Rachid e Thelma Guedes.

Fonte: DM24AM

Personagem de Amor à Vida cria discórdia entre ex-chacretes

Tudo indica que a ex-chacrete interpretada por Elizabeth Savalla, em Amor à Vida, da Globo, ainda vai causar muita discórdia. Depois de dizerem que vão entrar com uma ação na Justiça contra a Globo por discordarem do fato de a personagem dizer na trama que se prostituiu, agora ex-chacretes brigam entre si por causa da polêmica.
Uma postagem na internet causou um verdadeiro alvoroço nas redes sociais. De um lado, a ex-chacrete Edilma Campos. Do outro, Rita Cadilac.
Em um post, Edilma desabafa uma cena  em Amor à Vida, da Globo, onde a personagem de Elizabeth Savalla, a ex-chacrete Márcia, disse que já se prostituiu. Em seu relato, ela acabou alfinetando Rita, dizendo que nunca fez filme pornô, referindo-se ao fato de a ex-colega do Cassino do Charcinha, ter participado deste gênero de filme:
“Nunca usei droga, nunca me prostitui, nunca fui presa, nunca fiz filme pornô, sempre respeitei a TV Globo, onde trabalhei e não posso sequer me indignar com o deboche e desmoralização que esta novela (Amor à Vida) está fazendo com a gente. Que acham que queremos aparecer, este autor que não cria e sim copia, que precisa do nome chacrete pra dar ibope em seu folhetim é que está precisando disto. Aff”, diz Edilma na rede social.
Logo após ler a declaração, Rita Cadillac, que deu suporte à personagem Márcia (Tetê Para-choque), na novela das nove, sentiu-se ofendida e rebateu:
“Caracas, nunca usei drogas, nunca fui presa, fiz filme (pornô) sim e nunca desrespeitei ninguém nem emissora alguma . Não tenho vergonha de ser quem sou e sou muito respeitada. Se tem pessoas que não estão gostando de algo, fale direto com a pessoa (referindo-se a Walcyr Carrasco, autor da trama). Não precisa me ofender ok ? Saúde e beijos aos amigos e inimigos também”, escreveu.
Procurada pela reportagem de O Fuxico, Rita Cadilac explicou que sabe que muitas ex-chacretes estão chateadas e ofendidas com o texto que Walcyr criou:
“Quando li o que a Edilze escreveu, a parte de filme pornô me atingiu e me ofendi sim. Se ela tem família, também tenho a minha. Nunca me envergonhei de nada que fiz e sou respeitada até hoje. Mesmo depois de fazer filme pornô, já participei novelas e programas da Globo. Não é porque fiz um filme desses que não sou nem preservo minha família e minha vida. Se não gostou do que o autor está colocando no ar, fale direto com ele. Não é guia turístico da Globo? Então brigue com a Globo. Eu não tenho nada a ver com isso. Sabe, vidinha, a partir de agora não abro mais minha boca. Sempre defendi todas e nunca envolvi ninguém em minha vida”, disse Rita.

 Personagem de Amor à Vida cria discórdia entre ex-chacretes  - Reprodução

Sobre a personagem de Elizabeth Savalla, Rita disse que está gostando da atuação e dos trejeitos que a atriz incorporou às cenas.
“Ela bate na perna igual eu faço (risos). Assisti poucas cenas da novela, mas adorei a personagem. Ela é louca querendo casar a filha a qualquer custo. Bem mais louca que eu. As pessoas têm que saber e se conscientizar de que isso é uma novela, uma história e o autor criou. Todo mundo leva muito pra si as coisas, isso é muito pior. Eu respondi porque fiquei “P’ da vida pela insinuação do filme pornô que, até onde sei, só eu de ex-chacrete fiz. Briguem com Walcyr, pois eu não tenho nada a ver com o que ele escreve. Apenas ensinei trejeitos, disse como era nosso dia-a-dia, que não falávamos com ninguém, que tínhamos uma vida regrada, enfim, disse o que eu vivi. O restante, é com o autor e a emissora”, finalizou.

Fonte: O Fuxico

Robô Curiosity perfura seu segundo poço em Marte

WASHINGTON - O robô americano Curiosity perfurou seu segundo poço em uma rocha marciana para recolher uma amostra que será analisada posteriormente por instrumentos a bordo, informou a Nasa.

Curiosity fez, em 19 de maio, um buraco de 1,6 cm de diâmetro e 6,6 cm de profundidade em uma rocha batizada de Cumberland, com a ajuda da broca que possui na extremidade de seu braço, explicou o Laboratório de Propulsão a jato (JPL) da Nasa.

Os materiais de dentro da rocha serão transferidos para o laboratório do robô nos próximos dias, acrescentou a instituição.

Em 20 de fevereiro, o robô conseguiu recolher a primeira amostra do interior de uma rocha sedimentária fora da Terra. A partir da sua análise, a NASA determinou que Marte já foi um ambiente adequado para a existência de micro-organismos, incluindo água com um PH não tão ácido.

A rocha Cumberland se parece com a primeira rocha em que o Curiosity perfurou um poço em fevereiro, batizada de John Klein, em memória de um ex-chefe da missão. Cumberland está a 2,75 metros do oeste de John Klein, afirmou o Laboratório, que comanda a missão.

O robô, que tem seis rodas, pesa 900 quilos e tem 10 instrumentos científicos a bordo, é o mais sofisticado enviado até agora ao planeta vermelho.

Curiosity foi enviado em agosto do ano passado para a cratera Gale para ficar por pelo menos dois anos, a fim de determinar se o planeta pode ter abrigado vida no passado. Desde a sua chegada, o robô só explorou 700 metros do solo marciano.

Em breve, o equipamento partirá para o monte Sharp, que tem 5.500 metros de altura e fica no centro da cratera. O monte está a oito quilômetros de onde o robô está agora. Com uma velocidade máxima de 0,15 km/h, Curiosity deve levar vários meses para chegar ao seu destino final.

Fonte: Diário de Pernambuco

Asteroide que passa perto da Terra hoje tem lua própria, diz Nasa

Uma sequência de imagens de radar obtida por cientistas da agência espacial norte-americana (Nasa) revelam que o asteroide 1998 QE2, que passará pela Terra hoje (31), às 17h59 de Brasília, tem sua própria lua.
O asteroide é cinco vezes maior do que um navio transatlântico e vai passar a 5,8 milhões de quilômetros da Terra, uma distância curta em termos astronômicos. Segundo a Nasa, é o equivalente a 15 vezes a distância entre a Terra e a Lua. Esse será o ponto em que ele chegará mais perto do planeta pelos próximos 200 anos.
O asteroide, que mede cerca de 2,7 quilômetros de diâmetro, não poderá ser observado a olho nu ou com binóculos: sua baixa luminosidade só o torna visível aos telescópios mais potentes.
Em fevereiro, outro asteroide passou próximo da Terra. Denominado 2012 DA14, o asteroide passou a uma distância de 27 mil quilômetros. Informações da Nasa apontaram que o asteroide se aproximou do anel de satélites de comunicações, mas não houve risco de colisão pois esses ficam sobre a Linha do Equador e o asteroide passou mais próximo do Polo Sul.
Edição: Juliana Andrade

Fonte: Terra
Matéria Original: Agência Brasil

Felipe Andreoli sofre arrastão em restaurante de São Paulo

Felipe Andreoli e sua família sofreram um arrastão em um restaurante no Itaim Bibi, zona sul de São Paulo, na noite de quinta-feira (30). De acordo com a polícia militar, três homens armados entraram no restaurante Ruella, por volta das 23h30, levaram pertences pessoais dos clientes e fugiram a pé.
“Minha mulher [Rafaela Britis] acordou hoje dizendo que não dormiu direito. Teve pesadelos. E minha mãe [dona Edite], coitada, se sentiu culpada, porque foi ela quem escolheu o restaurante. E quem vai responder por isso?”, perguntou o jornalista, indignado, ao ser entrevistado por José Luiz Datena, no programa Brasil Urgente, da Band, nesta sexta-feira (31).

 Felipe Andreoli sofre arrastão em restaurante de São Paulo - Ag.News

 Esta é a segunda vez que o integrante do CQC sofre com a violência na capital paulista. Em abril, a mãe e tias de Andreoli foram assaltadas na porta do Hospital São Luiz, também em São Paulo, quando foram visitar Julia, sobrinha do humorista. 
"Ganhei mais uma sobrinha linda! Após o nascimento da minha sobrinha, minhas tias e minha mãe foram assaltadas com metralhadora na FRENTE do São Luiz. 40 min e NADA de @PMESP (Polícia Militar de São Paulo)", escreveu ele no twitter, à epoca.

Fonte: O Fuxico

Cuba rejeita a sua "injusta e arbitrária" inclusão em lista terrorista dos EUA

Cuba rejeitou, esta quinta-feira, a inclusão, por mais um ano, na lista de países 'patrocinadores' do terrorismo, elaborada pelos Estados Unidos, exigindo que o fim de uma acusação "injusta e arbitrária", que visa justificar o bloqueio de Washington.
Cuba rejeita a sua "injusta e arbitrária" inclusão em lista terrorista dos EUA
 
foto DESMOND BOYLAN/AFP
Havana
 
"Esta vergonhosa decisão foi tomada faltando, de forma deliberada, com a verdade, ignorando o amplo consenso e a exigência explícita de inúmeros setores da sociedade norte-americana e da comunidade internacional para que se ponha fim a essa injustiça", indicou o Ministério dos Negócios Estrangeiros cubano, num comunicado divulgado pela imprensa oficial.
Após rejeitar "energeticamente o uso, com fins políticos, de um assunto tão sensível como o terrorismo internacional", Havana reclama que "se ponha fim a esta designação vergonhosa que ofende o povo cubano, tendo como único objetivo tentar justificar (...) o bloqueio anacrónico e cruel contra Cuba e que desacredita o próprio Governo dos Estados Unidos".
No seu relatório anual sobre o assunto, apresentado esta quinta-feira, o Departamento de Estado norte-americano mantém Cuba, a par do Irão, Sudão e Síria, na lista de países que 'patrocinam' o terrorismo.
Washington alega que Cuba, que integra essa lista desde 1982, "continua a proporcionar refúgio a duas dezenas de membros da ETA" e que, em anos anteriores, permitiu que guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) se refugiassem na ilha ou transitassem por ela com destino a outros países.
O Governo cubano assegura, contudo, que Cuba "nunca foi e nunca será usada para abrigar terroristas, independentemente da origem, nem para organizar, financiar ou perpetrar atos de terrorismo contra qualquer país do mundo, incluindo os Estados Unidos".
Relativamente às FARC, Havana qualifica de "absurda" a acusação dos Estados Unidos e recorda que Cuba tem vindo a atuar como mediador nas conversações de paz entre o Governo de Juan Manuel Santos e a guerrilha, as quais decorrem, desde novembro, na capital cubana.
Sobre a presença de membros da ETA, citada no relatório norte-americano, Cuba critica Washington por desconhecer que os referidos casos responderam a "uma solicitação dos governos envolvidos" no assunto.
Já no que concerne à acusação de que oferece refúgio a fugitivos procurados nos Estados Unidos, proporcionando-lhes casa, Havana respondeu que nenhum deles foi acusado de terrorismo.
"Cuba tem sofrido durante décadas as consequências de atos terroristas organizados, financiados e executados a partir de território dos Estados Unidos, com um saldo de 3.478 mortos e 2.099 incapacitados", refere o ministério cubano, no comunicado, citado pela agência Efe.
Cuba sustenta que, desde 2002, tem proposto aos Estados Unidos a adoção de um acordo bilateral para combater o terrorismo, uma oferta que renovou no ano passado, mas que, até à data, não recebeu qualquer resposta.

Fonte: Jornal de Notícias

Asteróide com 2,7 quilómetros de diâmetro passa perto da Terra na sexta-feira

Um asteróide cinco vezes maior que um navio transatlântico vai passar na sexta-feira a 5,8 milhões de quilómetros da terra, uma distância curta em termos astronómicos, informou hoje a agência espacial norte-americana NASA.

O objeto, designado 1998 QE2 será observado através de telescópios e radar pelos cientistas, que esperam obter «imagens de alta resolução que poderão revelar muita coisa sobre as suas características», indicou o radioastrónomo Lance Benner.
Seguindo a sua veloz trajetória atual, o 1998 QE2 atingirá pelas 21:59 (hora de Lisboa) de sexta-feira o ponto de passagem mais próximo da Terra e só voltará a aproximar-se dentro de cerca de duzentos anos.
Diário Digital / Lusa

Fonte: Diario Digital

Quadro de Portinari atinge valor recorde em NY

O quadro "Meninos Soltando Pipas", de Candido Portinari (1903-1962), foi vendido ao preço recorde de U$ 1,44 milhão (cerca de R$ 3 milhões), em leilão na Casa Christie's de Nova York, na noite de ontem.
O óleo sobre tela de 1941 atingiu o mais alto valor já pago em leilões para obras do pintor brasileiro e superou a estimativa da casa -de U$ 800 mil a U$ 1,2 milhão.
O quadro foi a venda mais alta da primeira noite do leilão de obras de artistas da América Latina, que totalizou cerca de R$ 34 milhões.
Avaliada entre US$ 2,5 milhões e US$ 3,5 milhões, a estrela da noite, "El Prisionero de la Luz", do chileno Roberto Matta (1911-2002), não encontrou comprador.
Também tiveram destaque três pinturas em têmpera do brasileiro Alfredo Volpi (1896-1988), entre elas "Fachada (no. 1331)", produzida no fim dos anos 1960, vendida por U$783,750 (cerca de R$ 1,65 milhão).
O artista brasileiro Milton Dacosta também bateu recorde com a venda de "Figura" a U$ 171,750 (cerca de R$ 360 mil), óleo sobre tela de 1954.
"A força do mercado brasileiro reinou suprema", disse Virgilio Garza, responsável pelo setor de arte da América Latina da Christie's.

Fonte: Correio do Estado

Shakira: "Todo mundo achou que eu seria uma daquelas mães histéricas"


Shakira publica foto de Milan nos bastidores do programa \'The Voice\'

Em entrevista à revista "Us Weekly", Shakira contou que está adorando a experiência de amamentar Milan, do relacionamento com o jogador de futebol Gerard Piqué.
"Amamentar foi uma das melhores experiências da minha vida. Eu amo! Eu não consigo parar. Eu acho que vou amamentar até ele ir para faculdade!", brincou a jurada do "The Voice".
A cantora ainda disse que está perto de recuperar o corpo de antes da gravidez. "Eu acho que isso ajuda bastante. Eu não me pesei... Eu acho que já estou próxima do peso normal, mas não posso cantar vitória ainda".
Em outro momento, Shakira disse ter se surpreendido com o sentimento em relação ao bebê. "Eu achei que seria supercontroladora porque eu sou assim com as minhas músicas e com minha carreira. Em tudo que faço profissionalmente, gosto de estar no controle, mas eu sou tão tranquila com ele (Milan). E é tão supreendente porque todo mundo achou que eu seria uma daquelas mães histéricas e sufocantes, e eu sinto que não estou nervosa", disse ela, que chegou a levar o bebê com 19 dias de vida ao estádio de futebol.

Fonte: Tribuna Da Bahia

Viagem para Marte é altamente radioativa

São Paulo - Astronautas que viajassem de e para Marte poderiam ser bombardeados com muito mais radiação do que seu corpo receberia durante um ano inteiro de tomografias semanais, segundo apontaram especialistas nesta quinta-feira.
De acordo com o estudo, a quantidade seria suficiente para aumentar o risco de desenvolvimento de um câncer em cerca de 3%, mas a pesquisa alerta que ainda há muitas incertezas acerca dos efeitos da exposição humana a ambiente espacial.

 

A Agência Espacial Americana (Nasa) tem o objetivo de enviar, em meados de 2030, um voo tripulado para orbitar o planeta vermelho. Grifes de vestuário, como Inspiration Mars, criada pelo engenheiro da Nasa que se tornou turista espacial, Dennis Tito, já está recrutando voluntários.
Existem esforços prévios para aferir os riscos de radiação para os futuros viajantes de Marte, mas a melhor estimativa vem da missão espacial Curiosity, promovida pela Nasa. Em 2011, um sensor de radiação foi inserido no interior de uma nave com o objetivo de fazer leituras da radiação durante os oito meses e meio da cruzada ao planeta.
Por meio dos dados colhidos pelo sensor, cientistas calcularam o quanto viajantes espaciais se expõem à radiação durante uma rápida viagem de seis meses em uma nave em condições similares. Ida e volta: cerca de 662 milisieverts (unidade que mede doses de radiação). Esse é um montante considerável, tendo em vista que muitas agências espaciais internacionais limitam a dosagem de radiação acumulada no espaço a 1.000 milisieverts. A estimativa não inclui o tempo gasto na superfície de Marte.
O número é similar àquele conseguido por meio de uma tomografia de corpo inteiro realizada a cada cinco ou seis dias, informa o líder da pesquisa, Cary Zeitlin, do Southwest Research Institute do Colorado.
A análise integra a edição de sexta-feira da revista Science. A quantidade de radiação não parece mudar a não ser que seja possível acelerar a viagem interplanetária, explicam os especialistas.
As doses de radiação em uma viagem a Marte seriam mais altas do que as enfrentadas normalmente pelos membros da tripulação da Estação Especial Internacional, algo em torno de 200 milisieverts por ano. Em contrapartida, as pessoas na Terra são comumente expostas a cerca de 3 milisieverts por ano.
A missão Curiosity voou por Marte durante o período de baixa a moderada atividade solar. Desde que pousou no planeta vermelho, no ano passado, a missão rastreou a radiação ao longo da superfície. A nave mostrou as mais claras evidências de que já existiu água em Marte. As informações são da Associated Press.

Ticiane Pinheiro vivia casamento de aparências com Roberto Justus, diz jornal

Segundo a publicação, a apresentadora já andava há algum tempo insatisfeita com o relacionamento com o empresário e vinha reclamando do gênio difícil de Roberto Justus.




A apresentadora Ticiane Pinheiro já se prepara para deixar a mansão de Roberto Justos após o anúncio de que o casamento de 8 anos com o empresário chegou ao fim. De acordo com o jornal Extra, ela irá se mudar do imóvel juntamente com a filha do casal, Rafaella, de 3 anos. Os três viviam juntos em um imóvel de alto padrão no bairro de Cidade Jardim, em São Paulo.
Em público ele sempre se mostrou amoroso em relação à esposa enchendo-a de mimos, mas nos bastidores da Record, Ticiane também vinha se queixando se que o empresário não demonstrava mais tanto desejo por ela. Os dois, então, vinham mantendo o casamento por aparências.

Fonte: Correio da Bahia