domingo, 23 de junho de 2013

No Rio de Janeiro protesto contra PEC 37 termina às portas da casa do governador

A orla da zona sul do Rio de Janeiro teve sua primeira manifestação na tarde deste domingo (23/06), depois da onda de protestos que tomou conta do Brasil. Apesar de mais de 35 mil pessoas terem confirmado presença no Facebook, cerca de duas mil pessoas caminharam de Copacabana até o Leblon contra a Proposta de Emenda Constitucional 37/2011, a chamada PEC 37 – que acaba com o poder de investigação do Ministério Público. Temerosa com os atos violentos ocorridos recentemente em protestos, a Polícia Militar reforçou a segurança na região, colocando homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope), a tropa de elite da PM.
O grupo caminhou até a porta da casa do governador Sérgio Cabral (PMDB), na esquina da avenida Delfim Moreira com a rua Aristides Espínola, no Leblon. O protesto foi além da questão da PEC 37. Não faltaram cartazes e gritos de ordem contra a corrupção, e principalmente contra políticos. Além de Cabral, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) e o prefeito Eduardo Paes (PMDB) foram os alvos prediletos.
“Uh, geral, pra casa do Cabral” e “Cabral é ditador” eram alguns dos gritos de ordem entoados contra o governador. A PM reforçou a segurança na porta da casa de Cabral, onde um grupo de cerca de 50 pessoas acampa desde a sexta-feira à noite. Eles querem que o governador apareça e dê explicações à população. O grupo pretende ficar no local até amanhã pela manhã.
Durante a passeata, o clima foi bastante pacífico. Não foi registrada qualquer ação violenta. Um guarda municipal foi preso por estar trabalhando armado. A orla estava bastante policiada, mas alguns quiosques foram isolados com tapumes pelos proprietários, que temiam atos de vandalismo. O trânsito não chegou a ser interrompido durante o percurso.
A estudante Clarice Gomes, 22 anos, usava um nariz de palhaço durante a manifestação e dizia que estava ali protestando contra a classe política brasileira. Segundo ela, a população perdeu completamente a crença nos partidos políticos. “Não aguentamos mais conversinha das autoridades. Temos que ir pra casa deles protestar mesmo. Por isso, vou até a casa do Cabral”, disse.

 No Rio de Janeiro protesto contra PEC 37 termina  às portas da casa do governador

Protestos contra tarifas mobilizam população e desafiam governos de todo o País
Mobilizados contra o aumento das tarifas de transporte público nas grandes cidades brasileiras, grupos de ativistas organizaram protestos para pedir a redução dos preços e maior qualidade dos serviços públicos prestados à população. Estes atos ganharam corpo e expressão nacional, dilatando-se gradualmente em uma onda de protestos e levando dezenas de milhares de pessoas às ruas com uma agenda de reivindicações ampla e com um significado ainda não plenamente compreendido.
A mobilização começou em Porto Alegre, quando, entre março e abril, milhares de manifestantes agruparam-se em frente à Prefeitura para protestar contra o recente aumento do preço das passagens de ônibus; a mobilização surtiu efeito, e o aumento foi temporariamente revogado. Poucos meses depois, o mesmo movimento se gestou em São Paulo, onde sucessivas mobilizações atraíram milhares às ruas; o maior episódio ocorreu no dia 13 de junho, quando um imenso ato público acabou em violentos confrontos com a polícia.
O grandeza do protesto e a violência dos confrontos expandiu a pauta para todo o País. Foi assim que, no dia 17 de junho, o Brasil viveu o que foi visto como uma das maiores jornadas populares dos últimos 20 anos. Motivados contra os aumentos do preço dos transportes, mas também já inflamados por diversas outras bandeiras, tais como a realização da Copa do Mundo de 2014, a nação viveu uma noite de mobilização e confrontos em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador, Fortaleza, Porto Alegre e Brasília.
A onda de protestos mobiliza o debate do País e levanta um amálgama de questionamentos sobre objetivos, rumos, pautas e significados de um movimento popular singular na história brasileira desde a restauração do regime democrático em 1985. A revogação dos aumentos das passagens já é um dos resultados obtidos em São Paulo e outras cidades, mas o movimento não deve parar por aí. “Essas vozes precisam ser ouvidas”, disse a presidente Dilma Rousseff, ela própria e seu governo alvos de críticas.
(*) Com informações do Terra

Inscrições abertas para a Meia Maratona Caixa da Bahia 2013

Já estão abertas as inscrições da Meia Maratona Caixa Bahia 2013, que vai acontecer no dia 21 de julho, em Salvador. Esta é a terceira edição da prova na capital baiano, que reuniu, em cada uma das competições anteriores, 3,5 mil corredores, entre profissionais e amadores. A largada será dada no Jardim dos Namorados, orla da Pituba.
A Meia Maratona Caixa da Bahia atende a todos os públicos. O caráter competitivo é para quem está apto aos 21km, categoria elite meia maratona tanto para mulheres como para homens. Esta modalidade oferece valor em dinheiro para os primeiros colocados, mas também é disputada por aqueles que querem superar desafios e melhorar o seu tempo. Já o caráter participativo oferece medalhas e as opções de 5k e 10k.


Para quem pretende correr os 21k, 10k ou 5k, o valor da inscrição é único, R$ 80. Pessoas acima dos 60 anos, em qualquer uma das distância, paga metade do valor - é obrigatório a apresentação de documento para comprovar a idade. As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de julho de 2013 ou até o término das vagas disponíveis. Segundo a organização, a previsão é de que a Meia Maratona Caixa da Bahia 2013 conte com quatro mil corredores.
Programação do evento - A largada do pelotão de elite feminino vai acontecer às 6h45, enquanto o pelotão masculino sai às 7h10. A largada geral, para os corredores de 10k, também às 7h10, enquanto quem vai correr 5k sai às 7h20. A entrega dos kits será feito nos dias 18, 19 e 20 de julho de 2013, com local e horário ainda a definir.

Homem que queria matar Miranda Kerr foi preso

O homem ia viajar para Los Angeles à procura da modelo
O homem ia viajar para Los Angeles à procura da modelo Fotografia © Reuters

As autoridades de Massachusetts, EUA, prenderam um individuo, supostamente bipolar e esquizofrénico, que pretendia viajar para Los Angeles com uma arma de fogo para matar a modelo, que se tornou popular como 'anjo' da Victoria's Secret.
Steven C. Swanson , de 52 anos, já compareceu em tribunal e foi acusado pelo juíz de delito grave, confirmou que queria acabar com a vida de Miranda Kerr por ter descoberto que a beldade australiana era a sua "alma gémea".
O juíz ordenou que Swanson fosse hospitalizado para ser submetido a uma avaliação psiquiátrica e determinou uma fiança de seis mil euros. Swanson sofre de transtorno bipolar e esquizófrenia, mas deixou de tomar medicação em março último.
A polícia efetuou uma busca à casa do individuo e encontrou várias fotografias da modelo e uma pistola de ar comprimido. Miranda Kerr casou-se com o ator Orlando Bloom em 2010 e um ano depois o casal teve um filho, Flynn.

Fonte: DN.Pt

Vídeo mostra queda e explosão de avião em show aéreo nos EUA

G1 - O acidente que matou uma "wing walker", mulher que fazia apresentações sobre asas de aviões, e o piloto do avião em que ela se apresentava no sábado (22), em Ohio, nos EUA foi registrado em vídeo, divulgado pela agência Associated Press (clique AQUI para assistir).
A "wing walker" Jane Wicker, de 44 anos, e o piloto Charlie Chwenker, de 64, morreram na queda e explosão. Eles participavam do Vectren Dayton Air Show.
No site do evento foi divulgada uma mensagem de condolências às famílias. Segundo a mensagem, agências norte-americanas estão investigando o acidente e resultados devem demorar "muitos meses".
"O show vai continuar neste domingo. Quem tem ingressos ou pulseiras para sábado poderá entrar", anuncia o site do Vectren Dayton Air Show.

Wing walker sentado na asa durante a apresentação. (Foto: Thanh V Tran/AP Photo) 
Wing walker sentado na asa durante a apresentação. (Foto: Thanh V Tran/AP Photo)
 
Avião é consumido pelas chamas após a queda durante a apresentação de uma wing walker no Vectren Air Show. (Foto: Thanh V Tran/AP Photo) 
Avião é consumido pelas chamas após a queda durante a apresentação de uma wing walker no Vectren Air Show. (Foto: Thanh V Tran/AP Photo)

Comunicado afirma que Nelson Mandela está em "estado crítico"

Informe foi divulgado neste domingo (23) pelo governo da África do Sul.
Presidente do país, Jacob Zuma, acompanha situação em Pretória.

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, hospitalizado com uma infecção pulmonar, está em estado "crítico", informou a presidência na noite deste domingo (23).

"O estado do ex-presidente Nelson Mandela, internado em um hospital de Pretória, é crítico", destaca o comunicado, revelando que o presidente Jacob Zuma, o vice-presidente da ANC (partido no poder), Cyril Ramaphosa, e Graça Machel, mulher de Mandela, estão no hospital para discutir a situação.
 

 Comunicado afirma que Nelson Mandela está em "estado crítico"

Nelson Mandela, que completará 95 anos em breve, tornou-se em 1994 o primeiro presidente negro da África do Sul, depois de passar 27 anos na prisão sob o regime do apartheid. Ele foi hospitalizado no dia 8 de junho devido a uma pneumonia.
De acordo com rede de notícias "ABC News", o presidente Zuma disse que "os médicos fazem todo o possível para que sua condição melhore e garantindo que Madiba seja bem cuidado e fique confortável".

Segundo a equipe médica do hospital onde o ganhador do Prêmio Nobel da Paz está internado, as condições de Mandela se tornaram críticas as últimas 24 horas.

No início desta semana, a filha do ex-presidente, Zenani Mandela-Dlamini, disse a jornalistas que o estado de saúde de seu pai "ia muito bem" Em abril, Mandela passou 18 dias no hospital tratando de uma infecção pulmonar. Em dezembro de 2012, houve outra internação para tratar pedras na vesícula.



Fonte: Portal G1

Papa diz que há mais mártires mortos por serem cristãos

Papa diz que há mais mártires mortos por serem cristãos

O papa Francisco considerou hoje que há atualmente mais "mártires" do que nos primeiros séculos da Igreja, uma vez que "homens e mulheres são presos e assassinados pelo simples facto de serem cristãos".
O pontífice fez a tradicional oração de domingo, Angelus, a partir da janela do apartamento papal, no Palácio Apostólico do Vaticano.
Dirigindo-se aos milhares de fiéis e peregrinos que o escutavam, Francisco falou do martírio de muitas pessoas, cristãos e não cristão, que "perdem a vida" devido à verdade e deu o exemplo de São João Batista, cujo nascimento se celebra a 24 de junho.
Num final improvisado, Francisco exortou os presentes: "Não tenhais medo de ir contra a corrente, sede valentes", afirmou, terminando o discurso a desejar "bom almoço", como já é habitual.

Fonte: Dn.pt

Custo do Mané Garrincha dobra e beira R$ 2 bilhões, revela Tribunal

Os manifestantes que tomam as ruas do País nos últimos dias contra os exorbitantes gastos em estádios para a Copa das Confederações e para o Mundial de 2014 mostram, com base nos números, que estão cobertos de razão.

Neste fim de semana, o Tribunal de Contas do Distrito Federal divulgou os valores atualizados dos gastos para a construção do novo estádio nacional de Brasília, o Mané Garrincha, e confirmou que o orçamento inicial estourou em mais de 100%.

Inicialmente orçado em R$ 696 milhões, há três anos, quando o projeto foi aprovado, o Mané Garrincha já custou aos cofres públicos a 'módica' quantia de R$ 1,778 bilhão, quase duas vezes e meia o preço original.

Os custos envolvem toda a modernização da arena, obras realizadas no entorno do estádio, construção de subestação de energia para fornecimento e linhas de transmissão e gasto com mobiliário, entre outros. O valor, que subiu R$ 200 milhões apenas no último mês, ainda ficará maior, já que serão gastos outros R$ 347 milhões em obras na parte externa do estádio.

Outro lado
O Governo do Distrito Federal discordou dos números divulgados pelo Tribunal de Contas e, em nota oficial, disse que o custo do Mané Garrincha é de R$ 1,2 bilhão, podendo ser reduzido com a compensação financeira da Recopa (isenção fiscal concedida aos estádios do Mundial).

Fonte: R7

Avião que transporta Snowden já aterrou em Moscovo

Foto: REUTERS/Tatyana Makeyeva
 
O avião em que supostamente se encontra o antigo agente da CIA Edward Snowden, que é acusado de espionagem pelos Estados Unidos da América (EUA), aterrou hoje em Moscovo, segundo a agência noticiosa russa Interfax.
De acordo com a Interfax, Snowden, cuja extradição foi pedida pelos EUA, terá saído hoje de Hong Kong rumo à capital russa, ainda que o seu destino final deva ser outro, ainda incerto.
Fontes consultadas pela agência Interfax apontam para a possibilidade de Snowden passar esta noite na embaixada da Venezuela em Moscovo, à espera do voo que parte na segunda-feira para Caracas, a capital venezuelana.
Antes, tinha sido levantada a hipótese de Snowden ficar à espera do avião que supostamente o levará para a Venezuela - que continua a ser o destino mais falado -, na zona de trânsito do aeroporto Sheremétyevo, na capital russa.

Fonte: TSF

O estranho mundo de Saramandaia


O estranho mundo de Saramandaia

Com texto livremente inspirado no original escrito por Dias Gomes e cheia de efeitos especiais, vem aí a nova versão de “Saramandaia”. A partir da próxima segunda-feira, dia 24, os fãs de telenovela entrarão em contato com o universo divertido e, ao mesmo tempo, assombroso de alguns moradores da fictícia cidade de Bole-Bole que se tornou cenário de uma ferrenha disputa política quando vereador João Gibão (Sérgio Guizé) propõe a mudança do nome da cidade para Saramandaia. Na verdade, o que Dias Gomes e agora Ricardo Linhares querem é mostrar o quanto as pessoas são resistentes às mudanças. O capítulo de estreia de “Saramandaia” será mostrado logo depois de “Amor à Vida”, no entanto, a partir daí, o folhetim será mostrado a partir das onze da noite.
Bole-Bole é uma cidade onde tudo pode acontecer. Divertida por si só, fica no alto de uma colina e a população costuma ouvir uivos nas noites de quinta-feira. As placas na estrada indicam o caminho, mas seu C.E.P. é desconhecido e pode estar no interior de qualquer parte do país. Computadores, tablets e smartphones mostram que, se até a modernidade a encontrou no mapa, não deve ser tão difícil chegar a Bole-Bole.
Os moradores falam sem sotaque e fazem uso de um extenso e curioso vocabulário que “bastantemente” mostra a “exagerância” presente nos “conversórios” de seus moradores. Porque se há uma coisa que gostam de fazer, é confabular. Principalmente depois que jovens progressistas se uniram em torno de um sonho premonitório: mudar o nome da cidade para Saramandaia e, com isso, trazer novos ares depois de anos da velha-guarda no poder. Por trás do movimento, uma antiga disputa, entre duas famílias rivais, Vilar e Rosado, pelo poder na região.
Um dia, o vereador João Gibão acordou assustado. Havia sonhado que a cidade deveria se chamar Saramandaia para finalmente alcançar a paz e a tolerância. Habituado com as visões premonitórias que costuma ter, apresentou o projeto na Câmara e logo conseguiu um bom apoio, liderando o movimento e incomodando os tradicionalistas de Bole-Bole.
O sonho resume o seu principal desejo: deixar de sofrer por sentir-se diferente dos outros. Cheio de complexos, João sempre foi motivo de chacota por causa de uma suposta corcunda, escondida embaixo do gibão que não tira nem para nada. Mas o que existe mesmo em suas costas é um par de asas.
Leocádia (Renata Sorrah) é a única que sabe da condição de João. A viúva compreende a dor do filho e corta suas asas de tempos em tempos com uma tesoura de jardim para mantê-las em segredo. Além da visita de um gavião, que pousa em seus ombros esporadicamente, João tem a companhia de Marcina (Chandelly Braz), por quem é apaixonado. Esse amor só aumenta ainda mais suas angústias, já que a namorada não entende o motivo de tanta reserva e pega fogo de tanta paixão, o calor só passa quando a moça toma banho de água fria. João Gibão é irmão do correto e apartidário prefeito Lua Viana (Fernando Belo) que governa para o povo.
Mesmo com um irmão saramandista, Lua não se posiciona e é justamente sua neutralidade que incomoda a namorada Zélia Vilar (Leandra Leal), grande amiga e parceria do cunhado João. Não escolherá um lado nem mesmo quando a disputa se acirrar e tomar conta de Bole-Bole. Nesses momentos, Zélia fica zangada e é muito parecida com sua mãe. Vitória (Lilia Cabral) também não dá o braço a torcer facilmente. A volta de Vitória (Lilia Cabral) não vai só mexer com a filha, mas abalará o coração de Chico Rosado (José Mayer). Os dois resistirão a princípio, mas ao sentir novamente um delicado calor e suor, uma espécie de orvalho em sua pele, Vitória não terá dúvidas: ainda se derrete por Zico, que por sua vez tem que domar as formigas que lhe saem pelo nariz.
A matriarca dos Rosado também mora na fazenda. Viúva, Candinha (Fernanda Montenegro) passa os dias vagando pela casa, jogando ironias para a nora Helena (Ângela Figueiredo) e conversando com galinhas mágicas, que só ela e o público veem.
Outro personagem incomum é o Professor Aristóbulo (Gabriel Braga Nunes) que nas noites de quinta para sexta-feira, transforma-se em Lobisomem.
No entanto, o que promete mesmo chamar a atenção é Dona Redonda, interpretada por Vera Holtz. A gentil senhora pesa aproximadamente 250 quilos e tem apetite voraz. Não admite ser contrariada e se tornará inimiga de João Gibão a partir do momento que ele pede para que ela coma menos, pois ele tivera um sonho sinistro com ela.
Dona Redonda é casada com o tímido Encolheu (Matheus Nachtergaele) que tem o dom de prever o tempo.
Não discutam com Cazuza (Marcos Palmeira) sobre a troca do nome da cidade. Tradicionalista roxo, conservador e exímio bajulador de Zico Rosado, o dono da única farmácia da cidade pode se alterar e literalmente colocar o coração pela boca.
A expectativa é que, após quase quarenta anos, “Saramandaia” repita o sucesso que fez em sua primeira versão.

Fonte: A CIDADE DE VOTUPORANGA

Morreu o pai de Demi Lovato

A notícia foi dada por Dallas, irmã da cantora, através do Twitter. «Descanse em paz, pai, amo-te», foi a mensagem que escreveu.
Dianna De La Garza, mãe de Demi, colocou nas redes sociais uma foto de Patrick com as filhas, aproveitando para agradecer o apoio recebido pelos fãs e amigos. «Obrigada pelas demonstrações de amor e orações. Vocês são incríveis!»

 Morreu o pai de Demi Lovato

Os pais da cantora separaram-se em 1994 e Demi Lovato já não via o pai há vários anos.

Fonte: Diário Digital

Movimento talibã reivindica ataque e morte de 10 pessoas

O Movimento dos Talibãs do Paquistão (TTP) reivindicou o ataque levado a cabo durante esta madrugada num hotel em Nanga Parbat, no norte do país, com a morte de 9 turistas e um guia.

Os turistas, um grupo de alpinistas, foram mortos a tiro durante o ataque isolado de um grupo armado que invadiu o hotel em que se encontravam, localizado no lado paquistanês dos Himalaias.


 Nanga Parbat (foto AP)




Entre as vítimas estão cinco ucranianos, três chineses e um russo. O guia turístico tinha nacionalidade paquistanesa.

Num telefonema feito à agência France Presse, o porta-voz do grupo TTP especificou que o ataque foi levado a cabo por uma fação do movimento, o grupo Jundullah. 


Fonte: A Bola

Crianças fazem protesto em frente ao Congresso Nacional

BRASÍLIA – Mais de 200 crianças de várias idades se manifestaram na manhã deste domingo (23), em frente ao Congresso Nacional. Acompanhadas dos pais, muitas levaram cartazes confeccionados na véspera por elas mesmas com dizeres contra a corrupção e por educação e saúde de qualidade. Usando as mãos como pincéis e vários potes de tinta verde, amarela e azul, as crianças pintaram uma grande bandeira nacional em papeis colocados no chão do gramado em frente ao Congresso, enquanto cantavam o Hino Nacional e outras músicas cívicas.
Daniel Ribeiro, de 11 anos, fez um cartaz dizendo “Meu primeiro protesto - Brasil sem corrupção”, e falou dos motivos que o levaram à manifestação. “Eu acho que a gente está lutando para acabar com a corrupção, porque tem tanta corrupção que falta educação, transporte e saúde e não dão a importância que deveriam para isso. Não é pelos R$ 0,20 [da tarifa de ônibus] que nós estamos lutando, e sim pela mudança do país”.
Muitos pais aproveitaram o evento para ensinar aos filhos, na prática, o que são as mobilizações e para que servem. O bancário Rodrigo Pena de Andrade foi acordado esta manhã pela filha Maria Clara, de 6 anos, para ir ao ato. Por ser um movimento de crianças que acontece durante o dia, ele disse que foi a melhor oportunidade para que as filhas participassem do ato e pudessem assim formar uma consciência política do que acontece pelo país.
“Vendo o jornal todo dia, ela perguntava porque tanta gente estava na rua. Aí a gente parou para explicar um pouco a questão do público e do privado, que o pessoal está lutando para que aquilo que é público tenha o mesmo nível daquilo que é privado. Que ela estuda numa escola boa, mas que se só ela estudar numa escola boa, não vai mudar o país”, explicou Andrade, reforçando a importância da participação das famílias no processo político do país.
Os novos “brasileirinhos”, como estavam sendo chamados pelos pais, mostraram uma característica da nova geração e, perguntados pela reportagem da Agência Brasil, muitos responderam que souberam da manifestação pelas redes sociais e avisaram seus pais. A ideia surgiu com Raquel Fusaro, que criou uma página para o evento em uma rede social há quatro dias.
“A ideia foi criar um espaço para que as famílias pudessem mostrar a sua voz junto com suas crianças. É tanto um gesto das famílias estarem presentes, como ensinar para os nossos pequenos um ato cívico, que é uma manifestação pacífica. Mostrar a eles uma lição de que as ruas nos pertencem e temos que usá-las para fazer ouvir a nossa voz, nos fazer representar”, disse Raquel.
A manifestação começou por volta das 10h e durou até as 12h. Às 11h, a Polícia Militar estimou que 400 pessoas estavam no gramado do Congresso, entre adultos e crianças, mas algumas que chegaram mais cedo já tinham ido embora e outras ainda chegavam. O céu de Brasília estava ensolarado e com poucas nuvens.
 
 
Fonte: DCI

Romário responde Ronaldo e cobra ingressos prometidos para deficientes

Terra - O atual deputado federal e ex-jogador Romário respondeu, neste domingo, ao ex-jogador Ronaldo, que cutucou o político durante entrevista concedida no último sábado. Em carta aberta bastante educada, o ex-camisa 11 da Seleção diz que "se tem alguém se aproveitando dessa situação de indignação popular, certamente, não sou eu" e pede ingressos prometidos a deficientes.
A polêmica começou com uma resposta de Ronaldo ao ser perguntado sobre a atuação do ex-companheiro de ataque. Dizendo não ter nada a declarar sobre o deputado, se limitou a afirmar que Romário tem cargo público, então ele pode fazer alguma coisa.

Na carta aberta divulgada em redes sociais, Romário lembra que desde 2011, quando assumiu o cargo público, lutou por diversas questões, citando a Lei Geral da Copa e a tentativa de implantar a CPI da CBF na Câmara. O deputado ainda ressalta que, como político, é missão dele "fiscalizar, além da Confederação Brasileira de Futebol, entidades como a que você faz parte, o Comitê Organizador Local (COL)".

 Parlamentar respondeu ao dirigente do COL em carta aberta divulgada nas redes sociais Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Por fim, Romário alega ainda esperar os 32 mil ingressos prometidos a pessoas com deficiência, projeto defendido pelo deputado na Frente Parlamentar em Defesa da Pessoa com Deficiência.


Carta aberta ao Ronaldo: 

Ronaldo, meu camarada

Se tem alguém se aproveitando dessa situação de indignação popular, certamente, não sou eu. Desde 2011, quando assumi meu mandato, tenho me informado sobre tudo que acontece no Brasil na área de esporte para contribuir com minha experiência. O primeiro impacto negativo que tive foi a Lei Geral da Copa, que dava poderes excessivos à FIFA. Trabalhei junto com outros deputados para tornar aquele texto mais favorável ao Brasil. Em um dos artigos, por exemplo, sugeri que a FIFA deixasse no Brasil 10% do seu lucro, de R$ 4 bilhões, para investimento no futebol de base e outros esportes praticados por pessoas com deficiência. Entre outros projetos que você, certamente, pode conferir posteriormente.

Como você também deve saber, estou tentando instalar um CPI da CBF na Câmara, para que possamos por fim aos desmandos daquela instituição e resgatar a verdadeira função do futebol, que é fortalecer este esporte tão amado por mim, por você e por milhões de brasileiros.

Uma coisa que você não deve saber, é que uma das funções de deputado é fiscalizar, além da CBF, entidades como a que você faz parte, o Comitê Organizador Local (COL). E ninguém pode dizer que não tenho feito isso. São incontáveis os relatórios divulgados por mim sobre o excesso de gastos. Visitei TODAS as cidades-sedes para fiscalizar obras de mobilidade, aeroportos, estádios e acessibilidade. Minha função não permiti ações mais efetivas, fica a cargo do Executivo dar a canetada final.

Para finalizar, parceiro, não é só governo que contribui com o bem da população de seu país, empresários e cidadãos bem intencionados também compartilham desta inestimável generosidade.

Aliás, nós da Frente Parlamentar em Defesa da Pessoa com Deficiência ainda esperamos os 32 mil ingressos para a Copa do Mundo prometidos publicamente por você, em nome do COL, para as pessoas com deficiência de baixa renda.

Com apreço,

Romário

Árbitro admite à Fifa que errou ao validar o segundo gol da Itália

O árbitro da partida de sábado entre Itália e Brasil, Rashvan Irmatov, admitiu o erro de marcação no segundo gol dos italianos. O juiz validou o tento de Chiellini contra a Seleção Brasileira quando havia marcado um pênalti segundos antes de Luiz Gustavo em Balotelli. De acordo com o porta-voz da Fifa, Pekka Odriozola, Irmatov confirmou no relatório feito à Comissão de Árbitros o equívoco e também ao chefe dos árbitros, Massimo Busacca.
"Ele reconheceu que cometeu um erro ao marcar o segundo gol da Itália. Quando ele apita, ele não pode dar a vantagem, está na regra do jogo. Foi um erro técnico. Todos os seres humanos são passíveis de erros. Ele já admitiu", falou o porta-voz da entidade.
Para Irmatov, a rapidez do lance é que ocasionou o erro. "Ele falou que o lance foi muito rápido. Que quando estava apitando o pênalti, viu com o canto do olho o gol sendo marcado. Que pensou rápido e validou erroneamente", esclareceu a entidade.
Segundo a Fifa, Brasil x México bateu recorde de telespectadores assistindo um jogo da Copa das Confederações: mais de 40 milhões de pessoas no mundo todo pararam para ver a partida que aconteceu no último dia 19.
"A partida Brasil x México bateu recorde de audiência nos principais países do mundo, como EUA, Japão, Inglaterra, entre outros. Foram mais de 40 milhões de pessoas assistindo. Mais do que a Fórmula 1, que tem em torno de 30,2 milhões de telespectadores", falou Odriozola.
A Fifa ainda afirmou que o presidente da entidade, Joseph Blatter, estará no Brasil para as semifinais e final da competição, mas não soube confirmar a data que o presidente retornará da Turquia, onde acompanha o início do Mundial Sub-20. Segundo a própria Fifa, é normal que o presidente faça viagens para apresentar outros torneios que ocorrem simultaneamente.
"O presidente retornará para assistir às semifinais e à final da Copa, mas no momento não sabemos a data que ele retornará. Apenas confirmamos que estará de volta, não temos mais detalhes sobre o plano de viagem. Nós já havíamos comunicado que ele iria para a abertura e retornaria na última semana. É normal ele estar no início e no fim de um torneio", disse Odriozola.
A Fifa pediu novamente que os torcedores não deixem para a última hora a retirada dos ingressos, pois ainda há 14 mil a serem retirados para a final da Copa das Confederações, em 30 de junho, no Maracanã.
 
Fonte: Correio do Estado

PEC 37 ganha as ruas, mas poucos sabem o que é

O protesto deste sábado em São Paulo deu de graça aos procuradores da República e promotores a vitória na primeira batalha da guerra em torno da PEC 37, a proposta de emenda constitucional que reforça o poder da polícia como titular exclusivo de investigações penais. “O Congresso tem de rejeitar. Só depois poderemos negociar o que fazer”, disse o promotor Felipe Locke, presidente da Associação Paulista do Ministério Público.  Durante as quatro horas em que marcharam da Paulista até o centro da cidade, dezenas de milhares de manifestantes entoaram palavras de ordem, exibiram centenas de cartazes e faixas contra a PEC, mas pouca gente sabia exatamente de que se tratava. “É contra a corrupção e contra a impunidade”, cravou o estudante José Paulo Esteves, que se enrolou quando perguntado sobre como funciona atualmente o aparato de investigações criminais no país. “Não sei os detalhes”, admitiu
A maioria dos entrevistados que participaram da manifestação que terminou com “um abraço” prédio do Ministério Público Estadual, no centro da cidade, não tem intimidade com conceitos de Direito e bateu na mesma tecla, sem saber o que diz a Constituição sobre o papel das instituições e nem como cada uma delas atua atualmente. “Só sei que é contra a corrupção e que devemos apoiar”, acrescentou o professor de história Valdemar Luzardo, que carregava um cartaz em que se lia “Contra a PEC da imunidade”. “O que a população está percebendo é que a PEC favorece a corrupção e a impunidade. É isso que interessa nesse momento”, disse Locke, que fez um longo mergulho no tempo para tentar explicar sua tese.
“Se a PEC for aprovada, voltaremos à Era Vargas e teremos um chefe da polícia mandando no país. Com as investigações nas mãos da polícia, o delegado vai investigar o que quiser ou o governo quiser. Como ele pode ser removido, fará investigações com ausência de transparência e excesso de impunidade”, acredita o promotor. De autoria do delegado de polícia Lourival Mendes, do PT do B do Maranhão, a PEC 37 é um tema árido para o grosso da população, mas hoje dificilmente seria aprovada no Congresso por causa das manifestações que tomam conta do país. A proposta é, na verdade, uma redundância jurídica porque afirma aquilo que já está na Constituição: polícia investiga, promotor e procurador denunciam e o juiz julga. O problema é que desde 2007, amparado numa resolução do Conselho Nacional do Ministério Público, a investigação criminal deixou de ser monopólio da polícia. A maioria dos juristas e criminalistas é contra por se tratar de uma norma que não poderia estar acima da Constituição ou das leis. Em São Paulo, o Ministério Público, ajudado pela Polícia Militar, passou a investigar as organizações criminosas, enquanto em nível nacional, os procuradores passaram também a se dedicar ao combate a corrupção, uma atribuição até então exclusiva da Polícia Federal.
Procuradores e promotores aproveitaram os protestos contra a corrupção para levar o tema para as ruas. “Eu gostaria que a PEC 37 fosse votada hoje”, diz o promotor Felipe Locke, com a certeza de que seria rejeitada pela força das manifestações. “Não aceito maniqueísmo”, diz, para afirmar que quem está contra a emenda está do “lado do bem”. O promotor Artur Magliori vai na mesma linha: “quando investigamos é para o bem da população. No Brasil a corrupção é endêmica. Ou o Ministério Público investiga ou país perde para a corrupção”.
Locke diz que é inaceitável a concentração de poder numa só instituição e que o MP deve ainda controlar a atividade policial. O controle é uma das atribuições legais de procuradores e promotores, que nem sempre o órgão executa. “Eles não deixam”, reclama o promotor ao ser questionado sobre o pífio papel do MP na fiscalização da polícia. Locke afirma que a tese de que o MP deve ficar fora das investigações é amparada pelo jurista Ives Gandra Martins que, segundo lembra, apoiou o golpe militar de 1964 no Brasil e, mais recentemente, em Honduras.
“O combate a corrupção não pode ficar só nas mãos da polícia”, disse o chefe interino da procuradoria da República em São Paulo, Aureo Lopes, que comemorou o ingresso do tema nos protestos que tem balançado o país. A oportunista inclusão da PEC 37 nas manifestações de rua silenciou os policiais que lutavam pela aprovação. Como tema é de difícil compreensão popular por mexer filigranas jurídicas, os delegados se recolheram, mas não têm com o que se preocupar: o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), retirou o assunto da agenda e, se nada mudar, pelo menos com base no que diz a Constituição, continuam com a prerrogativa exclusiva de investigar. Nos protestos deste sábado a condenação da PEC rimou com os palavrões contra a corrupção e contra governo e Congresso.

Fonte: Correio do Estado

Embaixador do Equador na Rússia vai a aeroporto para falar com ex-CIA

O embaixador do Equador na Rússia, Patricio Alberto Chavez Zavala, foi neste domingo (23) ao aeroporto de Cheremetievo, em Moscou na Rússia, para tentar conversar com o ex-agente da CIA Edward Snowden, que chegou ao país após sair de Hong Kong, segundo a agência Reuters.
O embaixador não informou aos jornalistas no local sobre os assuntos que seriam tratados entre os dois. Ele também se encontrará com Sarah Harrison, representante do grupo WikiLeaks, que ajudou Snowden a viajar. O Equador é apontado como um dos possíveis destinos finais de Snowden.
A ida a Moscou ocorreu um dia após os Estados Unidos solicitarem formalmente sua extradição. Ele foi acusado de vazar informações da inteligência americana sobre programas de vigilância do governo. O governo de Hong Kong informou que Snowden deixou o território de maneira voluntária.
Uma fonte da companhia aérea Aeroflot, que operou o voo até Moscou, confirmou à imprensa russa que o nome de Snowden estava na lista de passageiros do voo e nesta segunda (24), ele irá partir no voo SU150 para Havana. No mesmo dia, ele seguirá em um voo local para Caracas, na Venezuela, segundo a fonte.

Outras fontes apontaram, além do Equador, a Islândia como possíveis destinos finais do técnico.
Em sua conta no Twitter, o WikiLeaks, portal fundado pelo australiano Julian Assange informou que "ajudou no asilo político" do ex-técnico da CIA, "facilitando documentos de viagem e uma saída segura de Hong Kong rumo a um país democrático". Assessores legais do portal acompanharam Snowden na viagem.
Em seu comunicado, a organização de Assange, que se refugiou na Embaixada do Equador em Londres, cita o ex-juiz Baltasar Garzón, que declarou que estar interessado "em preservar os direitos de Snowden", assim como protegê-lo como "pessoa".
"O que tem acontecido com Snowden e Assange é uma agressão contra o povo", ressaltou.
"Snowden deixou voluntariamente Hong Kong hoje em direção a um terceiro país de forma legal", indicou em um comunicado o porta-voz do governo, sem confirmar seu destino.
A agência de notícias estatal RIA citou uma fonte não identificada dizendo que autoridades russas não tinham "nenhuma reclamação" contra Snowden e que não houve ordens para detê-lo.
A agência de notícias Interfax informou que aparentemente Snowden não teria um visto que os cidadãos americanos precisam para entrar na Rússia, e que ele não poderia sair da área de trânsito do aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou.

Hong Kong
O governo de Hong Kong, que confirmou a saída, declarou não ter "bases legais" para evitar a partida do ex-consultor de 30 anos, justificando que o governo dos Estados Unidos, que o acusa de espionagem, roubo e uso indevido de propriedade do governo, não entregou até a sexta informações suficientes para justificar a sua detenção e eventual extradição.
"Snowden deixou voluntariamente Hong Kong hoje em direção a um terceiro país de forma legal", indicou em um comunicado o porta-voz do governo, sem confirmar seu destino.
O comunicado acrescenta que os Estados Unidos foi informado desta partida.

Edward Snowden, ex-funcionário da CIA que denunciou monitoramento de informações (Foto: Reprodução Globo News)Edward Snowden, ex-funcionário da CIA que denunciou monitoramento de informações (Foto: Reprodução Globo News)

Aécio Neves publica nota criticando pronunciamento de Dilma Rousseff

O presidente nacional do PSDB e possível candidato à Presidência da República em 2014, senador Aécio Neves (PSDB), divulgou hoje nota criticando o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff, ontem à noite, em cadeia de TV.
Segundo Aécio, a presidente perdeu uma oportunidade única de se conectar com a população ao não reconhecer erros e, através de Dilma, “a velha política falou ao novo Brasil. “(Dilma) escolheu fazer um discurso que reproduz o tradicional jeitinho de fazer política no Brasil: empurrando os problemas para debaixo do tapete, fingindo que não tem nada a ver com o que está acontecendo, que é tudo responsabilidade dos outros, que só não fez melhor porque não foi permitido”, escreveu Aécio.
Aécio afirmou que, ao contrário do que a presidente disse, os investimentos em saúde no Brasil diminuíram nos últimos dez anos. Ele criticou ainda as desonerações que o governo fez no setor de transportes que, segundo o senador, foram “para atender lógicas e interesses específicos”.
Na opinião do senador, ao invés de dizer ao país que o governo não investiu na Copa seria “mais honesto mostrar as razões que levaram o governo a lutar pela oportunidade de realizá-la”.
Para Aécio, ao dizer que as obras dos estádios não foram feitas pelo governo e sim com financiamento público - com o dinheiro sendo devolvido mais tarde - Dilma acerta porque explica como funcionam programas do governo. “Registra-se, assim, uma nova e mais justa leitura sobre programas como o Luz Para Todos e o PAC”, disse o senador, acusando o governo de apresentar estes programas como sendo realizados com recursos federais.

Fonte: Correio da Bahia

Netinho tem melhora no quadro clínico

O cantor Netinho foi transferido para a Unidade Semi-Intensiva do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Segundo boletim médico divulgado na quinta-feira (20), o cantor "apresentou melhora progressiva, tanto clínica, quanto laboratorial" nas duas últimas semanas.

Netinho sai da UTI
Foto: Famosos Artistas


Segundo a assessoria de imprensa de Netinho, o cantor passará pela fase de reabilitação para voltar às suas atividades normais. Ele está internado desde o dia 24 de abril e não há previsão de alta.
 
 
Fonte: Ribeirão Preto Online

'Universidade Monstros arrecada US$ 30 milhões em estreia nos EUA


O longa de animação da Disney/Pixar, "Universidade Monstros", arrecadou US$ 30,5 milhões em sua estreia na última sexta-feira (21) nos Estados Unidos. A projeção para o fim de semana é de US$ 70 milhões. As informações são do site The Hollywood Reporter.
Mike e Sulley, os dois protagonistas de "Monstros S.A." (2001), voltam às telas na época em que estavam na faculdade.
"É preciso ter um argumento adequado para uma história cujo final já se conhece. O grande desafio foi lidar com os detalhes na hora de contar a origem da amizade de Mike e Sulley. O público sabe que o protagonista acabará conseguindo realizar seus objetivos, mas agora descobrirá o quanto significava para ele e o quanto desejava que se tornassem realidade", contou Don Scanlon, diretor do filme à agência EFE na última sexta-feira (21) .
"Monstros S.A." ganhou o Oscar de melhor canção original - e foi indicado a outras três categorias -, além de ter arrecadado US$ 5,26 bilhões em bilheteria.
O filme estreou no Brasil nesta sexta-feira.

Fonte: Paraíba

Lua Cheia 'gigante' em noite de São João

A enorme lua cheia desta noite estará visível nos céus portugueses a partir das 21h06 e pode ser vista até às 6h14 de segunda-feira.
É uma oportunidade rara de ver a super lua já que o fenómeno só volta a repetir-se daqui a 18 anos.
Rui Agostinho, director do Observatório Astronómico de Lisboa, explicou na estação de rádio TSF o que vamos ver mais logo: "Esta lua ocorre muito próximo, com 21 minutos de diferença apenas, em relação ao momento em que a lua também está no perigeu, o momento mais próximo da terra. Por estar mais próxima, faz com que a lua seja vista mais próxima, isto é maior em tamanho".
Para quem festeja o São João no Porto há mais um motivo de interesse na noite

Fonte: Visão Sapo