sábado, 13 de julho de 2013

Ronaldo Fenômeno pode comprar franquia da 'Playboy'

Da Redação

A revista masculina 'Playboy' tem feito tanto sucesso que atraiu os olhares do ex-jogador Ronaldo Fenômeno. Isso mesmo! Segundo a coluna Retratos da Vida, do jornal 'Extra', o empresário tem pensado em comprar a franquia da publicação para que ela não seja extinta.

Ele faria isso através de sua empresa, a 9INE, investindo dinheiro na revista masculina. Para quem não sabe, a empresa de Ronaldo é responsável por cuidar da imagem de grandes estrelas, como Neymar, Anderson Silva, Naldo, entre outros.

Matéria original: iBahia

Morango e chocolate: ex-mulher de Naldo ameaça estragar a festa de casamento do funkeiro


Funkeiro Naldo, autor do hit 'Amor de Chocolate'
Funkeiro Naldo, autor do hit 'Amor de Chocolate' (AgNews)

A menos de três meses de seu casamento com Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, o funkeiro Naldo tem uma dor de cabeça daquelas, dignas de ressaca de uma festa de arromba. O que atormenta a vida do cantor pop sensação do momento é um processo que começou a correr esta semana na 1ª Vara de Família do Rio, movido pela ex-mulher, a produtora musical Elizete Pereira, mais conhecida como Branca Silva – da fase Amor de Chocolate da carreira de Naldo.
Na última segunda-feira começou oficialmente o processo de divórcio de Naldo e Branca. Os dois viveram juntos de outubro de 2004 até junho de 2010, quando a relação mudou do vinho para a água – ou do uísque para a água de coco. O fim do ‘amor de chocolate’ coincide com o início do romance com Moranguinho, semanas depois da gravação em que ela empresta seus dotes para o clipe da música Chantilly.
As baixarias envolvendo o cantor, Moranguinho e Branca ganhou o noticiário. E envolveu até Pablo Jorge, filho do cantor. O jovem de 16 anos e a ex-mulher desceram a borduna em Naldo, acusando-o de ingratidão e traição.
Naldo está oferecendo pensão alimentícia de 4.000 reais para Pablo, e propõe assumir a mensalidade escolar e o plano de saúde do filho. O funkeiro de origem humilde alega que o valor é suficiente para o filho tocar a vida. Preocupado com a exposição, Naldo já deixou claro para Branca que quer resolver a situação da maneira mais discreta possível, sem que o fato afete ainda mais sua imagem, desgastada com as declarações da ex-mulher.
Branca está indócil. E Naldo não faz por menos. Entre suas alegações para sair de casa, está a de que a vida com a ex era “insuportável” e que a convivência tornou-se impossível. A irritação só cresceu com a revelação dos detalhes da festa cinematográfica que se desenha para setembro. Naldo e Moranguinho revelaram, em rede nacional, durante o Fantástico, caprichos como os convites de 28.000 reais cada, com código de barra e aroma especial, drinks inspirados em músicas, bolo de oito andares e lista com centenas de celebridades – a mais cintilante delas Ronaldo Fenômeno, que apadrinha a carreira do cantor. Gosto não se discute. Já o dinheiro...

Fonte: Veja

Rússia diz que Snowden não apresentou pedido de asilo político

Edward Snowden ainda não apresentou qualquer pedido formal para a obtenção de asilo político na Rússia.
Pelo menos é o que garante o ministro dos Negócios Estrangeiros, um dia depois de o norte-americano ter manifestado a intenção de permanecer, temporariamente, no país até que estejam reunidas as condições para viajar para a América Latina.
“Não estamos em contacto com Snowden e as questões ontem abordadas com ativistas dos Direitos Humanos foram amplamente divulgadas pela comunicação social. Tomei conhecimento das informações tal como todas as outras pessoas. Para obter asilo político na Rússia é necessário seguir determinados procedimentos e a primeira etapa passa pela apresentação de um pedido formal ao Serviço Federal de Imigração” afirma Serguei Lavrov.
Um procedimento que pode arrastar-se durante semanas.
O norte-americano que não era visto desde finais de junho reuniu-se, este sábado, com advogados e representantes de organizações de defesa dos direitos humanos no aeroporto onde se encontra retido, em Moscovo.
No final do encontro, à porta fechada, Snowden denunciou a perseguição de que está a ser alvo por parte dos Estados Unidos e a pressão que Washington está a exercer sobre os outros países.
A Rússia admite dar luz verde ao pedido de Snowden, à semelhança do que já aconteceu, desde que o ex informático, procurado por espionagem, não divulgue informações que lesem os interesses norte-americanos.

Fonte: EuroNews

Paris Jackson deixa hospital, mas dará início a novo tratamento no valor de R$ 22 milhões


Publicidades Surgiu-22

Paris Jackson deixou a clínica UCLA Medical Center, nos Estados Unidos, na qual ficou internada por um mês e quatro dias por tentativa de suicídio. A filha de Michael Jackson recebeu alta na última terça-feira (9), mas seguiu para outro centro de tratamento, cujo nome não foi divulgado.

O novo local de recuperação foi escolhido pela avó de Paris, Katherine, e por sua mãe, Debbie Rowe. “As duas querem que ela receba a ajuda de que precisa. Elas sentem que Paris ainda é uma ameaça para ela mesma”, contou uma fonte à revista 'People'.

Apesar da família procurar discrição, o jornal “Daily Mail” informou que Paris foi enviada para a Diamond Ranch Academy, uma clínica de recuperação de jovens que fica em Utah e oferece um tratamento no valor de US$ 10 milhões (cerca de R$ 22,6 milhões).

Rumores davam conta que a clínica teria se negado a receber Paris em um primeiro momento. Ao que tudo indica, entretanto, tudo não passou de especulação.

Nessa nova etapa do tratamento, Katherine e Debbie estão fazendo de tudo para que a jovem fique distante de redes sociais e da internet, justamente para não ter contato com 'fãs obsessivos e perigosos' que podem lhe influenciar em uma eventual recaída.

'Minha filha pediu para eu agradecer pelos seus pensamentos, orações e apoio. Ela é forte como o pai', escreveu a mãe de Paris por meio do Twitter da filha.

Fonte: Surgiu Entretenimento

“A presidente Dilma bateu na cara dos médicos do Brasil”

Presidente do CRM-MT, Dalva Neves: repúdio ao ato da presidente Dilma


O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT) publicou nota oficial de repúdio aos vetos dados pela presidente Dilma Rousseff (PT), na quinta-feira (11), ao sancionar a Lei do Ato Médico, que disciplina o exercício da Medicina no país e já tramitava há mais de 10 anos no Congresso Nacional.

A aprovação da lei foi publicada no Diário Oficial da União. A nova legislação entra em vigor dentro de 60 dias.

Da forma como foi aprovada, a lei determina que são atividades exclusivas dos médicos a indicação e execução de intervenções cirúrgicas, sedação profunda e procedimento invasivos, como biópsias e endoscopias.

No entanto, um dos nove vetos dados pela presidente no 4ª artigo da lei, que define as atividades que são exclusivas aos médicos, permite que profissionais de outras áreas da Saúde possam formular diagnósticos e tratamentos aos pacientes.


"(...) a presidente bateu na cara de todos os médicos do Brasil, e nós nos sentimos indignados"
Esse era um dos pontos mais polêmicos da lei – considerado a essência da regulamentação – e há anos fomentava discussões e protestos de outras áreas da Saúde.

Ao MidiaNews, a presidente do CRM-MT, Dalva Neves, afirmou que o ato da presidente foi “um tapa na cara” dos médicos do país.

“Hoje [ontem], a presidente bateu na cara de todos os médicos do Brasil e nós nos sentimos indignados. Além de não respeitar o Parlamento, ela não respeita a classe médica desse país, porque o que ela fez foi dizer que diagnóstico e tratamento não são ato médico. Então, você pode mandar qualquer um para o interior, por exemplo. Porque o ato médico não é mais do médico”, disse.

A presidente argumentou, em mensagem enviada ao Congresso Nacional, que o veto ao inciso que restringia o diagnóstico e tratamento como atividades exclusivas de médicos se deu porque, caso aprovada, comprometeria a continuidade de programas do Sistema Único de Saúde (SUS), que contam com atuação integrada de diversos profissionais da saúde.

"É o caso dos programas de prevenção e controle à malária, tuberculose, hanseníase e doenças sexualmente transmissíveis, dentre outros. Assim, a sanção do texto poderia comprometer as políticas públicas da área de Saúde, além de introduzir elevado risco de judicialização da matéria", diz trecho da mensagem.

A presidente do CRM-MT rebate:

"Eu quero saber se os outros profissionais, não médicos, quando estiverem com qualquer problema de saúde, se eles vão procurar um médico ou algum profissional da área deles"
“Da forma como foi aprovado, ela deixa amplo para qualquer um diagnosticar e tratar. Eu quero saber se os outros profissionais, não médicos, quando estiverem com qualquer problema de saúde, se eles vão procurar um médico ou algum profissional da área deles. Inclusive a presidente, quando está ruim, procura um médico. Ela devia, então, procurar outro profissional para diagnosticar e tratar dela. É essa a nossa indignação”, afirmou.

Em resposta ao ato da presidente Dilma e como forma de pressionar o Congresso Nacional a derrubar os vetos da lei, a classe médica irá realizar uma manifestação generalizada pelo país, na próxima semana.

“Na terça-feira [16], vamos fazer uma manifestação nacional. Vamos lutar, esclarecer aos pacientes e fazer campanha contra a presidente que não respeita a classe médica. E cada um de nós vai anotar o nome de cada deputado e senador que não derrubar esse veto presidencial, porque nós vamos dar o troco nas urnas, nas próximas eleições”, disse Dalva Neves.

A lei


Pela lei, ainda são privativos dos médicos as perícia e auditoria médicas, ensino de disciplinas especificamente médicas e coordenação dos cursos de graduação em Medicina, dos programas de residência médica e dos cursos de pós-graduação específicos para médicos.

No entanto, a direção administrativa de serviços de saúde, como hospitais e centros clínicos, pode ser exercida por outro profissional.

Além disso, se torna atividade exclusiva dos profissionais da Medicina a indicação de realização e a execução de procedimentos invasivos, sejam diagnósticos, terapêuticos ou estéticos, incluindo os acessos vasculares profundos, as biópsias e as endoscopias.

A aplicação de injeções e a indicação do uso de próteses, porém, poderão ser realizadas por outros profissionais da saúde – não necessariamente médicos – segundo os artigos que foram vetados pela Presidência.

Confira AQUI como ficou o texto da Lei do Ato Médico após a sanção da presidente Dilma.

Clique AQUI para ler a mensagem de justificação dos vetos enviada pela presidente.

Fonte: MidiaNews

Susana Vieira é a capa da revista "Joyce Pascowitch' de julho de 2013

Susana Vieira não aparenta ter seus 70 anos. Toda noite, na novela "Amor à Vida", ela causa inveja em mulheres mais novas, interpretando a dermatologista Pilar. Mas engana-se quem pensa que a atriz se alimenta a base de dietas. Em entrevista à edição de julho da revista "Joyce Pascowitch", ela afirmou que come pão com muita manteiga e, por isso, é inteligente.
"Alface não dá neurônio. Não sou coelho, nem nenhum animal herbívoro, para ficar comendo folha", comentou. "Na televisão, sou mais gorda, mais velha e mais feia. Pessoalmente, me acho mais magra, bonita e rica", completou. Na entrevista, ela fez questão de lembrar que já posou pelada sete vezes. "Agora, não me chamam mais", lamentou.
Para a revista, Susana fez um ensaio registrado pelo fotógrafo André Schiliró e mostrou ter disposição. "Enquanto faço mulheres que ainda dão beijo na boca, estou bem na fita", afirmou. Mãe de Rodrigo e avó de Rafael e Bruno, Susana disse que anda mais caseira, não é mais aquela frequentadora assídua de boates, como nos anos 80, quando costumava sair para dançar com amigos, como Cazuza.
Hoje gosta de ficar em casa ao lado do atual namorado, Sandro Pedroso, 41 anos mais novo que ela, e dos filhos. Sobre Rodrigo, o filho que virou DJ, ela disse à revista que ele a fez famosa na Rússia. "Meu filho mora em Miami, mas toca no mundo todo. Outro dia ele foi para a Rússia e eu disse para levar uma revista que me tivesse na capa. Foi um acontecimento. Sou uma atriz famosíssima lá", garantiu.

 Susana Vieira é a capa da revista "Joyce Pascowitch' de julho de 2013

Em entrevista recente à revista "QUEM", Susana disse que a idade não atrapalha quando o assunto é sexo. "Desde mocinha, acho uma delícia transar. E transava sem constrangimento de dizer que aquela pessoa não era meu namorado. Tenho vivacidade sexual fora do normal", revelou.
No programa "Altas Horas', de Serginho Groisman, ela desabafou sobre o preconceito das pessoas a respeito de seu namoro com Sandro Pedroso. "Eu me incomodo muito mais por ele do que por mim. Mas me sinto desrespeitada, sim, toda vez que eu leio ou fico sabendo de alguma coisa". Já Sandro Pedroso disse não se incomodar. "Vivo a minha vida com ela e o que importa é que a gente está feliz".

Fonte: Puredepeople

Rovio deve lançar novo Angry Birds Star Wars no dia 15 de julho

Nesta semana a Rovio, em sua divisão de apenas distribuição de novo jogos, lançou o Tiny Thief. Junto deste lançamento, a empresa finlandesa publicou uma imagem em seu site, que faz menção à primeira trilogia (em ordem cronológica, não de lançamento) do Star Wars, em um jogo que será lançado no dia 15 de julho.

Um novo Angry Birds Star Wars?
Um novo Angry Birds Star Wars?

A empresa não revelou claramente o nome do novo jogo, mas a imagem de Anakin Skywalker e a sombra de Darth Vader, no planeta Tatooine, explica muito sobre o novo título. A única informação concreta, em letras, é que o lançamento deste novo game, ou ao menos de um trailer, está marcado para o dia 15 de julho - que é a próxima segunda feira.
Um detalhe que chama atenção é que o planeta da imagem, junto da roupa que o personagem principal está usando, faz referência clara à corrida de Pods, que acontece no primeiro episódio da trilogia que antecede os acontecimentos da trilogia lançada entre os anos 70 e 80. Alguns boatos já circularam no mundo Angry Birds, com a possível novidade de um jogo de corridas. Será que é este?
De qualquer forma, fique ligado por aqui, que na segunda-feira nós falaremos o que a Rovio está planejando com a criação de George Lucas.

Tudo Celular

Estatuto da Criança e do Adolescente completa 23 anos, mas jovem sofre para ter educação e saúde adequados

O ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), que completa 23 anos neste sábado (23), ainda não é cumprido em sua totalidade. Direitos como saúde, alimentação, educação e lazer não são garantidos a todas as crianças e adolescentes brasileiros, diz o coordenador-geral do Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes da Secretaria de Direitos Humanos, Joseleno Vieira dos Santos.
— O ECA espelhava as lutas sociais da década de 1980, mas muitos direitos postos ali ainda estão sendo constituídos. O estatuto garante o direito à educação e à saúde, mas, por mais que as crianças sejam inseridas nas escolas, faltam qualidade e condições para a permanência delas na instituição de ensino. Na saúde, também falta qualidade na prestação dos serviços. Temos ainda crianças moradoras de rua, que não têm acesso às políticas públicas.
O ECA nasceu em 1990, cinco anos depois do processo de abertura que veio com o fim da ditadura militar e devolveu o controle do país aos civis, e dois anos após a última Constituição promulgada no Brasil. A própria Carta Magna garante direitos às crianças e adolescentes, e o ECA surgiu aprofundando tais garantias.

Leia mais notícias de Brasil e Política

Joseleno Santos acredita que a lei “pegou” e tem atendido grande parte das demandas atuais. Com atualizações no ECA e no Código Penal, a legislação prevê punições a crimes que têm crescido nos últimos anos.
— Do ponto de vista geral, a lei é referência. Nos últimos anos, tanto o ECA quanto o Código Penal têm tido atualizações importantes no que diz respeito a crimes sexuais vinculados à internet, ao uso de crianças e adolescentes em pornografia infantil e à pedofilia.
Apesar disso, Joseleno reconhecee que, em muitos casos, os responsáveis por esse tipo de crime ficam impunes.
— A punição não depende apenas da lei, mas do sistema de Justiça e da segurança pública.
Ele é contra a redução da maioridade penal.
— O sistema penal não está preparado para receber nem os adultos, quanto mais crianças e adolescentes.
Ele lembra que 85% dos crimes cometidos por menores são delitos leves. Pela legislação atual, até os 18 anos, jovens que cometem tais delitos cumprem medidas socioeducativas — a maior punição tem duração de três anos.
Joseleno Santos defende, no entanto, uma diferenciação bem definida quanto à idade e ao tipo de crime. Hoje a sentença depende do juiz o delito, não havendo critérios específicos. Além disso, faltam melhores condições para o cumprimento das penas.
— Com raríssimas exceções, os jovens cumprem a pena em locais adequados para que saiam e possam se reinserir no mundo. Eles acabam reincidindo no crime.
Para o coordenador-geral Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, o ECA é necessário para proteger crianças e adolescentes, em uma fase da vida em que é preciso ter condições de desenvolvimento pleno, social, psicológico e, especialmente, da sexualidade.
— Uma ideia que o ECA massificou é que não é necessário o apoio apenas da família, mas da sociedade como, um todo. Temos [Secretaria de Direitos Humanos] buscado conscientizar, por exemplo, as empresas, os grandes empreendimentos, que têm se deslocado para regiões carentes, para que se atentem às necessidades das crianças e adolescentes, a fim de evitar a violência sexual e o consumo de álcool e drogas, que podem vir junto com esses empreendimentos. 

Fonte: R7

Já são 28 mortos e 22 desaparecidos em descarrilamento de trem no Canadá

Já chega a 28 o número de mortos em descarrilamento de um trem carregado de petróleo, no último sábado (6), em Lac-Mégantic, no Canadá. As informações foram repassadas pela polícia local à imprensa internacional neste sábado (13). Anteriormente, o número divulgado era de quatro mortos. Ainda há 22 desaparecidos, o que preocupa as autoridades canadenses.
Trabalhadores da área de transporte auxiliam na busca de dados que desvendem as causas do acidente. As condições no ambiente são perigosas, já que há grande quantidade de fumaça de benzeno, um componente tóxico.
Investigadores já levantaram o grau da faixa, o peso do trem e a quantidade de freios acionados antes da colisão. As explosões, causadas pelo acidente, destruíram casas, empresas e um bar, completamente lotado.
O descarrilamento é o pior desastre ferroviário do Canadá, dos últimos anos. O último caso marcante ocorreu em Quebec, quando um trem caiu no rio e matou 99 pessoas, em 1864.
Com Agência Estado.

Fiat Bravo Wolverine chega às lojas por R$ 57.640

Auto Esporte - Aproveitando o lançamento mundial do filme "Wolverine - Imortal" neste mês, nos cinemas, a Fiat lança a série especial Bravo Wolverine. O carro tem preço sugerido de R$ 57.640 e é uma parceria com a Fox Film.
Feita a partir da versão Essence 1.8 (que custa R$ 54.750), de entrada, a série se diferencial visualmente por alguma personalização: faixas laterais com a logomarca do filme, que imita arranhões, spoiler traseiro, faróis com máscara negra e rodas de liga leve de 17 polegadas exclusivas.
No interior, os bancos dianteiros também têm o logotipo, carpete com o bordado Wolverine e chaveiro exclusivo.
 
Fiat Bravo Wolverine (Foto: Divulgação) 
Bancos também têm as garras do personagem
(Foto: Divulgação)

A edição especial conta com sistema de conectividade Blue & Me, que atende a comandos de voz, sistema de áudio com MP3, CD player e entrada USB, sensor de estacionamento traseiro, sensor de chuva, acendimento automáticos faróis e retrovisor interno que escurece automaticamente.
A suspensão, reforçada, é mesma disponível nas versões Sporting 1.8 e T-Jet 1.4. O motor 1.8 16 válvulas desenvolve 132 cavalos, com álcool.

Fiat Bravo Wolverine (Foto: Divulgação)Fiat Bravo Wolverine (Foto: Divulgação)

Thammy Miranda conquista o seu primeiro prêmio e se emociona


(Foto: AgNews) Thammy Miranda, 30, recebeu uma homenagem nesta sexta-feira (12). Ela foi premiada na categoria "Atriz Revelação", durante o Troféu Marketing & Empreendedores 2013, realizado em um hotel de São Paulo.
Leia mais:Aos 30 anos, Thammy Miranda deva ganhar biografiaOs namoros vai e vem dos famosos

De acordo com o site da revista "Quem Acontece", a atriz se emocionou ao conquistar o prêmio por sua atuação como a policial , na novela "Salve Jorge", da Globo.
Na cerimônia, Thammy exibiu o seu novo corte de cabelo. E, no Instagram, ela aproveitou para fazer os seus agradecimentos especiais. "Agradeço primeiro a Deus e a Glória Perez pela oportunidade de mostrar do que eu sou capaz! 1 prêmio como Atriz Revelação. Muito obrigado a todos.Valeu timeeeeee!".
Thammy está solteira desde o fim do seu namoro com Nilcéia de Oliveira. A atriz sempre é vista com a sua ex, Linda Barbosa, mas já afirmou que elas são só amigas.

Fonte: Yahoo

Largada de Pamplona faz 23 feridos

Em Pamplona, a largada de touros correu mal: 23 pessoas ficaram feridas, uma com gravidade. Tudo aconteceu quando as centenas de pessoas que corriam à frente dos touros ficaram encurraladas mesmo à entrada da praça de San Fermin, local onde a corrida devia terminar. As pessoas que se juntaram à saída do túnel que dá acesso a praça acabaram por bloquear a passagem.

Jornal: ator Guilherme Leme luta contra câncer de garganta

De acordo com informações da coluna Retratos da Vida, do jornal extra, Guilherme Leme está internado no A. C. Camargo Câncer Center, em São Paulo, para tratamento contra um câncer de garganta. O ator está se submetendo a sessões de radioterapia. 

Devido à doença, Leme, que estava em cartaz com o espetáculo Rock in Rio - O Musical, também na capital paulista, precisou ser substituído às pressas por Claudio Lins, filho da atriz Lucinha Lins. 

No entanto, segundo a assessoria do espetáculo, o ator receberá alta na próxima semana e permanece na peça. O hospital não divulgará boletim médico com o estado de saúdo do paciente.

 Guilherme Leme em foto de 2011 Foto: TV Globo / Divulgação

Guilherme Leme atuou em diversas novelas da TV Globo, como Bebê a Bordo (1988), Vamp (1991), Perigosas Peruas (1992) e sua última participação na televisão foi em Insensato Coração (2011). Ela também esteve no elenco de Floribella (2006, na Band) e Chamas da Vida (2008, na Record). 

Fonte: Terra

O que o aparelho de dentes faz em uma pessoa

braces_time_lapse-6181

Jorge Lorenzo operado com sucesso em Barcelona

O piloto espanhol Jorge Lorenzo foi hoje operado com sucesso à clavícula esquerda, em Barcelona, na sequência da queda sofrida na sexta-feira, durante os treinos livres do Grande Prémio da Alemanha de MotoGP, em Sachsenring.

Trata-se da segunda operação em duas semanas para o piloto da Yamaha, campeão do Mundo em título, que fraturou a clavícula esquerda no Grande Prémio da Holanda, a 28 de junho.
"Devido ao choque recebido na queda, a fratura deslocou-se ligeiramente e foi preciso intervir de novo, para preencher o espaço e reduzir a fratura por osteossíntese, com a ajuda de uma nova placa de titânio", explicou o médico Joaquin Rodriguez, cirurgião encarregado da operação, citado num comunicado da Yamaha.

Fonte: Diário Digital

Obama e Putin conversaram sobre caso Snowden, diz Casa Branca

O presidente dos EUA, Barack Obama, manifestou nesta sexta-feira (12) diretamente ao presidente russo, Vladimir Putin, as preocupações dos Estados Unidos com o tratamento dado por Moscou ao ex-funcionário de inteligência Edward Snowden, mas não havia nenhum sinal de avanço na demanda de Washington por sua extradição.
Obama e Putin mantiveram uma conversa por telefone que o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, disse que seria principalmente sobre Snowden, que é procurado pelos Estados Unidos por divulgar programas secretos de vigilância.
Um comunicado da Casa Branca sobre o telefonema não ofereceu nenhuma indicação de que Putin estava preparado para enviar Snowden de volta para os Estados Unidos.
"Os dois líderes destacaram a importância das relações bilaterais russo-americanas e discutiram uma série de questões bilaterais e de segurança, incluindo o estado do senhor Edward Snowden e cooperação na luta contra o terrorismo no período que antecede a Olimpíada de Inverno de Sochi", segundo o comunicado. Os Jogos Olímpicos de Sochi serão em 2014.
O contato de alto nível aconteceu em meio à intensa disputa diplomática sobre Snowden, que está na área de trânsito de um aeroporto de Moscou desde que chegou de Hong Kong em 23 de junho. Ele busca asilo na Rússia ou em um dos três países latino-americanos que se ofereceram para recebê-lo: Venezuela, Nicarágua e Bolívia.
Snowden, de 30 anos, é um fugitivo da promotoria dos Estados Unidos acusado de se apropriar de registros secretos do país sobre a vigilância do tráfego de internet e telefone e liberá-los à imprensa.
Até agora, Putin recusou todas as súplicas dos Estados Unidos para extraditar Snowden.
A porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Jen Psaki, disse que a relação russo-americana poderia ficar comprometida se Moscou aceitar um pedido de asilo de Snowden.
"No entanto, não estamos nesse ponto ainda. Eles ainda têm a oportunidade de fazer a coisa certa e devolver o senhor Snowden para os Estados Unidos, e é essa a nossa esperança", disse ela a jornalistas.
A Casa Branca e o Departamento de Estado reclamaram que o governo russo havia permitido que Snowden se reunisse com grupos de direitos humanos no aeroporto de Moscou.
"Proporcionar uma plataforma de propaganda para o senhor Snowden contraria declarações anteriores do governo russo de neutralidade da Rússia", disse Carney.
Ele disse que isso "também era incompatível com as garantias russas de que eles não querem que o senhor Snowden cause mais danos aos interesses norte-americanos."
Em Moscou, o porta-voz de Putin repetiu as condições anteriores de que Snowden deve parar de prejudicar os interesses dos Estados Unidos se quiser que a Rússia lhe conceda asilo.

Fonte: G1

Chairman do Google é flagrado usando próximo smartphone da Motorola

O chairman do Google, Eric Schmidt, foi flagrado na quinta-feira usando o que parece ser o primeiro smartphone da Motorola fabricado com a chancela do Google, o Moto X. Schmidt foi fotgrafado usando o aparelho durante a conferência Allen & Company, em Sun Valley, que reúne anualmente executivos de mídia e tecnologia.

 


No começo de julho, a Motorola publicou o primeiro anúncio do Moto X, o primeiro lançado pela empresa como uma "companhia Google". Dois anos após ser comprada pela gigante da internet por US$ 12,5 bilhões, o anúncio da Motorola destacou que o smartphone será fabricado nos EUA e poderá ser customizado, "primeiro smartphone que você mesmo pode projetar".

O Google autorizou a Motorola Mobility a gastar US$ 500 milhões para promover o aparelho, segundo uma reportagem do Wall Street Journal.  

Fonte: Terra

Mercosul convoca seus embaixadores nos países europeus

A 45ª Cúpula do Mercosul terminou hoje (12) com a adesão de um novo membro, a Bolívia, e três duras declarações: todas elas políticas e relacionadas ao escândalo de espionagem, desencadeado pelas revelações Edward Snowden, ex-funcionário de uma empresa que prestava serviço para a Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA).
O Brasil, a Argentina, o Uruguai, a Venezuela e Bolívia convocaram para consulta seus embaixadores nos quatro países europeus que proibiram o avião do presidente boliviano Evo Morales de sobrevoar seus territórios, no último dia 2 de julho. Havia a suspeita infundada de que Snowden estava a bordo do avião presidencial.
O americano, que está há quase três semanas no setor de trânsito do Aeroporto Internacional de Moscou, é procurado pela Justiça norte-americana, desde que revelou à imprensa que o governo dos EUA monitora telefonemas e e-mails de cidadãos comuns, empresas e funcionários públicos de vários países – inclusive do próprio Estados Unidos. Quando Evo Morales visitou a Rússia, surgiram rumores de que ele estava transportando Snowden para a Bolívia. Portugal, a Espanha, Itália e França proibiram o avião do presidente de sobrevoar seus territórios, que teve que fazer um pouso não programado na Áustria, onde permaneceu durante13 horas.
“Mesmo que ele [Snowden] estivesse dentro do avião, não se podia fazer isso. Violar tratados internacionais jamais foi feito antes em tempos de paz”, disse a presidenta Dilma Rousseff, em entrevista à imprensa, após o encontro com os presidentes do Mercosul. Convocar embaixadores “para consultas”, na linguagem diplomática, é uma forma de manifestar um profundo mal-estar. Os presidentes do Mercosul também pediram explicações dos embaixadores europeus em seus países, além de exigir desculpas públicas.
As revelações de Snowden foram motivo de outra declaração dura, que não só condena os atos de espionagem como pede à Organização das Nações Unidas que adote normas para impedir que um país viole a soberania de outro e a privacidade de seus cidadãos. “É necessário que haja uma discussão sobre segurança”, disse Dilma, na entrevista. “Eu sou amplamente favorável e defendo com unhas e dentes as redes sociais como conquistas para a liberdade de expressão e a democratização de todas as posições. O Estado não pode usar isso para ser o grande irmão que fiscaliza tudo, que vê tudo e que inibe as pessoas”, disse.
Segundo Dilma, o argumento de que é necessário monitorar vidas alheias para combater o crime e o terrorismo é “inaceitável” e incompatível com as garantias democráticas. Os presidentes do Mercosul também defenderam o direito de um país conceder asilo. Essa posição foi uma resposta às pressões exercidas pelos Estados Unidos a países que ofereceram abrigo político a Snowden – entre eles, a Bolívia, Venezuela e Nicarágua.
A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, lembrou que o asilo político salvou muitos perseguidos das ditaduras militares latino-americanas. “Quando falamos nessas resoluções, sabemos do que estamos falando porque vivemos histórias trágicas e sangrentas”, disse Cristina, em seu discurso.
Unidos na sua ação internacional, os países do Mercosul ainda não conseguiram solucionar um problema interno: a reincorporação do Paraguai, um dos quatro membros fundadores, junto com o Brasil, a Argentina e o Uruguai. O país foi suspenso há um ano, depois da destituição do então presidente Fernando Lugo. O impeachment-relâmpago foi criticado pelos governos da região, que suspenderam o Paraguai do Mercosul até a posse do presidente eleito, Horacio Cartes, no próximo dia 15 de agosto.
“Todos nós nos comprometemos a comparecer à posse de Cartes”, disse Dilma. O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro – que a partir de ontem (11) assumiu a presidência pro tempore do Mercosul – declarou em seu discurso que quer resolver qualquer mal-entendido com os paraguaios. Mas ele foi considerado “pessoa não grata” pelo Congresso paraguaio, que o acusa de ter interferido nos assuntos internos do país, durante o processo de impeachment de Lugo.
Cartes, apesar de dizer que o Paraguai tem interesse de voltar ao Mercosul, não aceita que a Venezuela ocupe a presidência pro tempore do bloco. A opinião pública paraguaia e o Partido Colorado, ao qual Cartes pertence, consideram que foram punidos sem razão, uma vez que a Constituição paraguaia prevê o impeachment de um presidente.

Fonte: Jornal do Brasil

Uso de avião da FAB por autoridades sobe 39% em 2 anos

Avião R99, da Força Aérea Brasileira (FAB)
Avião R99, da Força Aérea Brasileira (FAB): nos últimos dias, pelos menos diversas denúncias de irregularidades no uso de vôos da FAB foram divulgadas pela imprensa.

Brasília - Somente no primeiro semestre deste ano autoridades federais fizeram 1.664 solicitações de uso de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB), um aumento de quase 39% em relação aos pedidos feitos no primeiro semestre do governo Dilma Rousseff, em 2011. Em média, nove autoridades decolaram por dia em jatinhos oficiais de janeiro a junho. Os políticos fazem solicitações individuais, mas pode haver compartilhamento de voo. Os aviões levaram em seis meses chefes de 42 órgãos públicos federais e seu staff, além de possíveis caronas.
A relação das viagens do primeiro semestre, fornecida pela FAB ao Estado, revela o uso cada vez mais frequente da frota oficial por autoridades no governo Dilma Rousseff. De janeiro a junho de 2013, a média diária de solicitações foi maior que no mesmo período em 2011 (6,6) e em 2012 (8). Em 2011, foram 1.201 solicitações no período. No ano passado, 1.471.
Não raro, as autoridades decolam para cumprir agendas oficiais casadas a compromissos partidários ou privados.
Esses dados terão de ser enviados em 30 dias ao Senado, que aprovou pedido de explicações sobre o uso da esquadrilha da FAB a partir de 2010. Mas a Aeronáutica adianta que a relação de caronas em cada viagem não será revelada. A justificativa é que a lista de passageiros é descartada depois da chegada do avião ao destino.
Sem os nomes dos acompanhantes, a fiscalização de eventuais abusos no embarque de pessoas não autorizadas, para fins privados, ficará prejudicada. Por norma de segurança, as identidades dos ocupantes de um jato têm de ser registradas antes da partida. Assim, se houver acidente, é possível identificar vítimas. No caso da FAB, os dados ficam de posse de um oficial, mas só temporariamente. "Após os pousos, não é feito o arquivamento", explicou ontem, em nota, a Aeronáutica.
O pedido de informações sobre voos da FAB foi feito pelo senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) ao ministro da Defesa, Celso Amorim, responsável pela FAB, e aprovado pela Mesa Diretora do Senado após três autoridades federais devolverem recursos por uso supostamente indevido dos aviões.
O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pagou R$ 9,7 mil depois de o jornal Folha de S. Paulo revelar que deu carona a parentes em viagem de Natal ao Rio de Janeiro, na qual assistiram à final da Copa das Confederações e fizeram passeios. Primo do deputado, o ministro da Previdência, Garibaldi Alves (PMDB-RN), também voou à capital fluminense para ver o jogo e restituiu R$ 2.545 aos cofres públicos. Já o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que foi de Maceió a Trancoso (BA) para a festa de casamento do senador Eduardo Braga (PMDB-AM), desembolsou R$ 32 mil, depois de revelada a viagem.
Os três são alvos de investigações preliminares do Ministério Público Federal, que apura se houve improbidade administrativa e se o cálculo das devoluções foi correto.
Aloysio Nunes diz que, se houver omissão da Defesa sobre os voos, vai insistir nos questionamentos via Lei de Acesso à Informação e acionar o Tribunal de Contas da União, que fiscaliza o uso de recursos públicos no Executivo federal. "Acho estranho uma força absolutamente profissional e tão bem organizada quanto a FAB não guardar registro sobre a ocupação das aeronaves que estão sob sua responsabilidade", critica o tucano. "Como é uma operação que envolve dinheiro público, deve haver o registro dela. Não é uma coisa que se escreve num papel de padaria e joga fora."

Campeão. No primeiro semestre deste ano, ninguém voou tanto quanto o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que decolou 110 vezes, na maioria dos casos a partir ou para São Paulo, onde tem residência permanente. Padilha é cotado para disputar o governo do Estado pelo PT. Ele explica, por meio de sua assessoria, que a agenda para pactuar políticas do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o País exige o uso de aeronaves.
No ranking dos que mais voam pela FAB, figuram os titulares do Desenvolvimento, Fernando Pimentel (101), da Justiça, José Eduardo Cardozo (91), e do Esporte, Aldo Rebelo (81). Os ministros alegam cumprir as regras do decreto presidencial 4.244, que regulamenta o transporte pela FAB, e atribuem os voos recorrentes à extensa lista de atribuições em todo o País.

Presidente eleito do Paraguai rejeita volta ao Mercosul




Cúpula do Mercosul em Montevidéu decidiu o retorno do Paraguai ao bloco. Foto: Miguel Rojo/AFP
Cúpula do Mercosul em Montevidéu decidiu o retorno do Paraguai ao bloco. Foto: Miguel Rojo/AFP
 
O presidente eleito do Paraguai, Horacio Cartes, rejeitou nesta sexta-feira reintegrar seu país ao Mercosul, após manifestar que a entrada da Venezuela no bloco e a entrega da presidência rotativa ao presidente Nicolás Maduro não se ajustam aos tratados internacionais firmados pelos sócios fundadores.
"As características jurídicas da entrada da Venezuela como membro pleno do Mercosul, em julho de 2012, não respeitaram as normas legais", afirmou Cartes em um comunicado divulgado após a cúpula do Mercosul em Montevidéu, onde ficou decidido o retorno do Paraguai ao bloco, com a anulação da medida imposta a Assunção após o impeachment relâmpago do presidente Fernando Lugo.

Segundo Cartes, "o mero transcurso do tempo ou decisões políticas posteriores não restabelecem, por si só, o império do direito. O direito internacional e nacional deve ser reconhecido, respeitado e cumprido tal como foi estabelecido".

Ao ser suspenso do Mercosul, o Congresso do Paraguai ainda não havia aprovado a entrada da Venezuela no bloco, e resistia à medida por razões políticas.

O presidente eleito, que assumirá no dia 15 de agosto, ressaltou que "um fato fundamental da política internacional é a vigência do direito internacional. A política não é força e nem arbítrio, e também não legitima qualquer fato ou procedimento que ignore o direito".