sexta-feira, 26 de julho de 2013

Brasileiro está entre as vítimas de acidente na Espanha

Um jovem de 25 anos, com dupla nacionalidade - brasileira e espanhola - é uma das vítimas fatais do acidente que deixou 78 mortos na cidade espanhola de Santiago de Compostela na última quarta-feira. Um dos maquinistas do trem foi preso.
O nome do brasileiro consta em uma lista de vítimas fatais divulgada pela imprensa da Galícia. Segundo o Itamaraty, a família pediu para que sua identidade e informações pessoais não fossem divulgadas.

Mensagens e homenagens  a vítimas de acidente são deixadas em catedral espanhola (foto: Getty)
Maquinista acusado de direção negligente é preso pela polícia espanhola

A pasta afirmou ainda ter oferecido assitência consular para os familiares da vítima, mas eles teriam recusado a ajuda.
O trem, que viajava da capital espanhola Madri para a cidade costeira de Ferrol, descarrilou próximo a Santiago de Compostela.
Mais de 200 passageiros estavam a bordo, de acordo com a operadora de trens do país, Renfe. Muitos ficaram presos nas ferragens. Cerca de 30 feridos ainda estão hospitalizados.
Todos os 13 vagões teriam saído dos trilhos e quatro deles teriam tombado.
Os trens estavam especialmente cheios no dia do acidente por ser véspera de feriado, segundo o correspondente da BBC em Madri.
De acordo com o jornal espanhol El País, o antepenúltimo vagão do trem foi totalmente destruído. Passageiros que sobreviveram ao acidente relataram ao jornal que sentiram o trem tombar na curva e, em seguida, se viram "rodeados de mortos".
Analistas dizem que este seria o pior acidente de trem na Espanha em 40 anos.

Maquinista

Os primeiros relatórios sobre o caso sugerem que a possível causa do acidente pode ter sido o excesso de velocidade.
Uma investigação oficial está apenas no início mas, de acordo com o jornal espanhol El País, um dos dois condutores a bordo disse que entrou na curva a uma velocidade de 190 km/h, onde o limite de velocidade é 80 km/h.
Um dos maquinistas, Francisco Garzon, foi preso por conduzir o trem de forma negligente. Ele ainda está hospitalizado e se recusou a responder as perguntas da polícia.
De acordo com a agência de notícias AFP, o chefe da companhia ferroviária espanhola Renfe disse a uma emissora de rádio que o trem tinha sido aprovado em uma inspeção naquela manhã e que a vistoria não apontou problemas técnicos na composição.
Por isso, a investigação deve se concentrar nos sistemas de segurança da via que previnem que o limite de velocidade seja excedido.

Fonte: Público.PT

Assessor de Snowden critica EUA por insistir em extradição

Moscou - O advogado russo, Anatoli Kucherena, assessor legal do ex-técnico da CIA, Edward Snowden, acusou nesta quinta-feira os EUA de desprezarem os direitos humanos por conta da insistência na entrega o fugitivo reclamado pela Justiça americana.
"Tal postura dos políticos e diplomatas dos EUA demonstra que eles não se importam com os direitos e as liberdades fundamentais do seu humano", disse Kucherena à agência "Interfax".
O advogado russo considera que a exigência dos EUA de que a Rússia entregue o jovem americano acusado de espionagem "não corresponde com as normas internacionais".
"Praticamente, eles pedem que a Rússia discrimine um cidadão americano que solicitou asilo temporário ao país e cometa uma clara violação dos direitos humanos", apontou.
Na sua opinião, a atitude de Washington "é absolutamente inadmissível em relação a uma pessoa que pediu asilo temporário", o que "não concorda com os princípios básicos de liberdade e democracia que o Governo dos EUA sempre disse defender".
"Eles chegaram ao ponto de exigir que a Rússia coloque Edward em um avião para enviá-lo a Washington, por assim dizer, como um objeto qualquer", apontou.
Kucherena destacou que, "neste caso, a parte russa atua exclusivamente no marco das normas internacionais".
O advogado se reuniu mais uma vez com Snowden na zona de passagem do aeroporto moscovita de Sheremetievo, onde o fugitivo se encontra confinado desde 23 de junho.
"Para ele interessava sobretudo saber em que estado de tramitação se encontra sua solicitação de asilo temporário. Certamente que ele ficou decepcionado, mas disse que está disposto a ter paciência e esperar por uma reposta positiva", comentou.
Ontem, quando completou uma semana desde que Snowden solicitou formalmente asilo na Rússia, foi informado que o jovem já tinha recolhido seus pertences e que cruzaria a fronteira e seria um homem livre.
No entanto, Snowden não recebeu o recibo de solicitação de asilo por parte do Serviço Federal de Migração (SFM) da Rússia, um certificado imprescindível para abandonar a zona de passagem do aeroporto da capital russa.
Kucherena explicou que a solicitação de asilo de Snowden emperrou com a burocracia russa, embora tenha se mostrado convencido de que a "situação se resolverá em breve".
O secretário de Estado americano, John Kerry, pediu ontem por telefone a seu colega russo, Sergei Lavrov, que faça "o correto" no caso de Snowden, ao mesmo tempo em que assegurou que se o ex-técnico voltar aos EUA, "terá um jugalmento justo".
Por sua vez, a porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, advertiu que "qualquer atuação que permita que Snowden abandone o aeroporto seria profundamente decepcionante".

Fonte: Exame

Estudo descobre falha genética que pode causar alergias

Alergias são conhecidas como o resultado de uma complexa interação entre a genética e o meio ambiente, mas até agora nenhum gene específico havia sido responsabilizado por esta condição. Porém, um novo estudo americano apontou, pela primeira vez, para um falha genética que pode ser a origem de diversas alergias. Apesar de ainda estar em estágio inicial, a pesquisa pode, no futuro, abrir caminho para a descoberta de um tratamento mais eficiente para doenças alérgicas.
Publicado nesta quarta-feira no periódico Science Translational Medicine, o estudo mostra que uma mutação genética responsável por fazer com que sinais anormais sejam emitidos por uma proteína chamada Fator de Crescimento Transformante Beta (TGF-beta) pode alterar a forma como o sistema imunológico responde a determinados alimentos e fatores ambientais, que provocam alergia. O mau funcionamento da TGF-beta  também está relacionado à Síndrome de Loeys-Dietz (LDS) e à Síndrome de Marfan, doenças genéticas que se caracterizam pelo afrouxamento dos vasos sanguíneos.
“Nós temos evidências de que o mesmo defeito na TGF-beta, que é responsável pelas síndromes de Loeys-Dietz  e Marfan, também está por trás de uma cascata de eventos que culmina no desenvolvimento de doenças como asma, alergia a alimentos e eczemas (inflamações da pele )", afirma Pamela Frischmeyer-Guerrerio, principal autora do estudo e imunologista do Departamento de Pediatria da Universidade Johns Hopkins. O interesse dos cientistas pela TGF-beta começou anos atrás, quando se descobriu que pacientes com LDS tinham mais alergias do que a média da população.

Pesquisa
Participaram do estudo 58 crianças e adolescentes com LDS, de 7 a 20 anos, sendo que a maioria delas apresentava um histórico de doença alérgica. Como a TGF-beta é responsável também pela maturação das células do sistema imunológico, os pacientes com LDS apresentam um número maior dessas células no organismo. Porém, em vez de reduzir a inflamação, os pesquisadores descobriram que essas células estavam emitindo moléculas sinalizadoras que provocavam as reações alérgicas. A mesma situação foi observada em pacientes alérgicos que não tinham LDS, o que indica que a proteína TGF-beta pode ser responsável pelas alergias mesmo em pessoas que não apresentam doenças genéticas.
O estudo mostrou, ainda, que pacientes tratados com um medicamento para pressão arterial, conhecido como losartan, apresentaram uma redução nessa proteína, o que sugere que o fármaco pode ser um caminho para o tratamento de alergias. Segundo os pesquisadores, o próximo passo é estudar se o losartan é capaz de reverter sintomas alérgicos em animais.

Fonte: Correeioo do Estaadoo!!

Condutor de trem acidentado na Espanha é detido

SANTIAGO DE COMPOSTELA, Espanha / Galicia — O condutor do trem que descarrilou perto de Santiago de Compostela (noroeste da Espanha) foi detido por imprudência no acidente, que deixou 78 mortos, informaram fontes policiais nesta sexta-feira.
José Francisco Garzón Amo, de 52, "está detido desde ontem às 20h (15h de Brasília)", disse o chefe da polícia da Galícia, o delegado Jaime Iglesias, em uma coletiva de imprensa.
"Os direitos dele foram lidos, e ele é acusado de um crime vinculado ao acidente", acrescentou este policial, informando que é por "imprudência".
O motorista está internado no hospital de Santiago com ferimentos leves e, segundo uma porta-voz policial, negou-se a prestar depoimento. De acordo com a assessora, ele "ficará à disposição da Justiça o mais rápido possível".
Captado em algumas fotografias depois do acidente, o maquinista parecia atônito e tinha o rosto bastante ensanguentado.
A investigação parece se concentrar no condutor e se orienta cada vez mais para um erro no sistema de freios automáticos combinado com o excesso de velocidade.
O acidente ocorreu às 20h42 (15h42 de Brasília) de quarta-feira, quando o trem, que havia saído de Madri, entrou em alta velocidade em uma curva fechada, conhecida como A Grandeira, a quatro quilômetros da estação de Santiago de Compostela.
O trem que descarrilou "freou muito tarde", disse nesta sexta o jornal El País. O comboio circulava em uma via de alta velocidade em um trecho onde a velocidade é limitada a 80 km/h.
"Os sistemas de alerta da via férrea saltaram ao detectar que Francisco José Garzón Amo, o condutor do Alvia procedente de Madri, circulava a 190 km/h quando não deveria superar os 80", escreveu o El País.
"O alerta, segundo reconheceu o próprio maquinista, foi ativado no quadro de comando e ele tentou frear, sem conseguir evitar a tragédia", acrescentou o jornal, que na véspera revelou conversas por rádio entre o condutor e a estação.
"Vou a 190! Espero que não haja mortos, porque cairão sobre minha consciência", disse o maquinista, segundo estas gravações.
Vários vagões descarrilaram, amontoando-se uns sobre os outros. Um deles foi pelos ares, caindo em um barranco a vários metros dos trilhos.
O maquinista tinha 30 anos de experiência profissional na companhia ferroviária Renfe e era condutor desde 2003.
Vários meios de comunicação publicaram reproduções da tela da suposta página do Facebook do condutor, feitas antes de sua desativação, na manhã de quinta-feira. Em uma dessas reproduções, há uma foto de Garzón, de março de 2012, onde se vê um velocímetro que marca 200 km/h e comentários referentes a essa velocidade.

O condutor é retirado do local com ferimentos, após o acidente (AFP, Monica Ferreiros)

A Renfe considera que ainda é cedo para fazer suposições sobre a causa da pior tragédia ferroviária da Espanha desde 1944, mas o secretário de Estado dos Transportes, Rafael Catalá, disse na quinta-feira que os primeiros elementos da investigação apontam para excesso de velocidade.
A caixa-preta do trem, que pode ajudar a esclarecer o ocorrido, está "sob custódia" policial, disse o delegado Iglesias.
Prosseguiam os trabalhos de identificação das vítimas fatais, cujo balanço caiu nesta sexta de 80 para 78. O número de mortos ainda pode aumentar, porém, já que 81 feridos seguem hospitalizados, 31 deles em estado crítico.
Entre os mortos, a maioria de origem espanhola, foram identificados os corpos de sete estrangeiros, oriundos de Brasil, Venezuela, Argélia, EUA, México, República Dominicana e Itália. Na véspera, fontes do governo do México anunciaram a morte da jovem mexicana Yolanda Delfín Ortega, filha de um alto funcionário de Veracruz.
Para os familiares das vítimas, que receberam ajuda psicológica e logística, a noite foi longa. Segundo a prefeitura, mais de 100 familiares estão espalhados pela cidade, acomodados em hotéis e em residências particulares, universitárias e religiosas.
"As famílias estão exaustas, com dor e angústia", declarou o prefeito Angel Currás.
Os técnicos seguiam trabalhando na via onde ocorreu o acidente, enquanto outra já foi reaberta, com muitas precauções.
"A circulação pela via 2 de alta velocidade foi restabelecida às 7h50 (2h50 em Brasília)", informou uma porta-voz de Adif, gestor da rede ferroviária espanhola.
Nesta sexta, muitos espanhóis voltaram a se concentrar em silêncio na conhecida Plaza del Obradoiro compostelana, em sinal deluto.
o príncipe Felipe, herdeiro da Coroa espanhola, e sua mulher Letizia visitaram nesta sexta a capital galega, que já havia sido visitada na quinta pelo rei Juan Carlos e a rainha Sofía.
Ainda abalada com a tragédia, a cidade se prepara para prestar uma homenagem às vítimas com a realização na próxima segunda-feira de um funeral na catedral. Desde ontem, moradores e turistas depositam flores e velas no local.

Fonte: AFP

Apesar da recepção calorosa, papa enfrenta desafios na América Latina


RIO DE JANEIRO, 26 Jul (Reuters) - O papa Francisco teve uma recepção de astro no Brasil na primeira viagem de volta ao continente natal desde que assumiu o pontificado, mas a grande pergunta é se a visita poderá interromper a sangria da Igreja Católica na América Latina.
O primeiro papa latino-americano está claramente apreciando o entusiasmo popular, num momento em que a Igreja tenta reter fiéis numa região que já foi seu reduto inquestionável.
Nesta sexta-feira, ele assumiu as funções de um simples padre e escutou confissões de jovens que participam da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro. Depois, mostrou novamente seu toque pessoal ao almoçar com jovens e se reunir com menores infratores.
Até 1 milhão de pessoas foram à praia de Copacabana na quinta-feira para vê-lo, e um número ainda maior é esperado nos eventos de sexta à noite, sábado e domingo, também na orla.
Mas a grande presença do público não esconde o fato de que muitos católicos, e não só na América Latina, estão abandonando a Igreja por causa do avanço do secularismo e de outras religiões, e por repulsa aos escândalos sexuais e financeiros que corroeram a reputação do Vaticano nos últimos anos.
Francisco, primeiro papa não-europeu em 1.300 anos, tornou-se imediatamente popular depois da sua eleição, em março, devido a seu carisma, da sua humildade e do seu dom de comunicador. Mas isso será suficiente para reverter a situação da Igreja?
"O volume de influência que qualquer papa tem sobre as tendências históricas de longo prazo é limitado", disse John Allen, jornalista da influente publicação norte-americana National Catholic Reporter e autor de vários livros sobre o Vaticano.
"Embora estejamos falando do papa, provavelmente não devemos esperar milagres."
No Brasil, ainda o maior país católico do mundo, o número de seguidores da religião vem diminuindo rapidamente nas últimas décadas, à medida que denominações protestantes foram arregimentando mais fiéis com seu proselitismo agressivo em favelas e periferias.
Papa Francisco saúda a multidão ao passar de papamóvel pela orla de Copacabana, no Rio de Janeiro. 26/07/2013 REUTERS/Ueslei Marcelino




Embora 120 milhões de brasileiros se identifiquem como católicos, o percentual deles na população total caiu de 75 por cento para 57 por cento em duas décadas, segundo o instituto de pesquisas Datafolha. De acordo com o Censo, o percentual de católicos em 1910 era de 90 por cento.
APELO POR SOLIDARIEDADE
Francisco parece ter feito tudo certo desde que pousou no Brasil para a JMJ, um evento bienal de uma semana que reúne jovens católicos do mundo todo.
Ele pregou a volta à humildade e à solidariedade com os pobres, e visitou uma favela -- algo que fazia regularmente quando era arcebispo de Buenos Aires. Também criticou a corrupção e estimulou os jovens a se manifestarem contra as injustiças, uma mensagem que encontra forte ressonância num país onde recentemente mais de 1 milhão de pessoas saíram às ruas num único dias para protestar contra a corrupção e a ineficiência dos serviços públicos.
"Muitos católicos vão despertar com esta visita", disse Fernando Altemeyer, teólogo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. "O papa falou para a gente ser mais solidário, mais irmão, lutar contra a corrupção. Esse papa trouxe novo oxigênio."
É claro que contribui para isso o fato de Francisco, como argentino, ser considerado praticamente um local.
"Ele cativou o povo daqui", disse o padre Tom Rosica, diretor da emissora de TV canadense Salt and Light. "Não é uma figura distante, estrangeira, que está vindo, mas é um de nós."
Analistas dizem que as autoridades eclesiásticas esperam que a visita do papa dê um impulso à Igreja na América Latina, mas não está claro quanto isso pode durar.
"Ele obviamente reverteu as impressões sobre a Igreja", disse Allen.
"A Igreja Católica enfrenta sérios desafios em muitas partes do mundo, e nenhuma pessoa individualmente pode fornecer as respostas a todos eles. No entanto, está claro que a Igreja está mais bem posicionada atualmente para lidar com esses problemas do que estava há cinco meses", disse ele, referindo-se à época em que o antecessor de Francisco, Bento 16, renunciou.
 


Fonte: Reuters

Exames de Thiaguinho diagnosticam cantor com tuberculose pelural

Nesta quinta-feira (25) a assessoria de imprensa do cantor Thiaguinho, hospitalizado recentemente, divulgou em nota os resultados dos exames pelos quais o artista passou durante o período de internação no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo.
De acordo com os laudos médicos, o cantor foi diagnosticado com tuberculose pleural.
O laudo ainda informa que o tipo de tuberculose contraída por Thiaguinho não é transmissível, e que o artista passa bem e já está sob tratamento específico para tratamento da doença.

Exames de Thiaguinho diagnosticam cantor com tuberculose pelural


Em sua página na rede social Instagram, Thiaguinho agradeceu a preocupação e o apoio dos fãs, detalhando também o processo de seu tratamento: "Obrigado por tantas orações, meu povo brasileiro! Graças a Deus, tenho 100% de chance de cura, e como constatei no início, não transmiti, não transmito e não transmitirei pra ninguém a doença. Agora é focar no tratamento e já já voltar a fazer o que amo! Vou fazer de tudo pra ficar bem, por mim e por vocês, ta? Amo todos. Força, Raça e Fé.".
Thiaguinho deve permanecer sob licença médica até pelo menos, 4 de agosto.

Fonte: Ache Belem

EUA acusa hackers de cometer o maior crime cibernético do país

Um grupo de cinco homens, quatro russos e um ucraniano são acusados de terem cometido o maior crime cibernético da história dos Estados Unidos; totalizando um rombo as empresas afetadas na casa dos US$ 300 milhões.
Sexta-Feira, 26 de julho de 2013; conforme informações da agência de notícias Reuters, cinco homens foram acusados pela justiça norte-americana por fraudes em cartões de crédito e invasão a esses sistemas; de acordo com a reportagem, o rombo aos cofres destas empresas afetadas é de US$ 300 milhões.
Com tudo isso, a promotoria americana está considerando este caso como o maior crime cibernético da história dos Estados Unidos, onde até mesmo a bolsa eletrônica Nasdaq foi vítima do grupo de hackers, que é formado por quatro russos e um ucraniano com idades entre 26 e 32 anos. Além da bolsa eletrônica Nasdaq, outras 15 empresas foram vítimas do mesmo grupo.
Os ataques aconteceram entre agosto de 2005 a julho de 2012 e afetaram empresas como a 7-Eleven, JCPenney, JetBlue, Dow Jones e outras. Além desta empresas citadas, um dos integrantes do grupo foi acusado separadamente por invasão e manipulação aos servidores de operações da bolsa Nasdaq, durante dois anos (2008 a 2010).
Ainda de acordo com autoridades norte-americanas, informaram que cada envolvido no caso tinham suas funções definidas, ou seja, cada um tinha uma especialidade dentro do grupo; três dos quatro russos envolvidos na acusação eram especialistas em invadirem redes de computadores e explorarem os seus dados, já o ucraniano acobertava a ação dos russos com um serviço de hospedagem on-line anônimo e o quinto envolvido, o russo Dmitriy Smilianets, de 29 anos, era o responsável por vender os dados roubados e por distribuir os lucros com os demais integrantes do grupo.
Em informações repassadas a Reuters, o procurador de New Jersey, Paul J. Fishman, disse que: “Este tipo de ação criminal é a vanguarda; aqueles que possuem a experiência e a inclinação para acessarem nossas redes de computadores ameaçam nosso bem-estar econômico, nossa segurança nacional e nossa privacidade”, afirmou. 

Fonte: Oficina da Net

Piloto é preso ao passar nu em detector de metal

Atrasado para um voo entre Salvador e Miami, programado para às 9h48 - depois adiado para as 10h18 -, e irritado com os alertas sonoros do detector de metais do posto de segurança do aeroporto, um piloto da companhia American Airlines tirou toda a roupa para conseguir passar pelo aparelho sem ser barrado. Acabou detido pela Polícia Federal.
A ação foi considerada pelos agentes como desacato e o piloto norte-americano, que não teve a identidade revelada, foi levado ao posto da PF para prestar esclarecimentos e assinar um termo circunstanciado de ocorrência. Só foi liberado à tarde. O voo, que levaria 113 passageiros, foi cancelado.
Em nota, a companhia aérea informou que não comentaria o caso, mas garantiu que os passageiros seriam reacomodados em outros voos e pediu desculpas "por qualquer inconveniente" que o episódio possa ter causado. Além disso, a empresa comunicou que vai investigar o incidente
 
Fonte: Correio do Estado

EUA prometem que Snowden não será torturado nem condenado à morte

Os Estados Unidos prometem não condenar à morte nem torturar Edward Snowden, o ex-consultor informático da Agência Nacional de Informação que revelou o programa de escutas electrónicas global norte-americano, se a Rússia o enviar de volta para os Estados Unidos.

Snowden revelou o programa Prism, da Agência Nacional de Segurança dos EUA
 
A garantia é expressa numa carta enviada pelo attorney general (equivalente a ministro da Justiça), Eric Holder, enviada ao seu homólogo russo Alexander Vladimirovich Konovalov, com data de 23 de Julho mas só divulgada esta sexta-feira. Todas as garantias do sistema de justiça norte-americano estariam ao dispor de Snowden, incluindo a presença de um advogado enquanto estivesse a ser interrogado.
Snowden pediu asilo temporário à Rússia e, por agora, continua no aeroporto internacional de Moscovo, depois de ter revelado aos jornais The Guardian e The Washington Post a existência do programa PRISM, através dos quais os EUA monitorizam os telefonemas e mensagens dos cidadãos norte-americanos e de outros países, feitos através das redes telefónicas e da Internet.
A Rússia tem-se recusado a entregar Snowden aos Estados Unidos – país com o qual Moscovo não tem nenhum acordo de extradição. “Acreditamos que estas garantias eliminam os motivos para o sr. Snowden dizer que deve ser tratado como um refugiado ou para pedir asilo, seja ele temporário ou não”, escreveu Holder.

Fonte: Público

"Fiquem pensando que lá é Brasil" 

"Imprudência" está por trás do acidente de trem na Espanha?

A polícia espanhola estava investigando nesta sexta-feira se o maquinista de um trem que descarrilou em Santiago de Compostela, matando 78 pessoas, conduzia a uma velocidade imprudente quando fez uma curva fechada.
O pior acidente de trem em décadas na Espanha, na noite de quarta-feira, imediatamente levantou questões sobre por que um maquinista experiente estava dirigindo tão rápido em direção a uma curva acentuada. Além dos mortos, 95 pessoas estão hospitalizadas.
O maquinista, Francisco Garzon, de 52 anos, está preso em um hospital na cidade no noroeste da Espanha e deve dar seu depoimento à polícia ainda nesta sexta-feira.
Garzon estava sendo investigado por comportamento criminoso ao causar o acidente e por "negligência", disse o chefe da polícia regional, Jaime Iglesias.
Uma porta-voz da Suprema Corte na região da Galícia disse que Garzon ainda não tinha sido formalmente acusado e que provas, incluindo a "caixa preta" do trem, estavam sendo reunidas.
"Estamos reunindo elementos para serem usados como prova, vídeos, áudios e todo o trabalho técnico que está sendo feito no trem", disse.
Renfe, a empresa de trem estatal espanhola, disse que Garzon era veterano na empresa, onde trabalhava havia 30 anos, e que dirigia trens há uma década. Ele era altamente qualificado e vinha dirigindo a linha onde o acidente ocorreu há um ano.
Na manhã da tragédia, ele tinha dirigido um trem na mesma linha, que liga La Coruña a Madri, e um porta-voz da Renfe disse que ele conhecia cada curva e deformação da rota.

CURVA ACENTUADA
Foi amplamente divulgado que ele fez uma curva acentuada a duas vezes o limite de velocidade de 80 km/h.
O maquinista não estava disponível para dar declarações e a Reuters não conseguiu localizar sua família ou determinar se ele tinha um advogado.
Outro maquinista daquela linha disse à rádio Cadena que a culpa não deveria recair sobre seu colega.
"Não há alerta de segurança para a velocidade, é puro fator humano, você precisa diminuir manualmente e não se tem ajuda na cabine", disse Manuel Mato.
"Quando você sai da seção de alta velocidade você começa a diminuir... você tem 4 km até a curva", acrescentou.
Enquanto polícia e um juiz investigam uma suposta negligência por parte do motorista, o Ministério das Obras Públicas lançou uma investigação mais técnica. Renfe e Adif, a operadora estatal da via, iniciaram suas próprias investigações.

Fonte: Terra

Ajudem a AACD

A Associação de Assistência à Criança Deficiente é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que trabalha há mais de 62 anos pelo bem-estar de pessoas com deficiência física. Ela nasceu do sonho de um médico que queria criar no Brasil um centro de reabilitação com a mesma qualidade dos centros que conhecia no exterior, para tratar crianças e adolescentes com deficiências físicas e reinseri-los na sociedade. Foi pensando nisso que o Dr. Renato da Costa Bomfim reuniu um grupo de idealistas e, no ano de 1950, fundou a AACD.

No começo, a entidade funcionava em dois sobrados alugados na Rua Barão de Piracicaba, na cidade de São Paulo. Mas graças à colaboração dos primeiros doadores, a AACD pôde fundar seu primeiro centro de reabilitação num terreno doado pela Prefeitura, na rua Ascendino Reis.

Missão: promover a prevenção, habilitação e reabilitação de pessoas com deficiência física, especialmente de crianças, adolescentes e jovens, favorecendo a integração social.

Visão: ser a opção preferencial em Reabilitação e Ortopedia para pacientes, médicos, profissionais da área, convênios e apoiadores, e ser reconhecida pelo seu elevado padrão de qualidade e eficácia, com transparência, responsabilidade social e sustentabilidade.

Valores: responsabilidade social, respeito ao ser humano e suas diferenças, ética, qualidade, eficácia, competência e transparência.

Há mais de uma década, a AACD realiza o Teleton, que todo ano reúne artistas, apresentadores e personalidades numa maratona televisiva em busca de doações.

Mas nossos pacientes precisam de cuidado todos os dias. Em qualquer época do ano tem sempre um jeito de você ajudar a AACD a cuidar de crianças, jovens e adultos deficientes físicos. Quer saber como? Clique aqui.