A operação foi efetuada por um grupo de cientistas para dissipar as dúvidas sobre quem está realmente retratado na famosa pintura.
A análise comparativa do DNA é necessária para identificar os restos mortais da própria Lisa Gherardini, que não foi enterrada na cripta da família, mas no mosteiro florentino de Santa Úrsula.

Fonte: Voz da Rússia