sábado, 31 de agosto de 2013

Forbes diz que Anitta pode se tornar uma superstar

Febre aqui no Brasil, a cantora Anitta também está fazendo barulho lá fora. A carioca de 20 anos foi comparada pela revista norte-americana Forbes  a nomes como Rihanna, Shakira e Ivete Sangalo. A publicação afirma que a moça tem grandes chances de se tornar uma estrela global - não é à toa que ela já gravou um videoclipe em Las Vegas com direito a produtor gringo, o mesmo que já trabalhou com Beyoncé.
Na matéria publicada nessa sexta-feira, a revista contou a trajetória da cantora, desde a inspiração para a escolha do nome Anitta, já que a bela se chama Larissa, até os grandes sucessos como 'Meiga e Abusada' e 'Show das Poderosas', que lhe renderam milhões de visualizações no Youtube e 120 mil cópias vendidas.
 (Reprodução Forbes )

A Forbes destacou que Anitta pode ir mais longe que Ivete Sangalo e, inclusive, conquistar o público americano, já que fala fluentemente inglês e aposta cada vez mais em elementos voltados para o hip hop.

Segundo a revista, a cantora faz em média 20 shows por mês, pelos os quais ela cobra até R$ 100 mil cada. “Ainda está longe da taxa de Sangalo, mas graças à sua idade e à sua capacidade de encantar a cena musical mundial, semelhante à Shakira, a cantora tem chance de se tornar uma superstar global. Não só isso, mas ao contrário de Sangalo, Anitta fala inglês fluente, habilidade exigida para aqueles dispostos a conquistar o público americano", diz um trecho da matéria.

A Forbes traz ainda uma entrevista com Priscilla Lemgrumber, chefe da equipe de marketing de Anitta. "Nós ainda temos um grande caminho pela frente no Brasil. Mas uma carreira internacional é certamente um sonho para perseguir", disse.

Fonte: Divirta-se UAI

Wagner Canhedo, ex-dono da Vasp, é preso em Brasília

O empresário Wagner Canhedo Azevedo, ex-dono da Vasp, foi preso por volta das 6h30 deste sábado (31) em Brasília, em cumprimento a um mandado expedido pela 2ª Vara Criminal de Florianópolis, em Santa Catarina, por sonegação fiscal. De acordo com o adjunto da Delegacia de Capturas e Polícia Interestadual, Sérgio Moraes, ele se mostrou surpreso com a detenção e informou que a medida teria relação com a companhia aérea. Após passar por exames no Instituto Médico Legal, o empresário disse à imprensa não “reconhecer” a dívida.
Não reconhecemos essa dívida porque temos crédito para receber de ICMS em todos os estados do Brasil inteiro, todas as companhias aéreas têm ICMS para receber"
Wagner Canhedo, de 77 anos, ex-dono da Vasp
"Não conhecemos o processo, é de Florianópolis, Santa Catarina, dívida de ICMS da Vasp e nós estamos atrás de ver que processo é esse, da maneira que foi feito. Por isso estou tomando providências cabíveis. Não reconhecemos essa dívida porque temos crédito para receber de ICMS em todos os estados do Brasil inteiro, todas as companhias aéreas têm ICMS para receber", afirmou Canhedo.

Delegado Sérgio Moraes dá entrevista sobre a prisão do empresário Wagner Canhedo (Foto: Raquel Moraes/G1) 
Delegado Sérgio Moraes dá entrevista sobre a
prisão do empresário Wagner Canhedo
(Foto: Raquel Morais/G1)

O empresário, que tem 77 anos e não possui ensino superior, foi encaminhado para a carceragem do Departamento de Polícia Especializada. A sentença que culminou com a prisão de Canhedo transitou em julgado em novembro de 2012. Ele foi condenado a 4 anos e 5 meses de prisão no regime semiaberto, quando pode trabalhar durante o dia e deve voltar para a prisão à noite. Ele deve ser transferido para o Centro de Progressão Penitenciária, no SAI, e cumprir pena em cela comum.
"Provavelmente ele vai ficar em uma cela menos cheia, com gente da idade dele. Temos que levar em consideração que é uma pessoa de 77 anos", disse o delegado Sérgio Moraes.
Os dois filhos de Canhedo acompanharam os procedimentos do pai no departamento. O empresário foi preso quando saía de casa, no Lago Sul, para pagar os funcionários de uma fazenda em Goiás. A polícia informou que ele não ofereceu resistência.
Atualmente a família de Canhedo controla empresas de ônibus, entre elas uma das maiores que fazem o transporte público coletivo em Brasília.
O empresário tem sido alvo na Justiça de processos envolvendo dívidas da Vasp. A companhia teve falência decretada em setembro de 2008. Estimativas apontam que a dívida da Vasp oscila entre R$ 3,5 bilhões e R$ 5 bilhões. Os passivos trabalhistas somam 1,5 bilhão e se referem a dívidas trabalhistas envolvendo pilotos, comissários de bordo, atendentes, entre outros, que não receberam valores devidos pela companhia.

Fonte: G1