sábado, 21 de setembro de 2013

CD 'Hits De Balada - Anos 90' Lançamento 2013


A série "Hits De Balada" traz uma seleção de músicas que fizeram sucesso na década de 90, como Dancing Forever (Masterboy), Like This (Technotronic), Flying High (Captain Hollywood Project), Bump Bump (740 Boyz), Bla Bla Bla (Gigi D'Agostino) e muitos outros!

  1. Bump Bump (740 Boyz)
  2. Twilight Zone (2 Unlimited)
  3. Get Away (Maxx)
  4. The Summer Is Magic (Playahitty)
  5. Stomp To My Beat (JS-16)
  6. Day Dreaming (Vallesca)
  7. You've Got It (The Five Nine)
  8. Bla Bla Bla (Gigi D'Agostino)
  9. The Frog (The Coach & The Player)
  10. I Believe (Michael In Love)
  11. Show Me Now (AR-15)
  12. Until The Night (Bianca)
  13. I See You (General Base)
  14. Flying High (Captain Hollywood Project)
  15. Be My Lover (La Bouche)
  16. Tonight (Medusa's Spite)
  17. Scatman (Scatman John)
  18. Dancing Forever (Masterboy Feat. Linda Rocco)
  19. Love Is All Around (DJ Bobo)
  20. Like This (Technotronic)
BAIXE JÁ O SEU!

Pepeu e Moraes Moreira revivem Novos Baianos em show com Roberta Sá

Por Thales de Menezes

RIO DE JANEIRO, RJ, 21 de setembro (Folhapress) - O rosto de Baby do Brasil estampado na camiseta da cantora Roberta Sá não poderia ser uma mensagem mais direta. Ela estava ali, no palco Sunset, entre Pepeu Gomes e Moraes Moreira, para ser a voz feminina do show que exaltou a obra dos Novos Baianos.
O repertório destacou "Acabou Chorare", disco mais importante gravado pelo ex-grupo de Pepeu e Moraes, de 1972. Foram seis músicas entre as 12 do show: "Mistério do Planeta", "A Menina Dança", "Bilhete pra Didi", "Tinindo Trincando", "Preta Pretinha" e "Brasil Pandeiro", devidamente cantadas pelo público.
O show começou com os dois veteranos. Depois Moraes deixou o amigo sozinho no palco, para que Pepeu esbanjasse sua técnica de guitarrista em uma música sua, "Raio Laser", e numa verão instrumental de "Maracatu Atômico", de Jorge Mautner e Nelson Jacobina.
Nesta ele dividiu , esta os solos de guitarra com Davi Moraes (filho de seu parceiro).
Aí Moraes voltou ao palco trazendo Roberta Sá. De shortinho jeans e a tal camiseta, que deixava suas costas nuas, passou a receber elogios exacerbados do público até o final do show. E foi um grande final, com "Preta Pretinha", "Eu Também Quero Beijar", "Pombo Correio" e "Brasil Pandeiro".
Com os dois veteranos muito alegres e dispostos e Roberta esbanjando vozeirão e pernas, o show foi consagrador. O público, o mais numeroso até agora para um show às 16h no Sunset, pediu muito por um bis que as normas do festival impediram.

Fonte: Diário de Guarapauva

Policiais da seccional vão investigar morte de jovem em festa na Unicamp

Policiais do setor de homicídios da delegacia seccional de Campinas (SP) serão os responsáveis pela investigação da morte a facadas do estudante de controle e automação Denis Papa Casagrande, de 21 anos, dentro da Unicamp durante uma festa na madrugada deste sábado (21). A expectativa é que depoimentos sejam colhidos na segunda-feira (23).
Segundo informações do boletim de ocorrência houve uma briga generalizada na festa e Anderson Marcelino Ferreira Mamede, de 20 anos, também sofreu um ferimento feito com faca na perna. Um rapaz, que preferiu não ser identificado, disse que Denis teria mexido com a namorada de Anderson, que foi tirar satisfações, quando começou a briga.
Por enquanto, Anderson é tratado pela polícia apenas como vítima. Ele e outras pessoas que estavam na festa devem prestar depoimento a partir da semana que vem. O tio do jovem que se feriu na perna contou que o rapaz confirmou que Denis teria mexido com a namorada dele, mas alegou que, por conta da confusão generalizada, não tem ideia de quem esfaqueou o universitário.
O corpo de Denis foi velado em Piracicaba na tarde deste sábado. “É uma tragédia, está todo mundo chocado, a minha dor é grande de imaginar a dor da mãe do pai, de todos”, disse a amiga da família, Ângela Pardi. O enterro está previsto para as 11h deste domingo (22).

O caso
A briga ocorreu por volta das 3h30 da madrugada na praça do Ciclo Básico da universidade. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado às 3h35 para socorrer uma vítima de espancamento e com ferimentos feito à faca. Denis Casagrande foi atendido e encaminhado para o Hospital de Clínicas da Unicamp, mas não resistiu.

Em resposta à carta divulgada pela Unicamp (leia abaixo), a assessoria de imprensa da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) afirmou que a Unicamp é uma área estadual e que não cabe ao órgão atuar dentro do campus da universidade. Já a Polícia Militar afirmou que não foi localizada nenhuma solicitação da Unicamp para comparecer ao local e que a corporação não tinha conhecimento sobre a festa.

Em nota, a Unicamp lamentou o ocorrido, afirmou que a festa não era autorizada e que vai apurar o caso. Confira o comunicado da universidade na íntegra:

A propósito do incidente ocorrido na madrugada deste sábado (21), durante uma festa não autorizada no campus, a Unicamp esclarece o seguinte:
1. A Unicamp lamenta profundamente a perda do estudante Denis Papa Casagrande, aluno do curso de Engenharia e Controle de Automação, da Faculdade de Engenharia Mecânica, e se solidariza com sua família.
2. A Unicamp tomará providências administrativas para apurar as circunstâncias do ocorrido e identificar os responsáveis pela festa realizada sem autorização da instituição bem como a participação de pessoas estranhas à comunidade acadêmica.
3. Consta dos registros da Vigilância Interna da Unicamp que, por volta das 23 horas de sexta-feira (20), o campus foi invadido pelos participantes da festa, que avançaram com seus carros sobre as barreiras colocadas nas portarias 1 e 4 e sobre os vigilantes que tentaram barrar sua passagem.
4. Consta, ainda, que às 23h05, a Vigilância Interna solicitou apoio à Polícia Militar (PM) e, às 23h10, à Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), mas ambas as solicitações não foram atendidas, apesar da insistência da Vigilância Interna.
5. O lamentável incidente do qual o estudante foi vítima ocorreu por volta das 04h00, em decorrência de uma briga entre os participantes da festa. Importante destacar que, em 2009, o Conselho Universitário aprovou deliberação determinando que a realização de festas no campus está sujeita a autorização prévia. O texto também deixa explicito que o descumprimento das normas sujeitará os responsáveis à aplicação de penalidades disciplinares, nos termos dos Estatutos e do Regimento Geral da Unicamp.
Assessoria de Imprensa
Campinas, 21 de setembro de 2013

Fotos de atrizes globais que protestaram contra o STF

Atrizes fazem luto em protesto
Carol Castro, Rosamaria Murtinho, Natalia Timberg, Susana Vieira e Bárbara Paz

Igreja não pode 'interferir espiritualmente' na vida dos gays

O Papa disse que a Igreja tem o direito de expressar suas opiniões, mas não pode "interferir espiritualmente" nas vidas de gays e lésbicas. Em uma entrevista divulgada nesta quinta, Francisco afirmou também que as mulheres deveriam ter papel nas decisões da Igreja e desconsiderou as críticas daqueles que dizem que ele deveria lutar contra o aborto e o casamento entre homossexuais.
A entrevista, divulgada hoje pela revista La Civiltà Cattolica e traduzida em diferentes línguas (leia na íntegra, em inglês), aprofunda a visão de Franciso a respeito da Igreja Católica Romana. Eric Marrapodi e Daniel Burke, comentaristas de religião da rede de TV americana, acreditam que os comentários do Papa não fere a política ou a doutrina católica, mas mostram um movimento que vai da censura ao engajamento (em relação à polêmica).
"A Igreja, às vezes, se fecha em si mesma em coisas pequenas, em regras pequenas", disse o chefe da Igreja de Roma. "As pessoas de Deus querem pastores, e não clérigos agindo como burocratas ou oficiais do governo", acrescentou. Segundo Francisco, se a Igreja falhar em achar equilíbrio entre as missões espiritual e política, "vai ruir como um castelo de cartas".
No final de julho, quando voltava a Roma depois da Jornada da Juventude, realizada no Rio de Janeiro, Francisco já havia feito declarações parecidas. "Se a pessoa é gay, procura a Deus e tem boa vontade, quem sou eu para julgar?", disse o Papa na época.
 
 
Fonte: Correio Do Estado

Skank pede 'gritos de gol do Neymar' e compara maconha a mensalão

O Skank fez um show animado, com dez de 14 músicas iguais à apresentação de 2011 no Palco Mundo do Rock in Rio, neste sábado (21). As diferenças foram as participações de Nando Reis e Emicida e um comentário de Samuel Rosa sobre maconha e o mensalão. O show começou às 18h30 e durou pouco mais de uma hora.
"Maconha é proibido, mas mensalão pode fazer de novo, né?", disse Samuel. O discurso do vocalista aconteceu depois de "É proibido fumar", de Roberto e Erasmo Carlos, em que o público costuma completar o refrão com "maconha".
Veja ao lado os vídeos de "É proibido fumar", em que Samuel fala de maconha e mensalão, e de "Resposta", com Nando Reis.
"Queria ouvir aquele som do gol do Neymar contra Espanha que o Maracanã emitiu", disse Samuel em "Jackie Tequila", recebendo de volta o "iê iô" da música com a intensidade desejada de torcida de futebol.
A música foi um dos vários momentos de karaokê coletivo que o Skank costuma promover. "A gente toma uma porrada de vocês, mas uma porrada do bem. Liga numa tomada de 220", falou o vocalista aos fãs.
Antes de "Te ver", Samuel disse que a banda buscou variações em relação ao show da banda em 2011. Mas a mudança não foi grande. Das 14 músicas tocadas, dez também apareceram no setlist de 2011 no festival. As quatro diferentes foram a recente "Presença" e as antigas  "Resposta", "Tão seu" e "Te ver". O último álbum de inéditas da banda é "Estandarte", de 2008.
"Presença", single de 2012, único lançamento da banda desde o Rock in Rio de 2011, abriu o show com a participação do rapper Emicida.
Após a primeira música, uma gravação de pessoas gritando "vem pra rua, vem" se juntou a imagens de multidões com cartazes. O que parecia ser o "momento de protesto" era, na verdade, a introdução de "É uma partida de futebol" - o comentário político veio duas músicas depois.
Samuel Rosa chamou Nando Reis, com quem também tem parceria no Palco Sunset do evento, para cantar "Resposta". Foi uma das mais aplaudidas, mas o auge esperado foi em "Vou deixar".
Outros bons momentos foram, "Saideira", misturada com com "Mas que nada", de Jorge Ben e "Acima do sol", levada até a metade quase apenas com a voz do público.

Fonte: G1

Atrizes da Globo vestem preto contra decisão do STF

José Cruz/ABr
Dois manifestantes deixaram 37 pizzas na porta do STF como forma de protesto contra a decisão da Corte que reabriu o julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão
Dois manifestantes deixaram 37 pizzas na porta do STF como forma de protesto contra a decisão da Corte que reabriu o julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão


Rio - Atrizes da novela Amor à Vida, da Rede Globo, foram trabalhar de preto em protesto pela decisão do Supremo Tribunal Federal de realizar novo julgamento para parte dos crimes dos réus do mensalão. A atriz Bárbara Paz postou fotos no seu Instagram: "Atrizes em luto pelo Brasil", diz a legenda. Ao lado de Bárbara, Carol Castro, Rosamaria Murtinho, Nathalia Timberg e Susana Vieira.
A equipe de Amor à Vida gravava cenas da festa de casamento da personagem Paloma, na tarde de quarta-feira, 18. Coube a Ary Fontoura, num intervalo das gravações, atualizar o elenco sobre o voto do ministro Celso de Mello. "Quando ele voltou, ficamos todos tão estupefatos. Combinamos algumas pessoas de vir de luto. O que eu sinto é indignação", reagiu Rosamaria Murtinho.
"O que seria impossível, aconteceu. O STF é um poder que, quando decide uma coisa, ao fim só se faz uma coisa: cumpre-se. É a última instância. Ter um novo julgamento por quê? Por que é um julgamento político?", indagou Rosamaria.
Ela criticou alguns ministros. "O Celso de Mello precisava falar duas horas, como se pedisse desculpas pelo voto dele? O Toffoli, que foi subordinado ao Dirceu, deveria ter um pouco menos de cara de pau e ter se declarado impedido", disse, referindo-se ao fato de o ministro Dias Toffoli ter sido advogado do PT. "O Joaquim Barbosa estudou o processo por seis anos. E tem gente que entrou agora e está dando palpite; o Luís Barroso, que entrou outro dia."
A foto de Bárbara Paz foi reproduzida nas redes sociais. As atrizes receberam elogios e críticas. "Sou uma cidadã, sou um ser político. Tenho direito como qualquer pessoa a dar opinião", disse Rosamaria. Bárbara preferiu não dar entrevista.

Fonte: EXAME

Corintiano da Bolívia troca tiros com polícia na Bahia

O torcedor do Corintians Rafhael Machado Castilho de Araújo, que havia sido preso pela morte do garoto Kevin, na Bolívia, trocou tiros com a polícia, na sexta-feira , 20, em Santo Estevão, interior da Bahia.
Raphael havia deixado São Paulo e estava morando em Santo Estevão. Junto com Alex Nascimento, 21 anos, ele praticava assaltos a mão armada na cidade, segundo a polícia.
Os policias informaram que estavam fazendo uma blitz, quando perceberam que uma moto tentava fugir da ação polical. Os soldados, então, foram atrás dos rapazes e um deles fez menção de atirar.
Ao serem perseguidos pela polícia, eles abandonaram a moto e correram à pé. Foram encontrados e começaram a atirar contra os policiais. Os assaltantes ficaram feridos durante a troca de tiros, foram socorridos e levados ao Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana.
Alex, que já recebeu alta, prestou depoimento à polícia, mas Rafhael, ferido a tiros na costela, no braço e no glúteo, ainda está no hospital.
Segundo a PM, Alex Nascimento da Silva já responde por porte ilegal de armas e a moto que eles usavam era roubada.

Fonte: Portal A Tarde

Ex-BBB se casa com comissária de bordo

foto

Foto: Divulgação/Twitter
Morango troca alianças com Rabyta
Angélica Morango pertence agora ao time das mulheres casadas. A ex-BBB oficializou na manhã deste sábado, dia 21, sua união no civil com a comissária de bordo Rabyta.
Ela postou algumas fotos da cerimônia no Twitter e contou que ficou bastante emocionada. "Hoje de manhã, assinando os papeis do 'sim, eu quero, te amo'. É muito raro eu chorar, mas hoje foi inevitável... um dos momentos mais emocionantes da minha vida".
Ainda na rede social, Morango falou sobre sua divertida despedida de solteira. "Ontem na nossa despedida de solteiras a stripper foi dançar com a Rabyta e tirou a blusa dela, mas eu não achei ruim, ia até dar gorjeta, mas não tinha onde eu colocar a gorjeta porque ela já estava pelada", escreveu na rede social.

Tiroteio em shopping na capital do Quênia deixa pelo menos 30 mortos

Ao menos 30 pessoas morreram e até 100 podem ter ficado feridas neste sábado (21) após ataque de atiradores que invadiram um shopping center em Nairóbi, no Quênia, segundo a Cruz Vermelha queniana. O grupo militante islâmico somali Al-Shahab assumiu a autoria do ataque em sua conta no Twitter e disse ter matado cem pessoas.
Chefe de Estado:  Acusado de crimes contra a humanidade como presidente do Quênia
Testemunhas disseram que, ao chegar no shopping, os atiradores mandaram todos os mulçumanos fugir, e declararam que os infiéis seriam seus alvos. "Estamos tratando isso como um ataque terrorista", disse o chefe de polícia de Nairóbi, Benson Kibue, acrescentando que o ataque foi realizado por não mais que 10 terroristas.  
As forças de segurança quenianas prenderam um suspeito de ser um dos atiradores, afirmou a Presidência do Quênia no Twitter. Em um tuíte separado, o chefe da polícia do país do leste africano, David Kimaiyo, disse que vários outros atiradores foram presos depois de soldados e policiais entrarem no shopping para caçá-los.
Segundo a AP, o grupo fundamentalista islâmico Al Shabaab reivindicou a autoria do ataque.  Ligado à Al Qaeda, o grupo afirma que o Quênia havia recebido repetidos avisos para retirar suas tropas da Somália sob pena de sofrer "consequências graves". "O governo queniano, no entanto, se fez de surdo às nossas repetidas advertências e continuou a massacrar inocentes muçulmanos na Somália", disse o grupo em seu Twitter oficial.
"As mortes são muitas, e isso é apenas o que vemos do lado de fora", afirmou o secretário-geral da Cruz Vermelha Queniana, Abbas Guled. "Dentro, há ainda mais mortes, e os tiroteios continuam."

Pânico
Após o atentado, helicópteros da polícia sobrevoavam o local, enquanto a polícia gritava "sai, sai", com centenas de pessoas fugindo do shopping. Por uma das entradas do estabelecimento saía fumaça, e testemunhas disseram ter ouvido explosões de granadas.

Em 2012: Ataques contra igrejas deixam ao menos 15 mortos no Quênia

Alguns tiros puderam ser ouvidos duas horas após o início do tiroteio, depois que a polícia invadiu o prédio em busca dos agressores, loja por loja. Algumas emissoras de televisão locais informaram a presença de reféns, mas não houve confirmação oficial dessa informação.
"Eles não parecem ser ladrões. Isso não é um assalto", afirmou Yukeh Mannasseh, que estava no andar de cima do shopping quando o tiroteio começou. "Parece ser um ataque. Os guardas que os viram disseram que eles atiravam indiscriminadamente."
Uma testemunha, que se identificou como Taha, disse ter ouvido som de freios, seguido por uma explosão e um tiroteio no piso inferior momentos depois. Outro sobrevivente disse ter sido atingido por um homem que parecia somali.
Alguns clientes subiram as escadas e se esconderam no complexo de cinema do shopping. A polícia encontrou outro grupo escondido em um toalete do primeiro piso.
Pelo menos duas dúzias de feridos foram retirados do local em macas e carrinhos de compras. Muitas das vítimas tinham alguns ferimentos leves, aparentemente causados por destroços que voaram sobre elas. Algumas pessoas conseguiram sair andando, porém com roupas manchadas de sangue envolvendo seus ferimentos.
A polícia isolou as ruas em torno do shopping, que fica no bairro central Westlands.
*Com Reuters e AP

Fonte: ÚLTIMO SEGUNDO