sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Barco de imigrantes naufraga na costa da Itália e deixa mortos

Dezenas de pessoas, incluindo mulheres e crianças, morreram nesta sexta-feira no naufrágio de um barco com 250 imigrantes entre a Sicília e a Tunísia, a segunda tragédia desse tipo em pouco mais de uma semana, informou guarda costeira italiana.
A agência de notícias Ansa disse que cerca de 50 corpos já foram avistados, sendo cerca de dez crianças. O acidente ocorreu a cerca de cem quilômetros da pequena ilha italiana de Lampedusa, a sudoeste da Sicília.
Um vídeo divulgado no YouTube mostra o que poderia ser o naufrágio. Veja aqui
A Marinha maltesa disse que uma embarcação do país resgatou 150 imigrantes, e que um navio da Marinha italiana salvou outros 56. Os feridos em estado mais grave estavam sendo levados de helicóptero para Lampedusa.
Segundo um comunicado da Marinha militar maltesa, o barco foi desestabilizado e virou quando os imigrantes se agitaram para chamar a atenção de um avião militar que o sobrevoava.
O socorro rápido envolveu navios militares e helicópteros. "Foi um naufrágio em águas territoriais maltesas. Forneceremos nossa ajuda às autoridades de Malta", disse à France Presse Filippo Marini, comandante da Guarda Costeira italiana.
Na semana passada, um naufrágio semelhante na costa da ilha de Lampedusa deixou mais de 300 mortos. O desastre foi um dos piores de uma longa crise de imigração, em que dezenas de milhares de imigrantes deixam a África rumo à Europa em barcos pequenos e frágeis.
Lampedusa, uma pequena ilha localizada no meio do caminho entre a Sicília e a Tunísia, tem sofrido o maior impacto. Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, 32 mil pessoas chegaram ao sul da Itália e a Malta só este ano. Dois terços deles pediram asilo. Além da África Subsaariana, os imigrantes estão vindo da Síria e do Egito em crise.

itália naufrágio imigrantes (Foto: AP)Imagem mostra resgate após naufrágio (Foto: AP)

Fonte - G1