quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Pai e filha recriam fotos de casamento para homenagear mãe que faleceu

Segundo Ben, que perdeu a esposa e teve a ideia do ensaio, o objetivo não era transmitir um sentimento de perda e dor, mas de amor pela família

Ben e Ali Nunery se casaram em 2009 e decidiram tirar as fotos de casamento em sua casa recém comprada – afinal, aquele seria o local onde passariam muito tempo juntos.
Porém, dois anos e meio depois, Ali morreu de câncer, aos 31 anos de idade. Ben Nunery decidiu mudar para outra casa com a pequena filha do casal, Olivia. Mas as memórias do local não podiam ser esquecidas.

Para homenagear a mãe e se despedir da casa, pai e filha uniram-se para recriar as fotos do casamento.
Ben declarou que, mais do que  perda e dor, o objetivo do ensaio é retrata o amor da família. As fotos de casamento e a homenagem foram fotografados pela irmã de Ali Nunery.
Confira galeria.
Via Bored Panda.

Fonte: Catraca livre

VEJA TODAS AS FOTOS clicando aqui:
http://catracalivre.com.br/geral/design-urbanidade/indicacao/pai-e-filha-recriam-fotos-de-casamento-para-homenagear-mae-que-faleceu/

Porto Alegre ganha primeiro estúdio público de música do País

Estúdio está localizado no anexo do Teatro de Câmara Túlio Piva
Estúdio está localizado no anexo do Teatro de Câmara Túlio Piva


Foi inaugurado, nesta quarta-feira (18) em Porto Alegre, o primeiro estúdio público do País, com o objetivo de atender gratuitamente a novos talentos musicais da Capital. Uma ação que marcou o início do funcionamento do local, batizado de Estúdio Geraldo Flach, ocorreu nesta manhã, reunindo o prefeito José Fortunati, o Secretário da Cultura do Município, Roque Jacoby, e produtores e representantes de grupos musicais, além dos familiares do músico homenageado Geraldo Flach. 
"É uma justa homenagem a quem foi um grande incentivador do novo na música. Temos a missão de divulgar, incentivar novos projetos para manter este espaço livre, ativo, criativo e produtivo", disse emocionada a filha do músico, compositor e arranjador homenageado, Cíntia Flach.
Conforma a prefeitura, oito grupos musicais foram contemplados pelo primeiro edital para utilizarem a primeira etapa de diárias de gravações. O estúdio está localizado no anexo do Teatro de Câmara Túlio Piva, na Rua da República, 575, no Bairro Cidade Baixa. 
A utilização do espaço será estabelecida através de dois editais públicos anuais – o lançamento do próximo edital está previsto para o primeiro semestre de 2014. Os projetos apresentados sempre serão analisados por uma comissão integrada por representantes da comunidade cultural e da Secretaria da Cultura de Porto Alegre, por meio da coordenação de Música.

Fonte: Jornal Do Comércio

'Ninguém está brindando', diz ativista brasileira sobre anistia na Rússia

A brasileira Ana Paula Maciel chegou a ser presa pelo governo russo mas foi colocada em liberdade, sem no entanto poder deixar o país (Foto: Alexander Demianchuk/Reuters) 
A brasileira Ana Paula Maciel chegou a ser presa
pelo governo russo mas foi colocada em liberdade,
sem no entanto poder deixar o país (Foto: Alexander
Demianchuk/Reuters)

A ativista brasileira Ana Paula Maciel, uma das 30 pessoas ligadas ao Greenpeace que foram beneficiadas por uma anistia a presos por vandalismo aprovada pelo Parlamento russo nesta quarta-feira (18), diz que está aliviada com a notícia, mas não está comemorando.

Ela falou ao G1 por telefone de São Peterburgo depois de ser informada que os 28 ativistas ambientais e os dois jornalistas freelancers – grupo chamado pelo Greenpeace de '30 do Ártico' – tinham sido anistiados das acusações que enfrentavam no país. "Estamos somente aliviados de que o processo acabou, muito embora eles não tenham derrubado as acusações", disse.
A anistia concedida nesta quarta-feira significa que os procedimentos legais contra os 30 devem ser cancelados e todos, exceto os 4 de nacionalidade russa, poderão ir para casa. Para isso, necessitam ainda de um visto que deve ser emitido pelo governo russo.
A brasileira conta que os 30 integrantes do grupo não estavam reunidos no momento da decisão do Parlamento. "Cada um recebeu a notícia de uma forma diferente, mas de certa maneira não era importante que estivéssemos juntos, todos estamos nos sentindo da mesma maneira. Ninguém está brindando neste momento."
De acordo com Ana Paula, a situação de como ficará os registros criminais dos 30 ainda não é clara para nenhum deles.
Para ela, receber a anistia é diferente de ser considerada inocente. "É como se fosse um perdão de que nós não precisaríamos porque fomos presos ilegalmente, injustamente e formos acusados por crimes que não cometemos."
A brasileira diz que a luta pela preservação do meio ambiente continua. "Não existe anistia para o Ártico, ele continua sob a ameaça das companhias petrolíferas. A gente não pode comemorar porque o Ártico ainda não está salvo."
Outra preocupação é com os ativistas russos, que permanecerão no país. "A anistia pode trazer consequências sérias para os quatro companheiros russos que continuam morando na Rússia porque eles terão uma ficha criminal, o que é completamente desnecessário, já que todos os 30 somos inocentes."
O grupo foi preso no dia 19 de setembro e permaneceu detido durante dois meses, primeiro sob a acusação de pirataria e, em seguida, sob a acusação de vandalismo. Em novembro, eles receberam o direito de responder ao processo em liberdade mediante pagamento de fiança, mas não poderiam deixar o país.

Visto de saída
Ana Paula Maciel, ativista do Greenpeace, se encontra no aeroporto de São Petersburgo, na Rússia, com a sobrinha Alessandra e a mãe, Rosângela, neste domingo (24) (Foto: Dmitri Sharomov / Greenpeace)Ana Paula Maciel, ativista do Greenpeace, se encontra no aeroporto de São Petersburgo, na Rússia, com a sobrinha Alessandra e a mãe, Rosângela, neste domingo (24) (Foto: Dmitri Sharomov / Greenpeace)

Segundo Ana Paula, o grupo ainda não sabe quando o governo concederá os documentos necessários para deixar o país. Ela diz que, neste momento, o grupo tem que esperar o Comitê de Investigação entrar em acordo com os Serviços de Fronteira da Rússia para que eles concedam um visto de entrada no país.
"Já que nos trouxeram à força e ilegalmente, não carimbaram nosso passaporte. Então eles precisam dar o visto de entrada e o visto de saída. Mas acredito que isso vá se resolver em breve, nos próximos dias."
Para Ana Paula, o período em que permaneceu aguardando o julgamento em liberdade, em São Petersburgo, foi 'só uma extensão da aflição' que viveu na cadeia. "A falta de informação, de entendimento do que estava acontecendo foi igual, sendo que estávamos presos dentro do país em vez de presos dentro da prisão."
Segundo a assessoria de imprensa do Greenpeace, a concessão desse documento é uma questão burocrática que deve ser cumprida antes da liberação dos ativistas. Mas a volta para a casa já está garantida, apesar de não haver um prazo oficial para que os documentos sejam emitidos.

Grupo de 30 ativistas do Greenpeace que foram detidos na Rússia após ato contra exploração no Ártico; brasileira Ana Paula Maciel (embaixo, à direita) está entre eles (Foto: Dmitri Sharomov/Greenpeace International / AFP)Grupo de 30 ativistas do Greenpeace que foram detidos na Rússia após ato contra exploração no Ártico; brasileira Ana Paula Maciel (embaixo, à direita) está entre eles (Foto: Dmitri Sharomov/Greenpeace International / AFP)


Fonte: G1

Annita aparece no ranking da “Forbes Brasil” de artistas mais influentes

Annita aparece no ranking da “Forbes Brasil” de artistas mais influentes

A funkeira Annita iniciou carreira  artística há pouco tempo e já está com o nome na lista da “Forbes Brasil”, que destaca os artistas mais influentes do momento. A cantora tem 20 anos de idade e ficou famosa depois de lançar a música “Show das Poderosas”. O nome da brasileira aparece em 70º lugar. Annita é a mais jovem artista da lista. Outros que aparecem na “Forbes” também são o craque do futebol Neymar e a top model internacional Gisele Bündchen.
A lista revela os 100 famosos que mais influenciaram pessoas no Brasil no ano de 2013. Os nomes vieram a público na última terça-feira, dia 17 de dezembro. Outros artistas que aparecem é a Xuxa, Silvio Santos, Faustão e a atriz Fernanda Montenegro. Annita está fazendo tanto sucesso que foi convidada a participar do especial de fim de ano da Rede Globo, ao lado do consagrado cantor Roberto Carlos. As gravações já foram feitas e devem ir ao ar em breve.
Além de fazer sucesso como cantora, Annita irá despontar também como apresentadora de televisão. O programa já tem nome, será o “Sai do Chão”. Ela está superanimada com a nova investida na carreira artística. Annita já gravou o primeiro programa e diz ter se sentido como a Fernanda Lima, que arrasou na apresentação do sorteio da Copa do Mundo. A funkeira revela que tinha o sonho de ser apresentadora de televisão e até mesmo deu sugestões sobre o formato de atrações que gostaria de fazer. Agora, ela está esperando ser convidada.
Quem lidera o ranking da “Forbes Brasil” é o ex-jogador de futebol Pelé seguido do escritor Paulo Coelho. Neymar está em 3º lugar e Gisele Bündchen, em 4º. Na sequência dos dez primeiros famosos que mais influenciaram no ano de 2013 estão Roberto Carlos, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Kaká, Ivete Sangalo e Silvio Santos.
O programa de Annita deve ir ao ar em janeiro. Mas, ela já deu uma coletiva de imprensa para comentar sobre o projeto que também vai contar com a presença de Thiaguinho e Naldo. Annita se diz muito à vontade ao lado dos rapazes e já se sente como uma família.

Fonte: Notícias BR

'Tenho certeza que o filho é dele', diz Carolina Bianchi sobre Caio Castro

Carolina Bianchi (Foto: Reprodução/Instagram) 
Carolina Bianchi (Foto: Reprodução/Instagram)


Após um período de silêncio, Carolina Bianchi, jovem que afirma estar esperando um filho do ator Caio Castro, conversou com o EGO sobre sua gravidez nesta terça-feira, 17. Com quase quatro meses de gestação, ela conta que entregou o apartamento que tinha no Rio - onde morava há três anos - e voltou para Fortaleza, onde vivem seu pai e outros membros de sua família, e está aproveitando para descansar e colocar os pensamentos em ordem.
"No momento estou descansando bastante. Durmo bem, vejo TV, pego sol, curto a minha família... Já estou começando a montar o quartinho do bebê e a comprar coisinhas. Mas confesso que ainda não caiu a ficha de que vou ser mãe. Tem horas que acho bacana e em outras fico em pânico. Às vezes estou bem e do nada fico irritada, chateada e começo a chorar. Esses hormônios estão me enlouquecendo (risos). É um misto de emoções e sentimentos. Ainda mais porque não tinha planos de ter um filho tão cedo", afirma Carolina, que acredita estar esperando um menino: "No exame de ultrassom que eu fiz há três semanas, o médico disse que tinha 90% de chance de ser menino. Mas só vou ter certeza no próximo."

Traumatizada com o assédio e a superexposição que vem sofrendo após a divulgação da gravidez em um jornal carioca, ela diz que tem procurado se manter afastada da mídia para evitar mais problemas com Caio. E revela que não fala com o ator desde a mesma época, quando ele teria mandado uma mensagem para questioná-la sobre como a informação havia vazado.

Logo após a divulgação da gravidez, Caio falou ao EGO e alfinetou: "Meu sonho é ser pai, mas acho que não vai ser dessa vez não. Quem tem boca fala o que quer. Já ouvi coisa mais cabeluda do que 'você vai ser pai' ou 'estou esperando um filho teu'. De boa, acontece. Daqui a nove meses ela vai ter que mostrar esse filho para alguém. Espero que mostre para mim pelo menos".
Como diz a minha avó, a verdade tem um peso. Pode demorar, mas ela sempre vem"
Carolina
Carolina, no entanto, diz ter plena certeza sobre a paternidade do filho que espera. "Eu e o Caio nos conhecemos no ano passado, em uma festa na casa de um amigo. E saímos pela primeira vez no meu aniversário, no dia 1º de julho. Tivemos um relacionamento sério até setembro e terminamos. Mas nos reencontramos em junho deste ano novamente, em um jogo da Copa das Confederações em Salvador, e começamos a sair esporadicamente até agosto. Não sai com ninguém em setembro e descobri que estava grávida em outubro. Eu tenho certeza de que ele é o pai do meu filho. Não tenho dúvida", garante Carolina.
Carolina Bianchi, ex-affair de Caio Castro, mostra foto grávida (Foto: Instagram / Reprodução) 
Carolina Bianchi, ex-affair de Caio Castro,
mostra foto grávida (Foto: Instagram / Reprodução)

Questionada se pretende procurar o ex em algum momento ou pelo menos ligar para ele quando a criança nascer, ela pondera: "Estou vivendo um dia de cada vez. Vivendo o hoje sem pensar no amanhã. Quando o bebê nascer, acredito que as coisas vão se encaixar. Como diz a minha avó, a verdade tem um peso. Pode demorar, mas ela sempre vem. Nada melhor do que o tempo. Até o nascimento do meu filho vou saber o que fazer. Tudo tem um propósito e uma hora a gente entende. Não tenho expectativa nenhuma agora. Só quero paz e amor, além de saúde para mim e para o meu filho"
Apesar da ausência de Caio, Carolina diz que compreende a posição do ex e explicou a declaração que deu, recentemente, afirmando que ele teria lhe pedido para abortar a criança.
É difícil ser mãe, ainda mais sem um pai."
Carolina
"Quando eu contei para ele que estava grávida, ele ficou nervoso, né? Como eu também fiquei. Mas ele foi superlegal, saímos para conversar, fomos à praia cedo. Acho que o que aconteceu não foi pelo fato dele não querer o filho. Mas pela história que ele estava vivendo... Pelo medo de passar novamente por aquilo tudo (se referindo à morte da filha que Caio teria tido com uma amiga). Ele é humano, de carne e osso como qualquer um de nós. Tento me colocar um pouco no lugar dele também e não julgar. Eu compreendo, mas confesso que foi complicado lidar com as minhas angústias e emoções naquele momento. É difícil ser mãe, ainda mais sem um pai. Não sei dizer realmente qual o meu sentimento por ele agora... Sou muito grata por tudo que a gente teve e tem momentos que ainda penso nele com carinho. Vai ter que ser assim, né? Porque temos um vínculo para sempre agora", acredita.

Carolina comentou ainda a notícia - publicada pelo mesmo jornal - de que Caio a teria ameaçado de processo - "Não recebi nenhuma notificação pelo menos. Não estou sabendo de nada".

Carolina Bianchi e Caio Castro (Foto: Facebook/Reprodução) 
Carolina Bianchi e Caio Castro
(Foto: Facebook/Reprodução)

Por causa da gravidez inesperada, Carolina teve que abandonar as aulas de teatro que estava fazendo. Ela ainda não sabe como será o futuro e tem contado com o apoio financeiro, além de emocional, da família. "Tive que abrir mão de todos os meus planos de vida por causa disso e não pude nem continuar ensaiando para a peça de conclusão do meu curso de teatro porque minha gravidez tem um certo risco por causa do DIU. Aumenta a probabilidade de aborto espontâneo e parto prematuro. Tudo isso foi um baque muito grande para mim. Ainda mais porque fui metralhada por todos os lados. Pessoas que nem me conhecem começaram a me julgar. Nunca almejei fama, nunca fui atrás disso", defende-se.

Luciana Gimenez teria sido convidada para novo teste em emissora dos EUA

Luciana Gimenez Foto: Instagram / Reprodução
Luciana Gimenez
Luciana Gimenez segue namorando a emissora norte-americana ABC. De acordo com a coluna Zapping, do jornal Agora São Paulo, a apresentadora teria sido convidada para fazer um novo teste, que seria para um atração que irá ao ar de manhã, em 2014.

A brasileira, que tem um filho com Mick Jagger, é aposta do canal para conquistar o público latino. O plano de Gimenez, que comanda o "Superpop" há dez anos, é conciliar o trabalho na Rede TV!. Em junho, ela participou do The View, ao lado de Whoopi Goldberg.

Fonte: Terra

Morreu Ronald Biggs, famoso assaltante britânico que morou no Rio

(Arquivo) Ronald Biggs exibe cartaz de procurado com sua foto durante lançamento do livro "Odd Man Out" no Rio de Janeiro em 21 de janeiro de 1994 (AFP/Arquivos, -)


Londres — O assaltante mais conhecido do famoso roubo ao trem pagador Glasgow-Londres, o britânico Ronald Biggs, que morou por três décadas no Brasil, faleceu nesta quarta-feira aos 84 anos, segundo a imprensa inglesa.
No momento da morte, Biggs recebia atendimento médico, depois de ter sofrido vários problemas graves de saúde nos últimos anos, de acordo com os meios de comunicação britânicos.
Na madrugada de 7 para 8 de agosto de 1963, o condutor de um trem postal, que percorria o trajeto entre a cidade escocesa de Glasgow e a estação londrina de Euston, parou em um ponto isolado na altura de Ledburn, ao noroeste de Londres. Um sinal vermelho na via ordenou a parada.
Os assaltantes agrediram o condutor, desengancharam a locomotiva e os dois primeiros vagões para, em seguida, descarregar 120 sacos que continham 2,5 toneladas de dinheiro em espécie.
Tudo aconteceu sem que os funcionários nos outros vagões percebessem o assalto. No total, o grupo levou o equivalente a 69 milhões de dólares atuais.
Em 1965, um ano depois da condenação, Biggs conseguiu escapar da prisão londrina de Wandsworth, ao escalar o muro e fugir em uma caminhonete.
Após a fuga, passou por Bélgica, França e Austrália, antes de chegar ao Brasil, onde morou por mais de três décadas no Rio de Janeiro e teve um filho.
Pouco antes do aniversário de 50 anos do assalto, Ronnie Biggs declarou: "Se querem me perguntar se lamento ter participado no golpe, minha resposta é não".

Fonte: AFP

Mulher de 34 anos morre após cirurgia plástica no interior do Paraná

Adenilson Ângelo dos Santos, de 35 anos, com a esposa Ângela Maria de Queiroz (Foto: Adenilson dos Santos/Arquivo Pessoal)Adenilson Ângelo dos Santos, de 35 anos, com a esposa, Ângela Maria de Queiroz (Foto: Adenilson dos Santos/Arquivo Pessoal)

Uma mulher de 34 anos morreu após realizar uma cirurgia para colocação de prótese de silicone nos seios e lipoaspiração no abdômen. O procedimento foi realizado na quarta-feira (11), em Nova Aurora, no oeste do Paraná, e a paciente morreu na sexta-feira (13). Ao G1, o marido Adenilson Ângelo dos Santos, de 35 anos, contou que a causa da morte foi embolia pulmonar, insuficiência respiratória e parada cardíaca.
Segundo ele, após a cirurgia, Ângela Maria de Queiroz começou a reclamar de fortes dores no peito. Na quinta-feira (12), dia seguinte à operação, a mulher acordou vomitando, além de estar com dificuldades para respirar. “Ela entrou no balão de oxigênio e daí em diante só foi piorando. Já não conseguia manter a respiração como era para manter”, disse.
Com o estado de saúde grave, ela foi encaminhada por volta das 18h de quinta-feira para fazer exames em uma clínica particular de Cascavel, também no oeste do estado. Como os resultados não apontaram a necessidade de ela ser transferida para uma UTI, a paciente retornou por volta das 20h ao hospital de Nova Aurora, onde acabou morrendo às 2h da madrugada de sexta-feira.
O marido reclama do descaso por parte do médico que a operou e a demora para transferir a mulher para uma UTI. “O médico que fez a cirurgia foi embora. Ele a abandonou na quinta de manhã e foi embora. Se ele fica, acompanha o caso e transfere para uma UTI, ela teria se salvado”, afirmou.

Ela deixou três filhos, de 2, 5 e 15 anos de idade (Foto: Adenilson dos Santos/Arquivo Pessoal) 
Ela deixou três filhos, de 2, 5 e 15 anos de idade
(Foto: Adenilson dos Santos/Arquivo Pessoal)
 
'Mais bonita'
Com três filhos, de 2, 5 e 15 anos de idade, Santos contou que a mulher falava em fazer o procedimento há dois anos e que tinha boas recomendações do médico que a operou. “Ela ouvia comentários. A gente achava que era um médico bom, que era preparado. Ela foi umas três vezes falar com o médico e ele sempre falava que ela ia sair de lá muito mais bonita, que era para ficar sossegada”, afirmou.
Agora, Santos está com os filhos em Formosa do Oeste, onde residem os familiares. Ele disse que está sendo difícil e que as crianças sentem a falta da mãe. “Ela era muito especial. Não só para mim, mas para toda a família. A minha mãe tinha ela como filha”, recordou emocionado.
De acordo com ele, um advogado já foi contratado pela família, com o objetivo de processar o hospital. “Se eu tivesse poder, colocava todos na cadeia”, disse.

Hospital fala em fatalidade
A cirurgia foi realizada no Hospital Dr. Aurélio Regazzo. Procurado pela reportagem, o advogado da unidade de saúde, Rogério Petronilho, disse que foram adotados todos os procedimentos e condutas que o caso da paciente demandava. Além disso, após ser constatada a gravidade do caso, a mulher foi encaminhada a uma clínica de Cascavel e, em exames, não foi constatado que era necessário encaminhá-la a uma UTI. “Ela foi levada em uma UTI móvel até Cascavel. Ela realizou todos os exames necessários, o que apresentaram desnecessidade de internamento na UTI”, afirmou.
Sobre o médico que realizou o procedimento ter ido embora e deixado a paciente, Petronilho diz que isso é normal, já que a mulher ficou aos cuidados do restante da equipe médica, que faz o acompanhamento pós-operatório. “A paciente, em nenhum momento, ficou desassistida. Os membros da sua equipe ficam dando assistência à paciente. Então, a cirurgia transcorreu dentro da normalidade, sem nenhuma intercorrência. (...) É uma fatalidade. Uma coisa lamentável”, disse. Segundo ele, o médico já realizou mais de 3 mil cirurgias ao longo da carreira.

Fonte: G1