sábado, 28 de dezembro de 2013

“Na infância, era do tipo que só andava com meninos”, diz Carol Dieckmann


CAROL DIECKMANN REVELA EM VÍDEO EXCLUSIVO QUE DEMOROU PARA SE DESCOBRIR COMO MULHER (Foto: Reprodução)

No currículo de Carolina Dieckmann, além da sofrida Iolanda, que interpreta atualmente na novela global "Joia Rara”, há uma coleção de mulheres sensuais, como Teodora, de “Fina Estampa” e Leona, de “Cobras & Lagartos”, que exaltam a feminilidade natural da atriz. Por isso, é difícil imaginar que, na infância, Carol não gostasse de laços e vestidos: “eu me achava meio masculina, quando entrei na adolescência, fiquei sem saber o que vestir. Tive dificuldade de me entender como mulher, mas acho que acabei aprendendo através dos meus personagens”, conta.
A atriz explica que o fato de ter irmãos homens a influenciou muito durante a infância: “por causa deles, eu gostava muito de brincar na rua. No colégio era do tipo que só andava com meninos e não me dava tão bem com as meninas”, diz.
Capa de Marie Claire de dezembro, Carolina é hoje sinônimo de corpo e rosto perfeitos. E para manter a beleza em dia, ela diz que não recorre a métodos sofisticados: “meu principal segredo de beleza é simples: “água de coco fresca no cabelo depois de sair da praia. Hidrata e combate os efeitos do sol e do sal nos fios".

Fonte: Marie Claire

Mãe usa Internet para fazer diagnóstico de filha com síndrome rara

Amy e Jayne Hughes | Crédito: BBC
Jayne Hughes descobriu síndrome rara da filha pela Internet

A britânica Jayne Hughes passou décadas tentando descobrir a doença que acometia sua filha, Amy. Aos 22 anos, a jovem mede cerca de 1,20 metro, altura equivalente à de uma menina com menos da metade da sua idade.
Além da baixa estatura, ela também tem dificuldades na fala e apresenta sinais de demência.
Cansada dos diagnósticos inconclusivos, Jayne tomou uma decisão considerada para muitos médicos precipitada, mas que, ao final, se provou útil: buscou na Internet casos semelhantes aos de suas filhas.
Navegando na rede, ela se deparou com imagens de outras crianças com olhos profundos e feições semelhantes às da jovem.
As características sugeriam se tratar de uma doença raríssima: a síndrome de Cockayne.
"Quando eu encontrei a síndrome de Cockayne na internet, havia algumas fotos de crianças e todas se pareciam com ela", diz Jayne.
"Então eu imprimi as fotos e, quando meu pai apareceu, falei: 'Dê uma olhada nisso'. Ele perguntou quando eu havia tirado aquelas fotos de Amy e eu disse que não eram dela", conta.
"Foi naquele ponto que eu pensei: é isso, definitivamente é isso que ela tem", afirma.
Jayne brinca que apenas recentemente aprendeu os comandos de 'copiar' e 'colar', mas tem na Internet um aliado poderoso, sem o qual seu martírio não teria fim.
"Eu não conseguia descansar ou dormir, não conseguia cuidar do meu outro filho. Sem a internet, eu estaria perdida", afirma.
Agradecida pela ajuda da rede, ela decidiu criar um site chamado Amy and Friends ("Amy e amigos", em tradução livre), que apoia 1,5 mil outros jovens pelo mundo afetados pela mesma síndrome.

'Cibercondria'

Como Jayne, milhares de pessoas estão recorrendo à internet em busca de diagnósticos para transtornos e doenças.
A prática cresceu tão fortemente nos últimos anos que médicos já alertam para seus riscos, especialmente entre aqueles que, mesmo sem nenhum sintoma aparente, passam horas conectados à rede para buscar curas para doenças que não têm.
O transtorno já tem nome: cibercondria, a "hipocondria virtual", segundo psiquiatras do centro de saúde mental da fundação Imperial College Healthcare de Londres, que gerencia cinco hospitais na capital britânica.
Para o professor Peter Tyer, "quatro em cada cinco pacientes com hipocondria passam horas na Internet".
Segundo ele, a cibercondria está em alta. Uma pesquisa desenvolvida por Tyer sobre o assunto foi recentemente publicada na revista médica Lancet.
Mas há uma boa notícia: o problema pode ser tratado efetivamente com terapia.
"Uma das primeiras coisas que fazemos no tratamento é pedir para os pacientes pararem de navegar pela Internet", diz Tyrer.
"Outra coisa é sugerir que eles façam diários. Via de regra, as anotações mostram que toda vez que eles usam a Internet, a sua ansiedade aumenta".
"O problema é que a Internet contém todo o conhecimento que você precisa ter – mas não oferece nenhuma avaliação disso", acrescenta.

Reação dos médicos

É consenso que a tecnologia pode ajudar a resolver grandes problemas de saúde.
Mas a forma como ela vem sendo utilizada é motivo de preocupação da maioria dos médicos.
Christian Jessen – clínico-geral, apresentador de TV e usuário voraz da rede social Twitter – estima que dois terços de seus 30 mil tuítes foram respostas a questões sobre a saúde de usuários.
Um exemplo recente, lembra ele, foi o de uma pessoa que não conseguia marcar uma consulta médica para desobstruir seus ouvidos.
"Eu o aconselhei a usar azeite como remédio. O azeite é antibactericida, antisséptico, e tem poucas contra-indicações".
Mas Jessen prefere ser cauteloso: ele sempre retuíta a pergunta original e se recusa a dar sua opinião médica com base em fotos que as pessoas lhe enviam.
Ele considera a Internet uma forma moderna e sucinta de ajudar as pessoas.
"Quando comecei a fazer isso (responder a usuários no Twitter), houve uma reação negativa da comunidade médica. Eles alegavam que eu não devia interagir com pessoas que eu nunca vi e tampouco dar recomendações médicas."
"Mas não é diferente de você estar em uma festa, quando você anuncia que você é médico. A primeira coisa que as pessoas fazem é contar a você todo o seu histórico médico e pedir um diagnóstico. É exatamente a mesma coisa."
Ele diz, no entanto, que embora a tecnologia possa agilizar a descoberta e o tratamento de doenças, nada substitui uma consulta anual com o médico de confiança.

Perigo

Um site respeitado, Clique HealthTalkOnline, foca nas histórias dos pacientes. A página é cuidadosamente pesquisa por acadêmicos.
Nela, as pessoas falam francamente sobre suas condições especiais.
Engenheiro de formação, o professor Stuart Jessup foi recrutado por meio do Twitter para participar da empreitada.
Ele percorre a Inglaterra para aumentar a conscientização das pessoas sobre a depressão.
A professora Sue Ziebland, da Universidade de Oxford, passou 15 anos examinando como os pacientes usam a Internet, incluindo pessoas com câncer.
Segundo ela, "um dos homens que entrevistamos deixou de frequentar a biblioteca pública perto de sua casa para buscar informações sobre grupos de apoio na Internet".
"Uma das primeiras coisas que ele achou foi a página de uma associação voltada para o tipo de câncer que ele tinha. Ali, ele descobriu que sua expectativa de vida dificilmente passaria de cinco anos."
"Ele ficou tão aterrorizado que desligou o computador imediatamente."
"Nesse caso específico, a informação era correta, mas talvez não deveria estar na página principal da associação."
Depois de por muito tempo ver a Internet como uma ameaça, Ziebland diz que os médicos passaram a discutir os diagnósticos com seus pacientes durante as consultas.
No entanto, médicos alertam para os perigos de diagnósticos imprecisos na rede.

Fonte: BBC

Músico Paulo César Perrone morre após parada cardíaca

  • Reprodução
    Notícia da morte de Perrone foi dada pela irmã dele, Lidiane Roriz, pelo Facebook
O músico Paulo César Perrone, de 35 anos, morreu na madrugada deste sábado, 28, por volta das 2 horas, após sofrer uma parada cardíaca. Ele deu entrada no Hospital das Clínicas na noite de sexta-feira, 27, depois de passar mal em sua residência. O sepultamento será às 16 horas deste sábado, no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador.

A notícia da morte do músico foi dada pela irmã do ex-baterista, Lidiane Roriz, na manhã deste sábado pelo Facebook. "Caros amigos, é com muita dor que comunico o falecimento de Paulo Perrone. Ontem [sexta-feira] ele teve uma complicação e sofreu uma parada cardíaca. Não resistiu.", escreveu Lidiane, que ainda agradeceu o apoio das pessoas que torciam pela melhora de Paulo. "Muito obrigada a todos que estiveram juntos conosco nesta luta", acrescentou.

Crime
Paulo César Perrone Júnior foi baleado na cabeça no dia 19 de julho de 2011 na Rua do Jaracatiá, próximo à Alameda das Espatódeas, no Caminho das Árvores, após deixar a agência do Banco Bradesco no centro empresarial na região do Iguatemi, em Salvador. O músico, vítima de uma saidinha bancária, dirigia um Fiat Uno, cor cinza, quando foi seguido por dois homens em uma moto, que efetuaram os disparos após roubaram o dinheiro.

Saiba mais

Perrone teria ido até a agência conversar com a gerente e sacar R$ 3 mil para uma viagem que faria com a namorada para a Espanha.
A vítima foi socorrida por um policial da 16ª Delegacia de Polícia e, com a chegada dos policias da 35ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), foi encaminhada ao Hospital Geral do Estado (HGE).

Música
Apaixonado pela música, Perrone chegou a cursar Ciências Contábeis, na Universidade Católica de Salvador, mas deixou a faculdade no sexto semestre para se dedicar a carreira de músico. Quando foi baleado, ele tocava há um ano no grupo Estakazero.
Na época, o empresário da banda, Kel Mascarenhas, falou sobre Perrone: "Ele é um músico excepcional. Todos os integrantes da Estakazero torcem muito por sua recuperação".

Fonte: Portal A Tarde

Diretor não acredita em desgaste do especial de R. Carlos: "é difícil variar"


A programação de fim de ano da Globo é repleta de novas produções. Ainda assim, ao longo dos anos, com seu jeito metódico e supersticioso, Roberto Carlos tem sido fiel às suas origens durante seus shows de fim de ano. Por isso, o Especial 40 Anos. Juntos segue sem grandes surpresas o roteiro de espetáculo do "rei", que vai desde as clássicas Emoções e Detalhes, passa pelo figurino azul e branco e se encerra com a religiosa Jesus Cristo, além da entrega de rosas para a plateia. A produção, que foi ao ar nesta quarta-feira, 25 de dezembro, comemora os 40 anos de parceria do cantor com a emissora. "Existe uma coisa poderosa no Roberto Carlos. Ninguém está há tanto tempo no topo à toa. É um programa muito especial e idealizamos um show em clima de Oscar'', explica o diretor de núcleo Jayme Monjardim, que não acredita no formato desgastado do especial. "É muito difícil variar. Mas novas ideias vão surgindo para dar fôlego. Ano que vem, vamos gravar em Las Vegas", contou.

 O espetáculo, que, ao longo dos anos, passou pelo palco do Teatro Municipal de São Paulo, pelo Ginásio do Ibirapuera e pelos estúdios do Projac, entre outros espaços, foi gravado na Cidade das Artes, localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Apesar das constantes mudanças de local, o especial segue uma linha bem homogênea ao longo dos anos. Ainda assim, é possível notar o esforço da produção para modernizar e aproximar o cantor das gerações mais novas, com versões "remix" de grandes clássicos de sua carreira acompanhadas da performance dos DJs Memê, Felipe Venâncio, Mau Mau e de músicos da banda Dexterz. Cada um, diante de sua mesa de mixagem, executou, junto à Orquestra RC, canções como Fera Ferida, O Portão, É Proibido Fumar e É Preciso Saber Viver. Além disso, um dos pontos altos da noite foi a participação da cantora sensação do momento Anitta, principal nome do universo musical em 2013. Os dois fizeram um dueto que mesclou o ''hit chiclete'' Show das Poderosas e Se Você Pensa. ''Quase desafinei cinco vezes, pelo menos. No ensaio, eu fui melhor. Mas aqui fiquei nervosa, com um monte de gente", desabafou Anitta, que precisou repetir sua apresentação durante a gravação.

As palavras sedutoras de Roberto para a plateia não ficaram de fora. Entre uma música e outra, o cantor declamava versos, como o poema O Tempo Passa? Não Passa, de Carlos Drummond de Andrade. Um dos momentos de maior interação com o público foi com a interpretação de Esse Cara Sou Eu, que teve direito à repetida e enfadonha história de como a música foi parar na trilha de Salve Jorge. "É sempre uma honra ter uma canção na novela", valorizou Roberto, que anunciou e cantou ''Cartas de Amor", versão da americana ''Love Letters'', já gravada por ele em 1984 e que estará na trilha da próxima novela das nove, Em Família.

O show também teve espaço para publicidade dos artistas do canal. Tiago Abravanel, que ganhou repercussão com o musical sobre Tim Maia, encarnou o falecido cantor no palco e interpretou Negro Gato ao lado de Roberto Carlos. Tatá Werneck fez seu típico show de palhaçadas. Já Lulu Santos cobriu a tradicional cota The Voice Brasil e interpretou sua clássica canção Como Um Onda. "Acho que estou sonhando. É sempre uma honra cantar ao lado do Rei", elogia o jurado do reality show'.  O tradicional dueto com Erasmo Carlos, que quebrou as regras e subiu ao palco de roupa preta, ocorreu ao fim da noite. "Era o único terno que eu tinha", lamentou o Tremendão, que cantou Além do Horizonte, que ganhou nova versão para a abertura da novela das sete de mesmo nome.

O cenário do especial, projetado pela cenógrafa May Martins, contou com muitas luzes e foi  decorado nos tons de dourado e azul. ''Escolhemos essas cores por dois motivos: o dourado porque remete ao glamour e o azul por ser uma cor que o Rei adora. Além disso, o ouro sobre o azul é um clássico'', explicou a cenógrafa. Para finalizar a noite, Fátima Bernardes chamou o clipe preparado para o especial com imagens de diversos momentos de Roberto Carlos na Globo durante esses 40 anos. "É a primeira vez que participo do show e para fazer uma homenagem. Me sinto representando os outros colegas de empresa", valorizou.

Fonte: Terra

"Olhem, é melhor ele acreditar no desgaste sim, porque a maioria dos telespectadores já estão de saco cheio desse especial! Todo ano a mesma coisa, R.C, R.C, R.C. Ninguém aguenta!

Aposentadoria de Justin Bieber era só uma ‘brincadeirinha’, infelizmente

Cantor canadense não pretende encerrar sua carreira e planeja novas músicas para 2014

Justin Bieber faz show da turnê “Believe Tour”, na Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro
Justin Bieber faz show da turnê “Believe Tour”, na Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro (Felipe Panfili/AgNews)

A novela da aposentadoria de Justin Bieber, infelizmente, ainda não acabou. Após o cantor anunciar o fim de sua carreira, voltar atrás, e, mais tarde, postar uma mensagem em seu Twitter - em pleno Natal - confirmando a informação, dessa vez o empresário Scott Manson, nome por trás da empresa que assessora o cantor, afirmou ao jornal The Wall Street Jornal que Bieber, definitivamente, não está nem perto da aposentadoria.
No mesmo jornal, foi publicado um comunicado oficial na última-sexta feira, assinado por Allison Kaye, também da equipe de empresários de Bieber. Segundo ela, a notícia de que o cantor iria pendurar as polainas não passa de uma “brincadeirinha”, e uma “resposta” à maneira que ele vem sendo tratado pela imprensa.

Leia também:
Como o ex, Selena Gomez pausa carreira. Mas pela saúde

“Justin achou que essa seria a melhor maneira de responder às últimas notícias extremamente exageradas sobre sua vida. Ele escolheu canalizar sua frustração brincando com esse rumor”, escreveu Allison no comunicado. “Porém, após 20 minutos, Justin percebeu que suas fãs ficaram confusas e decidiu esclarecer que era apenas uma brincadeirinha.”
Quem comemorou a falsa aposentadoria ainda terá que lidar com a notícia de que o canadense está pronto para entrar em estúdio, no começo de 2014, e, em breve, deve lançar novas músicas.

Fonte: Veja

Miley Cyrus rebate Joe Jonas sobre apresentá-lo à maconha




"Não há nada que duas garotas façam você fazer o que você não quer fazer", disse Miley Cyrus a Joe Jones sobre tê-lo pressionado a fumar maconha na adolescência  Foto: Getty Images 
“Não há nada que duas garotas façam você fazer o que você não quer fazer”, disse Miley Cyrus a Joe Jones sobre tê-lo pressionado a fumar maconha na adolescência  Foto: Getty Images
Miley Cyrus rebateu o relato de Joe Jonas à New York Times sobre a primeira vez em que fumou maconha, com a cantora e Demi Lovato, na adolescência. Segundo um dos Jonas Brothers, ele foi pressionado pelas duas estrelas teen da Disney na época.
“Se você quer fumar maconha, então, você vai fumar maconha. Não há nada que duas garotas façam você fazer o que você não quer fazer. Nós erámos tão jovens que na verdade era ‘como você conseguiu ser pressionado por mim’?”, disse Miley em entrevista também ao New York Times.
A ex-Hannan Montada também comentou sobre sua imagem de usuária de drogas na mídia, e principalmente para o seus jovens fãs. “Kurt Cobain disse uma vez ‘há uma lugar especial no inferno para aqueles que glamorizam drogas’ e eu nunca quis ser esse tipo de pessoa, que conversa com adolescentes de 16/17 anos e diz ‘fume maconha’”, contou Miley, hoje com 21 anos.

Saiba Mais
​A cantora pop, que acaba de lançar o clipe de Adore You, após vazar no dia de Natal, também comentou sobre o incidente de ser filmada fumando em um bong, em dezembro de 2011, ainda como estrela da Disney.
“As coisas vieram muito rápido, sabe, sobre o vídeo do bong. Mas eu nunca quis fazer aquilo com a Disney. Quando eu não estava empregado por mais ninguém, ai sim eu disse ‘agora vou fazer minhas coisas’. Mas eu esperei até sentir que terminei respeitavelmente o que eu tinha que fazer”.
Com tanto escândalos midiáticos, seja pelo consumo de maconha ou por danças e clipe ultra-sensuais, Miley contou que artistas já estão evitando tirar fotos com ela. “Eu tiro uma foto e eles dizem ‘você tem que deletar isso!’. Eu fazia isso quando tinha 14 ou 15 anos e mesmo assim não me importava.”

Fonte: Boa Informação

Junior Lima comenta gravidez de Sandy em redes sociais

Junior Lima mostrou como ficou ao saber que será tio Foto: Instagram / Reprodução
Junior Lima mostrou como ficou ao saber que será tio

Junior Lima publicou nessa quinta-feira (26) a foto de um cachorrinho em suas redes sociais e se mostrou muito feliz. “É com essa cara que eu estou, desde que fiquei sabendo que vou ser tio!!!”, escreveu da legenda. 

Sandy anunciou que está grávida do músico Lucas Lima, com quem é casada há cinco anos. “Hoje é um dia muito feliz pra mim e pro Lucas. Vim aqui pra dividir com vocês a linda notícia de que estamos esperando nosso primeiro bebê!!”, disse por meio de seu Facebook. 


“Estou com três meses de gestação, me sentindo muito bem e saudável, o que é ótimo, já que pretendo trabalhar até um pouquinho antes de o bebê nascer. Não sabemos se é menino ou menina ("guri" ou "guria", de acordo com o Lucas - rs), mas também não importa, queremos é que venha com muita saúde e cercado de boas energias! “, continuou Sandy na postagem.

Fonte: Terra

Bill Gates aposta em gerador de energia movido à urina

Por Marcos Henderson em
Bill Gates aposta em gerador de energia movido à urina
A “Bill and Melinda Gates Foundation”, empresa fundada pelo criador da Microsoft e do Windows para melhorar o saneamento básico para pessoas no mundo inteiro, está investindo em um projeto inusitado que transforma a urina em energia elétrica.
Os pesquisadores do Bristol Robotics Laboratory, na cidade de Bristol, na Inglaterra, são os responsáveis pela nova invenção da companhia. Estes cientistas desenvolveram uma tecnologia capaz de converter a urina em eletricidade e ganharam total apoio de Bill Gates, mesmo com o projeto ainda em desenvolvimento.
O funcionamento é relativamente simples: foi criada uma espécie de célula que contém um grupo de micro-organismos capaz de utilizar a urina, “quebrá-la” e gerar esta eletricidade. Todo este processo ocorre em uma estrutura com os conversores para realizar a sucção da urina com um cabo. Deles, saem a eletricidade e também o “resto” da urina.
Na apresentação que os inventores fizeram à fundação, o sistema foi utilizado para dar energia à bateria de um celular. De acordo com informações do “Business Insider”, a tecnologia impressionou e acabou sendo premiada com uma bolsa da empresa para que pesquisa possa ser levada adiante.
O maior desafio do projeto no momento, segundo os próprios desenvolvedores, é criar um grande número de conversores para, assim, conseguir realizar conversões significativas de energia, em grandes escalas. Esta é uma ideia grandiosa e genial, que pode propiciar a obtenção de energia elétrica por uma pessoa comum dentro de seu próprio banheiro.

Fonte: Ache Belém