quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Em 10 dias de greve, 46 ônibus foram depredados em Porto Alegre

Em dez dias de greve do transporte coletivo em Porto Alegre, 46 ônibus já foram depredados na tentativa de circular pela cidade e recolher passageiros, informou nesta quarta-feira a prefeitura da capital gaúcha. A última ocorrência foi registrada no início da manhã de hoje, com apedrejamento de um veículo da VTC, Consórcio STS, em operação na zona sul.

A ação partiu de pessoas em uma motocicleta. Os oito ônibus do STS, em circulação nas ruas, cinco da VTC e três da Belém Novo, foram recolhidos às suas garagens para proteção da tripulação e passageiros, segundo a prefeitura.

Na tentativa de tentar reduzir as dificuldades de cerca de 1 milhão de pessoas em dez dias de grevea prefeitura disponibizou desde ontem, uma linha regular de transporte hidroviário, entre a Ilha da Pintada e o Cais Mauá, no centro. São viagens em três barcos turismo, com capacidade média de cerca de 150 pessoas, das 6h às 20h, com intervalos de hora em hora. A tarifa custa R$ 4, mesmo valor praticado nos lotações e vans escolares.  

A greve dos rodoviários foi decidida em assembleia dia 23 de janeiro e começou no dia 27 de janeiro, com os trabalhadores colocando 30% da frota na rua. No dia seguinte, a Justiça determinou que 70% dos ônibus estivessem nas ruas nos horários de pico, o que levou o sindicato a descumprir a decisão e tirar todos os veículos de circulação.

Na última quinta-feira, um acordo provisório foi firmado entre sindicalistas e empresas de ônibus para que parte dos veículos retornasse às ruas por 10 dias, mas os rodoviários decidiram continuar com a greve total. Diante disso, a prefeitura anunciou, no último sábado que, como medida emergencial, as vans escolares estão autorizadas a atender as áreas mais carentes de transporte público desde essa segunda-feira.
Fonte: Terra

Nenhum comentário: