quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Relatório indica que consumo de música online dobrou em 2013 no Reino Unido

 Relatório indica que consumo de música online dobrou em 2013 no Reino Unido

O consumo de músicas através da internet no Reino Unido chegou a dobrar no último ano de 2013, com relação ao ano anterior. Este consumo ainda representa atualmente, ao menos 10% da receita de toda a indústria musical no país. Os dados são de um relatório realizado pela Indústria Fonográfica Britânica, BIS, divulgado na última quarta feira, dia 1º de janeiro.
O streaming, a emissão de conteúdo online sem que seja necessária a realização de download, aumentou também em 2013, por conta de uma diminuição das vendas de álbuns, fato que registrou uma queda generalizada no último ano. Isso ocorre principalmente pela diminuição nas vendas de CDs diante de uma crescente tendência da população e público de consumir música pelo meio digital. O público hoje, além de considerar mais viável a compra ou download online, prefere o modelo pela facilidade de compartilhamento entre aparelhos digitais.
As informações são todas conclusões do estudo da BIS, que foi realizado em parceira com a The Official Chart Company, uma empresa que elabora de forma oficial a lista dos álbuns e dos singles mais vendidos no Reino Unido. A lista indica ainda que 7,4 bilhões de músicas foram ouvidas através do sistema streaming, tanto de forma paga quanto as que foram subsidiadas por publicidade durante o ano de 2013. Este número já é duas vezes maior que o registro das que foram escutadas desta forma em 2012, de 3,7 bilhões de canções.
As vendas de álbuns chegaram a representar 29 milhões de libras a mais que em 2012, registrando um valor de 772 milhões de libras, o equivalente a R$ 3.007.780.531. Em 2013, foram vendidos 60,6 milhões de CDs no Reino Unido, um número quase 13% a menos que no ano anterior, mesmo que esse formato represente dois terços do mercado de álbuns no país. Por outro lado, as vendas digitais subiram quase 7%, a 32,6 milhões, chegando a representar com isso quase 35% do mercado total da música no país.
De acordo com o executivo chefe da BIS, Geoff Taylor, ao mesmo tempo em que a música digital avança rumo à era do streaming, as perspectivas para o crescimento do mercado musical no país são bastante sólidas. Os dados ainda refletem o reforço na venda de vinis, um formato que vem ressurgindo, registrando o dobro nas vendas em 2013, com 780 mil vendas. Ainda assim, só representa 0,8% de todos os álbuns que foram vendidos.

Fonte: Notícias BR

Sarada! Luiza Possi exibe corpão em rede social só de biquíni


Luiza Possi segue mantendo a boa forma que conquistou nos últimos meses. Nesta quinta-feira (2) a cantora publicou uma foto em seu Instagram em que aparece só de biquíni.
— Bom dia, dia lindo.
No início de dezembro, em conversa com o R7, Luiza falou sobre alimentos que cortou da sua dieta.
—  O glúten, segundo meu médico, faz muito mal para o corpo, e para sempre. Eu também sou muito alérgica à lactose, então, tive que tirar de qualquer jeito. Malte eu também tirei, nem cerveja, nem uísque. Só vinho e em pouca quantidade!

Fonte: R7

Miley Cyrus diz: "Eu sou a voz de uma geração"


Miley Cyrus diz: "Eu sou a voz de uma geração"
Em 2013 o nome de Miley Cyrus esteve em alta, e não somente por sua música, mas sim por suas atitudes que em pouco tempo mudaram rapida e drásticamente.
Muito polêmica, no ano passado a jovem de 21 anos ousou em suas performances e declarações, revolucionou tanto no bom, quanto no mal gosto na em seus looks mas apesar de tudo, acredita que tem feito o melhor para seus fãs.
Em entrevista à revista Now Magazine, sem nenhuma modéstia, a cantora afirmou ser a "voz de uma geração": "Eu acho que as pessoas são fascinadas por mim porque sou a voz de uma geração. Não porque eu sou uma inspiração, porque eu não quero este título. Os modelos de pessoas deveriam ser heróis reais, que fizeram coisas reais. Se eles não entendem o que eu estou fazendo, então nunca vão me entender".
Sobre um dos pontos altos de sua carreira nos palcos, a chocante apresentação com o cantor Robin Thicke no MTV VMA 2013 em agosto, onde deixou convidados e críticos constrangidos ao dançar de forma provocante e se insinuar sexualmente ao cantor, Miley comentou: "Eu não sabia como as pessoas iriam reagir, embora eu quisesse agitar as coisas. Isso acabou por ser mais caótico do que eu imaginava, e eu adoro isso. Este é o tipo de energia que você quer criar, porque vai contra a natureza. E quando muitas pessoas estão atacando você é ainda melhor. É empurrar os limites que a sociedade acha que você deveria ser autorizado a ter".

Fonte: Ache Belém