terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Mônica Iozzi estreia como repórter do BBB14 na Globo

Depois de sair do CQC, Mônica Iozzi foi contratada pela Rede Globo e estreia na nova emissora hoje, dia 21. Ela fará parte do Big Brother Brasil 14, aparecendo no dia da terceira eliminação do programa.
De acordo com o site UOL, a repórter reforçou no final de 2013, o seu desejo de investir na carreira de atriz. Depois de alguns boatos sobre sua contratação por outras emissoras, ela acertou com a Globo.
Alguns dias, em sua página no Twitter, ela perguntou o seguinte na rede social –
  "Bonitos, se vocês tivessem a oportunidade de ironizar, criticar o BBB publicamente… O que diriam?", questionou Mônica.

BBB.


Fonte:  Sobre Isso

Cauã Reymond dedica seu trabalho em 'Amores roubados' ao avô


Cauã Reymond publicou foto ao lado de seu avô e dedicou a ele seu trabalho em 'Amores roubados' (Foto: Reprodução/Facebook)Cauã Reymond publicou foto ao lado de seu avô e dedicou a ele seu trabalho em 'Amores roubados' (Foto: Reprodução/Facebook)

Cauã Reymond publicou nesta terça-feira (21), em sua página oficial no Facebook, uma mensagem em homenagem ao seu avô, em que dedica a ele seu trabalho na minissérie "Amores roubados", cujo último episódio foi exibido na sexta.
"Meu avô querido. Um grande exemplo para mim, que me ajudou a me tornar o homem que sou e a quem dediquei o meu trabalho em 'Amores Roubados'. Chegou da Paraíba aos 17 anos e se formou na primeira turma de economia do país. Era um grande homem!", escreveu. Carlos Marques de Souza, avô de Cauã, morreu em novembro de 2012 aos 89 anos.

O ator, que interpretou o personagem Leandro, que seduz três mulheres diferentes – vividas por Patrícia Pillar, Isis Valverde e Dira Paes –, já havia publicado uma mensagem, em seu Facebook, em agradecimento à equipe da minissérie e afirmou que esse foi um de seus "trabalhos mais prazerosos e gratificantes".
"Hoje é o último episódio de 'Amores roubados', um dos meus trabalhos mais prazerosos e gratificantes. Feliz por ter feito parte de uma equipe de talentos tão imensos: nosso diretor José Luiz Villamarin, o autor George Moura, o deus da fotografia Walter Carvalho e um elenco sensacional: Dira, Isis, Patricia, Murilo, Cássia, Irandhir, Jesuíta, Osmar... A todos eles, o meu carinho e admiração", escreveu.

Trilha sonora
As músicas da banda inglesa The xx que fazem parte da trilha da minissérie "Amores roubados", da TV Globo, ficaram entre as mais baixadas no iTunes Brasil na última semana. "Intro", usada nas chamadas do programa e nas cenas de romance entre Leandro (Cauã Reymond) e Antônia (Isis Valverde), foi a 1º colocada no ranking de vendas digitais da Apple na noite de quinta-feira (9). "Angels", que também embala o casal de personagens, ficou em 2º lugar. Ouça "Intro" e veja a letra e ouça "Angels", do xx.
Cauã Reymond publicou foto da equipe de 'Amores roubados', em sua página no Facebook, nesta sexta (Foto: Reprodução/Facebook)Cauã Reymond publicou foto da equipe de 'Amores roubados', em sua página no Facebook, nesta sexta (Foto: Reprodução/Facebook)

Fonte: G1

Mãe reconhece suicídio de filho gay: 'foi um choque'

A mãe do adolescente Kaique Augusto dos Santos, 17 anos - encontrado morto no último dia 11, na avenida Nove de Julho, em São Paulo -, Isabel Cristina Batista, e o advogado que a representa, Ademar Gomes, afirmaram nesta terça-feira, em entrevista coletiva, que não contestarão a conclusão da polícia de que o jovem se suicidou e não foi vítima de um homicídio. 
"Queremos nos retratar. Se em algum momento foi dito que foi homicídio por parte dos skinheads, pedimos desculpas. Não tem nenhum grupo envolvido, o que houve é que ele se suicidou”, afirmou Gomes. "Eles (policiais) chegaram a uma conclusão que não vamos contestar. Houve suicídio e não homicídio, como havia sido dito. A dona Isabel (mãe do adolescente) não se conformava com suicídio, simplesmente porque o corpo estava no chão e a polícia levou para o IML (Instituto Médico Legal). Eles não tiveram qualquer esclarecimento do IML, que não deu informações a ela.”
Registrado pela polícia como suicídio, o caso gerou polêmica após familiares e amigos de Kaique afirmarem que ele foi agredido e morto, por conta da forma como seu corpo foi encontrado. A tese de que o jovem se matou, porém, voltou a ser considerada depois que a polícia localizou mensagens de despedida do adolescente em um diário escrito por ele. "Eu não li o diário realmente, mas meu advogado disse e me passou tudo. Foi suicídio", afirmou Isabel. 
Apesar dos textos no diário, a mãe do garoto afirmou que ele não havia demonstrado depressão e nem tentado se matar anteriormente. "Está sendo muito difícil. Péssimo. Porque eu não tinha conhecimento dessa depressão dele. A reação dele dentro de casa não era o que ele escrevia. Nunca rejeitei meu filho. Trabalho com muitos homossexuais e nunca impediria isso (fato de ser homossexual). Nunca tive preconceito sobre isso. A família também não tinha preconceito. Acredito muito no trabalho da polícia e estou convicta de que houve suicídio”, afirmou a mãe do adolescente. 
“Pelo que ouvi dizer é que ele se sentia muito sozinho. Eu tinha um problema financeiro em casa e por isso morava com amigos, mas ele iria voltar para casa em breve. Talvez tenha sido esse período que se sentiu sozinho, mas não tinha conhecimento disso. Só soube pelo diário porque em casa ele era pura alegria, só dançava e cantava. Para mim está sendo um choque. Essa é a realidade", disse Isabel.

Fonte: Jornal do Brasil