quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Eduardo Campos revela que filho tem Síndrome de Down

Eduardo Campos segura o filho recém-nascido, Miguel. Ele revelou nesta quarta-feira que o menino tem Síndrome de Down (Foto: Reprodução/Facebook)



O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), revelou nesta quarta-feira (29) que seu filho recém-nascido tem Síndrome de Down. O bebê nasceu na terça-feira (28), no Recife, e ganhou o nome de Miguel, em homenagem ao avô de Eduardo Campos, o ex-governador Miguel Arraes, morto em 2005.
Campos publicou uma foto no Facebook dando boas-vindas a Miguel e agradecendo as mensagens que recebeu pelo nascimento do filho. No texto, afirmou que, nesta quarta-feira, os médicos confirmaram o que já estava "pré-diagnosticado". "Miguel, entre outras características que o fazem muito especial, chegou com a Síndrome de Down. Seja bem-vindo, querido Miguel", escreveu.
Miguel é o quinto filho de Campos com a primeira-dama Renata de Andrade Lima Campos, com quem é casado desde 1991. Eram namorados desde a adolescência. Campos tem hoje 48 anos e Renata, 46.

Fonte: Época

Petição brasileira para abrigar Snowden ultrapassa 1 milhão de assinaturas


Petição brasileira para abrigar Snowden ultrapassa 1 milhão de assinaturas (Fonte da imagem: YouTube)

A campanha publicada na internet alcançou a marca de 1 milhão de assinaturas para persuadir o governo brasileiro a fornecer asilo político para o ex-analista da CIA, Edward Snowden, que revelou todo o esquema de espionagem da agência norte-americana. A ação publicada há um mês no Avaaz agora pretende atingir a meta de 1,25 milhão.
A organização acredita que, se ele estivesse no Brasil “poderia fazer muito mais para ajudar o mundo a entender como a NSA e aliados estão invadindo a privacidade de pessoas no mundo todo, e como podemos nos proteger”. Resumindo, Snowden está disposto a ajudar a imprensa a entender melhor a misteriosa natureza desse monitoramento ilegal.
A presidente Dilma Rousseff, que cancelou em outubro de 2013 uma visita aos Estados Unidos como forma de protesto pelo monitoramento ilegal – até de suas ligações –, ainda não se pronunciou sobre a possibilidade de abrigar Snowden. O ex-analista ainda foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz por dois deputados do Partido da Esquerda Socialista da Noruega.

Fonte: Tecmundo

Motorista que bateu em passarela no Rio falava ao celular, diz delegado


Em entrevista coletiva, delegado Fábio Asty afirma que motorista do caminhão admitiu que falava no celular no momento do acidente Foto: Mauro Pimentel / Terra
Em entrevista coletiva, delegado Fábio Asty afirma que motorista do caminhão admitiu que falava no celular no momento do acidente
Foto: Mauro Pimentel / Terra
O motorista da carreta que atingiu uma passarela na Linha Amarela, zona norte do Rio, na terça-feira, deixando cinco mortos e três feridos, admitiu nesta quarta-feira em depoimento à polícia que estava falando no celular no momento do acidente. Segundo o delegado Fábio Asty, da 44ª DP, responsável pelo caso, Luis Fernando da Costa, 33 anos, disse que conversava com um amigo no momento do impacto e não percebeu que a caçamba estava içada.

Para o delegado, a hipótese mais provável é a de falha mecânica - o motorista informou que a caixa de marcha do caminhão foi reparada na semana anterior e, segundo Asty, o içamento da caçamba com o veículo em movimento poderia provocar uma falha grave na carreta.


Após ser informado da gravidade do acidente, Costa teria reagido com surpresa e pesar. "Ele disse que falava ao telefone, as investigações apontam para um caso de negligência", afirmou o delegado.

Se confirmada a culpa, ele responderá por cinco homicídios culposos e três lesões corporais culposas - o quarto ferido é o próprio motorista -, quando não há a intenção de matar ou ferir. Costa segue internado em um hospital particular em Duque de Caxias, na região metropolitana do Rio. O telefone do motorista também será periciado para confirmar a versão relatada à polícia que deve ouvir ainda o mecânico responsável pelo conserto da carreta.

Imagens divulgadas pelo Centro de Operações Rio mostram que a carreta se chocou com a passarela, que tem cerca de 4,5 metros de altura, porque estava com a caçamba levantada no momento do acidente, derrubando, assim, a estrutura de metal. O acidente ocorreu entre os acessos 4 e 5 da Linha Amarela, em Pilares, e interrompeu o trânsito da Linha Amarela, uma das principais vias de acesso ao centro do Rio, até o fim da tarde de terça-feira.

Fonte: Terra

Menino que salvou a família de incêndio terá funeral com honras de bombeiro

Funcionários da escola onde Tyler estudava o chamaram de herói depois de saber do ocorrido, já que salvou a vida de seis pessoas, mesmo que isso tenha custado a sua própria vida Foto: Buzz Feed / Reprodução
Funcionários da escola onde Tyler estudava o chamaram de herói depois de saber do ocorrido, já que salvou a vida de seis pessoas, mesmo que isso tenha custado a sua própria vida
Foto: Buzz Feed / Reprodução

Tyler Doohan, 8 anos, foi notícia em todo o mundo por seu ato heroico, ao morrer em um incêndio no trailer onde o avô morava, tentando salvar membros da família. Por causa do seu heroísmo, ele receberá um funeral com todas as honras e tradições do corpo de bombeiro americano, segundo o jornal Metro.

Tyler salvou seis pessoas da família, entre elas sua avó, tia e primos pequenos, e morreu ao tentar ajudar o tio e o avô, a quem o garoto chamava de seu melhor amigo.

 A cerimônia será realizada hoje e será paga com dinheiro doado por várias pessoas pela internet, que recolheu cerca US$ 60 mil para o “menino que merecia as honras”, segundo o site online de doação.

A Companhia de Bombeiros de Penfield, unidade de Nova York, irá declarar Tyler como um bombeiro honorário e presenteará a família com um capacete com o nome do menino inscrito.


O chefe dos bombeiros, de acordo com o jornal, disse que o menino tinha muita coragem e bravura por tentar resgatar o avô após ter salvado outras pessoas de sua família. E  lembra que todos se lembrarão de Tyler como um herói – quem agiu como um verdadeiro bombeiro, olhando pelos outros, mesmo que estivesse colocando sua vida em risco.

Fonte: Terra

Colega de treino divulga movimentos de Laís Souza: "Ela mexeu o braço"

Josi e Laís (d) treinavam juntas na busca por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi (Divulgação)
Josi e Laís (d) treinavam juntas na busca por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi

Companheira de Laís Souza na busca por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, que ocorrem ainda neste ano, Josi Santos segue acompanhando de perto a recuperação da ex-ginasta, que sofreu trauma na coluna cervical e está internada em hospital dos Estados Unidos. Na tarde desta quarta-feira, a atleta do esqui aéreo revelou avanço na recuperação de Laís e não conteve a euforia em publicação divulgada no Facebook.

“Deus do céu, ela mexeu o braço. Jesus, te amo mais do que tudo. Essa corrente está forte, gente. Estou muito feliz, só deu sabe o que sinto neste momento. Continuem, amigos”, afirmou Josi Santos.

Internada na Uniidade de Terapia Intensiva Neurológica do Hospital da Universidade de Utah, Lais foi submetida a tratamento cirúrgico para realinhar a coluna cervical. Tratada pelos médicos Holly Ledyard, neurointensivista, e pelo Andrew Dailey, neurocirurgião, a atleta ainda não conseguia mexer braços e pernas na manhã desta quarta-feira.

Ainda aguardando visto para embarcar para território norte-americano, a mãe da ex-ginasta, Odete Souza, recebeu passagens aéreas e hospedagem pagas pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Outras atletas nacionais, como Maurren Maggi, Daniele Hypolito e Jade Barbosa demonstraram apoio a Lais.

Fonte: Super Esportes

Relatório mostra que meninas são 54% da população fora da escola

As meninas representam 54% da população mundial fora da escola. A situação é mais grave nos Estados árabes, onde essa proporção é 60% e não sofreu alterações desde 2000. O desequilíbrio que prejudica as matrículas de meninas nas escolas é maior nos países de baixa renda. Os dados estão no 11° Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos, divulgado hoje (29) pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).
Eliminar as disparidades de gênero na educação é uma das metas a serem cumpridas até 2015 pelos 164 países que assinaram o Acordo de Dacar (Senegal), durante a Conferência Mundial de Educação em 2000. De acordo com o relatório, em 2011 apenas 60% dos países atingiram esse objetivo no nível primário e 38% no nível secundário.
Nos países de renda média e alta, é mais comum haver equilíbrio entre os dois sexos. Nos casos de disparidades, a situação se inverte e prejudica mais os meninos quando se refere aos níveis da educação secundária, indica o relatório.
É o que ocorre no Brasil, onde há equilíbrio entre meninos e meninas na escola e a situação chega a ser inversa, explica a coordenadora de Educação da Unesco no Brasil, Maria Rebeca Otero. “Felizmente, no Brasil não temos muito esse problema. Até temos uma inversão, as meninas chegam mais ao ensino médio que os meninos”, disse.
Quanto ao desafio de garantir o acesso das meninas à educação nos países árabes, ela lembrou que é possível adotar ações que contribuam para melhorar esse panorama. “Mesmo que se crie salas de aula só femininas, há mecanismos que podem ser usados dentro desses países, modificando aos poucos, respeitando a questão cultural e religiosa”, acrescentou.
O relatório destaca que além de garantir a presença das meninas na escola, é necessário que elas tenham igualdade no processo de aprendizagem. “A igualdade de gênero também pressupõe ambientes escolares apropriados, práticas livres de discriminação e oportunidades iguais para meninos e meninas desenvolverem seu potencial”.
O relatório traz dados que reforçam a importância da educação das mulheres. De acordo com o texto, se todas as mulheres completassem a educação primária, a mortalidade materna seria 66% menor. Oferecer educação secundária a elas nos países pobres reduziria o nanismo em 26%.

Fonte: Agência Brasil

Dance Mania - with TV Rock Feat. Zoe Badwi


Hit 'Release Me', sucesso em 2010 no Brasil!

Xanddy e Carla Perez se divertem com a família em praia do Rio Grande do Norte

Xanddy e Carla Perez se divertem com a família em praia do Rio Grande do Norte
Na tarde desta terça-feira (28) a apresentadora Carla Perez e o maridão Xanddy levaram os filhos para um passeio na praia, que acabou pro se transformar em uma grande bagunça.
Ao tentar registrar imagens suas com a família ao fundo, os famosos "selfies", Xanddy foi surpreendido pela loira, que adora uma brincadeira, e que encorajou Camilly Victória e Victor Alexandre a molhar o pai.
Nas imagens divulgadas pela beldade, ela brinca: "Vamos molhar o papai\0/ #FamíliaAmorMaior #ObrigadaJesus #Natal #RioGrandeDoNorte @biquinisjehpassos".
A família segue de férias pelo norte do país. Na última semana, o casal surpreendeu em um evento organizado pelo Harmonia do Samba, quando Xanddy "ressuscitou" a "loira do Tchan" dentro de Carla e a chamou ao palco para executar as coreografias do grupo de axé ao lado dos ex-companheiros Compadre Washington e Beto Jamaica.
Em rede social, Carla comentou: "#amelhorsegundafeiradomundo foi demais. Me diverti muito. Fotinha básica com a nova loira do #Tchan, @zanzadance. Lindona, amei te conhecer, beijocas e sucesso! Meus amores, agora vou nanar e quando acordar posto vídeos".

Fonte: Ache Belém

Aos 84 anos, Fernanda Montenegro regressa em mini-série da Globo



Aos 84 anos, Fernanda Montenegro regressa em mini-série da Globo

Fernanda Montenegro regressa à televisão na mini-série da Globo «Doce de Mãe», que estreia no Brasil esta quinta-feira.

A actriz de 84 anos encarna Dona Picucha, personagem que lhe valeu o Emmy Internacional de melhor actriz em 2013, quando «Doce de Mãe» foi exibido como telefilme.
Em entrevista ao jornal Extra, Fernanda Montenegro garante que não pensa em retirar-se.
«Não me acho maluca, mas é preciso arrumar um lugar para mim, na minha idade, com essa disposição de trabalho que tenho. Todo mundo acha meio doido, mas não é verdade. Conheço muita gente de idade, absolutamente atuante, produzindo, mas fica essa coisa de que tem alguma loucura aí», disse.
«Acho que existe uma ideia preconcebida do que é ser velho. Assim como se cria uma imagem da infância, da adolescência, do cinquentão... Se você vê uma pessoa de 85 anos se casando com uma de 90, acha um absurdo. Não é. Minha avó dizia que na terra dela, a Itália (ela nasceu em Bonacardo, na Sardenha), os velhinhos casavam muito. E eu perguntava: "Mas como?". E ela dizia: "Para se esquentarem no inverno". Nunca esqueci isso. Tudo que pudesse parecer maluquice, era só para se aquecer no inverno», referiu.
Sobre o Emmy, a actriz considerou que é um prémio mais importante do que o Oscar.
«É um prêmio, de certa forma, com mais contundência internacional que o próprio Oscar. O Oscar é uma premiação do cinema americano, e eles dão a chance de um filme estrangeiro concorrer. Não é um prêmio de: 'vamos ver o que está acontecendo no mundo em matéria de atriz ou ator'. O Emmy é gente do mundo inteiro, que abrange todo tipo de expressão na televisão», explicou.

Fonte: Diário Digital

“Não acho importante o beijo gay”, diz Antonio Fagundes

Antonio Fagundes em cena de "Amor à Vida"
Antonio Fagundes em cena de “Amor à Vida”

Durante um coletiva para divulgar seu novo filme, “Quando Eu Era Vivo”, Antonio Fagundes falou sobre o longa, os últimos capítulos de “Amor à Vida” e a polêmica sobre o beijo gay que pode ser exibido na trama.
De acordo com o portal “iG”, Fagundes não crê que o beijo seja essencial para a história. “Não acho importante o beijo gay. Por que beijo gay ou não gay? Quando você valoriza isso, é quase um preconceito ao contrário. Não tem que ter um beijo gay. Se a trama exigir isso e o autor quiser, terá. Se não, não é importante”, disparou ele.
“Ele (Walcyr Carrasco) criou um casal realmente muito simpático. O público perdoou esse cara que joga criança na caçamba e o transformou em um herói. Então, se ele quiser, ele faz. E se fizer, não vai ser nada demais. E se não fizer também não vai ser nada demais”, falou, se referindo aos personagens Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso) e ao destino dado a eles pelo autor.
O ator também acredita que tudo o que foi mostrado no folhetim até agora sobre o tema homossexualidade é muito mais importante do que o polêmico beijo gay. “O importante foi ele ter jogado na sala de jantar a homofobia. Isso eu achei que foi uma coisa muito interessante de ele fazer, de uma forma que não me lembro de ter visto em televisão. Uma postura tão declaradamente homofóbica como ele fez com o César e o Félix. Teve uma cena bastante violenta nesse sentido que eu não me lembro de ter visto na televisão com essa coragem. Acho que ele pode fazer o que ele quiser”.
O último capítulo de “Amor à Vida” vai ao ar nesta sexta-feira (31). A novela será substituída por “Em Família”, de Manoel Carlos, que estreia em 3 de fevereiro.

Fonte: Boa Informação