quinta-feira, 29 de maio de 2014

Ex-integrantes da Legião Urbana se irritam com site da banda

  • Divulgação
    Dado e Marcelo Bonfá não estão se entendendo com o filho de Renato Russo
O guitarrista Dado Villa-Lobos e o baterista Marcelo Bonfá, ex-integrantes da Legião Urbana, enviaram à imprensa um comunicado criticando a decisão de Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo, de lançar um novo site oficial da banda sem o consentimento ou a participação deles.
"Através da imprensa - e com muita indignação - tomamos conhecimento que no próximo dia 4 de junho será lançada uma nova versão do site 'oficial' da banda Legião Urbana... Achamos por bem esclarecer que essa nova versão do site não conta com a participação, apoio ou qualquer tipo de consentimento e/ou autorização da nossa parte", diz trecho do comunicado, que está em versão completa mais abaixo.
A Legião Urbana Produções Artísticas respondeu aos músicos. "O site a ser lançado não é o "site oficial" da "banda Legião Urbana", mas o da Legião Urbana, marca histórica cuja propriedade foi deixada por Renato Russo a seus herdeiros", explicou.

Fonte: Portal A Tarde

Compadre Washington comenta veto de comercial: "não houve ofensa"

O músico Compadre Washington comentou a decisão da Comissão de Ética do Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária (Conar) na suspensão do vídeo da empresa Bom Negócio, em que o baiano aparece como garoto propaganda, por conta dos bordões utilizados, onde Washington chama uma mulher de ordinária. Segundo o Compadre, a linguagem utilizada é uma "forma carinhosa de apelidar as mulheres". A decisão do Conar foi tomada após denúncias que consideraram a ação desrespeitosa.

"A propaganda do Bom Negócio foi um sucesso que surgiu do improviso de alguns bordões meus. Não houve intenção alguma de ofensa à figura da mulher, uma vez que a palavra 'ordinária' se insere em um contexto de admiração a ela. A expressão, na propaganda, é seguida de outro bordão que falo 'assim você vai matar papai', que tem a intenção de dar a ideia de 'admiração pela mulher'", disse Compadre Washington em entrevista ao site Ego.

"É um jeito meu de falar, uma forma que considero carinhosa de apelidar uma mulher. Esse não é um bordão novo, falo desde a época do Gera Samba. É um bordão antigo e os nossos fãs sempre entenderam, sem criar especulações negativas. Se não tem maldade dentro de quem fala, para mim não há nada de errado", completou o cantor.

A decisão de vetar a propaganda ainda cabe recurso. O vídeo continua sendo exibido em sites como o Youtube.


Fonte: Correio 24 hrs