segunda-feira, 2 de junho de 2014

Balança no azul mas o saldo é menor desde 2002

Superávit de US$ 712 milhões, terceiro seguido, não evita déficit de US$ 5 bi no ano



A balança comercial teve superávit de US$ 712 milhões, em maio, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Apesar de positivo, o resultado é o menor para maio 12 anos. Até então, o menor o superávit fora registrado em 2002: US$ 384 milhões.



Em relação a maio do ano passado, o superávit recuou 6,7%. Foi o terceiro superávit mensal consecutivo da balança, mas o resultado foi insuficiente para cobrir o déficit no acumulado do ano.



De janeiro a maio, a balança acumula resultado negativo de US$ 4,854 bilhões. O déficit, porém, é 9,8% menor do que no mesmo período do ano passado (US$ 5,381 bilhões).



Mês passado, o Brasil exportou US$ 20,752 bilhões, 4,9% menos do que em maio de 2013 pela média diária. As importações somaram US$ 20,040 bilhões, recuo de 4,8% também pela média diária. No acumulado do ano, o resultado comercial melhorou apenas porque as importações caíram mais que as exportações.



De janeiro a maio, as vendas para o exterior somaram US$ 90,064 bilhões, queda de 2,5% sobre o mesmo período de 2013 pela média diária. As importações, no entanto, somaram US$ 94,918 bilhões, com retração de 2,9% também pela média diária.



De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, as importações foram afetadas pela alta do dólar em relação ao ano passado. Já as exportações foram impactadas pela queda na venda de veículos para a Argentina e pela queda no preço das commodities (bens agrícolas e minerais com cotação internacional).
Fonte: Monitor Mercantil

Salvador - Viaduto de Narandiba é inaugurado visando desafogar Paralela

  • Margarida Neide | Ag. A TARDE
    Obras receberam investimentos de mais de R$ 15 milhões
O viaduto de Narandiba será inaugurado nesta terça-feira, 3, às 8h. Parte do projeto de mobilidade do governo do Estado, o equipamento contou com investimentos de mais de R$ 15 milhões e visa absorver o fluxo de veículos da Avenida Paralela, no sentido Aeroporto. O ato contará com a presença do governador Jaques Wagner.
Com a inauguração da nova via de ligação, os motoristas que seguem da Avenida Jorge Amado para Narandiba, Doron, Engomadeira e Tancredo Neves, deixam de usar a Paralela e seguem pela rua interna do Imbuí (Shopping CCI/Banco do Brasil) , pegando o acesso à esquerda no final da rua.

Fonte: Portal A Tarde

Estudo aponta avanço no tratamento do câncer avançado de próstata

Uma nova estratégia de tratamento permitiu prolongar a vida de homens afetados por um câncer avançado de próstata, indicam os resultados de um teste clínico divulgado neste domingo (1º) durante uma conferência médica.
O estudo, feito com 790 homens que acabaram de ser diagnosticados com um câncer invasivo de próstata, demonstra que a quimioterapia combinada com tratamento hormonal prolonga a vida destes pacientes em cerca de um ano.
"A terapia hormonal é o tratamento clássico do câncer de próstata desde os anos 1950", disse Christopher Sweeney, oncologista do Instituto do Câncer Dana-Farber de Boston (Massachusetts, nordeste dos Estados Unidos), que desenvolveu esta pesquisa apresentada na conferência anual da American Society of Clinical Oncology (ASCO), realizada este fim de semana em Chicago (Illinois, norte).
"Trata-se do primeiro estudo que identifica uma estratégia que prolonga a vida de pessoas que acabam de receber um diagnóstico de câncer de próstata com metástase", comentou.
"Os resultados são importantes e esta terapia deveria ser o novo tratamento de referência para homens cujo câncer se propagou e podem suportar uma quimioterapia", acrescentou Sweeney.
O câncer de próstata é estimulado por hormônios masculinos ou andróginos no sangue. O tratamento hormonal visa a reduzir sua quantidade. Embora esta terapia seja eficaz, em longo prazo o câncer se torna resistente na maior parte dos casos.
A quimioterapia só costuma ser usada depois que a doença avança, apesar do tratamento hormonal.
Metade dos 790 pacientes participantes no estudo foram tratados unicamente com terapia tradicional e os 50% restantes foram submetidos ao tratamento de supressão hormonal combinado com Docetaxel (Taxoten), um agente que impede a divisão e a multiplicação das células cancerosas.
Após um acompanhamento de 29 meses, 136 das pessoas tratadas apenas com terapia hormonal faleceram contra 101 do grupo que também se submeteu à quimioterapia.
O tempo médio de sobrevida do grupo tratado apenas com terapia hormonal foi de 44 meses, e de 57,6 meses nos pacientes que receberam Taxoten.
O tempo médio de aparecimento de sinais clínicos de um novo avanço do câncer foi de 19,8 meses no primeiro grupo e de 32,7 no segundo.

Fonte: G1

'Maquiavélico', diz delegado sobre publicitário suspeito de matar zelador

O delegado Egídio Cobo, responsável pela investigação sobre a morte de um zelador em São Paulo, disse que o publicitário suspeito de cometer o crime é “maquiavélico”. Eduardo Tadeu Pinto Martins, de 47 anos, e sua mulher, uma advogada de 42 anos, foram presos pela morte e esquartejamento de Jezi Lopes de Souza, de 63 anos. A Justiça decretou a prisão temporária do casal, por 30 dias.
Publicitário suspeito de matar zelador chega ao 13º DP (Foto: Caio Prestes/G1) 
Publicitário suspeito de matar zelador chega ao
13º DP (Foto: Caio Prestes/G1)

O zelador desapareceu no prédio onde trabalhava, na Zona Norte, na sexta-feira (30), e seu corpo só foi encontrado nesta segunda (2) em uma casa em Praia Grande, litoral de São Paulo. O publicitário foi preso no mesmo local. A mulher dele, Ieda da Silva Martins, se apresentou à polícia e foi detida. Ambos seriam ouvidos na noite desta segunda.
De acordo com policiais envolvidos na prisão, o publicitário confessou o crime e acrescentou que a motivação foram desavenças que tinha com a vítima. “Coisas banais, coisas de condomínio. Nem todos os condôminos aceitam a maneira de administrar”, afirmou o delegado, que é titular do 13º Distrito Policial de São Paulo. “Ele nunca esperava que a polícia fosse agir tão rápido.”
A investigação aponta que Martins matou o zelador, colocou o corpo dele em uma mala e fugiu para Praia Grande, no litoral paulista. Também suspeita de participar do crime, a mulher do publicitário nega o crime, segundo o delegado. Ela disse que o marido contou que a mala estaria cheia de roupas para doação a uma igreja.
Ao chegar à casa em Praia Grande, policiais encontraram pedaços do corpo espalhados, em sacos plásticos. Outras ele tentou queimar e algumas, enterrar. “Ao redor da churrasqueira tinha alguma coisa queimando, baldes, serrote”, afirmou o delegado. "Ele é habilidoso, maquiavélico."
Para o advogado Robson Lopes de Souza, primo do zelador, tudo indica que o esquartejamento foi feito fora da residência do publicitário. “Provavelmente foi morto por asfixia no apartamento e, de lá, levado para a praia. A pessoa deixou o cadáver lá e voltou no dia seguinte. Todos esses dias ele esteve aqui [São Paulo] e voltou para lá [Praia Grande]”, disse. “Depois de voltar para lá hoje, foi para lá para eliminar o cadáver. Esquartejou e estava tentando colocar fogo.”

Zelador momentos antes de desaparecer (Foto: Reprodução/TV Globo) 
Zelador momentos antes de desaparecer (Foto:
Reprodução/TV Globo)Imagens do desaparecido
 
Jezi foi visto pela última vez às 15h35 de sexta saindo do elevador do edifício residencial onde trabalhava, na Rua Zanzibar, bairro da Casa Verde.

Suspeito levou saco e mala no elevador (Foto: Reprodução/TV Globo) 
Suspeito levou saco e mala no elevador (Foto:
Reprodução/TV Globo)

Imagens de câmeras de segurança do condomínio, exibidas nesta segunda pelo Bom Dia São Paulo, mostram o momento em que ele deixa o elevador num dos andares levando cartas que seriam entregues aos moradores. Depois disso, o circuito interno não mostra mais Jezi retornando ao elevador.
Outras 15 câmeras também não registraram a passagem dele pelas escadas. Todos os equipamentos funcionam 24 horas por dia gravando quem entra e sai do prédio.
Ao todo, o edifício tem 22 andares. Só na frente do imóvel, há três câmeras, e em nenhum momento os equipamentos registraram o zelador deixando o local.

Suspeito levou saco e mala em carro (Foto: Reprodução/TV Globo) 
Suspeito levou saco e mala em carro (Foto:
Reprodução/TV Globo)

De acordo com o registro policial, a filha de Jezi relatou que um dos moradores tinha “problemas de relacionamento” com seu pai.  Ela também informou que uma moradora lhe contou ter “ouvido gritos de discussão, pedindo para parar, e ao olhar pelo olho mágico do apartamento teria visto o morador [o publicitário] (...) fechando a porta".
Esse episódio ocorreu em horário compatível com a última vez que o zelador foi visto deixando o elevador. Além da família do zelador, policiais militares e funcionários do prédio vasculharam todo o edifício e não encontraram Jezi.

Imagens de moradores
Sheyla, o namorado dela e um policial militar, que vasculharam o prédio em busca do zelador, também informaram que, por volta das 17h50 de sexta, as câmeras do prédio gravaram o publicitário entrando no elevador “arrastando uma mala escura e carregando um saco, ambos de grande porte, que demonstrarem estarem bem pesadas, levando-se em consideração a dificuldade (...) ao arrastá-las”.

Zelador Jezi (Foto: Reprodução / TV Globo) 
Zelador Jezi (Foto: Reprodução / TV Globo)

Em seguida, as testemunhas relataram que o morador desceu até a garagem e, pelas imagens, a mulher dele o ajudou a colocar a bagagem e o saco no carro do casal. Os dois moradores saíram com o veículo e retornaram, mas o horário não foi informado no boletim. Esse vídeo não foi divulgado.

Sábado
Depois, no sábado, quando a família registrou o desaparecimento de Jezi, policiais militares foram até a residência do casal de moradores do prédio, onde o homem contou que “já havia discutido diversas vezes com Jezi, mas que ontem [sexta-feira] nada havia acontecido”.
Os policiais vasculharam o local e encontraram mala e sacos similares aos exibidos pela gravação do prédio, mas verificaram que dentro deles havia roupas e tênis. Depois, desceram com a mulher até o estacionamento e verificaram que dentro do automóvel do casal estava uma mala parecida com as da filmagem. Dentro delas, porém, só tinham roupas.
Indagado pelos policiais, o casal disse que tinha saído para levar as roupas para uma igreja, mas retornaram porque ela estava fechada no dia. Os policiais informaram no boletim que “não visualizaram nenhum sinal de violência no apartamento do casal ou no veículo”.
Mais de 23 mil pessoas desapareceram no estado de São Paulo em 2013, segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP). De acordo com a pasta, 80% desses casos foram esclarecidos.

Fonte: G1

Apple aproxima Mac de dispositivos móveis

A Apple anunciou nesta segunda-feira seu novo sistema operacional, que reforça os vínculos entre seus dispositivos móveis e os computadores Macintosh.
Uma nova geração de sistemas operacionais para computadores Macintosh ou Mac, chamado "Yosemite", e a plataforma iOS 8 para iPad, iPhone e iPod Touch foram apresentados a 6 mil desenvolvedores de aplicativos durante a World Wide Developers Conference (WWDC), evento anual organizado pela Apple em São Francisco.
Durante a apresentação inaugural, o diretor-geral do grupo, Tim Cook, destacou que "dispositivos, plataformas e serviços (da Apple) podem ser utilizados facilmente em conjunto, sem comparação com o resto do setor".
Entre as novidades apresentadas, estão as funcionalidades que permitem que usuários iniciem uma tarefa em um dispositivo da Apple e continuem sem interrupção em outro. Aplicativos até agora separados poderão funcionar vinculados, possibilitando, por exemplo, que o usuário puxe uma foto encontrada no navegador da Apple, Safari, diretamente para uma conta da rede social Pinterest.
A companhia também apresentou os softwares HealthKit, para monitoramento do estado de saúde de uma pessoa, e o HomeKit, para gestão de equipamentos domésticos conectados.
O HealthKit foi apresentado como uma ferramenta para guardar de modo seguro os dados recolhidos pelas pulseiras que monitoram a atividade ou o sono do seu proprietário e, eventualmente, enviar alertas ao médico, em caso de problemas.
Esse aplicativo mantém vivas as especulações sobre um relógio (o iWatch), que pode finalmente constituir uma nova categoria de produtos para a Apple, quatro anos após o lançamento do iPad e sete depois do iPhone, que continua sendo seu principal dispositivo.
A Apple vendeu mais de 800 milhões de dispositivos móveis que funcionam com iOS, dos quais mais da metade são iPhone, segundo Tim Cook.
O HomeKit foi apresentado para "dar racionalidade" na gestão de objetos conectados, comentou Craig Federighi, vice-presidente da Apple para sistemas operacionais.
Segundo Federighi, o assistente de voz Siri poderá ser utilizado para apagar as luzes, para verificar se as portas estão fechadas e para baixar a calefação, quando o usuário disser que "se prepara para ir para a cama".
A Apple também abriu sua tecnologia de reconhecimento digital, instalada em seu último iPhone, a aplicativos de terceiros, abrindo caminho à sua utilização como sistema de segurança em mais programas.
Também lançou uma nova linguagem de programação, chamada Swift e concebida para permitir programas mais rápidos, modernos, seguros e mais interativos.
Os anúncios não entusiasmaram Wall Street: as ações da Apple fecharam nesta segunda-feira em baixa de 0,69%, a 628,65 dólares.
A conferência WWDC é realizada sobretudo com o objetivo de manter a fidelidade dos desenvolvedores de aplicativos e serviços. A Apple compete com o Google e com a Microsoft para conquistá-los, porque os produtos estruturados por eles são um elemento essencial de êxito dos smartphones e tablets que utilizam seus respectivos sistemas operacionais: iOS, Android ou Windows.
A Apple sempre preferiu organizar um evento à parte para apresentar seus novos produtos importantes, e a maioria dos analistas não esperava nada realmente revolucionário.
"Devemos pensar nisso (na conferência) como seu evento para mudar as coisas existentes -com novos softwares-, mas nenhum dispositivo importante", afirmou Frank Gillett, especialista da Gartner.
A apresentação inaugural incluiu uma menção à recente compra da Beats por 3 bilhões de dólares, a maior aquisição na história do grupo. O rapper Dr. Dre é um dos cofundadores dessa marca de fones muito usadas por atletas e artistas.
Essa aquisição da Apple gerou ceticismo entre alguns observadores.
No entanto, o grupo comprou paralelamente um serviço de música online (streaming) por assinatura, e contratou os dois cofundadores, Dr. Dre e Jimmy Iovine, que podem reforçar suas capacidades de inovação.

Fonte: Terra

Angelina Jolie insinua aposentadoria após longa sobre Cleópatra; Entenda

Angelina Jolie insinua aposentadoria após longa sobre Cleópatra; Entenda
Em cartaz com "Malévola", nova produção da Disney sobre a vilã do conto de fadas "A Bela Adormecida", Angelina Jolie concedeu uma entrevista neste final de semana à rádio BBC 5 em divulgação de seu mais recente trabalho e além de confirmar sua participação no longa "The Queen of the Nile", sobre Cleópatra, rainha do Egito, insinuou que este pode ser seu último papel.
"Nós estamos trabalhando no filme. Já pensamos em muitos diretores e tivemos diversos debates. O roteiro está sendo escrito pelo Eric Roth, que é um brilhante escritor e um amigo querido", disse ela. Escolhida para o papel da rainha, Jolie ainda disse que interpretar uma mulher tão emblemática será um desafio.
"Ela é complicada. Vai ser difícil atingir o ponto ideal, mas acho que estamos quase lá. Cada vez mais próximos. Acredito que a preparação para este papel será enorme", arriscou.
Após suas declarações, a bela deixou os fãs bastante aflitos ao dar a entender que Cleópatra seria seu último trabalho, insinuando uma aosentadoria: "É um daqueles projetos em que você dá tudo de si e que talvez represente o ponto de chegada, onde você termina de maneira triunfante. O que desejar além disso?", concluiu ela, levantando muitas interrogações.

Fonte: Diário 24 hrs

'Godzilla das Terras' é 17 vezes maior que nosso planeta

Astrônomos criaram uma nova categoria de planeta após a descoberta de um objeto que tem massa 17 vezes maior que a Terra.
A nova categoria é chamada de "mega-Terra" e refere-se à descoberta do Kepler-10c, que tem uma superfície parecida com a do nosso planeta, mas muito maior.
O Kepler-10c orbita uma estrela a cerca de 560 anos-luz de distância e está sendo chamado de "Godzilla das Terras".
Cientistas descreveram as propriedades do planeta em um encontro da Sociedade Astronômica Americana em Boston. E confessaram que trata-se de um tema difícil.
Teóricos sempre imaginavam que qualquer planeta dessa grandeza puxaria tanto hidrogênio para si que seria mais parecido com Netuno ou Júpiter.
O professor Dimitar Sasselov, do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica (CfA), disse a jornalistas que o objeto "é algo maior do que uma 'super-Terra', então que tal 'mega-Terra'?", disse a jornalistas.

11 bilhões de anos
Kepler-10c, como o nome sugere, foi detectado pelo telescópio Kepler, da agência espacial dos EUA. O diâmetro do objeto foi estimado em 29 mil quilômetros, ou pouco mais de duas vezes a largura da Terra.

Combinado com o diâmetro, o número de massa mostrou que Kepler-10c não pode ser um planeta gasoso, mas deve compreender um material muito denso, segundo cálculos do instrumento Harps-Norte, do Telescopio Nazionale Galileo, nas ilhas Canárias.
publicidade
"Mas, lembre-se, este é um planeta muito grande, o que significa que esses mesmos minerais são altamente comprimidos", diz o professor Sasselov.
Curiosamente, a idade da estrela hospedeira é de cerca de 11 bilhões de anos, o que é no início da evolução do Universo, quando gerações de estrelas explosivas não tiveram tempo para reunir os elementos pesados necessários para a constituição de planetas rochosos.
"Descobrir o Kepler-10c nos diz que planetas rochosos poderiam se formar muito mais cedo do que pensávamos. E se você pode fazer pedras, você pode fazer a vida", disse o professor Sasselov.

Fonte: TERRA