quarta-feira, 4 de junho de 2014

Luciana Gimenez vai a lançamento em SP e comenta sobre corpo: 'Explodindo'

Luciana Gimenez vai a lançamento de livro em São Paulo na noite desta terça-feira, 3 de maio de 2014
Luciana Gimenez vai a lançamento de livro em São Paulo na noite desta terça-feira, 3 de maio de 2014 Nessa foto: Luciana Gimenez


Luciana Gimenez provou que a saúde já está 100%. A apresentadora do "SuperPop", da RedeTV! marcou presença no lançamento de um livro, que aconteceu na Livraria Cultura, no Shopping Villa Lobos, em São Paulo, na noite desta terça-feira (3).
Mais tarde, em seu perfil no Instagram, a apresentadora postou uma foto em que aparece com parte das costas de fora, mostrando um leve 'pneuzinho' resultado do look apertado apostado para o evento. "Explodinho", escreveu ela na leganda da imagem.
No início da semana passada, Luciana chegou a desmaiar no palco do seu programa ao vivo e gerou rumores de que estivesse sofrendo de anorexia. Horas após o desmaio, a apresentadora explicou que estava com uma forte gripe.
Em entrevista ao colunista Leo Dias, do jornal "O Dia", ela voltou a comentar o ocorrido e negou que estivesse sofrendo do distúrbio de alimentação, ao afirmar que engordou 4 kg.
Na mesma semana, ela marcou presença no evento Brazil Foundation, no bairro do Morumbi, em São Paulo, e voltou a comentar as causas do desmaio: "Estou com gripe, cansada e trabalhando muito, tem hora que a gente não aguenta".
Horas antes de comparecer ao lançamento do livro, na noite desta terça, Luciana participou de um almoço organizado pela grife Fendi para o lançamento do perfume Fan Di Fendi Blossom.
Segundo a coluna "Retratos da Vida", do jornal "Extra", Luciana vai passar uma temporada em Nova York, nos Estados Unidos, onde tem um apartamento. Por causa da viagem, a apresentadora resolveu cancelar as gravações de seu programa.

Fonte: Puredepeople

Angelina Jolie completa 39 anos nesta quarta-feira (4)

Angelina Jolie completa 39 anos nesta quarta-feira (4)
A atriz Angelina Jolie chega aos 39 anos nesta quarta-feira (4) e comemora o seu aniversário com o lançamento do filme “Malévola” nas telonas. O filme que traz a história não contada da vilã do conto de fadas “A Bela Adormecida”, tem Jolie no papel principal. Com uma caracterização incrível, a artista recebeu muitas criticas pela sua atuação.

Além de Angelina, uma de suas filhas, Vivienne, de 5 anos, participou do filme interpretando Aurora. "Eu realmente não poderia ter outra criança de 4 ou 5 anos de idade porque todas ficavam com medo. Eu estava muito assustadora no filme. A pequena Aurora tem que realmente ficar perto de mim e ser muito carinhosa, e eu tenho que ser indiferente. Vivienne e eu praticamos algumas vezes e fiquei chocada com o quão bem ela se saiu", declarou Angelina.

Apesar da participação da filha no filme, Angelina garante que ela e Brad não querem que os filhos sigam seus passos. "Nenhum de nós quer que nossos filhos sejam atores". Em recente entrevista ao Fantástico, no entanto, ela se mostrou uma verdadeira mãe coruja com o resultado da atuação da menina.

"Brad e eu amamos tanto nossa filha! Ela ser considerada uma atriz é muito engraçado, ela é muito criança, está perdendo os dentinhos, e nós nos sentimos como todos os pais se sentem em relação aos seus filhos. Ficamos babando nela. Fazer uma entrevista onde se referem a ela como uma atriz, realmente nos faz rir muito!", contou ela.

Angelina Jolie e Brad Pitt tem um relacionamento de quase dez anos  e são pais adotivos de Maddox, de 12 anos, Pax, de 10, Zahara, de 9. Em 2005, a atriz deu à luz a primeira filha biológica do casal, Shiloh, hoje com 7 anos. Três anos após, a artista anunciou a gravidez dos gêmeos Knox e Vivienne, de 5 anos.
Fonte: Diário 24 hrs

Brasil goleia Panamá no penúltimo teste antes do Mundial

Com belo gol de falta e assistência, Neymar comanda goleada brasileira no primeiro amistoso após início da preparação na Granja Comary. Em jogo fácil, Felipão aproveita para fazer série de experiências.
Depois de uma semana de treinamentos na Granja Comary, a seleção brasileira fez o seu primeiro amistoso preparatório – o penúltimo antes da Copa do Mundo. Diante de cerca de 32 mil pessoas no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, o Brasil derrotou nesta terça-feira (03/06) o Panamá por 4 a 0, em uma partida fácil, mas que deixou clara a dependência que o time tem de Neymar.
O técnico Luiz Felipe Scolari mandou a campo o que ele considera o time titular, levando em conta as ausências do capitão Thiago Silva e do volante Paulinho. Assim como o volante Fernandinho, os dois ficaram no Rio de Janeiro se recuperando de lesões. Dante e Ramires receberam a oportunidade de começar jogando. O capitão no confronto foi David Luiz.

Fred teve uma grande chance e nada. A falta de participação do centroavante preocupa

Nos primeiros 20 minutos de jogo, o Panamá mostrava mais vontade em campo, e o Brasil se limitou a um ritmo tranquilo. O primeiro gol saiu aos 26, após Neymar sofrer falta na entrada da área. Ele mesmo cobrou com perfeição, no ângulo direito do goleiro panamenho, e comemorou o seu 31ᵒgol pela seleção brasileira. Com apenas 22 anos, o craque do Barcelona passou Ronaldo "Fenômeno" na artilharia com a camisa amarela no século XXI.
Neymar foi o destaque da seleção brasileira no primeiro tempo. Deu caneta e chapéu, cobrou escanteios e deu até uma entrada desleal em um adversário. Enquanto a defesa dava chutões, e o meio-campo criava muito pouco, Neymar era o único que colocava a bola no chão e ousava.
Faltando cinco minutos para o intervalo, Daniel Alves recebeu uma bola rebatida na entrada da área, limpou um zagueiro e acertou o canto do goleiro Óscar McFarlane. Foi o sétimo gol do lateral-direito com a camisa da Seleção.

Hulk marca gol relâmpago no início do segundo tempo

Na segunda etapa, a seleção brasileira acelerou o ritmo e marcou o terceiro logo aos 45 segundos, com Hulk, que, após lindo passe de calcanhar de Neymar, apenas precisou tocar na saída do goleiro. Foi o nono gol de Hulk e a 21ᵃ assistência de Neymar pela Seleção. Na sequência, Fred perdeu gol incrível ao cabecear a bola por cima do travessão, dentro da pequena área.
Felipão mexeu bastante no time. Jô, Maxwell, Henrique, Willian, Maicon e Hernanes foram testados. Willian, que marcou o quarto gol, após nova jogada de Neymar e assistência de Maxwell, deu mais movimentação ao time e está se caracterizando como o 12ᵒjogador nesta equipe.
O Brasil teve ainda dois pênaltis não marcados. Em um dos lances, inclusive, o árbitro chegou a anotar a falta, expulsou o zagueiro panamenho, mas voltou atrás e marcou impedimento – inexistente.

Fred divide a bola com o goleiro panamenho. Um dos raros momentos de presença do atacante

No geral, a partida traz mais fatores preocupantes do que esclarecedores. Fred e Oscar foram pouco participativos e não empolgaram o torcedor. As jogadas mais incisivas só saíram quando Neymar estava envolvido. E a bola aérea no meio da zaga parece ser um dos pontos fracos a serem trabalhados por Felipão.
A seleção brasileira volta nesta terça-feira para a Granja Comary, onde segue a preparação até o dia 5 de junho, quando viaja a São Paulo, local do amistoso contra a Sérvia, no dia seguinte. O Brasil estreia em 12 de junho na Copa contra a Croácia, em São Paulo. Depois enfrenta o México, em 17 de junho, em Fortaleza, e Camarões, no dia 23 em Brasília.

Ficha técnica
Brasil 4 x 0 Panamá
Local: Estádio Serra Dourada – Goiânia
Gols: Neymar (26'/1T), Daniel Alves (39'/1T), Hulk (1'/2P), Willian (27'/2T)
Cartões amarelos: David Luiz (11'/1T), Luis Tejada (24'/1T), Neymar (44'/1T), Armando Cooper (44'/1T), Gavilán Gómez (22'/2T)
Arbitragem: Raúl Orosco (Bolívia), auxiliado pelos compatriotas Efrain Castro e Javier Bustillos.
Brasil: Julio César; Daniel Alves (Maicon 1'/2T), David Luiz (Henrique 24'/2T), Dante e Marcelo (Maxwell 1'/2T); Luiz Gustavo, Ramires (Hernanes 1'/2T) e Oscar (Willian 17'/2T); Hulk, Neymar e Fred (Jô 15'/2T) . Técnico: Luiz Felipe Scolari.
Panamá: Óscar McFarlane (José Calderón 11'/2T); Adolfo Machado, Román Torres (Harold Cummings 14'/2T), Felipe Baloy e Nahil Carroll (Carlos Rodríguez 21'/2T); Amílcar Henríquez e Gavilán Gómez; Armando Cooper (Jairo Jiménez 11'/2T), Alberto Quintero (Gabriel Torres 11'/2T) e Luis Tejada (Roberto Nurse 1'/2T); Nicolás Muñoz. Técnico: Hernan Darío Gomez.

Fonte: DW.de