sexta-feira, 4 de julho de 2014

'Só As Melhores Vol 6' - Download Via 4shared


Incluindo o hit 'Destiny' do DJ Tom Hopkins.

'Hot Hits Vol 2' - Download via 4shared


Incluindo os sucessos 'Waiting On You' de Ultra Naté; 'What Do You Want' de Eric Chase; 'Feel Me' de Paul & Luke; 'Heart Is King' de Axwell; 'Innocent' de Groove Coverage; 'Shine' de Deal; 'A Msterdamn' de Afrojack; 'Ma Cherie' de DJ Antoine; 'Spaceship' de Benny Benassi; 'The Champions Of The World' de Get Far, e muito mais!

'Hot Hits' - Download 4shared


Incluindo "To The Top" (Dj Antoine); "I'm Alright" (Jean-Roch); "Firework" (Katy Perry); "Angeline" (Groove Coverage); "You Make Me Feel" (Cobra Starship) e muito mais. São 33 músicas.

Fred é o pior jogador da seleção para torcedores brasileiros

Sem a confiança da torcida

Levantamento foi feito pelo instituto de pesquisa Datafolha
Com apenas um gol na Copa do Mundo, o atacante Fred é considerado o pior jogador da seleção de Felipão pelos torcedores brasileiros. Pelo menos é isso que aponta uma pesquisa feita pelo instituto Datafolha.
Segundo os números levantados, 21% dos entrevistados consideram que o atacante é o que menos está rendendo com a camisa verde e amarela. Na sequência, aparece Hulk (9 %), Dani Alves (6 %), Paulinho (4 %) e Marcelo (3 %).
Entre os melhores, nenhuma surpresa. Neymar teve 56 % dos votos, seguido de longe pelo herói na classificação das oitavas de final Júlio César (10 %), David Luiz (8 %) e o próprio Hulk (5 %).
Foram entrevistadas 2.857 pessoas maiores de 16 anos, entre 1º e 2 de junho, e a margem de erro é de dois pontos percentuais.

Fonte: Goal.com

Fifa descarta proibir cerveja na Copa

Apesar da recomendação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ), a Federação Internacional de Futebol (Fifa) informou não considerar restringir o consumo e a venda de cerveja dentro do Estádio do Maracanã. Na véspera, o MP-RJ e o Conselho Nacional de Procuradores-Gerais expediram recomendação à Fifa para que o comércio de bebidas alcoólicas fosse restringido a partir do jogo desta sexta-feira, entre França e Alemanha.

O próprio secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, esta semana admitira rever a liberação da bebida, devido ao número de pessoas bêbadas no estádio e a brigas registradas.

Já a recomendação do MP-RJ foi motivada por relatórios da Polícia Militar, com episódios de violência envolvendo torcedores alcoolizados no Maracanã. O MP-RJ também cita a Lei Estadual 404, de 1980, que proíbe a venda de bebidas em garrafas de vidro ou em latas nos estádios ou locais onde haja atividades cívicas, culturais ou esportivas.

O MP-RJ também entregou o documento à Polícia Militar, que respondeu dizendo que a responsabilidade sobre o evento é da Fifa. A recomendação também chegou às concessionárias de alimentos Convivas Brasil e Aramark, para que elas deixem de vender, fornecer ou entregar garrafas e latas dentro do estádio.

Fonte: Monitor Mercantil

Podolski e Schweinsteiger posam com camisa do Flamengo no Rio

 Os jogadores alemães posaram na varada de hotel na Barra da Tijuca

Os alemães continuam carismáticos durante a Copa do Mundo no Brasil. Antes de seguir para o Maracanã, onde enfrentam a França pelas quartas de final da competição, o atacante Lukas Podolski e o meia Bastian Schweinsteiger posaram com a camisa do Flamengo no Rio de Janeiro.
Nos dias que antecederam o início do Mundial, o meia e o goleiro Manuel Neuer vestiram a camisa do Bahia. Junto a torcedores do Tricolor, cantaram o hino do clube em Santa Cruz Cabrália, onde os alemães estão concentrados.
Titular da seleção alemã desde a Copa de 2006, Schweinsteiger também se encontrou com o ex-companheiro Zé Roberto, e postou uma foto com a camisa do Grêmio nas redes sociais.
Segundo a própria fabricante de material esportivo, a camisa reserva da Alemanha foi confeccionada com base no uniforme Rubro-negro. A recepção ao antigo uniforme verde da Alemanhã já não era tão grande no país, e acabou substituído. França e Alemanha se enfrentam nesta sexta-feira, as 13h (de Brasília).

Fonte: Terra (texto); Goal (imagem)

Camarões promete rápida investigação sobre manipulação de resultado

A Federação Camaronesa de Futebol prometeu um rápido resultado para sua investigação sobre as alegações de que sete dos jogadores do país estavam envolvidos em um escândalo de manipulação de partidas, após a Fifa ter minimizado as acusações.
A Fecafoot disse nesta sexta-feira ter escrito à revista alemã Der Spiegel, cuja reportagem alegava ter entrevistado uma pessoa condenada por manipulação de jogos que corretamente previu o resultado da partida e a expulsão de um jogador na disputa entre Camarões e Croácia.
Mas Wilson Raj Perumal, que alegadamente fez as previsões para a publicação alemã e afirmou que sete jogadores estavam envolvidos, tem dito que a entrevista aconteceu após a vitória de 4 x 0 dos croatas sobre os camaroneses em 18 de junho, em Manaus.
O meia camaronês Alex Song foi expulso antes do intervalo por uma desnecessária cotovelada nas costas do croata Mario Mandzukic, deixando sua equipe com 10 homens durante grande parte de seu segundo jogo pelo Grupo A.
A Fecafoot informou ter instruído um comitê para chegar a uma rápida conclusão em sua investigação.
"A investigação está em andamento; já pedimos à publicação, por correio, provas tangíveis dessas alegações, as quais eles mantiveram apesar da aparente contestação dos fatos por sua principal fonte", disse a entidade em comunicado.
A federação também acusou a "imprensa internacional" de manchar a imagem do futebol de Camarões e do país. O time atraiu má publicidade antes da Copa, quando jogadores fizeram uma paralisação pedindo mais dinheiro.
A Fifa também pediu à Der Spiegel que entregasse todos os documentos que tem a respeito das alegações de Perumal de que jogadores camaroneses entregaram o jogo.
Ralf Mutschke, chefe de segurança da Fifa, lançou dúvidas sobre as afirmações de Perumal e disse que a entidade que governa o futebol internacional quer ver provas.
"A Fifa tem dúvidas substanciais sobre as alegações publicadas pela Der Spiegel", afirmou em comunicado. "Esse artigo pôs em questão a integridade das partidas da Copa do Mundo da Fifa."
"Nós cuidadosamente monitoramos todos os 56 jogos até agora e vamos continuar a monitorar as oito partidas remanescentes. Até agora não achamos indicação de qualquer manipulação no mercado de apostas de qualquer partida da Copa."

Fonte: Terra

Estação Maracanã do Metrô Rio é fechada por 25 minutos durante jogo

A estação Maracanã do Metrô Rio ficou fechada por 25 minutos, das 14h20 às 14h45 desta sexta-feira (4), a pedido de autoridades, segundo a concessionária. A Polícia Federal informou que o motivo da interdição foi uma garrafa com suspeita de conter explosivo achada pela Guarda Municipal na passarela que dá acesso ao local. Após análise do Grupo de Bombas e Explosivos da PF, foi descartado o risco e liberada a estação.
A Polícia Militar e a CET-Rio chegaram a interditar também, por cinco minutos, a Avenida Radial Oeste, sentido Subúrbio. O tráfego ficou complicado no local.
O problema ocorreu durante o segundo tempo da vitória da Alemanha sobre a França por 1 a 0. O metrô já estava reaberto quando o jogo terminou e não houve problema no transporte de torcedores.
O Metrô Rio informou que, como não havia risco de explosão dentro da plataforma, já que o objeto estava fora da estação, os trens das linhas 1 e 2 continuaram a circulação, apenas sem parar no Maracanã.

Fonte: G1

CD 'Hits De Balada - Winter 2014'


A edição de inverno da série 'Hits De Balada' traz pra você o melhor da House Music e EDM, abrindo com o sucesso 'Jack' (Breach), incluindo 'You'Re Not Alone' (Joe K), '45' (Stars On 45), 'Broadway' (DJ Antoine) e muito mais.

Datafolha divulga nova pesquisa sobre avaliação do governo Dilma


Instituto Datafolha divulgou uma nova pesquisa sobre a avaliação que os eleitores fazem do governo da presidente Dilma Rousseff. O nível de confiança desse levantamento é de 95%. É o nível de certeza do Datafolha de que os resultados estão dentro da margem de erro, que é de dois pontos - para mais ou para menos.
Em abril, 36% dos entrevistados consideravam o governo Dilma ótimo ou bom. Em maio, 35%. Depois, 33% e agora, 35%.
Os que consideravam o governo regular eram 39% em abril. Depois 38%. Novamente 38% e agora, também 38%.
Os que consideravam ruim ou péssimo eram 25% em abril, depois 26%. 28% e agora, 26%.
1% não soube responder nas quatro pesquisas. 
O Datafolha entrevistou 2857 eleitores na terça (1º) e na quarta-feira (2).

Fonte: Jornal Nacional

Brasil enfrenta a Colômbia na disputa pela vaga na semifinal da Copa 2014

Ninguém na Seleção subestima o próximo adversário, a Colômbia, um dos maiores destaques da Copa, mas a maior preocupação é com os nervos dos jogadores brasileiros. O técnico Felipão teve tempo para preparar uma estratégia vencedora. Pelo menos, é o que todo mundo espera.
O fervor dos torcedores atrás das grades mostra todos os prisioneiros de uma ideia, quase uma obsessão. Hino, pátria, seleção e a classificação, tudo se mistura e transforma um time de futebol em algo maior.
Passar das quartas de final e ficar entre as quatro melhores seleções da Copa é o mínimo que se espera. “Nós vamos para o quinto passo. Então, esqueça que são sete. Nós vamos para o quinto”, diz o técnico Luiz Felipe Scolari.
No último treino, antes do jogo decisivo contra a Colômbia, pouco se viu. Foram só 15 minutos abertos à imprensa. Felipão não confirmou, mas o time terá a volta de Paulinho, que entra no lugar de Luiz Gustavo, que foi suspenso.
“Então, é um pouquinho diferente para ter um posicionamento e, em princípio, é uma opção”, justifica Felipão.
E se espera a volta também de um futebol mais criativo, menos dependente de chutões para frente. Criar nessa seleção a responsabilidade de quatro jogadores. Neymar, claro, é o principal.
Além disso, há os dois laterais: Marcelo, no Real Madrid, e Daniel Alves, no Barcelona. E Oscar, que tem sido uma figura periférica e jogado aquém das possibilidades dele. Felipão precisa, neste quinto jogo, do talento deles todos.
Foram cinco dias para conversar sobre o que não deu certo no jogo contra o Chile e se espera resolver os problemas. Mas, além de olhar para dentro, é necessário olhar para fora.
Muita gente questionou quando a Colômbia como cabeça de chave de um grupo. Os últimos resultados mostram o acerto dessa decisão. Não são só as quatro vitórias em quatro jogos. É que os colombianos estão jogando muito bem, um futebol que mostra a desinibição de quem não tem nada a perder.
“Tecnicamente falando, a equipe da Colômbia é diferenciada por esse aspecto. Por eles terem essa qualidade de querer jogar, isso ajuda. Teoricamente, a nossa seleção também tem qualidade. Então, fica um jogo muito aberto”, analisa Thiago Silva, zagueiro da Seleção.
Para a nossa Seleção, essa pode ser uma vantagem. Sai de campo o componente de rivalidade que torna o jogo mais emocional.
“As nossas guerras são contra quem? Chile, Uruguai, Argentina. Contra a Colômbia é difícil? É muito difícil, pois eles são bons. Só que nós também temos qualidade, temos outro tipo de jogo e não temos guerra”, enfatiza Felipão.

Fonte: Jornal da Globo

Queda de viaduto pode trazer complicações a Belo Horizonte na Copa


Desabamento de viaduto em Belo Horizonte (AFP)
Acidente ocorreu na principal via de acesso entre o centro da cidade e o Mineirão

A queda de um viaduto em uma obra em Belo Horizonte nesta quinta-feira pode trazer complicações cinco dias antes de uma partida das semifinais da Copa do Mundo, marcada para terça-feira no Mineirão.
A obra está localizada na avenida Pedro I, na região da Pampulha, a poucos quilômetros do estádio.
A avenida é a principal via de acesso entre o centro da cidade e o Mineirão e pode fazer falta ao sistema viário da capital mineira caso ainda esteja interrompida daqui a cinco dias.
Os organizadores destacam que uma via secundária, a Avenida Cristiano Machado, deverá ser usada, assim como "rotas alternativas" por dentro do bairro da Pampulha.
Imagens de televisão mostravam, no entanto, grandes congestionamentos na Avenida Cristiano Machado logo após o acidente.
O desabamento impactou as festividades oficiais da Copa na cidade que aconteceriam nesta sexta-feira (4).
A Prefeitura de Belo Horizonte anunciou na noite desta quinta (3) o cancelamento da Fan Fest e de outros seis eventos de exibição dos jogos da Copa do Mundo.
O acidente causou a morte de ao menos duas pessoas e ao menos 22 pessoas ficaram feridas. Os esforços de resgate continuam.

Tragédia

Horas após a tragédia o prefeito Márcio Lacerda (PSB), falou à imprensa do local do acidente, na Avenida Paulo I, na região da Pampulha. Embora tenha manifestado tristeza e anunciado três dias de luto, ele disse que "acidentes como esses acontecem".
Questionado por repórteres sobre a decisão de manter o tráfego da avenida abaixo do viaduto ainda em obras, o prefeito disse tratar-se de algo "normal".
"Certamente vão descobrir algum erro de engenharia. Mas isso não é importante agora", disse o prefeito, ressaltando que a hora é de prestar solidariedade às vítimas.
O viaduto desabou sobre quatro veículos (um carro, um ônibus e dois caminhões). A motorista do ônibus e o condutor do carro morreram e os bombeiros temem que mais vítimas fatais sejam encontradas sob os escombros conforme os esforços de resgate avancem durante a noite e os próximos dias.
A obra integra um complexo viário que deveria ter ficado pronto para a Copa do Mundo, e outro viaduto, a menos de 500 metros do que desabou, chegou a ter a construção interrompida semanas atrás por oferecer riscos à população.

Irregularidades

A construtora Cowan, responsável pela obra, emitiu nota dizendo que "lamenta profundamente o ocorrido e não está medindo esforços para oferecer o apoio necessário às vítimas e aos familiares".
Além disso a empresa diz que se prontificou com os trabalhos de remoção da estrutura, "que devem se estender pelos próximos dias" e que "já está providenciando o escoramento do segundo viaduto".
Em sua conta no Twitter, a presidente Dilma Rousseff também manifestou solidariedade às vítimas.
O caso atraiu grande atenção da imprensa internacional, que relembrou as oito mortes de operários das obras para a Copa do Mundo e a partida marcada para terça-feira para as semi-finais do torneio no estádio do Mineirão.
Além dos impactos imediatos sobre a Copa do Mundo, no entanto, o acidente deve lançar mais dúvidas sobre as obras do Mundial, que segundo críticos foram afetadas pela "pressa" para serem entregues antes do início da competição.

Fonte: BBC

Felipão mantém discurso de favoritismo e nega pressão exagerada sobre jogadores


FORTALEZA (Reuters) - Apesar das atuações abaixo do esperado e do sufoco no jogo contra o Chile, o técnico Luiz Felipe Scolari afirmou nesta quinta-feira que o Brasil permanece com uma mão na taça da Copa do Mundo e negou que o favoritismo proclamado pela comissão técnica tenha resultado em pressão exagerada sobre os jogadores.
"Continua, já vamos para o quinto passo, não esqueça que são sete passos", respondeu o treinador ao ser questionado durante entrevista coletiva, nesta quinta, se o discurso de favoritismo da seleção continuava o mesmo do início da Copa.
Logo no primeiro dia de preparação do Brasil para o Mundial o coordenador técnico Carlos Alberto Parreira afirmou que a seleção brasileira já estava "com uma mão na taça" por jogar a Copa em casa com o apoio do torcedor.
Desde então, porém, o time falhou em repetir as boas atuações da conquista da Copa das Confederações do ano passado e esteve muito perto de ser eliminado pelo Chile nas oitavas de final, numa partida em que levou uma bola no travessão no segundo tempo da prorrogação.
O Brasil acabou vencendo no pênaltis, mas as cenas de choro de jogadores importantes como Neymar e o capitão Thiago Silva geraram um amplo debate sobre o estado emocional dos jogadores, diante da pressão para ser campeão mundial em casa.
Mesmo assim, Felipão garantiu que o status do Brasil na Copa do Mundo permanece o mesmo.
"Continuam aquelas declarações do Parreira, foram espetaculares. Não podia ser diferente, não deveria ser diferente, nossa população não esperava nada diferente, eles querem que a gente coloque para eles o que nós queremos. Continuamos com esse mesmo discurso", acrescentou o treinador, na entrevista no estádio Castelão, onde o Brasil enfrentará a Colômbia na sexta-feira, pelas quartas de final da Copa do Mundo.
O treinador, no entanto, destacou o equilíbrio do Mundial até agora e ponderou que se o Brasil perder "vai continuar a vida" de todos os jogadores. Para destacar a dificuldade da Copa para todas as equipes, Felipão lembrou dos oito confrontos das oitavas de final, cinco foram para a prorrogação.
Segundo Felipão, ele perguntou aos jogadores se a comissão técnica teria colocado pressão sobre o grupo ao proclamar o favoritismo do Brasil antes do início da Copa. O técnico afirmou que o grupo garantiu que a cobrança parte dos próprios atletas.
"Eles sabem que todo jogo é eliminatório e que podem ser vencidos e estarão eliminados. Nós temos uma meta, e dentro dessa meta eu converso com os jogadores e pergunto a eles se fui eu que dei essa responsabilidade a eles. Os jogadores disseram que esse é o normal de um campeonato mundial no Brasil", afirmou.
"Se não tivéssemos feito dessa forma não teríamos o que temos hoje de retorno dos torcedores. Nós temos que assumir, temos que buscar dentro de campo", acrescentou.
O treino da seleção brasileira ocorreu nesta quinta no estádio Presidente Vargas, em vez do Castelão, para preservar o gramado do local da partida. Os colombianos também não farão o chamado treino de reconhecimento do gramado da arena.
O vencedor de Brasil x Colômbia enfrentará nas semifinais o ganhador de França x Alemanha, que jogam também na sexta-feira, no Maracanã.
(Edição de Tatiana Ramil; e Maria Pia Palermo)

Clara apresenta Marina na escola de Ivan

Clara e Marina se tratam com carinho na frente dos pais de colega de Ivan (Foto: Felipe Monteiro/ TV Globo)Clara e Marina se tratam com carinho na frente dos pais de colega de Ivan (Foto: Felipe Monteiro/ TV Globo)

Clara (Giovanna Antonelli) e Marina (Tainá Müller) vão buscar Ivan (Vitor Figueiredo) na escola e são surpreendidas por um casal, pais de um colega de Ivan, que perguntam por Cadu (Reynaldo Gianecchini). Clara naturalmente avisa da separação e apresenta Marina.

O pai do colega não disfarça seu espanto ao conhecer Marina (Foto: Felipe Monteiro/TV Globo) 
O pai do colega não disfarça seu espanto ao conhecer Marina (Foto: Felipe Monteiro/TV Globo)

O casal fica surpreso e, ao se despedirem, eles ficam em dúvida sobre a relação das duas. Mas ao virem a intimidade entre elas, têm certeza do fato e ficam ainda mais surpresos com a naturalidade de Clara em lidar com a situação.

Não perca a cena, que está prevista para ir ao ar a partir desta sexta-feira, 4 de julho. Saiba mais sobre o capítulo!

Fonte: Gshow

'Marge' dá adeus a dublador de Homer Simpson, morto nesta quinta no Rio


Julio Cezar Barreiros morreu nesta quinta-feira (3) (Foto: Caio Barreiros Barbieri/ Arquivo Pessoal) 
Julio Cezar Barreiros morreu nesta quinta-feira (3)
(Foto: Caio Barreiros Barbieri/ Arquivo Pessoal)

A morte do dublador Julio Cezar Barreiros, nesta quinta-feira (3), causou comoção de familiares, amigos e colegas de trabalho do profissional que emprestou a voz a personagens como Indiana Jones, Robocop e Homer Simpson. Mariângela Cantú – dubladora da personagem Marge, mulher de Homer no seriado "Os Simpsons" – deu um "até breve" ao amigo, descrito por ela como uma pessoa querida por todos.
"O que eu posso dizer é que o Júlio era uma pessoa muito carinhosa com todo mundo, um 'fofo'. Todo mundo gostava dele. Várias vezes dividimos bancada e dublávamos juntos. Ele fazia o Homer; e eu, a Marge. Um improvisava uma coisa e outro criava em cima do que era falado. Fazíamos muita besteira", recordou Mariangela, que foi aluna de Julio Barreiros.

Pioneiro da dublagem
A irmã do dublador Ana Lúcia Barreiros lamentou a perda e lembrou da felicidade do irmão. "Conheci poucas pessoas que viveram a vida tão intensamente como meu irmão. Ele sem dúvida foi muito feliz", declarou Ana Lúcia.

Ainda de acordo com parentes do dublador, ele sofreu um acidente vascular embólico no aparelho digestivo e não resistiu após várias tentativas da equipe médica. Ele teria sofrido com uma insuficiência dos órgãos por causa de uma hemorragia gástrica.
Barreiros ficou conhecido, nas décadas de 1980 e 1990, por ser dono de vozes em português de personagens como Robocop, Indiana Jones e de desenhos animados como Papai Smurf e Ranzinza, de "Os Smurfs". Ele também fez a dublagem da voz de Homer Simpson, da série "Os Simpsons", da Fox.

"Ele foi um dos pioneiros da dublagem no Brasil, o que nos enche de orgulho. Vai deixar saudades", disse o sobrinho, Caio Barbieri.
Na carreira, dirigiu ainda traduções de filmes em empresas como Herbert Richers e VTI-Rio. Barreiros deixa três filhas. O enterro foi confirmado para amanhã, no cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio.

Fonte: G1

Mãe dá à luz sete filhos, um em cada dia da semana


AMANDA, O MARIDO COM EVA NO COLO E MAIS QUATRO FILHOS (Foto: Reprodução/Facebook)

Algumas pessoas parecerem realmente se importar com superstições. Este é o caso de Amanda Phizacklea. Depois de dar à luz seis filhos, um em cada dia da semana, a britânica quis ter mais um para que ele nascesse na quarta-feira, único dia que faltava. Foi o que aconteceu. A mãe completou seu quadro de filhos há duas semanas, quando nasceu Eva. "Temos que puxá-la para fora antes da meia noite", disse à parteira. O bebê nasceu às 22:45.
"Quando eu estava no hospital, vi que era quase meia noite, então eu me concentrei e me esforcei para não passar do tempo", contou. "Eu pensei que nasceria na quinta-feira de manhã, mas conseguimos fazer o parto no tempo e ainda sobrou uma hora." Ela ficou realmente feliz por ter dado certo. "Alguém até brincou comigo que agora eu deveria tentar todos os meses do ano."

Fonte: Revista Marie Claire