quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Novas músicas de Madonna vazam na internet e cantora se revolta

A madrugada desta quarta-feira (17) deixou os fãs de Madonna em alvoroço após mais músicas de seu novo álbum, previsto para chegar às lojas em 2015, vazarem na internet. Além de "Rebel Heart" e "Wash All Over Me", que caíram na rede recentemente, "Unapologetic Bitch", "Addicted" e "Messiah" foram vazadas.

Foto: AFP

A primeira leva de músicas causou um acesso de raiva na cantora, que publicou a imagem de seu iPod completamente destruído em sua conta no Instagram. "Esse iPod quebrado é um símbolo do meu coração quebrado! Minha música foi roubada! Eu fui violada enquanto ser humano e artista!", disse revoltada.
Agora, Madonna fez mais uma publicação na rede social, desta vez agradecendo aos fãs por não buscarem ouvir as músicas enquanto ainda não forem oficialmente divulgadas. "Obrigada por não ouvirem! Obrigada pela lealdade! Obrigada por esperarem e se você tiver ouvido por favor saiba que são demos incompletas, roubadas tempos atrás e que não estavam prontas para serem apresentadas ao mundo", disse a diva pop.

Cantora publicou foto de iPod quebrado em revolta pelas músicas vazadas. Foto: Reprodução/Instagram

Apesar dos vazamentos, Madonna não irá parar seus projetos para o próximo ano. Ela ainda sairá em turnê de comemoração aos 30 anos do lançamento de Like a Virgin.

Fonte: Correio da Bahia

'Faz pelo macaco o que não faz pela filha', diz mãe que processa Latino

Priscila Bessa do EGO, no Rio

Latino (Foto: Divulgação)
Latino (Foto: Divulgação)

Procurada pelo EGO, Neusimar Cosendei, de 25 anos, rebateu as declarações de Latino sobre o processo que move contra ele pedindo o reconhecimento da paternidade de sua filha e o direito a pensão alimentícia para a menina de 6 anos. O cantor, que não compareceu após três intimações para fazer o exame de DNA, disse ao EGO na terça-feira, 16, que é pai da menina e que pretende pedir a guarda dela, assim como de outras duas crianças de outros relacionamentos que se encontram em situação semelhante. Latino afirmou ainda que não paga os valores solicitados na Justiça pois as mães das crianças estariam interessadas em viver das pensões e, por isso, preferia ser preso do que efetuar a quitação das contas. Ele também contesta os valores pedidos por elas.
"Esse não é o meu caso porque já falei que se ele tivesse me ajudado até aqui o problema estaria resolvido. Não quero muito dinheiro, quero resolver. Ele quer me ameçar pedindo a guarda de uma filha que nunca nem viu e não tem contato nenhum? Ele quer é aparecer falando isso. Quero apenas justiça. Desde que ela nasceu venho lutando sozinha, ele nunca me procurou para nada e simplesmente sumiu. Tentei contato no início e ele não deu confiança, então procurei a Justiça e como está demorando muito aí resolvi falar publicamente sobre o assunto", explicou a cabeleireira que trabalha em um salão montado em sua casa.
"Imagina se eu não tivesse condições mínimas de cuidar dela? Minha filha estaria ao Deus dará. Foi com muita dificuldade que cuidei dela, passei um mau bocado, só consegui com a ajuda de pessoas próximas. Recentemente fiz um curso de cabeleireira e atendo nos fundos de casa, mas ainda estou construindo uma clientela, ganho pouco e peço de pensão um salário mínimo e meio. O que aconteceu é que ele quis fugir e o problema ficou cada vez maior", disse Neusimar, que diz não fazer as contas do quanto Latino já deve de pensão pela filha que completa 7 anos em maio do ano que vem.
Ela fica perguntando por ele e eu falo que ele não tem tempo de vir conhecer. Quis procurar um psicólogo porque ficamos perdidos sobre o que dizer para ela, mas não tenho recursos."
Neusimar Cosendei
Por conta dos comentários na cidade onde vive, no interior de Minas, Neusimar se viu obrigada a contar para a menina sobre o pai. "Em cidade pequena saem esses comentários, os outros ficam falando, então expliquei para ela. Ela fica perguntando por ele e eu falo que ele não tem tempo de vir conhecer. Quis procurar um psicólogo porque ficamos perdidos sobre o que dizer para ela, mas não tenho recursos. Se um assunto como esse mexe com a nossa cabeça, imagina a cabeça de uma criança?", ponderou ela.
Neusimar contou que atualmente está casada e que o marido trata a menina como uma filha. "Dei muita sorte de encontrar uma pessoa boa. Ele é o pai dela, faz tudo por ela. Quando bem pequena ela chamava o meu pai de pai e, depois, passou a chamar meu esposo de pai porque vê as outras crianças chamando alguém assim e quer chamar também", afirmou. Apesar da relação afetiva, a cabeleireira esclareceu que o marido não consegue ajudar tanto quanto gostaria com as despesas da menina. "Ele trabalha em uma empresa de telefonia como técnico e ganha pouco", contou.
Por isso a filha da cabeleireira com Latino não tem plano de saúde e estuda em escola pública. "Porque não tenho condições de pagar. Cheguei a fazer cadastro no Bolsa Família uma época que estava desempregada, mas arrumei um emprego de vendedora e cancelei", explicou.
Ele fez a filha e sumiu. Não tem nada de humano nele, é uma pessoa que não dá para entender."
Neusimar Cosendei
Ao ver matérias sobre os luxos destinados ao macaco de estimação de Latino, Neusimar disse que não consegue conter a revolta. "Com certeza me revolta porque você vê que ele está fazendo por um macaquinho o que nunca fez nem um terço pela filha. Ele fez a filha e sumiu. Não tem nada de humano nele, é uma pessoa que não dá para entender. Você não vê um pingo de humanindade num cara desses. Mesmo que ela não seja fruto de um relacionamento não justifica eu assumir tudo sozinha. Fomos nós dois que fizemos a besteira há sete anos. Acho justo os dois se responsabilizarem por isso", desabafou.

Twelves, macaco de Latino (Foto: Celso Tavares / EGO)
Twelves, macaco de Latino, em sua festa de aniversário  (Foto: Celso Tavares / EGO)

A cabeleireira lembra da noite em que se conheceram e explica que não era fã do cantor, mas admite ter se deslumbrado ao conhecer o artista. "Eu tinha acabado de completar 18 anos, era da roça, não sabia das coisas direito e fiquei muito iludida. Nunca fui fã. Estava naquele show acompanhando amigos. Qualquer menina do interior ficaria deslumbrada com a situação", afirmou.
Segundo ela, a filha é parecida tanto com o pai quanto com a mãe. "Tem gente que fala que é parecida com ele, tem gente que fala que é parecida comigo. Parece com os dois", falou ela, que gostaria de poder investir nos estudos da criança. "Ela vê na TV as pessoas falando inglês e me pede para fazer um curso, mas eu não posso pagar. Tem muitas coisas que eu gostaria de fazer por ela, mas sozinha é difícil", disse Neusimar.
Apesar do imbroglio, a cabeleireira afirmou que não deseja mal a ele. "Eu só quero que seja feita a justiça, não quero difamá-lo e não quero o mal dele, apesar de tudo. Mas chegou a esse ponto, fazer o que? Quem deixou foi ele. Só quero justiça", falou.

Entenda o caso
Neusimar conheceu Latino em um show que ele fez no interior de Minas Gerais e engravidou dele. "Ela era até menor na época. A menina hoje com 6 anos não conhece o pai, mas sabe que é filha de Latino", conta Fauze, advogado da mãe.
O caçula, filho de Jack Blandy, tem hoje 2 anos. O processo que ela move contra Latino foi concluído e, segundo publicado no "Jornal Extra", na decisão, a Justiça determina o pagamento de cerca de 15 mil, em três parcelas, no máximo em três dias sob pena de prisão caso não seja acatada.
Ainda corre na Justiça o processo movido pela advogada Glaucia Deneno, que também teve uma filha com o cantor. Glaucia requer cerca de R$ 300 mil. Latino ainda é pai de Amanda Rocha, Suzanna Rocha, Dayana Rocha, Victor Hugo Rocha. E o macaco Twelves, que de tão amado, teve direito a festa bombada em São Paulo, onde atualmente ele mora.

Fonte: EGO

Aretha Marcos nega depressão e diz que está sendo hackeada

Juliana Maselli do EGO, no Rio
Aretha Marcos (Foto: Instagram/Reprodução)
Aretha Marcos durante show em Praia Grande, em
São Paulo, neste sábado, 13 (Foto: Instagram)

Aretha Marcos, filha de Vanusa e do cantor Antônio Marcos, foi muito famosa durante a infância, quando era a estrela de vários especiais infantis da TV Globo como "Plunct plact zuuum", "Pirlimpimpim" e "Arca de Noé", mas já andava sumida há alguns anos. Nesta quarta-feira, 17, ela voltou a ser notícia nos principais veículos da mídia.
Segundo o jornal "Extra", Aretha usou o Facebook, na terça, 16, para fazer um desabafo em que atacava a mãe e o irmão, Rafael Vanucci. E, em entrevista à publicação, Vanusa ainda confirmou a má relação com a filha e afirmou que ela sofre de depressão. No entanto, procurada pelo EGO, Aretha diz que não fez post nenhum e fala que vem sendo hackeada há mais de um ano.
"Eu não apaguei nada. Não escrevi nada sobre a minha mãe e o meu irmão. Acontece que hackearam meu celular e computador para fazer chantagem, manipulação de pessoas e trabalho. Essa é a verdade. Por que mãe e irmão são mais importantes que um crime? A única verdade é que estou sendo hackeada e explorada! É um caso de invasão de privacidade e difamação. Agora que aconteceu isso vou acionar meu advogado e resolver o assunto", diz Aretha, que não quis falar se sabe quem pode estar por trás disso: "Isso só na Justiça".

EGO NAS REDES SOCIAIS
Sobre a suposta depressão que estaria enfrentando, ela afirma que isto não existe. "Vá até o meu Instagram e veja se você acha que estou em depressão. Isso é notícia plantada pra tirar o foco da verdade. Esse papo de depressão e dor é pra saciar o ego de gente doente. Eu fiz show pra duas mil pessoas no sábado", conta Aretha, que mandou fotos suas nos bastidores da apresentação na Festa de Iemanjá, que aconteceu em Praia Grande, em São Paulo.
Questionada se os problemas de relacionamento com a mãe e o irmão eram verdadeiros, Aretha declara: "Não estou com problemas com meus parentes. Não convivemos há mais de 20 anos. Não entendo como isso possa ser uma notícia importante perto de eu estar hackeada faz mais de um ano. Eu não queria espalhar a bestialidade de discórdia e desamor familiar. A minha vida não está em problemas com familiares. Estou com problemas com os podres poderes".

Aretha Marcos (Foto: Instagram/Reprodução)Aretha Marcos postou no Instagram a foto e escreveu: "Sorriso de banho de mar após o show" (Foto: Instagram/Reprodução)
 
Aretha Marcos (Foto: Instagram/Reprodução)Aretha Marcos em apresentação no último sábado, 13 (Foto: Instagram/Reprodução)
 
Aretha Marcos (Foto: Reprodução e Instagram/Reprodução)Aretha Marcos: na época de criança e agora (Foto: Reprodução e Instagram/Reprodução)

Fonte: EGO

Durante gravação de ‘‘Império’’, Marina Ruy Barbosa homenageia Janete Clair

Atriz de "Império" homenageou a legendária escritora Janete Clair com flores
Atriz homenageia Janete Clair com flores. (Foto: Reprodução/UOL)
As gravações de ‘‘Império’’ estão a todo vapor! Na última terça-feira (16), em um cemitério da zona Sul do Rio de Janeiro, aconteceu à gravação do enterro do personagem de Alexandre Nero, José Alfredo. Aliás, de acordo com o blog oficial de Aguinaldo Silva, houve uma cena curiosa.
Sem qualquer planejamento, o cortejo fúnebre cenográfico acabou passando de frente do túmulo da brilhante dramaturga Janete Clair, que foi autora dos maiores sucessos da história da televisão brasileira, como ‘‘O Astro’’ (1978) e ‘‘Irmãos Coragem’’ (1972), além de ser chamada várias vezes para salvar novelas com baixa audiência da Rede Globo.
Ela, que é um exemplo para os autores de hoje, morreu vítima de câncer no intestino, aos 58 anos.
Marina Ruy Barbosa, que foi alertada sobre o fato, decidiu ir até o túmulo e depositou um ramo de flores.
Fonte: Antenado Nas Novelas/UOL

Interno da Fundação Casa é vencedor em Olimpíada de Língua Portuguesa

Interno fez um poema sobre como é viver na Fundação Casa e ganhou a medalha de ouro (Foto: Victor Moriyama/G1/ e Divulgação/Fundação Casa)
Interno fez um poema sobre como é viver na Fundação Casa e ganhou a medalha de ouro (Foto: Victor Moriyama/G1/ e Divulgação/Fundação Casa)

Um interno da Fundação Casa foi anunciado na noite desta quarta-feira (17), em cerimônia realizada em Brasília, como um dos vencedores na categoria de poemas da Olimpíada de Língua Portuguesa (leia o poema ao final dessa reportagem). A olimpíada reúne alunos de escolas públicas de todo o país e é promovida pelo Ministério da Educação e pela Fundação Itaú Social. É a primeira vez que um adolescente da Fundação Casa é classificado neste concurso. A professora dele também foi premiada.

"Minha conquista vai inspirar outros jovens da Fundação Casa", disse o adolescente ao G1. Ele cursa o 6º ano do ensino fundamental, com aulas dentro da unidade, e escreveu um poema sobre como é morar na Fundação Casa, instituição ligada à Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo que atende adolescentes inseridos nas medidas socioeducativas de privação de liberdade (internação) e semiliberdade.
"Eles vão ver que todos têm capacidade de poder chegar onde quer e ir além do que imagina. Eu jamais imaginava que eu iria passar por tudo o que passei e conquistar tudo o que conquistar em tão pouco tempo." Ele e todos os vencedores de categoria ganharam uma medalha de ouro, notebook e impressora.

Jovem de 17 anos cursa o 6º ano do ensino fundamental (Foto: Victor Moriyama/ G1)
Jovem de 17 anos cursa o 6º ano do ensino
fundamental (Foto: Victor Moriyama/ G1)

A Olimpíada teve como tema "O Lugar Onde Vivo", que proporciona aos estudantes uma reflexão sobre sua própria realidade. Na edição deste ano, 53.706 textos foram enviados por estudantes do Brasil todo nas quatro categorias (além de poema, a olimpíada seleciona textos de memória literária, artigo de opinião e crônica). Cada categoria teve 38 trabalhos selecionados para a última etapa –entre eles o poema do interno de São Paulo. Na final, cinco poemas foram escolhidos pelo júri como os vencedores, entre eles o do jovem.
O jovem teve autorização judicial para viajar de avião acompanhado por representantes da Fundação Casa e participar das etapas do concurso, nas quais recebeu orientação pedagógica e pode aperfeiçoar seu poema. Ele disse ter sido muito bem recebido pelos organizadores e por todos os participantes da olimpíada. "O pessoal muito legal, todos gostaram de mim, torceram e gritaram quando eu ganhei. Foi uma coisa nova e diferente", afirmou. "Não se deve ver o livro pela capa, tem de abrir e conhecer seu conteúdo."
Com a medalha no peito, ele diz que vai seguir nos estudo. Quer terminar o ensino fundamental, fazer o ensino médio e depois entrar em uma faculdade de farmácia. "Uma das coisas que o concurso me ensinou é não desistir do que a gente quer."
A olimpíada ocorre a cada dois anos e premia as melhores produções de alunos de escolas públicas de todo o país. Esta quarta edição do concursou mobilizou 46.902 escolas públicas nos 26 estados e no Distrito Federal, onde 5,1 milhões de alunos concorrem com poemas, memórias literárias, crônicas e artigos de opinião.
Participaram da olimpíada alunos de 5º, 6º, 7º, 8º e 9º anos do ensino fundamental e 1º, 2º e 3º anos do ensino médio. Os alunos de 5º e 6º anos no gênero poema, os de 7º e 8º anos desenvolvem textos do gênero memórias literárias, 9º ano do ensino fundamental e 1º ano do Ensino Médio trabalham o gênero Crônica. Os alunos do 2º e 3º anos do ensino médio produzem artigos de opinião. Foram realizadas cinco etapas de triagem: escolar, municipal, estadual, regional e nacional.
Veja o poema do jovem:

Vida em transição

Viver na Fundação não é bom
Bom é ser livre em toda situação
Mas tenho minha opinião
Sobre este período de transição
Que muitos dizem ser prisão.

Nesse lugar, maldade...
Que no mesmo tempo é saudade
Por estar privado de liberdade
Mas tenho um lado positivo
Nesta realidade
Estou me reabilitando para a sociedade.

Acordo e vejo grades
Meu peito dói de verdade
Só quem passou
Por isso sabe
De todas as realidades
E crueldades...
A maior necessidade
É a Liberdade!

Aqui lições de vida
Transmitem coisas boas
Reconhecimento como pessoa
Que errar é humano
Mas aprender é a melhor coisa.

Atrás desses momentos tem algo impressionante
Hoje me tornei um estudante
Descobri que sou inteligente

O jovem diz que descobriu seu potencial para os estudos dentro da Fundação Casa (Foto: Victor Moriyama/ G1) 
O jovem diz que descobriu seu potencial para os estudos dentro da Fundação Casa (Foto: Victor Moriyama/ G1)

Fonte: G1

Xuxa conversa com a Globo sobre seu destino na emissora

  • TV Globo | Divulgação
    Xuxa ainda não encerrou contrato com a Globo
Sem deixar de ouvir atentamente à proposta da Record, Xuxa conversa com a Globo sobre seu destino na emissora. Esta semana, em pleno andamento de negociações, ela tem nova reunião com Carlos Henrique Schroder, o diretor-geral.

Saiba mais

Globo dispensa Xuxa após quase 30 anos
15/12/2014 | Comentários(0)
Globo dispensa Xuxa após quase 30 anos

Seu contrato vai até 2017 e a Globo não se mostra disposta a abrir mão da apresentadora.

Fonte: Portal A Tarde

Miguel Falabella volta ao Vídeo Show

  • Divulgação
    Miguel Falabella comandou o Vídeo Show de 87 a 2001
Com as frequentes queda na audiência, o Vídeo Show vai olhar para o passado para tentar se reerguer. Miguel Falabella, que comandou a atração de 1987 a 2001, vai voltar em janeiro de 2015. "Recebi o convite no início de dezembro e gostei da proposta do Boninho para encerrar o programa", contou, em entrevista ao UOL.
Além de Falabella, Cissa Guimarães -  "a garota que quebra o coco e não arrebenta a sapucaia" - também foi convidada para voltar ao Vídeo Show. Boninho vai comandar a direção do programa a partir de janeiro de 2015.
Depois da saída de Falabella, o Vídeo Show foi apresentado por André Marques e Ana Furtado. Neste ano, Zeca Camargo foi para o programa, que ganhou um novo formato. Porém, não agradou e a audiência, que já estava baixa, caiu mais ainda.

Fonte: Portal A Tarde

Estudo aponta que clássicos da animação infantil são mais violentos que filmes para adultos

Share
finding_nemo-HD

Os grandes clássicos da animação infantil contém muito mais violência que a maioria dos filmes para adultos, garante uma pesquisa publicada pela revista científica British Medical Journal. Segundo o estudo, os personagens principais das animações têm 2,5 vezes mais chances de morrer que os dos filmes para adultos, e quase três vezes mais de serem vítimas de assassinato.
“Ao invés de serem alternativas inofensivas e mais suaves que os filmes de terror e os dramas, os desenhos animados para crianças mostram, de fato, assassinatos e desordens”, afirmam os pesquisadores Ian Colman e James Kirkbride no estudo.
Os pesquisadores ressaltaram que os pais dos protagonistas tinham cinco vezes mais chances de morrer nos desenhos animados que nos filmes para maiores, o que é preocupante tendo em vista o público alvo das animações. A lista de mortes mais emblemáticas incluem vítimas de tiros de armas de fogo em “Bambi” (1942), “Pocahontas” (1995) e “Peter Pan” (1953), de arma branca em “A Pequena Sereia” (1989) e “A Bela Adormecida” (1959) e por ataques de animais em “Procurando Nemo” (2003) e “Tarzan” (1999).
Os filmes em que carros e brinquedos são protagonistas não foram levados em consideração na pesquisa, já que não é possível determinar se o conceito de morte é aplicável a eles.
O estudo também não determinou se o nível de violência aumentou nos desenhos animados desde a estreia de ‘Branca de Neve’, em 1937, história na qual um Caçador tenta matar Branca de Neve na floresta e a Rainha Má, convertida em bruxa, morre ao cair de um precipício depois de ser perseguida por anões furiosos.

Fonte: Pipoca Moderna

Não deu certo! Rapaz gasta cerca de R$ 400 mil pra parecer com a Kim Kardashian

Fotos Reprodução
Foto Reprodução
* Por Celina Keppeler
Meninas, desculpem, mas não me contive quando vi a foto dessa criatura que queria ser a Kim Kardashian. O rapaz, chamado Jordan James e que mora na Inglaterra, gastou cerca de R$ 400 mil em cirurgias plásticas pra tentar parecer a socialite, mas não rolou. Além do mais, ele se confessou viciado em cirurgias e preenchimento labial.
Eu amo tudo que tem a ver com a Kim. Ela é a mulher mais bonita que já existiu. Sua pele é perfeita, seu cabelo, tudo nela. Sou viciado em preenchimento labial. O quanto maior, melhor. Nunca me senti melhor comigo mesmo”, disse ele pro jornal The Sun.
Olha, amigo. Não rolou, tu tá horrível, mas, quem sabe, se investires na bunda, pode ser que lá de longe comece a lembrar a Kim Kardashian. Que tal?
* Por Cris Cordioli
Para chegar perto de Kim Kardarshian ele realmente vai ter que investir pesado. Quem sabe pede o telefone do cirurgião plástico que fez as inúmeras transformações da bonita? Fica a dica.

Fonte: Zero Hora: Clic RBS

MP pede investigação do envolvimento de avô na morte de Isabella Nardoni

Seis anos após assassinato, Polícia Civil pode investigar denúncia segundo a qual o avô de Isabella sugeriu a Alexandre e Anna Jatobá que simulassem acidente para justificar morte

O Ministério Público do Estado de São Paulo enviou ofício ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), nesta quarta-feira (17), solicitando à Polícia Civil que reabra a investigação sobre a morte de Isabella Nardoni, assassinada pelo pai e pela madrasta em 2008.
Reprodução
Isabella Nardoni ao lado de sua mãe, Ana Carolina Oliveira: morte aos 5 anos de idade
De acordo com a assessoria de imprensa do MP, o ofício foi enviado pela promotora Kátia Peixoto Villani Pinheiro com base no depoimento de uma testemunha exibido pelo telejornalístico "Fantástico", no último dia 7 de dezembro. Funcionária do presídio de Tremembé, a testemunha afirmou ter ouvido da madrasta da menina, Anna Carolina Jatobá, questões sobre o envolvimento de Antônio Nardoni, avô de Isabella, no assassinato.

Leia mais:
Nova testemunha envolve avô na morte de Isabella Nardoni

Segundo ela, depois de ter agredido a menina até o ponto de ela desmaiar, no apartamento da família, na Grande São Paulo, o casal, imaginando que Isabella já estava morta, telefonou ao sogro para solicitar ajuda. Foi então que Antônio teria lhes dito para simular uma morte acidental para a menina, atirada pela janela a partir do quarto que ficava no sexto andar do apartamento.
Procurado pelo programa da TV Globo, Antônio Nardoni negou a acusação com veemência: "Nunca faria isso", disse ele. "A gente só tem a lamentar que uma pessoa dessa faça uma coisa dessa para prejudicar quem não está mexendo com ela.”

Leia também:
Casal Nardoni é condenado pela morte de IsabellaSaiba como foi o comportamento do casal Nardoni durante os cinco dias de júriPrisão em que casal Nardoni está detido abriga "famosos"Alexandre Nardoni chora e nega, mais uma vez, ter matado a filha Isabella

Também ouvido, o promotor do caso, Francisco Cembranelli, disse que o avô chegou a ser investigado na época. “Durante a investigação, havia suspeitas, sim. Porque houve um contato do casal com o pai num momento muito próximo ao crime. Mas nós não conseguimos na investigação também trazer responsabilidade para outras pessoas. Por isso, somente o casal foi denunciado.”


Fonte: Último Segundo

Conselho de Ética instaura processo de cassação de Jair Bolsonaro


Conselho de Ética da Câmara dos Deputados instaura processo contra o deputado Jair Bolsonaro. Ao lado do deputado, o presidente do Conselho de Ética, deputado Ricardo Izar (Wilson Dias/Agência Brasil)


           O presidente do Conselho de Ética, Ricardo Izar, e o deputado Jair Bolsonaro  Wilson Dias/Agência Brasil
O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados instaurou hoje (16) processo de cassação de Jair Bolsonaro (PP-RJ). O presidente do colegiado, Ricardo Izar (PSD-SP), informou que até amanhã (17) definirá o relator do caso. O escolhido será sorteado entre os deputados Ronaldo Benedet (PMDB-SC), Marcos Rogério (PDT-RO) e Rosane Ferreira (PV-PR).
A representação foi apresentada quarta-feira (10) passada pelo PT, PCdoB, PSB e PSOL, que acusaram Bolsonaro de quebrar o decoro ao ofender a deputada Maria do Rosário (PT-RS). Em pronunciamento no plenário da Câmara, o deputado disse que não estupraria Maria do Rosário "porque ela não merece”. A agressão ocorreu após a deputada comentar o relatório final da Comissão Nacional da Verdade.
Em breve defesa prévia, Bolsonaro afirmou que também ficou ofendido com as “acusações” contra os militares. “Sou capitão do Exército”, justificou. Segundo ele, não houve um fato novo no episódio da última semana. Ele afirmou que, após ouvir as “ofensas” da deputada gaúcha, apenas lembrou, na tribuna, de um fato ocorrido em 2003, quando, ao conceder entrevista para defender seu ponto de vista sobre a redução da maioridade penal, Maria do Rosário o acusou de estuprador.
“Apesar de o homem ser mais insensível à provocações, ela me chamou de estuprador. Mostrei as fitas. Ela estava defendendo o Champinha, que havia estuprado e assassinado uma menina de 16 anos em São Paulo. Não tenho culpa se ela não gostou dos argumentos que usei com a Rede TV. Ela interferiu numa entrevista e acabou se vitimizando”, lembrou.
Bolsonaro disse que não se arrepende, mas que “faria diferente muitas coisas. Muitas vezes, começamos a namorar uma pessoa e depois nos arrependemos .É natural”. Ao se defender, ele reconheceu que a Câmara merece respeito, mas alfinetou: “ isto aqui também está longe de ser um convento”.
Ele evitou fazer previsões sobre o parecer do Conselho de Ética, mas se mostrou otimista quanto à decisão no Supremo Tribunal Federal (STF), que, nesta semana, recebeu denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) por incitação ao crime de estupro.
“O Artigo 53 da Constituição diz que os parlamentares são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer palavras, opinião e voz. A PGR não julga, denuncia. Essas imagens, caso o ministro Fux, do STF, leve adiante, tenho quase certeza de que ele optará pelo arquivamento”, afirmou.
Na sala do conselho, o deputado recebeu apoio de algumas pessoas que acompanhavam a instauração do processo. Entretanto, do lado de fora do Congresso, um grupo protestava contra a conduta dele. Na carta encaminhada ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), os manifestantes se declaram representantes da sociedade civil e de movimentos sociais e pedem a punição de Jair Bolsonaro.
“Não é admissível que um representante político assuma, mais de uma vez, postura criminosa diante dos demais parlamentares, do país e continue sem qualquer punição. Não é admissível que a imunidade sirva à impunidade. Há anos, o Brasil e o mundo assistem a seus discursos preconceituosos, que, claramente, incitam o ódio e a violência contra as mulheres e, de maneira semelhante, contra grupos sociais historicamente marginalizados”, destacaram os manifestantes.
Jair Bolsonaro foi reeleito em outubro deste ano para o sétimo mandato no Congresso Nacional. Com 464.418 votos, foi o deputado federal mais votado no Rio de Janeiro.

Fonte: Agência Brasil

"Vale lembrar que o Jair Bolso(merda)naro já vem polemizando no Brasil, inclusive nas redes sociais, apoiando a Ditadura de 31 de março de 1964, que até cartaz de comemoração teve ontem, e dois de seus filhos estavam segurando e 'festejando' junto com ele. https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/photos/pb.211857482296579.-2207520000.1418848585./303113989837594/?type=3&theater e esse é o link da foto ridícula que ele expôs em sua página no Facebook. Ele também é a favor da volta da ditadura no Brasil como mostrado numa foto uma idosa (para mim não é considerada lúcida) segurando um cartaz. Se nós ousarmos em criticá-lo, ele nos bloqueia, e eu, por exemplo, já comentei e até hoje estou bloqueado. (re)Veja:
https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/photos/pb.211857482296579.-2207520000.1418848585./305498869599106/?type=3&theater

Foto do último link acima

Minha declaração postada na página dele foi a seguinte:
"É o seguinte, nada a favor do PT, mas, essa daí é uma merdona que apoia a ditadura! Acha bonito! Vai indo assim, minha velha, que você vai longe. Só pode ser a mãe desse tal de Jair Bolsonaro. Mas, não tem problema, já está para embarcar mesmo, e, não falta muito tempo. Esse negócio de não matar, não roubar, não explodir carros, não isso, não aquilo, não passa de uma OBRIGAÇÃO MORAL QUE TODOS DEVERIAM TER E UTILIZAR! E que se foda se ela for de 1920, 30, 50, que se dane o ano de nascimento, mas, as obrigações morais sempre existiram. O governo não é culpado. Culpado são os cidadãos que insistem em praticar o erro, que gostam de roubar o que não o pertence, que mata por besteira, entre outras tragédias que aconteceram no Brasil, até mesmo no tempo da ditadura! Seria melhor se essa velha burróloga e gagá pensasse melhor ao defender o regime militar, porque, se ele voltar, o Brasil se tornará um verdadeiro CAOS! E lembrem-se: quem apoia esse tipo de regime, está do lado da opressão de direitos dos cidadãos. Muito cuidado!"

'Os Simpsons' completam 25 anos de sucesso e polêmicas

Produtores já confirmaram 26ª temporada de 'Os Simpsons' (Fox/Divulgação)
Produtores já confirmaram 26ª temporada de 'Os Simpsons'

Completar 25 anos no ar não é fácil, especialmente com uma audiência tão expressiva como a de 'Os Simpsons' — a mais longa série animada exibida em horário nobre dos Estados Unidos. Apesar de não ostentar mais a média de 27,8 milhões de espectadores da 1ª temporada nem os 13,5 milhões da 10ª, os atuais 5,7 milhões que os personagens amarelos detêm são números que fazem inveja a qualquer série de sucesso.

A maratona especial em comemoração ao 25ª aniversário, em agosto, atingiu cerca de 25 milhões de pessoas durante os 12 dias de exibição, o que se tornou um dos melhores números da história recente da Fox norte-americana.

Enquanto isso, a audiência de 2014 de 'Os Simpsons' na Fox Brasil é a maior da história da animação no canal. Em média, 18 milhões de pessoas por mês assistem a algum episódio deste que é o programa de maior audiência do canal brasileiro, segundo o Ibope.

O diálogo com temas atuais, a alusão direta a pessoas reais — incluindo políticos e celebridades — e os crossovers com outras animações mais recentes são alguns dos recursos para manter o show em constante diálogo com novas gerações. O episódio The Simpsons guy, em que os Simpsons visitam a família Griffin, foi assistido por 8,4 milhões de pessoas. A audiência foi 73% melhor do que a alcançada no capítulo de estreia do ano anterior dos protagonistas de Family guy .

Criação e influências

Nascido em 1954, o autor do desenho, Matt Groening, acabou convivendo com questões que se iniciaram a partir dos anos 1960 — como o desmembramento das famílias nucleares, o advento da pílula, do movimento feminista e, sobretudo, a Guerra do Vietnã — e que influenciaram na concepção da série.

“As problemáticas dos anos 1960 não são muito distintas das vivenciadas hoje, como divórcio e aborto. São debates que permaneceram, principalmente, no mundo ocidental, e que também colaboram para essa longevidade”, explica Alessandro de Almeida, professor de história do Instituto Federal Norte de Minas, pesquisador da série televisiva.

Priscila Harumi, autora do livro Guia de séries (um almanaque sobre os principais seriados dos últimos 25 anos), também aponta o humor ácido e o bom roteiro como pontos responsáveis pela longevidade do programa. “É uma atração muito bem escrita que abusa do politicamente incorreto. Além disso, as complexidades do personagem Hommer que são exploradas na trama fazem com que a atração se mantenha há tanto tempo no ar, analisa.”

A referência a diferentes países nos episódios também contribui para a identificação dos fãs estrangeiros. A mais recente temporada trouxe os Simpsons de volta às terras tupiniquins por conta da Copa do Mundo. Em 2002, o Brasil já havia sido citado no polêmico episódio O feitiço de Lisa, em que a filha mais velha resolveu ir ao Rio de Janeiro para ajudar Ronaldo, um órfão. O problema é que os dois capítulos foram considerados controversos por mostrar um Brasil estereotipado, com macacos circulando pelas ruas.

Enquanto nos EUA a voz de Homer Simpson é a do premiado comediante Dan Castellaneta, no Brasil, o personagem já teve três dubladores — Waldyr Sant’anna (1ª a 4ª temporadas, depois; da 9ª à 18ª), Júlio Cezar Barreiros (5ª à 18ª) e o atual, Carlos Alberto Vasconcellos, que assumiu o posto desde a 18ª temporada.

Para comemorar a data, a Fox Brasil exibe hoje, a partir das 21h30, dois dos episódios de maior audiência do seriado: 'Pranks and greens' e 'Lisa tira um “A”'.

Fonte: Divirta-se (UAI)

Declaração feita pelo Jair Bolsonaro sobre Maria do Rosário

Veja:
Fonte: Facebook

China é a pior carcereira da imprensa do mundo; total mundial é o segundo pior já registrado

Mais de 200 jornalistas estão presos por conta de seu trabalho pelo terceiro ano consecutivo, refletindo um aumento do autoritarismo no mundo todo. A China é a pior carcereira de jornalistas do mundo em 2014. Um relatório especial do CPJ por Shazdeh Omari
Um manifestante egípcio pede a libertação do fotógrafo freelance Mahmoud Abou Zeid, também conhecido como Shawkan, que está preso desde agosto de 2013.(AP/Amr Nabil)
Um manifestante egípcio pede a libertação do fotógrafo freelance Mahmoud Abou Zeid, também conhecido como Shawkan, que está preso desde agosto de 2013.(AP/Amr Nabil)
Publicado em 17 de dezembro de 2014
O Comitê para a Proteção dos Jornalistas identificou 220 jornalistas presos em todo o mundo em 2014, um aumento de nove em relação a 2013. Tal número corresponde ao segundo maior número de jornalistas presos desde que o CPJ começou a realizar um censo anual de jornalistas presos, em 1990, e os destaques ficam por conta do ressurgimento de governos autoritários em países como a China, Etiópia, Myanmar e Egito.
Mais neste Relatório
Em outros idiomas
O uso de acusações contra os jornalistas na China de atuarem contra o Estado e a política de prisões constantes no Irã de jornalistas, blogueiros, editores e fotógrafos deu aos dois países a dúbia distinção de serem o pior e o segundo pior carcereiros de jornalistas do mundo, respectivamente. Juntos, China e Irã estão mantendo presos um terço dos jornalistas aprisionados no mundo todo, apesar das especulações de que os novos líderes que assumiram o poder em ambos os países em 2013 poderiam implementar algumas reformas liberais.
Os 44 jornalistas nas prisões chinesas implicam um salto de 32 prisioneiros em relação ao ano anterior, e refletem a pressão que o presidente Xi Jinping tem exercido sobre a mídia, advogados, dissidentes e acadêmicos para que sigam a linha do governo. Além de prender jornalistas, Pequim editou novas regras restritivas sobre o que pode ser alvo de cobertura jornalística e negou vistos para jornalistas internacionais. A cobertura de questões relacionadas às minorias étnicas continua a ser um tema sensível; quase metade dos presos é de tibetanos ou uigures, incluindo o acadêmico e blogueiro Ilham Tohti e sete estudantes que trabalhavam em seu site, Uighurbiz. Vinte e nove dos jornalistas presos na China foram detidos sob a acusação de desenvolver atividades anti-Estado. (Leia relatos detalhados de cada jornalista preso aqui.)
A administração do presidente iraniano, Hassan Rouhani também tem mantido medidas repressivas contra a imprensa. Este ano, as autoridades iranianas mantinham presos 30 jornalistas, contra 35 em 2013 e um recorde de 45 em 2012. O vencedor do Prêmio Internacional de Liberdade de Imprensa do CPJ, em 2014, Siamak Ghaderi foi libertado da prisão em julho, mas nesse mesmo mês as autoridades iranianas prenderam Jason Rezaian, um repórter do Washington Post. No final de 2014, o governo ainda não tinha divulgado o motivo da prisão de Rezaian ou a natureza das acusações contra ele.
A lista dos 10 piores carcereiros de jornalistas completa-se com países como Eritreia, Etiópia, Vietnã, Síria, Egito, Myanmar, Azerbaijão e Turquia. O censo das prisões leva em conta apenas os jornalistas em custódia do governo e não inclui aqueles que estão em cativeiros de grupos não-estatais. Por exemplo, o CPJ estima que cerca de 20 jornalistas estão desaparecidos na Síria, muitos dos quais se acredita em posse do grupo militante Estado Islâmico.
A Turquia, que foi pior carcereiro do mundo em 2012 e 2013, libertou dezenas de jornalistas este ano, elevando para sete o número de jornalistas presos na data do censo do CPJ. No entanto, em 14 de dezembro a Turquia deteve vários outros jornalistas, juntamente com os produtores de televisão, roteiristas e oficiais da polícia, e os acusou de conspirar contra o Estado turco, de acordo com as informações da imprensa. As detenções foram oriundas de uma luta política entre o partido governante do presidente Recep Tayyip Erdoğan e o movimento liderado pelo clérigo, com sede nos EUA, Fethullah Gülen, e incluíram o editor-chefe do um dos maiores jornais da Turquia, Zaman, que está alinhado com Gülen.
Na Eritreia, que tem sido consistentemente classificada entre as piores carcereiras do mundo e que ocupa o terceiro lugar este ano, as autoridades estão mantendo 23 jornalistas presos, todos sem qualquer acusação formal, e, além disso, as autoridades se recusam a revelar o estado de saúde ou o paradeiro dos prisioneiros. Em 2014, o CPJ realizou uma nova investigação sobre a situação dos prisioneiros de longa data nesse país extremamente repressivo; a pesquisa levou à inclusão e retirada de diversos casos, mas resultou em pouca informação sobre muitos daqueles que estão presos há muito tempo.
A repressão do Estado sobre as publicações e blogueiros independentes na Etiópia mais do que dobrou o número de jornalistas presos este ano, chegando a 17, contra sete no ano anterior, e levou vários jornalistas a fugir para o exílio, de acordo com pesquisa do CPJ.
Jornalistas birmaneses liberam  aves de um pagode em solidariedade a cinco jornalistas que receberam penas de prisão de 10 anos de trabalho forçado em julho. (AP / Khin Maung Win)
Jornalistas birmaneses liberam aves de um pagode em solidariedade a cinco jornalistas que receberam penas de prisão de 10 anos de trabalho forçado em julho. (AP / Khin Maung Win)
Pela primeira vez desde 2011, Myanmar tinha jornalistas encarcerados na data do censo do CPJ: pelo menos 10 foram presos, todos sob a acusação de desenvolver atividades anti-Estado. Em julho, cinco funcionários do Unity, jornal de notícias semanal, foram condenados a 10 anos de prisão cada um, de acordo com a Lei de Segredos Oficiais de 1923. Ao invés de reformar as leis de segurança draconianas e desatualizadas, o governo do presidente Thein Sein está usando as leis para prender jornalistas.
No Azerbaijão, autoridades mantinham presos nove jornalistas até um ano atrás. Em meio a uma repressão aos meios de comunicação tradicionais, alguns ativistas passaram a publicar em sites de redes sociais, na tentativa de dar ao público uma alternativa à mídia estatal. A lista do CPJ não inclui pelo menos quatro ativistas presos no Azerbaijão este ano por criar e gerenciar grupos no Facebook em que eles e outros postaram diversos comentários e reportagens sobre os abusos de direitos humanos e alegações de corrupção generalizada.
O Egito mais do que dobrou o número de jornalistas mantidos atrás das grades, chegando a pelo menos 12, incluindo três jornalistas da rede internacional Al-Jazeera.
Nos últimos anos, prisões de jornalistas nas Américas têm se tornado cada vez mais raras, com apenas um caso documentado em 2012 e outro em 2013. Este ano, a região tem duas: um blogueiro cubano foi condenado a cinco anos de prisão, em retaliação por seu blog crítico, e no México um jornalista independente e ativista de causas maias foi acusado de sedição.
Outras tendências e detalhes que emergiram na pesquisa do CPJ incluem:
  • Os 220 jornalistas presos em todo o mundo mostram um aumento relativamente aos 211 casos que o CPJ documentou em 2013. O número de 2014 é o segundo mais elevado, atrás apenas de 2012, quando o CPJ documentou 232 jornalistas presos em relação ao seu trabalho.
  • Em todo o mundo, 132 jornalistas, ou 60 por cento, foram presos sob a acusação de desenvolver atividades anti-Estado, como subversão ou terrorismo. Esse número é muito maior do que qualquer outro tipo de acusação, como difamação ou insulto, mas praticamente em linha com a proporção de acusações de atividades anti-Estado observada em anos anteriores.
  • Vinte por cento, ou 45, dos jornalistas presos em todo o mundo estavam detidos sem acusação divulgada.
  • Jornalistas online corresponderam a mais da metade, ou 119, dos jornalistas presos. Oitenta e três trabalhavam na mídia impressa, 15 em rádio, e 14 na televisão
  • Cerca de um terço, ou 67, dos jornalistas presos em todo o mundo, eram freelances, a mesma proporção de 2013.
  • O número de presos aumentou na Eritreia, Etiópia, China, Bangladesh, Tailândia, Azerbaijão, Bahrein, Egito, Israel e Territórios Ocupados da Palestina, e na Arábia Saudita.
  • Os países que apareceram no censo de 2014, após não registrarem qualquer prisão de jornalista na pesquisa de 2013, foram: Camarões, Suazilândia, México, Cuba, Myanmar e Belarus.
O CPJ define jornalistas como pessoas que cobrem as notícias ou publicam comentários sobre assuntos públicos nos meios de comunicação, incluindo mídia impressa, fotos, rádio, televisão e serviços online. Em seu censo anual de presos, o CPJ inclui apenas os jornalistas que se confirmou terem sido preso em virtude de seu trabalho.
O CPJ acredita que os jornalistas não devem ser presos por fazer o seu trabalho. A organização enviou cartas expressando sérias preocupações para cada país que aprisionou um jornalista. No ano passado, os advogados do CPJ conseguiram a libertação antecipada de pelo menos 41 jornalistas presos em todo o mundo.
A lista do CPJ é um instantâneo dos presos às 12:01 horas do dia 1º de dezembro de 2014. Ele não inclui os muitos jornalistas presos e libertados durante o ano; os detalhes desses processos podem ser encontrados em www.cpj.org. Os jornalistas permanecem na lista do CPJ até que a organização determine com razoável certeza que eles foram libertados ou morreram sob custódia.
Os jornalistas que desaparecem ou são sequestrados por entidades não estatais, tais como gangues criminosas ou grupos militantes, não estão incluídos no censo de prisão. Seus casos são classificados como "desaparecido" ou "sequestrado".
Shazdeh Omari é editora de notícias do CPJ. Ela é ex-chefe de copidesques para o The Village Voice e já trabalhou como repórter e editora nos Estados Unidos e na Grécia.

Fonte: CPJ

Imagens de “Babilônia” são iluminadas com sessenta quilos de luz

Gloria Pires e Cássio Gabus Mendes gravaram em Paris (Foto: Divulgação)
Gloria Pires e Cássio Gabus Mendes gravaram em Paris (Foto: Divulgação)
As gravações da próxima novela das nove, “Babilônia”, já estão seguindo a todo vapor. As primeiras imagens de Gloria Pires e Cássio Gabus Mendes já foram gravadas em Paris. O casal gravou no famoso restaurante Tour D’Argent para uma noite de Réveillon, em uma cena que acontece o primeiro beijo do casal Beatriz e Evandro.
Para essa cena, foram usados 60 quilos de luz para iluminar a parte externa do local. A intenção da equipe era destacar os prédios ao redor e a Catedral de Notre Dame, que é a vista principal. Para isso, o diretor de fotografia, Ricardo Gaglianone, encomendou um guindaste de 25 metros, que iluminou o interior do restaurante.
A gravação da trama de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga contou com cerca de 50 pessoas, entre produção e elenco, que gravaram também no Jardim de Luxemburgo, Place des Vosges, Ponte Bir Hakeim e Museu Rodin durante três dias. No total, foram oito locações em 72 horas, começando por Dubai.
Adriana Esteves, Sophie Charlotte e Tuca Andrada passaram quatro dias gravando no local e seguiu para Paris. A equipe de figurino levou 19 malas com peças para o elenco. “Foi uma viagem rápida e intensa, com cenas importantes. Fizemos gravações incríveis e em locações nem sempre exploradas”, conta o diretor Dennis Carvalho.
“Babilônia” conta a história de três mulheres ambiciosas: Beatriz (Gloria Pires), Inês (Adriana Esteves) e Regina (Camila Pitanga). Beatriz tem sede de poder e usa sua sensualidade para conseguir o que quer. Inês é frustrada e é obcecada pela amiga de infância. Já Regina quer vencer vencer na vida sem passar por cima dos outros.
Um crime entrelaça a vida dessas três mulheres e uma relação de chantagem faz com que Beatriz e Inês disputem um jogo de poder e equilíbrio de forças. Elas convivem no Leme, na zona sul do Rio de Janeiro, em um jogo de ganância e poder, ética e crítica social através das protagonistas, mostrando o que a ambição pode gerar.
A estreia está prevista para março do ano que vem.
Fonte: Antenado Nas Novelas

Júri decide a favor da Apple em caso sobre música digital

Getty Images
iPod
iPod: a Apple aplaudiu o veredicto
Dan Levine, da REUTERS

Oakland - A Apple foi beneficiada em um julgamento antitruste nesta terça-feira, quando um júri norte-americano decidiu que a companhia não agiu de forma imprópria quando restringiu as compras de música para usuários do iPod ao iTunes, loja digital da companhia.
O veredicto foi lido em Oakland, em uma corte federal da Califórnia. Os demandantes, um grupo de indivíduos e empresas que compraram iPods de 2006 a 2009, buscavam indenizações de cerca de 350 milhões de dólares da Apple, alegando que a companhia bloqueou injustamente fabricantes de aparelhos concorrentes.
Patrick Coughlin, advogado dos demandantes, disse que o júri tomou a decisão de acordo com suas conclusões. Em comunicado, a Apple aplaudiu o veredicto. "Toda vez que atualizamos esses produtos -- e cada produto da Apple ao longo dos anos -- o fazemos para tornar a experiência ainda melhor", disse a companhia.
O júri deliberou apenas por algumas horas sobre a questão se a atualização beneficiou consumidores. Sob a lei norte-americana, uma companhia não pode ser considerada anticompetitiva se a alteração de um produto for um benefício para consumidores.
A Apple enfrentou a concorrência no mercado de música online da Real Networks, que desenvolveu o RealPlayer, seu próprio administrador digital de música, disseram os demandantes. O programa incluía software que permitia que as músicas compradas nesse serviço pudessem ser tocadas nos iPods assim como em outros aparelhos concorrentes.
A Apple eventualmente introduziu uma atualização de software que restringiu o iPod às músicas compradas no iTunes. Os demandantes afirmam que isso desencorajou os donos de iPods de comprar aparelhos concorrentes.
A Apple argumentou que a atualização de software pretendia melhorar a experiência do consumidor e que criava ferramentas desejáveis, incluindo filmes e auto-sincronização.

Fonte: Exame (Abril)

Britney Spears é acusada de ser ultra-photoshopada em capa de revista. Veja!

Britney Spears  quer mostrar ao mundo  todo que anda super em forma. O melhor jeito de provar tal falto? A cantora estampa a capa da edição de janeiro da revista americana ‘Women’s Health’, em trajes mínimos, é claro.
No ensaio para a publicação, Britney deixa à mostra suas pernas e abdômen, ambos aparentemente perfeitos em seus shapes. A única questão é que, inevitavelmente, já fala-se sobre um uso abusivo do software Photoshop na edição das imagens da matéria.
A imprensa americana anda apontando alguns dos retoques excessivos que o veículo teria feito no corpo de Spears, de modo a deixá-la mais ‘perfeita’. E você, acha que abusaram no retoque?
Britney Spears, na revista 'Women's Health': revista é acusada de abusar no Photoshop
Britney Spears, na revista 'Women's Health': revista é acusada de abusar no Photoshop

Fonte: Jornal do Brasil

Miley brinca com rumores de gravidez e internação



Miley Cyrus ficou três dias sem entrar no Instagram e os boatos começaram / Reprodução/Instagram

Por: Diário SP Online
A cantora Miley Cyrus comentou, em seu perfil do Instagram, no domingo (14), sobre os rumores de que estaria grávida e, por conta do suposto filho, teria sido levada à clínica de reabilitação para parar de beber e de fumar, segundo informações da revista Life&Style.
Os boatos surgiram na semana passada, quando a publicação afirmou que a cantora teen estaria esperando um bebê do namorado Patrick Schwazenegger, filho do ator Arnold Schwazenegger. Além disso, a matéria contava que o amado estaria preocupado com a saúde do filho e teria pedido que Miley se tratasse.
Entretanto, para esclarecer o mal entendido, a jovem publicou um desabafo nas redes sociais. “Nestes três dias que eu estive fora do Instagram, eu fiquei grávida e fui para a reabilitação. Eu sinto muito, gente. Eu sei o quanto vocês sentiram falta das minhas montagens”, brincou ela.

Miley Cyrus ironizou rumores e ausência nas redes sociais: "eu sei que vocês sentem falta das minhas montagens" /Reprodução/Instagram

Fonte: Diário SP

Luís Ricardo recebe alta após acidente no 'Programa do Ratinho'

RIO DE JANEIRO (O REPÓRTER) - O apresentador Luís Ricardo deixou o Hospital Albert Einstein nesta terça-feira (16). Ele estava internado após sofrer um acidente durante um número circense no "Programa do Ratinho".
De família circense, Luís Ricardo mostraria suas habilidades na área durante o programa exibido ao vivo no SBT. Entretanto, ao se apresentar em um número com tochas de fogo, ele acabou se acidentando, tendo queimaduras de primeiro e segundo graus no rosto.
Pelo Instagram, Luís Ricardo falou sobre a saída do hospital: "Foram 6 dias, 6 intermináveis dias de dores, preocupações, medos, inseguranças. Tudo isso me levou a crer que ninguém trilhará seu caminho por você. Mas esse caminho fica mais suave quando você descobre que tem amigos que você nunca imaginaria existir, além daqueles que já estão no meu coração e que te dão parte desta força que você necessita. Mas a grande força deste lamentável episódio, eu devo a Deus e a minha Família. Sem vocês, não sei se teria garra, coragem e serenidade para enfrentar essa fatalidade! Quero aproveitar e agradecer a todos os profissionais do Hospital Albert Einstein, principalmente ao Dr. José Roberto Precoppe e toda sua equipe pelo extraordinário cuidado com que me trataram. A minha amiga e dermatologista Margareth Zanatta, sempre presente. A todos os veículos de comunicação que me deram tanta força e carinho. Ratinho, seu coração não tem tamanho! Agora é vida que segue", postou.

Fonte: O Repórter

Beyonce é processada por cantora húngara

A cantora Beyoncé está sendo processada por uma cantora húngara por supostamente usar um sample de uma música de sua colega menos famosa no hit 'Drunk in Love'.
Monika Miczura - também conhecida por Mitsou - já teria entrado com uma ação contra a estrela pop por ter usado parte de 'Bajba Bajba Pelem', música de sua autoria de 1995, sem o devido consentimento.
"A voz de Mitsou foi sampleada e manipulada digitalmente sem sua devida autorização. O sampling foi utilizado para evocar um erotismo extra para acompanhar a letra sexualmente carregada, interpretada por Beyoncé e Jay Z em 'Drunk in Love' ", diz o texto da ação.
A faixa 'Drunk in Love', que foi indicada ao Grammy, aparece no quinto álbum de estúdio da cantora, também intitulado 'Drunk in Love', lançado no ano passado. E apesar de ter sido lançado há um ano, a cantora húngara exige reparação e também quer que a canção seja banida até que sua voz seja retirada. A ação também descreve como sua voz foi ilegalmente utilizada durante uma parte considerável da música que dá nome ao álbum de Beyoncé.
"No vídeo, a introdução do vocal de Mitsou segue uma cena íntima que acontece em uma praia à noite. E a voz de Mitsou continua mesmo quando Beyoncé começa a cantar", descrevem os advogados de Mitsou na ação.
"No total, o vocal de Mitsou aparece por mais de um minuto e meio na música que tem cinco minutos e meio. Mitsou nunca assinou nenhum documento permitindo que alguém fizesse uso de sua voz, para fins publicitários ou comerciais", continua a ação.
A notícia chega após uma semana do término de uma ação judicial movida pela gravadora TufAmerica contra Jay Z. A gravadora, que detém os direitos do jazzizta Eddie Bo (falecido em 2009), acusava o rapper de ter utilizado sample da canção 'Hook & Sling Part 1' no single 'Run This Town'.

Fonte: DM.com.br

Fora da música, Rihanna assume cargo de diretora criativa da grife Puma

Fora da música, Rihanna assume cargo de diretora criativa da grife Puma
Rihanna, cantora premiada e prestigiadíssima, com milhares de fãs no mundo todo decidiu variar, e agora, está investindo em uma nova área profissionalmente, fora da área da música. Conforme informações divulgadas nesta última segunda-feira (15) pela imprensa internacional, a  morena acaba de ser eleita diretora criativa de uma grife bastante conhecida, a Puma.
Premiada como ícone fashion do "Council of Fashion Designers of America" (CFDA), Rihanna, que é sinônimo de estilo, atuará como diretora criativa da marca, supervisionando a linha feminina esportiva, sendo responsável pelas peças direcionadas ao treino, conhecida como linha fitness.
"Rihanna foi uma escolha natural para nós", disse Bjorn Gulden, diretor-executivo da marca. "Seu perfil global, seu carisma e individualidade, a sua ambição, todas essas coisas que fazem dela uma embaixadora perfeita para a nossa marca", completou.
Ainda nesta segunda (15), segundo o portal WWD, Rihanna já teve sua primeira reunião com a equipe da grife esportiva, na cidade de Herzogenaurach, na Alemanha.
Com informações dos portais R7 e Reuters.

Fonte: Ache Belém