domingo, 18 de janeiro de 2015

Claudia Leitte estreia como rainha de bateria em ensaio técnico no Rio

Claudia Leitte (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Cláudia com os integrantes da Mocidade
Claudia Leitte com os fãs na Sapucaí (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
A cantora troca carinho com o público
Cláudia Leitte (Foto: Marcello Sá Barretto/AgNews)
Selfie com a multidão
Claudia Leitte (Foto: Marcello Sá Barretto/AgNews)
Fantasia da cantora pesa 5kg
Claudia Leitte (Foto: Marcello Sá Barretto/AgNews)
Cláudia Leitte faz estréia na Marquês de Sapucaí
O burburinho era grande antes da chegada de Claudia Leitte no ensaio técnico da Mocidade Independente de Padre Miguel, neste domingo, 18, no  Sambódromo do Rio de Janeiro. Todos estavam curiosos para ver a estreia da cantora como rainha de bateria na Marquês de Sapucaí. Antes de entrar na avenida, ela - que usava um roupão personalizado - foi superassediada pelos jornalistas, e a confusão seguiu até a entrada dela no setor 1, quando vários fãs fizeram festa. A cantora estava acompanhada por quatro seguranças e chegou a beijar uma criança que estava na arquibancada.
"A expectativa é grande. Estou muito ansiosa. É um sonho que está se realizando. Entrar na Sapucaí vai ser demais", disse ela, pouco antes de o ensaio começar. Se ela estava com medo da estreia? "Medo? Que palavra é essa? Não existe! Sambar é onde me garanto. Nasci sambando", brincou.
Esta será a primeira vez que ela conciliará os compromissos do carnaval baiano e carioca. Claudia nasceu em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, mas ainda criança se mudou para Bahia.
"Amo cantar, amo me comunicar. Vivo do que amo e estou grata por todas as oportunidades. Vai ser cansativo, mas estou preparada. Serei para sempre Mocidade. Obrigada pela oportunidade que vocês estão me dando".
A cantora se diz preparada para as críticas. "As pessoas sempre vão falar. O que sei é que estou me divertindo muito. Isso aqui é enorme, né?", fala, apontando para a Sapucaí.
Para o ensaio deste domingo, Claudia usou um look que pesa 5 quilos, feito pela estilista Fabiana Milazzo e confeccionado no corpo da cantora: top verde Swarovski e saia de penas. A Mocidade desfila no dia 15 de fevereiro e vai levar para avenida o enredo "Se o mundo fosse acabar, me diz o que você faria se só te restasse um dia?”, do carnavalesco Paulo Barros.

Fonte: EGO

Mãe chora perda da filha atingida por bala perdida e pede o fim de 'guerra'

Mãe de Larissa chora a perda da filha (Foto: Reprodução / GloboNews)
Mãe de Larissa chora a perda da filha
Após a perda da filha única, Larissa de Carvalho, de 4 anos, que teve morte cerebral após ser atingida por uma bala perdida em Bangu, Zona Oeste do Rio, neste sábado (17), Mileni de Carvalho mal tinha forças para falar neste domingo (18). Em entrevista à GloboNews, na porta do hospital para onde a filha foi levada, ela pediu pelo fim da "guerra" no Rio.
"Nada vai fazer a minha filha volta para mim. Mas alguém faz alguma coisa para acabar com a guerra, para acabar com a violência, só isso", pediu a mãe, muito abalada. "A gente estava indo embora. Eu nem vi nada, nem escutei barulho. A minha filha estava caída e a gente achou ela tinha tropeçado. Aí viu que tinha saído sangue da cabecinha dela. Ela tinha só quatro aninhos".
A família andava com a criança na esquina das Ruas Boiobi e Rio da Prata, após sair de um restaurante onde foram pela primeira vez, quando ouviu um disparo. Logo em seguida, a criança foi atingida de cima para baixo pela bala perdida. A criança chegou a ser levada para o Hospital Pedro II, mas não resistiu. A família decidiu doar os órgãos da menina.
A Divisão de Homicídio da Polícia Civil investiga de onde partiu o tiro que atingiu a criança. De acordo com a Polícia Civil, o caso foi registrado como “lesão corporal provocada por projétil de arma de fogo” na 34ª DP (Bangu).

Fonte: G1

60% da população mundial vive em países com pena de morte

Jornal do Brasil - Pouca gente se dá conta, mas cerca de 60% da população mundial vive em países em que a pena de morte está prevista na legislação. As duas grandes potências mundiais, a China e os Estados Unidos - que possuem 1,3 bilhão e 316 milhões de habitantes, respectivamente - participam desta lista. Estas questões vêm à tona com a recente polêmica envolvendo a execução do brasileiro Marco Archer, de 53 anos, na Indonésia. Em reação à morte de Archer, o Brasil chamou seu embaixador na Indonésia e divulgou nota de repúdio, deixando o país muito próximo do rompimento de relações diplomáticas com aquele país. Este cenário deixa um importante questionamento no ar: como se comportaria o governo se o brasileiro tivesse sido executado nos EUA ou na China - importantes parceiros comerciais do Brasil.
Atualmente, há cerca de 23 mil pessoas no corredor da morte em todo o mundo. Somente em 2013, 2,4 mil pessoas foram executadas em território chinês, de acordo com levantamento da ONG Fundação Dui Hua, que funciona nos EUA. Entre 1973 e 2002, 7.254 sentenças de morte foram realizadas nos Estados Unidos.
No sábado (17), dia em que Marco Archer foi fuzilado, a presidenta Dilma Rousseff divulgou nota afirmando estar “consternada” e "indignada" com a execução. O Ministério das Relações Internacionais enviou uma nota de repúdio à Embaixada da Indonésia no Brasil e o embaixador brasileiro foi chamado ao país, o que significa aumentar o tom do repúdio.  O ministro Mauro Vieira afirmou em sua nota que “a pena de morte é um instituto que não só fere preceito constitucional brasileiro, como é contrário à índole e valores morais do povo brasileiro”. Ele ainda acrescentou que a execução de Archer causa uma "sombra" na relação entre os dois países.
Marco Archer foi executado no sábado (17)
O caso do brasileiro executado em terras indonésias é o primeiro envolvendo alguém nascido no Brasil. A Anistia Internacional pediu moratória e o governo brasileiro, através do ex-presidente Lula e da presidenta Dilma, enviaram um total de seis pedidos de clemência. Todos foram negados.
O professor de Direito Internacional na Universidade de Brasília (UnB) Marcio Garcia avalia que o momento pede prudência, mas que também abre espaço para uma discussão maior. O professor explicou que a ONU declara – de forma não obrigatória aos seus membros – moratória na execução deste tipo de pena. O pedido para adiar a pena capital dá tempo, como afirmou o professor, para os governos discutirem e tentarem chegar a uma solução comum. “O caminho do pedido de moratória, invocar as resoluções da ONU sobre o assunto e postergar as decisões são fundamentais”, disse. Ele concluiu afirmando que não se pode levar o momento com grandes emoções, mas trabalhar para a relação entre os dois países não ficar manchada.
A Indonésia possui uma das leis mais rigorosas em relação ao tráfico de drogas.  O presidente afirmou que não irá aceitar nenhum pedido de clemência feito por nenhuma nação. O país ainda planeja fazer mais 20 execuções em 2015 e possui 60 pessoas no corredor da morte – incluindo outro brasileiro.
Dentre os 206 países reconhecidos pela ONU, 54 aceitam pena de morte para crimes considerados comuns. O Brasil não figura essa lista. No entanto, aceita a pena de morte em um caso excepcional: o artigo V da Constituição prevê a execução somente em casos de guerra. De acordo com o Código Militar Penal, a execução acontece em situações de traição, abandono de posto, vilipendio à propriedade militar, deserção, cooperação com o inimigo, revolta, fuga na presença do inimigo e genocídio, todos considerados crimes exclusivos de guerra. Da mesma forma como ocorreu na Indonésia com o brasileiro Marcio Archer, condenado à morte por tráfico de drogas, a execução no Brasil se dá por fuzilamento.
Historicamente, a pena capital começou a enfrentar questionamentos em meados do século XX. O Direito Internacional constitui como o mais importante direito de todo ser humano, o direito à vida. Pensando por esse ângulo, começou-se a “humanizar” a execução, evitando cenário trágicos. Em seguida, foi negada a execução de mulheres grávidas, pessoas acima de 70 anos e abaixo de 18. Até que em meados dos anos 80, o movimento mudou para a abolição total da execução. Os Estados Unidos, um dos países que continua com a pena, decidiu em meados dos anos 90 discutir a situação. Hoje 36 dos 50 estados americanos ainda aplicam a pena de morte.

Equipe da TV Globo tem passaportes apreendidos na Indonésia


Uma equipe de reportagem da TV Globo teve seus passaportes apreendidos em Cilacap, na Indonésia, ao chegarem ao país para cobrir a execução do brasileiro Marco Archer Moreira. De acordo com o jornal 'O Globo', o correspondente Márcio Gomes e o cinegrafista da emissora foram detidos no porto de Cilacap, por onde se chega à Ilha de Nusakambangan Marco e mais cinco condenados foram mortos por um pelotão de fuzilamento no sábado (17). 

O secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores, Sérgio Danese, afirmou que os diplomatas brasileiros no país vão verificar de que forma é possível resolver a situação dos jornalistas, que teriam sido levados de volta ao hotel em que estavam hospedados e tiveram os passaportes apreendidos, porque o visto deles seria de turistas.

A assessoria de imprensa da TV Globo disse que a equipe está resolvendo a liberação dos passaportes com apoio da embaixada brasileira na Indonésia. 


Fonte: Correio da Bahia

Sidney Sampaio é tietado por fãs em festa de música eletrônica no Rio

Sidney Sampaio se deu bem e foi tietado por um grupo de fãs na madrugada deste domingo, 18, no evento Pink Elephant Rio, no Jockey Club, Zona Sul do Rio. Após fazer fotos com as admiradoras, ele ainda fotografou com modelos que estavam na festa à trabalho.
Outros famosos também estiveram em uma festa de música eletrônica na mesma noite, porém no Píer Mauá, Zona Portuária da cidade. Por lá os galãs de "Império" Daniel Rocha, Klebber Toledo e Rafael Cardoso deixaram a mulherada de queixo caído.

Sidney Sampaio (Foto: Raphael Mesquita / Divulgação)

Sidney Sampaio (Foto: Raphael Mesquita / Divulgação)

Sidney Sampaio (Foto: Raphael Mesquita / Divulgação)

Fonte: EGO

BBB15: participante desiste antes de reality começar


Um dos participantes da nova edição do Big Brother Brasil desistiu do reality show antes mesmo de o programa começar. O bailarino Rogério Alves, de 45 anos, pediu para sair neste domingo, 18.
Segundo informações do site Ego, um novo participante entrará no programa e terá sua identidade revelada em breve. O motivo da desistência ainda não foi divulgado. O BBB 15 estreia já nesta terça-feira, 20.
Rogério é professor e bailarino de dança de salão. Recentemente ele concluiu um curso de formação de atores. O dançarino vive em Recife, Pernambuco, com a esposa. Aos 45 anos, ele seria o participante mais velho desta edição do BBB.

Fonte: Portal A Tarde

Agito Nas Pistas - com Kaskade

Kaskade em Indiana, 2012
Kaskade, nome de Ryan Raddon, nasceu em Chicago, em 25 de fevereiro de 1971, e se tornou DJ em 2001. Seus singles de maior sucesso são 'Move For Me' (com Deadmau5), 'Angel On My Shoulder', 'Turn It Down' e 'Room For Happiness'. O DJ lançou 10 álbuns de estúdio ao longo de sua carreira, e assim como ATB, em 2012, ele também foi considerado como um dos DJS mais bem pagos. De 30 DJS listados, ele foi o 27º, e foi uma pena não ter superado nem o Paul Van Dyk, e o que estava no topo: Tiesto! Confira o clipe Last Chance, lançado por ele em 2013:

Lista dos melhores 'remixes' dos anos 2000 - agito nas pistas



Durante os anos 2000, os artistas, grupos e as bandas tiveram a iniciativa de criar 'remixes', um remake de músicas que fizeram muito sucesso nos anos anteriores, dando a elas uma nova roupagem. Músicas como Thriller, Total Eclipse Of The Heart e Born Slippy ganharam versões novas. Essa lista tem as 40 melhores versões de grandes êxitos. Confiram:
  1. Total Eclipse Of The Heart - Jan Wayne
  2. Waiting 4 - Peter Geldeblom 
  3. PATT (Party All The Time) - Sharam 
  4. Holiday - Mad'House
  5. You See The Trouble With Me - Black Legend
  6. Heaven - DJ Sammy
  7. The Concert - M@D
  8. I'll Fly With You - DJ Tom Hopkins 
  9. Feels Like A Prayer - Meck & Dino 
  10. Hey Boy, Hey Girl - Christian Key
  11. Infinty 2008 - Guru Josh Project
  12. Walking The Line - Laurent Wolf
  13. Don't Go - Starting Rock
  14. Be Free - The Cube Guys
  15. Saxo Anthem - Monako
  16. Enjoy The Silence - Yvan & Dan Daniel
  17. Mamma Mia - Vanguarde
  18. Make The World Go Round - Pussy Dub Foundation
  19. De Janeiro - R.I.O.
  20. The End - Dirty South
  21. Gipsy Woman - Chic Flowerz
  22. Billie Jean - Paul & Luke Feat. John Biancale
  23. Domino Dancing - You Are My Sunshine
  24. Because The Night - May
  25. Turn The Tide - Manian
  26. Times Like These - Albin Myers
  27. Livin' On A Prayer - Dalimas
  28. Show Me Love - Michael Mind
  29. Say Say Say (Waiting 4 U) - Hi-Tack
  30. I Love Rock 'n' Roll - Alex Gaudino Vs Jason Rooney
  31. Meet Her At The Love Parade - Tweetwoof
  32. How Do You Do - Cascada
  33. Killer - Twisted Society
  34. Born Slippy - DJ Joe K
  35. Saxo Anthem - Monako
  36. Salento In Rio - Salento
  37. You're Free - Moccan & Michael Newton
  38. Keep On Rising (Rise) - Ian Carey Feat. Michelle Shellers (Soul Providers)
  39. Axel F - E-Man
  40. Blue Monday - Kurd Maverick