sábado, 7 de fevereiro de 2015

Mãe acusada de abandonar filho com síndrome de Down dá sua versão


Depois que o pai de um bebê com síndrome de Down disse que a mãe da criança afirmou que o casal teria que se divorciar se ele quisesse manter o filho, a mulher veio à público divulgar sua versão. Ruzan Badalyan, mãe do pequeno Leo, compartilhou no Facebook um texto em que nega ter dado um ultimato ao pai do garoto, Samuel Forrest. Ela disse que tomou uma difícil e dolorosa decisão de que o bebê teria melhor tratamento na Nova Zelândia.
As leis da Armênia, onde o bebê nasceu, permitem que a mãe doe a criança para adoção.
"Como uma mãe que tem enfrentado uma situação grave, estando em um hospital sob stress e depressão, experimentando uma grande pressão de todos os lados, não encontrando qualquer apoio da parte do meu marido ou qualquer possibilidade de dar uma vida decente à criança na Armenia, eu encarei duas opções: cuidar do meu filho por conta própria na Armênia ou abandonar meus instintos maternais e estender ao bebê uma oportunidade de aproveitar uma vida decente com o pai na Nova Zelândia. Eu escolhi a segunda opção".
Ela diz ainda que Sam nunca sugeriu que ela fosse com o filho para que os dois criassem o menino juntos. "Ele também não me disse nada no dia que entramos com pedido de divórcio. A única coisa que ele seguia dizendo era que ele não queria que nos separássemos, enquanto minha questão de o que devíamos fazer sempre permanecia sem resposta".

Pai disse que mãe pediu divórcio (Foto: Reprodução)

Ruzan diz que a situação que crianças com deficiência enfrentam na Armênia também foi decisiva para decisão. "Eu entendo que na Armênia, onde não há uma infraestrutura social para ajudar as crianças com problemas de desenvolvimento, sem apoio governamental, com a contínua dura situação econômica do país, com a possibilidade de uma renovada guerra com nosso hostil vizinho (Azerbaijão) sempre ao fundo, com meu salário de $ 180, sendo parcialmente sustentada por minha irmã e vivendo na casa de minha mãe e não tendo qualquer outra receita, já que meu marido não trabalhava, eu não teria como criar meu filho com necessidades especiais".

O pai e o pequeno Leo conseguiram arrecadar mais de 400 mil dólares através de uma campanha online para pagar pelos cuidados do bebê na Nova Zelândia.

Fonte: Correio da Bahia

Shakira e Piqué divulgam foto do segundo filho

Gerard Piqué, marido da cantora Shakira, divulgou uma foto do pequeno Sasha, na última sexta-feira (6), em sua página no Instagram.
O segundo filho do casal, Sacha Piqué Mebarak, nasceu no dia 29 de janeiro, por cesariana, no Hospital Quirón-Teknon, em Barcelona, na Espanha.


O pequeno Sasha completa 9 dias de vida neste sábado (7)/Reprodução Instagram
A bela Shakira, agora mãe de dois meninos, foi eleita a mulher mais sexy de 2014, ano em que esteve no Brasil para acompanhar o marido e se apresentar no encerramento da Copa do Mundo. 


Shakira e Piqué com o primeiro filho, Milan/Reprodução Instagram
Piqué atuou na seleção da Espanha e foi considerado um dos jogadores mais bonitos do Mundial.


Fonte: Diário de São Paulo

Pesquisa mostra que dispara rejeição popular à presidenta Dilma


Os números mostram uma inversão no prestígio da presidenta Dilma

Os últimos três meses, passados após as últimas eleições no país, ofereceram uma lição à presidenta Dilma Rousseff, ao colocá-la no ranking de uma das piores rejeições desde o governo falido do tucano Fernando Henrique Cardoso. Segundo o Instituto Datafolha, Dilma recebeu 44% de ruim/péssimo, a mais baixa avaliação de um presidente da República desde FHC, em dezembro de 1999, quando atingiu 46%.
Trata-se da mais rápida e profunda deterioração política de um governo desde a queda do presidente Fernando Collor de Mello. A pesquisa, promovida por um dos jornais mais críticos à presidenta, mostra que a queda abrupta de popularidade se concentra no pico do movimento de junho de 2013, embora não haja manifestações de rua.
Segundo o grupo de comunicação que produziu a pesquisa, “a conjuntura sombria resulta da confluência do escândalo da Petrobras com a acentuada piora das expectativas sobre a economia”. O argumento tem recheado os ataques diários à presidenta e ao seu partido, o PT, que completou 35 anos em meio à sua pior crise desde a fundação.
“O pessimismo dos entrevistados se agrava pelo contraste entre a realidade e a imagem rósea pintada nas campanhas eleitorais do ano passado e pela possibilidade cada vez mais concreta de faltar água e energia. A presidente da República recebe o pior golpe, com uma inversão total nas opiniões sobre seu governo”, diz o jornal.
Em dezembro passado, segundo o Datafolha, Dilma tinha 42% de ótimo/bom e 24% de ruim/péssimo. Agora, marca respectivamente 23% e 44%, em uma clara inversão de valores.

Perda de prestígio

Ainda de acordo com o Datafolha, Dilma obteve a primeira nota vermelha (4,8) após quatro anos no governo e uma campanha vitoriosa pela reeleição, mas sem uma política eficaz de comunicação, o que a levou a perder terreno, rapidamente, após o fechamento das urnas e o resultado apertado de sua vitória sobre a oposição neoliberal. A perda de prestígio da presidenta ocorre até nas faixas de renda em que encontra mais eleitores.
Segundo a pesquisa, metade dos que ganham até dois salários mínimos consideravam seu governo ótimo ou bom em dezembro, e agora são 27% -23 pontos de queda em dois meses.
Seis de cada dez entrevistados acreditam que Dilma mentiu na campanha eleitoral. Para 46%, falou mais mentiras que verdades (25% em meio a petistas). Para 14%, foi tudo mentira. Se na época do segundo turno só 6% achavam que a situação econômica do próprio entrevistado iria piorar, hoje são 26%. Como 38% acreditam que ficarão na mesma, conclui-se que o desalento contagia 2/3 da população. O movimento ocorre no momento em que o tarifaço, o aumento do desemprego e dos juros e a recessão ainda não se materializaram completamente.
Em uma reação, ainda que tardia, na noite passada, a presidenta Dilma convocou a militância de seu partido, o PT, a combater a desinformação sobre as ações do governo federal, em especial nos próximos quatro anos de seu segundo mandato.
– Nós devemos enfrentam o desconhecimento e a desinformação sem tréguas. A luta deve continuar – declarou durante o evento que contou com as presenças do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do PT, Rui Falcão, o ex-presidente José Mujica (Uruguai),governadores, ministros, parlamentares e militantes de todo o País.
Para a presidenta, é preciso reagir aos boatos e travar a batalha da comunicação, mas o núcleo de Comunicação Social do Palácio do Planalto não alterou, até agora, a política de publicidade que privilegia o cartél midiático que domina o setor, no país.
– Não podemos permitir que a falsa versão se firme. Nós temos que levar a nossa versão à opinião pública e dar exemplos – afirmou, sem entrar em detalhes de como isso deverá ocorrer.
Apelando ao sentimento partidário, a presidenta pediu à militância que desminta quando for dito que o governo vai acabar com as conquistas históricas dos trabalhadores, “digam que não é verdade! Nós temos políticas de valorização do salario mínimo”.

Fonte: Correio do Brasil

Por onde anda a atriz 'Luciana Vendramini', que atuou em 'O Rei Do Gado'?

Luciana Vendramini (Foto: Reprodução/Instagram)

Luciana Regina Vendramini nasceu em Jaú (SP) em 10 de dezembro de 1970, e estreou na televisão como candidata do concurso 'Garota Do Fantástico' em 1987, um dos quadros do Fantástico (exibido até hoje pela Globo). Sua primeira novela foi Vamp, em 1991, já participou da 1ª temporada da novela jovem Malhação, e seu último papel na emissora foi em Da Cor Do Pecado, exibida em 2004. Voltou à TV depois de ficar fora durante 6 anos na novela 'Uma Rosa Com Amor', exibida em 2010. Foi capa do CD 'Pista Hits 2010 - Uma Rosa com Amor', que tinha grandes nomes como Inna, Spyzer, Edward Maya e Chuckie, distribuído pela Building Records.
Fez participação no videoclipe da boyband Dominó, Manequim, em 1987
Vendramini já foi casada com o cantor da banda RPM Paulo Ricardo de 1989 à 1998.
Quando estava na novela do SBT 'Amor & Revolução', protagonizou o 1º beijo gay com a atriz Giselle Tigre exibido no país, quando estas faziam as personagens Marcela (Luciana) e Marina (Gisele).
Sua última aparição foi em sua conta no Instagram em 03 de fevereiro, na foto acima, em que aparece sem maquiagem.

Agito Nas Pistas - com Mason (Exceeder/Perfect (Exceeder) Vs Princess Superstar)



Mason é o nome do DJ e produtor Iason Chronis, nascido em 17 de janeiro de 1980. O DJ ficou conhecido pela música que lançou em 2006, Exceeder, pela gravadora Great Stuff. Já em 2007, a DJ e rapper americana Princess Superstar trabalhou com o DJ em uma nova versão para Exceeder, a Perfect (Exceeder), lançada em 2007, com o vocal da música Perfect da própria Superstar, gravada em 2005. Das duas músicas, apenas a Perfect (Exceeder) tem seu videoclipe oficial.
Coletânea com Exceeder: Planeta DJ 2007 e Pista Máxima 2007
Coletânea com Perfect (Exceeder): Na Balada 13, Superpop RedeTV, Spirit Of London 2007, Summer Eletrohits 4, Comando 97 Vol. 11, Club Mix - The Best Of, Clubbers Guide Brazil, Skol Sensation - The Oficial Compilation e Rota 89FM (Volume 1).

Confira abaixo 'Exceeder' e 'Perfect (Exceeder)', respectivamente:


Síria: pais dizem acreditar que refém do EI está viva


Os pais da norte-americana Kayla Jean Mueller, mantida refém pelo Estado Islâmico, disseram em comunicado divulgado no fim da noite de sexta-feira que "ainda têm esperanças de que Kayla esteja viva" e fizeram um apelo aos sequestradores que se comuniquem de forma privada com eles.
Kayla teria sido morta quando um ataque da Jordânia atingiu o prédio onde ela estava na Síria. O Estado Islâmico informou, via Twitter, que a refém foi enterrada sob os escombros de um edifício próximo à cidade síria de Raqqa, segundo o Grupo de Inteligência SITE. A alegação não foi imediatamente confirmada.
A trabalhadora humanitária de 26 anos, de Prescott, no Estado norte-americano do Arizona, foi sequestrada em Aleppo em agosto de 2013, de acordo com a família. No comunicado divulgado ontem, Carl e Marsha Mueller se disseram preocupados com a divulgação do nome da filha na sexta-feira depois que a família tinha trabalhado durante meses para evitar publicidade a fim de cumprir exigências dos militantes.
Dirigindo-se aos sequestradores como "aqueles em posição de responsabilidade pelo sequestro de Kayla," eles disseram ter enviado uma "mensagem privada" e solicitaram uma resposta privada. "Nós sabemos que você leram as nossas comunicações anteriores", afirmou o casal, referindo-se aos comentários do jornalista britânico John Cantlie, refém do Estado islâmico que já apareceu em vídeos de propaganda. "Você nos disseram que tratavam Kayla como hóspede e, como sua hóspede, a segurança e bem-estar dela seguem sendo sua responsabilidade", afirmaram Carl e Marsha Mueller, acrescentando que eles estavam fazendo tudo o que podiam para garantir a libertação segura da filha.
A porta-voz do Departamento de Estado dos EUA Marie Harf disse que o país estava investigando relatos de que uma refém foi morta em um ataque aéreo da Jordânia, mas afirmou: "Eu não posso confirmar esses relatos de jeito nenhum". O porta-voz do governo jordaniano Mohammed al-Momani disse que a suposta morte da refém estava sob investigação, mas afirmou que alegação era duvidosa. "Como eles poderiam identificar aviões jordanianos a partir de uma distância enorme no céu, e o que a mulher norte-americana estaria fazendo em um armazém de armas? É parte de sua propaganda criminal." Fonte: Dow Jones Newswires.

Vítima de abuso sexual critica fala do papa sobre palmada

Papa Francisco Foto: Stefano Rellandini / Reuters

Uma vítima de abuso sexual de um clérigo criticou o papa Francisco neste sábado por uma declaração que pareceu endossar pais que batem em seus filhos.
"Crianças não precisam apanhar. Precisamos falar sobre uma criação positiva dos filhos. Violência física não tem vez nos dias modernos", disse Peter Saunders, que está aconselhando o Vaticano sobre como lidar com a crise de abusos sexuais na Igreja Católica.
"Eu apanhei durante a minha infância e isso me fez muito mal", disse Saunders, que foi vítima de abuso cometido por um padre quando era adolescente e é um dos 17 membros da comissão do Vaticano com a atribuição de recomendar reformas para a igreja.
Durante uma conversa sobre paternidade em sua audiência geral, na última quarta-feira, Francisco saiu do texto preparado para lembrar uma conversa que teve com um pai certa vez. Ele citou o homem dizendo: "Eu algumas vezes tenho que bater nas crianças um pouco, mas eu nunca lhes dou um tapa na cara para não desmoralizá-los". E o papa acrescentou, com suas próprias palavras: "Que bonito! Ele tem um senso de dignidade. Ele precisa punir. Ele faz isso da maneira correta e segue em frente".
Depois, o papa foi muito criticado nas redes sociais pelos comentários.
Falando em uma entrevista coletiva sobre a crise de abuso sexual da Igreja Católica, Saunders disse que ficou surpreso quando ouviu o que considerou ser um "endosso a pais que batem em seus filhos" e acrescentou que planeja conversar com o papa sobre isso na próxima vez que o encontrar.

Fonte: Terra

Rainha da Jordânia se junta às manifestações em apoio a piloto morto por jihadistas

AFP PHOTO / HO /PETRA
Rania abraça Anwar al-Tarawneh, esposa do piloto jordaniano Maaz al-Kassasbeh, queimado vivo pelo EI

A rainha Rania da Jordânia se juntou nesta sexta-feira aos milhares de manifestantes em Amã para condenar a execução do piloto jordaniano pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que o governo prometeu destruir. Após a tradicional oração muçulmana de sexta-feira, a multidão saiu em passeata pelo centro da capital, em meio a bandeiras jordanianas e retratos do piloto Maaz al-Kassasbeh, queimado vivo pelo EI que o captou em dezembro após a queda de seu caça na Síria.
"Somos todos Maaz", "Somos todos Jordânia", "Sim à punição, sim à erradicação do terrorismo", afirmavam os cartazes, em sinal de apoio ao rei e ao exército na luta contra os jihadistas. Vestindo uma camisa de gola alta branca e terno preto, a rainha Rania, com um keffiyeh vermelho e branco sobre os ombros, participou da manifestação, assim como representantes de partidos políticos e ativistas da sociedade civil, de acordo com correspondentes da AFP. 
A soberana havia lançado em novembro um forte apelo ao mundo árabe para que não deixasse o campo livre aos jihadistas do EI, que "transmitem uma imagem muito negativa do Oriente Médio e do Islã". "O nosso silêncio é o maior presente" oferecido ao EI e "somos cúmplices no seu sucesso" em termos de imagem, declarou a rainha Rania, que goza de grande popularidade no exterior, onde é listada entre das pessoas mais influentes do mundo.

'Somos todos soldados'

"Estamos aqui para expressar nossa raiva. Somos todos soldados a serviço de nosso comandante e estamos prontos para combater o Daesh (sigla em árabe para o EI) para vingar o nosso piloto", declarou à AFP um dos manifestantes em Amã, Yousef Al-Soud, de 40 anos. A atrocidade da execução fez com que todos os jordanianos passassem a apoiar seu governo, dando uma "legitimidade popular" à participação do reino nos ataques da coalizão internacional contra o EI na Síria.
Na terça-feira, o grupo responsável por inúmeras atrocidades nos territórios sob seu domínio na Síria e no Iraque, chocou ainda mais ao divulgar um vídeo mostrando o piloto, preso em uma jaula de metal, ser queimado vivo.
O rei Abdullah II prometeu uma "resposta severa" a esta execução antes de viajar na quinta-feira para expressar pessoalmente suas condolências à família do piloto em Karak, a 120 quilômetros de Amã. No mesmo dia, dezenas de aeronaves jordanianas conduziram ataques contra campos de treinamento e depósitos de armas do EI, como parte da Operação "Martyr Maaz".
A Jordânia afirmou nesta sexta que os ataques são apenas o início da "vingança" pela execução de seu piloto, e destacou que "erradicará" a organização jihadista. "A Jordânia perseguirá com todas as forças a organização onde quer que esteja", afirmou o ministro das Relações Exteriores, Naser Judeh, ao canal americano CNN. "Qualquer membro do Daesh (acrônimo em árabe do EI) é um alvo. Nós os perseguiremos e os erradicaremos (...) Estamos na primeira linha, é a nossa batalha", completou o ministro.
O exército não precisou o local dos ataques de quinta-feira, mas estes acontecem habitualmente na Síria, país em guerra há quatro anos, onde o crescimento do EI eclipsou a rebelião síria contra o regime de Bashar al-Assad.

Fonte: EM.com.br

Google censura buscas sobre como se unir ao Estado Islâmico

Na manhã desta sexta-feira (6), o Google oferecia o complemento automático "Isis" às pessoas - no Reino Unido e Estados Unidos - que iniciavam uma busca escrevendo "como posso me unir".

Grupo extremista controla áreas no Iraque e na Síria Foto: BBC Mundo / Copyright

A sugestão "Isis" - sigla em inglês do grupo extremista autodenominado "Estado Islâmico" (EI), organização jihadista que controla grandes áreas no Iraque e na Síria - vinha em quarto lugar, atrás de "à polícia", "aos iluminati" e "a um sindicato".

Alertado pela BBC, o Google eliminou a sigla de suas sugestões automáticas uma hora e meia depois. Mas, se o Google censura termos em sua busca, por que não o fazia com este?

O Google diz que as sugestões oferecidas aos usuários são baseadas em "uma série de fatores, entre eles a popularidade de um termo usados nas buscas".

Ainda avalia "200 sinais ou pistas que permitem averiguar o que possivelmente esteja sendo buscado", inclusive a posição geográfica do usuário. Os termos que outros usuários buscaram no passado também influem nas opções oferecidas.

O Google já eliminou anteriormente alguns termos de suas sugestões, como insultos ou palavras de conteúdo sexual, por motivos legais ou por considerá-los de mau gosto.

"Atualizamos periodicamente nossos sistemas para melhorar as buscas, por isso os termos sugeridos podem mudar com o tempo", diz um porta-voz da companhia. "Excluímos apenas um pequeno grupo de buscas, como as relacionadas com pornografia, violência, discurso de ódio e infrações de direitos autorais."

Ideologia
No mês passado, o Reino Unido e os Estados Unidos prometeram trabalhar conjuntamente para evitar a disseminação de ideologias extremistas.

Fonte: Terra

'Não dá para acreditar', diz pai de Ken Humano






Ken Humano (Foto: Arquivo pessoal)

A última vez que Célio Antônio Borges conseguiu ouvir a voz do filho foi há exatos 23 dias. O pai do Ken Humano viu o modelo antes de ser transferido de Patos de Minas para Uberlândia, ond está internado, e voltou ao trabalho, em outra cidade. Quando conseguiu visitar o filho, na última terça-feira, 3, encontrou Celso Santebanes em estado crítico, a caminho da UTI. "Não consegui falar com ele, meu filho tinha acabado de piorar e estava desacordado, já sendo entubado, indo para a UTI", conta em entrevista ao EGO.
Desde então, Celso segue em estado grave, em coma, com risco iminente de morte segundo os boletins médicos. O que o pai considera inacreditável. "É uma doença que a gente não espera, a gente fica muito triste com uma notícia dessa vindo tão rápido. Não dá nem para acreditar", desabafa.
O mineiro está a caminho de Uberlândia, onde o filho está internado. Célio trabalha em uma mineradora e fica dias fora de casa, sem poder visitar o filho, por isso ele pediu uma licença na empresa para cuidar do Ken Humano, como ficou conhecido Celso. Ele conta que sempre foi amigo do filho e fala do desejo que o modelo tem de ser famoso: "Ele sempre gostou dessa coisa de mídia. Desde pequeno fazia curso de teatro, quando cresceu se mudou para São Paulo, foi atrás da carreira dele, demos muita força porque é o que ele gosta de fazer. Nós sempre nos demos muito bem, somos amigos".
As visitas a Celso estão sendo de apenas uma hora por dia, para evitar o contato com muitas pessoas e não aumentar a infecção que, além do braço, atingiu os rins. O pai do modelo diz que quer estar junto ao filho e já ensaia o que vai dizer quando estiver com ele: "Vou falar que o amo muito, que estou orando e pedindo a Deus para que dê a cura a ele. Quero que ele saia dessa e volte a correr atrás dos seus sonhos".

Quadro permance o mesmo
Neste sábado, 7, o boletim médico não relatou alteração no quadro de Celso. Ele permanece em coma respirando com a ajuda de aparelhos e com risco de morte.

Leia na íntegra o boletim médico:

"O paciente Celso Santebañes está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Clínicas de Uberlândia da Universidade Federal de Uberlândia desde o dia 04 de fevereiro com quadro de Leucemia Linfóide Aguda Philadelphia positivo em aplasia medular (anemia, plaquetopenia, neutropenia) pós-quimioterapia (as sessões de quimioterapia encerraram no dia 30/01/2015).
Encontra-se no 22º dia do tratamento, em coma, sob sedação contínua, respirando com auxílio de ventilador mecânico, em uso de drogas vasoativas e antibioticoterapia de amplo espectro, recebendo cuidados intensivos. O quadro atual permanece muito grave, com risco de morte, porém, estável."

Mãe faz primeira visita
Nesta sexta-feira, 6, durante uma visita ao filho no hospital onde ele está internado em Uberlândia, Minas Gerais, a mãe do modelo conversou com o EGO e fez um apelo. "Não tenho mais nenhuma esperança. Peço que as pessoas rezem por ele. Ele está em coma, o estado de saúde dele é muito grave e eu não tenho mais nenhuma esperança. Eu já perdi um filho, não queria perder outro. Ele é meu único filho homem", disse Marli Borges. O irmão mais novo de Celso, de 16 anos, morreu ao contrair o vírus rotavirus no ano passado.

Marli, mãe do Ken Humano  (Foto: Lais Gomes / Ego )

Abalada, Marli chegou chorando muito ao hospital. Ela estava acompanhada de outras três tias de Celso além de um tio e os avós do modelo. "Ela viu o outro filho dela morrer dentro da UTI. Ela já perdeu um filho e o outro está aí desse jeito... Está sendo muito difícil para ela, mas Deus deu força para ela vir", disse Marília Borges, tia de Celso, sobre o sobrinho e irmão mais velhor do modelo, Celimar Borges. "Tem muitas pessoas criticando, dizendo que ele buscou isso, ele não buscou isso não", defendeu.
Esta foi a primeira vez que Marli visita Celso no hospital porque a família havia decidido poupá-la da notícia sobre a gravidade do quadro do filho. Conforme a avó de Celso, Teresinha Borges, contou ao EGO, a filha Marli teve depressão pós-parto após o nascimento do rapaz e, desde então, vive à base de remédios e lida com uma série de problemas psicológicos.

Fonte: EGO

Fofura! Marina Ruy Barbosa relembra infância com foto fantasiada de baiana

Marina Ruy Barbosa  (Foto: Instagram/Reprodução)

Marina Ruy Barbosa usou a sua conta no Instagram, nesta sexta-feira, 6, para mostrar uma foto sua de infância. Às vésperas do carnaval, ela relembrou uma de suas fantasias de baiana: "BaileDaVogue2015 Esse ano não fui, gravei até tarde ontem... Mas vi que foi um sucesso", escreveu na legenda, se referindo a festa à fantasia organizada pela revista.
No início da semana, Marina mostrou que cresceu e compartilhou em sua rede social uma imagem onde aparece trocando carinho com o namorado, Caio Nabuco. Ela mostrou o registro para parabenizar o empresário.

Fonte: EGO

Agito Nas Pistas - com Electric Gang (Face To Face [Heart To Heart])

A música, lançada em 2006, não tem em vídeo, apenas no SoundCloud, entrou uma única vez em coletâneas no Brasil. Está presente no CD Pista Máxima 2007, no CD2 - Mixado.

'Acho falta de ética', diz Roberto Carlos

Especial Roberto Carlos

Rio de Janeiro - O cantor e compositor Roberto Carlos afirmou na tarde de quinta-feira, 5, que nunca brigou com o cantor Tim Maia e classificou como “mentira” a versão narrada pelo filme “Tim Maia”, de Mauro Lima, sobre a vida do colega de adolescência no Rio. “Quando formamos o conjunto, todos nós sabíamos que a intenção minha, do Erasmo e do Tim era seguirmos carreira solo”, afirmou. Por isso, acrescentou Roberto, não houve briga quando decidiu deixar o grupo. 

VEJA TAMBÉM

Na cena do filme, Tim lança sanduíches em Roberto ao ver o colega negociando participação solo em programa de TV, informou o jornal “O Estado de S. Paulo”, ontem. “Não existiu jogar pedaço de pão, é mentira. Quando Tim voltou dos EUA, me procurou e foi escalado para cantar na ‘Jovem Guarda’ (programa de TV comandado por Roberto na década de 60). Cantou “Georgia on My Mind” (clássico norte-americano), fez sucesso e voltou outras vezes. Não sou de ficar contando, mas pedi para a (gravadora) CBS gravar um disco dele. Ele gravou, não fez tanto sucesso quanto esperava, e Tim acabou mudando de gravadora”, disse Roberto, em entrevista coletiva concedida durante temporada do projeto Emoções em Alto-Mar, em Armação dos Búzios, cidade na região dos Lagos fluminense.
“Acho uma falta de ética de quem colocou isso no filme”, continuou o cantor, referindo-se à briga com Tim. “Nós tínhamos turmas diferentes, mas não brigamos. Ele foi escalado para meu especial (de fim de ano) na TV Globo, inclusive”.
O escritor Paulo César Araújo, autor de “Roberto Carlos em Detalhes”, biografia do cantor e compositor que, a pedido de Roberto, teve a comercialização proibida pela Justiça, foi impedido de se credenciar, como jornalista, para a entrevista coletiva anual.
Questionado sobre o veto à presença do escritor, com quem manteve uma disputa judicial, o cantor afirmou que foi sua assessoria que resolveu vetar a presença de Araújo. “Fiquei sabendo disso depois. Foi um cuidado tomado pela minha assessoria, e eu concordo plenamente. Aqui é minha casa, e ele é persona non grata”.
Roberto contou que está gravando depoimentos para sua autobiografia. “Ainda não tenho alguém para escrever, mas logo, logo vou ter, porque pretendo lançar logo esse livro. E devem ser dois volumes, porque é muita informação, não caberia em um livro só. Vou contar tudo, e ninguém sabe da minha vida melhor do que eu”, concluiu.
O cantor afirmou ainda que, em 2016, deverá fazer um grande show como o que fez em Jerusalém, que virou disco e DVD. Desta vez, o palco deverá ser a Itália.
Roberto comentou também sobre os pedidos de reconhecimento de paternidade que já recebeu. “Foram oito, alguns de gente que eu nunca conheci. Eu faço, quando a pessoa pede já estendo o braço. Mas até agora só um deu positivo, só o Rafael, que eu imediatamente reconheci”.

Fonte: O Tempo

Filme com Nicole Kidman e ’50 Tons de Cinza’ agitam o ‘Festival de Berlim’

nicolekidman_1

O 65° Festival Internacional de Cinema de Berlim teve início na quinta-feira, 5 de Fevereiro, e já tem um preferido.
Queen of the Desert’, drama biográfico dirigido por Werner Herzog (O Sobrevivente, O Homem Urso), foi exibido na noite de ontem, 6, e já desponta como um dos preferidos para levar o Urso de Ouro.
O filme retrata a vida da escritora, arqueóloga, exploradora, cartógrafa e política britânica Gertrude Bell (Nicole Kidman). Ela foi a primeira mulher a se graduar na Universidade de Oxford na virada do século 20 e viajou pelo Oriente Médio a serviço do Império Britânico, definindo as fronteiras do Iraque, Jordânia e Arábia Saudita.
Robert Pattinson está no elenco como T.E. Lawrence, mais conhecido como Lawrence da Arábia, um arqueólogo, militar, agente secreto, diplomata e escritor britânico que chegou a colaborar com Bell no estabelecimento de dinastias na Jordânia e Iraque. James Francoe Damian Lewis completam o elenco.
O Festival ainda servirá de palco para a première mundial de ‘Cinquenta Tons De Cinza‘, que será exibido pela primeira vez durante a programação oficial do evento. A première acontecerá dia 11 de fevereiro, e contará com a presença da diretora Sam Taylor-Johnson e dos protagonistas Dakota Johnson e Jamie Dornan.
O cineasta norte-americano Darren Aronofsky (‘Noé’, ‘Cisne Negro’) foi escolhido para presidir o júri da 65ª edição do Festival de Berlim. Aronofsky substitui o roteirista/produtor James Schamus, presidente do júri do ano passado.



Três filmes brasileiros serão exibidos no Festival de Berlim

Sangue Azul’, de Lírio Ferreira, foi selecionado para abrir a Panorama, prestigiada mostra que transcorre paralelamente à competição pelo Urso de Ouro desde 1986. A Panorama contará com 34 filmes de 29 nacionalidades.
Os nacionais ‘Ausência’, de Chico Teixeira, e ‘Que Horas Ela Volta?’, de Anna Muylaert, vão fechar a programação da mostra, que começa em 5 de fevereiro.
Vencedor do Festival do Rio 2014, ‘Sangue Azul’ acompanha a rotina de uma trupe de circo em Fernando de Noronha. O filme estrelado por Daniel Oliveira fará em Berlim a sua première internacional.
Por sua vez, ‘Que Horas Ela Volta?’ estreará no mercado estrangeiro através do Festival de Sundance, que terá início no dia 22 de janeiro.

Fonte: CinePOP

Problema de 'Felizes para Sempre?' é o didatismo das perguntas

Paolla Oliveira exibe boa forma de fio dental na série 'Felizes para Sempre?'

Felizes para Sempre?, série em que Euclydes Marinho faz uma releitura de Quem Ama Não Mata, minissérie escrita por ele mesmo para a Globo, em 1982, termina nesta sexta-feira com um assassinato e a certeza do dever cumprido -- além, é claro, da recauchutagem da carreira de Paolla Oliveira, que para muitos superou o estigma de mocinha e mostrou, como garota de programa, mais do que Sandy fez como devassa

Leia também:

Com uma fotografia primorosa, um elenco afinado e uma edição afiada -- a cena desta quinta-feira em que o casal Claudio (Enrique Diaz) e Marília (Maria Fernanda Cândido) discute na cozinha de casa, depois de ela saber que ele teve um filho fora do casamento, com falas que se sobrepõe o tempo todo, foi incrível --, Felizes para Sempre? recoloca a Globo na ponta entre as emissoras abertas. Não há, é fato, nenhuma que se equipare a ela em termos de qualidade, e justamente graças a atrações como essa.
Seria tudo perfeito, não fosse um único problema: as perguntinhas que teimam em reduzir o olhar do espectador. Elas começam no título, que a narração da Globo demorou em ler direito: talvez por bom gosto, o locutor do canal lia "Felizes para Sempre" sem interrogação, nas primeiras chamadas. E continuam episódio a episódio, inundando de didatismo, quando não de moralismo, um texto que prescinde disso tudo. Elas pipocam no começo e no fim do capítulo, como um professor de escola que tenta conduzir a classe a uma reflexão -- "Vamo lá, turmá: 'Quem ama trai?' e 'O crime compensa?'.
Difícil entender porque, numa série em que até Paolla Oliveira deu sinais de superação, a Globo precisa ceder a um recurso capaz de reduzir o brilhantismo de um projeto. A história é ótima, bem escrita e bem montada. Faz pensar por si, e com mais liberdade quanto menos se leem as interrogações.

Fonte: Veja

Sabrina Sato chama atenção ao aparecer quase sem roupa em baile

Sabrina Sato chama atenção ao aparecer quase sem roupa em baile

A ex-integrante do Pânico na Band, Sabrina Sato, agora apresentadora de seu próprio programa na Rede Record, chamou atenção e gerou polêmica por causa do look utilizado nesta semana, após já ter aparecido em um ensaio de escola de samba com uma fantasia transparente. 
Convidada ao já tradicional baile de Carnaval anual da revista de moda Vogue, realizado na noite desta quinta-feira (5), em São Paulo, a bela ganhou todos os holofotes e comentários da imprensa devido à fantasia escolhida por ela.
Com pouquíssima roupa, ou melhor, quase nenhuma, Sabrina vestiu uma fantasia que dava a entender que a japonesa estava incorporando uma espécie de "Quebra-Nozes sexy".
A roupa era toda aberta, mostrando quase todo o corpo de Sabrina. Com um top vermelho, apenas uma franja branca cobria as partes íntimas da apresentadora da Record, o que causou uma verdadeira onda de comentários nas redes sociais. O look ainda era composto por um chapéu, cinta liga, luvas e meia calça.
"Achei desnecessária a fantasia da Sabrina, td mundo sabe que ela é gostosa, e tava completamente fora do tema da festa. Não ornou", "Estou aqui me questionando sobre a fantasia da Sabrina Sato no baile da vogue, tentando compreender", "Sempre acho q a Sabrina Sato humilha com seus looks, mas esse pro baile da vogue desse ano ta muito vulgar!! Errou dessa vez amore" e "Sabrina Sato está nua no Baile da Vogue... Tudo bem que tem um corpão, mas tem limite né" foram apenas alguns dos comentários dos internautas sobre a fantasia de Sabrina.


Fonte: Diário 24HRS

Miley Cyrus faz tatuagem em homenagem ao seu peixe que morreu

Miley Cyrus (Foto: Jason Kempin/ Getty Images/ AFP)

Miley Cyrus aumentou sua coleção de tatuagens no corpo e fez uma em homenagem ao seu 'peixe de estimação', PBF. Na quinta-feira, 5, após compartilhar uma imagem do animal em seu Instagram, lamentando a morte do companheiro e escrevendo na legenda: "eu odeio despedidas", a cantora fez a mesma foto do baiacu em seu braço.

Quem compartilhou a imagem do resultado da tatuagem foi Dr. Woo, um tatuador de Los Angeles, responsável pelo desenho em Miley.

Recentemente, ao lado do namorado, Patrick Schwarzenegger, Miley curtiu um dia praia de topless. A cantora e o namorado, filho de Arnold Schwarzenegger, trocaram carinhos em ida a uma praia na cidade de Maui, no Havaí, nos Estados Unidos. As fotos foram feitas na quinta-feira, 22.

Miley Cyrus é ousada e todo mundo sabe disso! Recentemente, na rede social, ela postou um vídeo em que aparece rebolando só de biquíni e fumando um cigarro suspeito.

Fonte: EGO

Aviões do Forró lança música


A banda de forró invadirá a folia daqui apostando na música 'Eu, ela e a amiga dela', de Tierry Coringa. No enredo, um casal que gosta de namorar a três (será que a moda pega?). A canção foi lançada nesta sexta-feira, 6.

Fonte: Portal A Tarde

Polícia Federal apreende vários bens de Eike Batista no Rio de Janeiro


A Polícia Federal apreendeu vários bens do empresário Eike Batista, no Rio de Janeiro. O Porshe Cayenne, avaliado em quase R$ 500 mil, e a Lamborghini, no valor de R$ 2,5 milhões, foram alguns dos bens que estavam na casa do empresário.

Nesta semana, a Justiça bloqueou todos os bens de Eike e de seus parentes. “Serão levados a leilão, convertidos em dinheiro, depositados em conta judicial para garantir pagamento de indenização, reparação do dano, custas processuais e também multas criminaIs que vierem a ser aplicadas”, explica o juiz federal Flávio Roberto de Souza.

O advogado do empresário vai recorrer da decisão da Justiça. Eike Batista, que já foi o sétimo homem mais rico do mundo, responde por seis crimes. Entre eles, manipulação de mercado, uso de informação privilegiada e formação de quadrilha.

Fonte: Jornal Da Globo

Agito Nas Pistas - com Ian Van Dahl (Secret Love)

(P)2002

Secret Love foi lançada em 2002 pelo grupo de Dance Music Ian Van Dahl, e a música faz parte do primeiro álbum de estúdio deles, 'Ace', cujo nome é uma alusão às iniciais do nome dos integrantes do grupo. No álbum de estúdio, Secret Love era faixa 14, e no Brasil está presente nas coletâneas 'Na Balada 8', 'Planet Pop - Vol. 2' e 'Pista Máxima 2003', e todas se encontram fora de catálogo.

Hilary Duff divulga prévia de nova música

Hilary Duff letras

A atriz e cantora Hilary Duff está atualmente trabalhando em seu próximo álbum. Para deixar os fãs a par do projeto, a artista publicou pelo Instagram um trecho de uma nova música, mas sem revelar o título. 

A loira recentemente foi fotografada em um estúdio na Suécia ao lado da cantora Tove Lo (veja aqui).

O novo disco de Hilary ainda não possui data de lançamento definida, mas já foram liberadas as promocionais "All About You" e "Chasing The Sun". 

Ouça a seguir um trecho da nova música:

Katy Perry deve tocar na cerimônia de entrega dos Grammy Awards


Katy Perry parece estar gostando bastante dos holofotes: uma semana depois de se apresentar no show do intervalo do Super Bowl (jogo que foi recorde de audiência da história da TV americana), a cantora pop agora prepara uma apresentação especial para a cerimônia de entrega dos Grammy Awards, no próximo domingo, dia 8, de acordo com a revista Billboard.

Nem o prêmio nem a cantora confirmaram as informações da revista, que garante que Perry prepara uma versão de By the Grace of God, uma balada do seu disco Prism.

Katy Perry também se apresentou no Grammy de 2011, quando cantou Not Like the Movies e Teenage Dream. De acordo com a Billboard, a cantora prepara um espetáculo bastante visual e voltado para a dança.

Entre os outros artistas confirmados para tocar no Grammy estão Madonna, AC/DC, Ariana Grande e Lady Gaga.

O jornal O Estado de S.Paulo acompanha a cerimônia de entrega do prêmio mais importante da indústria musical, ao vivo, a partir das 21h deste domingo, 8.

Fonte: Portal A Tarde

Após retirar os seios, Thammy Miranda publica foto na web

Após retirar os seios, Thammy Miranda publica foto na web

Thammy Miranda finalmente apareceu depois de ter feito a tão falada mastectomia dupla (retirada de ambos os seios), e agora mostra o quanto está feliz com o avanço que deu no processo de mudança de sexo.

Já com o procedimento cicatrizado, e sendo tratada como homem por seus familiares após a cirurgia, como no caso de sua irmã e cunhado que se referem a ela no masculino, a atriz revelou recentemente já poder tirar a camisa em público, e nesta quinta-feira, (5) em rede social, apareceu com parte do peitoral de fora.

A imagem, divulgada em seu perfil na rede social Instagram, mostra Thammy ao lado de um tatuador em um estúdio, adquirindo maus um desenho na pele.

No detalhe da imagem, é possível ver que não há mais nenhum volume na região onde antes ficavam os seios. Apesar da foto, Thammy ainda não mostrou o resultado completo dos procedimentos ao público.

Fonte: Diário 24Hrs

Mãe tem filho com síndrome de Down e abandona criança com o pai



Leo, bebê que nasceu com síndrome de Down, veio ao mundo em 21 de janeiro, em um hospital da Armênia (Foto: Reprodução/Facebook/Samuel Forrest)

Reflita sobre a seguinte situação: uma mulher acaba de conceber uma criança, que nasceu com síndrome de Down, e, com vergonha da condição do bebê, dá um ultimato no marido: ou ele fica com o recém-nascido ou com ela.

Foi o que aconteceu com o Samuel Forrest Badalyan, da Nova Zelândia, em janeiro passado. Casado há 18 meses, a mulher dele deu à luz o primeiro filho do casal, Leo, em 21 de janeiro, na Armênia.

No entanto, poucas horas após o parto, ao descobrirem que Leo tinha nascido com a síndrome, a mãe do bebê e a família dela decidiram abandoná-lo. De acordo com “Daily Mail”, citando a emissora “ABC”, a mãe se recusou a olhar ou mesmo tocar no filho.
Eles me levaram para vê-lo, eu o vi e pensei ‘ele é lindo e perfeito’"
Samuel Forrest Badalyan, pai do bebê

Samuel disse que ficou chocado inicialmente quando os médicos disseram que o filho possuía síndrome de Down, mas nunca passou pela sua cabeça abandoná-lo. “Eles me levaram para vê-lo, eu o vi e pensei ‘ele é lindo e perfeito’”.

Quando o neozeolandês levou o bebê para a mulher, ela ameaçou deixá-lo caso permanecesse com a criança. Ele decidiu ficar com o recém-nascido e a mulher pediu o divórcio uma semana depois.

O pai de primeira viagem tenta agora arrecadar verba para sair do país do leste europeu e voltar para sua terra natal. Uma página para angariar fundos foi criada e já arrecadou mais de US$ 180 mil em apenas dez dias. O dinheiro será usado para que a nova família encontre uma casa em Auckland e será investido na educação da criança.

Fonte; Bem Estar

Após criticar Bob Marley, jornalista do R7 é alvo de xingamentos

Após criticar Bob Marley, jornalista do R7 é alvo de xingamentos

Jornalistas sempre têm seus direitos de opinião, mas parece que uma a ideia exposta por André Forastieri em seu blog no portal R7 não está agradando os fãs de Reggae, particularmente os que idolatram Bob Marley. Nesta sexta-feira (6), dia em que o jamaicano completaria 70 anos de idade, caso ainda estivesse vivo, Forastieri decidiu publicar um texto de autoria própria, escrito há muitos anos, falando mal sobre o cantor e seu estilo musical em si, deixando muitos fãs furiosos, já que o clima da data é de festividade.

Leia um trecho da matéria publicada pelo autor, em seu blog:

"Acho reggae uma bobagem. Não posso nem ver esses reggaemen falando de Jah e chorando as pitangas pela repressão do homem branco em cima deles.

Para começar, o negócio todo é filosoficamente equivocado. Criado para ser música de resistência contra "o sistema", soa como uma choradeira de quem não tem proteína e nem calorias para resistir nem a uma brisa. Não foi à toa que todos os superstars do reggae assinaram rapidinho com as gravadoras da "Babilônia". E não é à toa que reggae virou um pastichão que só serve para atrair turista para a Jamaica."


Nos comentários, os internautas não aceitaram muito bem a opinião do jornalista. "Quanta bobagem, despreparo, desconhecimento e falta de pesquisa reunidos em um único texto. Um desserviço ao jornalismo", disse um usuário. "E isso é jornalismo? É apenas um texto de puro ódio. Bob Marley, querendo ou não, é um dos maiores cantores de todos os tempos. Deixa o arame entrar no seu ouvido, enquanto eu escuto músicas de qualidade!", ponderou outro internauta.

Confira outros comentários feitos por fãs indignados:

"André vc poderia ter esquecido esse texto lá em 1995, abra sua mente! não se limite em falar do reggae assim, aprofunde no ritmo! Uma "homenagem" assim nem Bob Marley nem toda jamaica precisa!"

"Eu acho muito legal voce enfiar o arame farpado no seu ouvido ou em outro lugar do seu corpo mais especifico para isso ..."

"Tá ai um cara que é tão bom "jornalista" que tem que republicar um texto de 20 anos atrás, que fala mal do reggae e do ícone Bob Marley para aparecer. Bom, só poderia ter vindo do 'R7' mesmo. Melhore cara, estamos aqui para evoluir, não para ficar parados julgando os outros."

E você, o que acha do texto publicado por André Forastieri? Dê sua opinião.

Fonte: Diário 24Hrs