terça-feira, 8 de setembro de 2015

Dilma Rousseff: Brasil "de braços abertos" para acolher refugiados sírios

O Brasil está "de braços abertos" para acolher refugiados sírios, garantiu na segunda-feira a presidente do país, Dilma Rousseff, numa altura de fuga em massa do país em guerra.

Numa mensagem de vídeo para assinalar o Dia da Independência do Brasil, Rousseff disse que queria "reiterar a disponibilidade do Governo de receber aqueles que, expulsos de suas pátrias, queiram vir, viver, trabalhar e contribuir para a prosperidade e a paz do Brasil".


"Nós, o Brasil, somos uma nação que foi formada por povos das mais diversas origens que aqui vivemos em paz. Mesmo em momentos de dificuldades, de crise, como os que estamos passando, teremos os nossos braços abertos para acolher os refugiados", afirmou.
O Brasil recebeu mais de 2.000 refugiados desde o início do conflito sírio em 2011, mais do que qualquer outro país da América Latina. Os sírios são, aliás, o maior grupo de refugiados no Brasil - só no ano passado, 1.405 receberam asilo.
Rousseff fez também referência à fotografia do menino sírio morto na praia, que se tornou um símbolo da crise dos refugiados sírios: "A imagem da criança, Aylan Kurdi, tocou-nos a todos e apresentou ao mundo um grande desafio".

Fonte: Jornal de Negócios