terça-feira, 15 de setembro de 2015

EXCLUSIVO: MICHEL TELÓ NA MÚSICA ELETRÔNICA? CANTOR SERTANEJO LANÇARÁ FAIXA COM DJ’S BRASILEIROS

Sim, você não leu errado! O Michel Teló, responsável pelo grudento hit “Ai se Eu te pego”, que ultrapassou barreiras e fez um grande sucesso no mundo inteiro, vai lançar uma música com dois grandes produtores brasileiros.
Mas antes de falar dessa parceria vamos acalmar os possíveis “haters” apresentando um pouco do trabalho desses caras chamados Felipe Wrechiski e Klauss Goulart, que antes de formarem a dupla Klauss & Turino, representaram com muito SUCESSO o trance nacional em suas carreiras solo.
Klauss Goulart teve diversas de suas tracks lançadas pela renomada Armada Music – gravadora do ícone Armin Van Burren. Dentre suas excelentes produções, uma que merece destaque é ‘Fireworks’ em parceria com ninguém menos que Markus Schulz. Confira:


Além de Fireworks, outro grande sucesso do Klauss foi a música ‘Rio’, que teve suporte de grandes nomes como: Andrew Rayel, Hardwell e o próprio Armin, que inclusive tocou a track no ‘A State of Trance 600′:

Wrechiski também surpreendeu outros grandes produtores da cena com seu hit ‘Atlas’, que chegou a ocupar o primeiro lugar no Top do Beatport e foi executada por Above & Beyond em um show histórico do trio no Madson Square Garden.

Sua track ‘Signus’ manteve a mesma qualidade e também teve suporte dos mestres Above & Beyond, Armin Van Burren e muitos outros.

Agora que vocês já conhecem um pouco da trajetória do Klauss e do Felipe, voltamos ao foco principal que é o projeto Klauss & Turino – que em breve estará lançando uma música com o cantor sertanejo Michel Teló.

Klauss, Turino e Michel Teló (Gravação do DVD em São Paulo)

Quando nos contaram a novidade logo surgiu aquele sorriso de canto imaginando que se travava de uma brincadeira, mas não, o lance foi tão sério que a música já teve sua estréia durante o DVD do astro do sertanejo – gravado em São Paulo há algumas semanas. 
Para conferir de perto o resultado, marcamos presença no evento de gravação, onde fomos bem recebidos por toda equipe do K&T e Michel, e saímos de lá com apenas uma certeza: essa música será um grande sucesso nas rádios de todo o país.
Os leitores mais conservadores podem até pensar que esses gêneros não se misturam, que são culturas diferentes e etc. Mas esses foram os mesmos argumentos utilizados por muitos fãs da música eletrônica para criticar a apresentação do sueco Avicii durante o Ultra Music Festival 2013, sendo que essa mesma parte do publico que o criticou de forma fervorosa, em pouco tempo já estava com a letra de ‘Wake Me Up’ na ponta da língua.
Com “Love Is Alive” não será diferente, a faixa deve chegar ao mercado para romper barreiras e quebrar o preconceito que ainda há entre essa mistura de ritmos. Dúvida? Então aguarde para ver.
Enquanto a música não sai do forno oficialmente, você pode conferir aqui mais uma “bomba” da dupla Klauss & Turino que foi executada recentemente no podcast do holandês Nicky Romero:


Fonte: Phouse

Mulher é barrada por detector e tira a roupa em agência bancária; vídeo


Uma mulher revoltada por ser barrada pelo detector de metais em uma agência bancária de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, resolveu tirar a roupa e mesmo despida, não conseguiu passar pela porta de vidro na tarde desta segunda-feira (14). Um vídeo mostra o momento em que ela força a porta seminua dizendo "eu sou hipertensa". 
Maria da Conceição, de 53 anos, tentou por diversas vezes acessar o interior da agência da Caixa Econômica Federal da Avenida Assunção, onde precisava dar entrada em um benefício trabalhista. Segundo ela, após várias tentativas sem sucesso e ouvir o deboche de um segurança, o nervosismo a levou a tirar quase toda a roupa. Ela passou mal e precisou ser socorrida por pessoas que estavam na fila.
"Tirei tudo que tinha na bolsa e mesmo assim apitou. Falei pra ele [segurança] que não era nenhuma bandida. Perguntei se ia ter que tirar a roupa e ele falou que, se eu quisesse entrar, ia ter que tirar até não apitar mais", relatou a senhora. 
Maria ainda contou que ameaçou chamar a polícia, mas ouviu mais deboches dos seguranças da agência. "Falaram que eu podia chamar a polícia. Não sabia mais o que fazer. Passei quatro, cinco vezes".
"Perdi o controle. Fiquei muito nervosa. Quando me dei conta, já tinham umas 50 pessoas vendo aquilo e comecei a passar muito mal", contou Maria, que precisou ser socorrida com uma cadeira de rodas. Ainda segundo ela, uma pessoa que estava na fila a ajudou a tomar os remédios para pressão e ligar para seu filho, que trabalhava no momento. Maria Conceição é auxiliar de serviços gerais em uma escola municipal em Unamar, onde mora. Ela ainda esclareceu que não usa marcapasso.

Nervosa com situação, mulher tirou a roupa para tentar entrar em agência bancária (Foto: Folha dos Lagos/Divulgação)

De acordo com o filho de Conceição, Flávio, no fim da tarde ela ainda passava mal, com fortes dores no peito. Ela foi levada para a UPA da cidade, onde precisou tomar morfina e fazer exames. Ela continua em observação. Ainda segundo Flávio, a família irá entrar com uma ação na Justiça pelo ocorrido na tarde desta segunda.
Em nota, a assessoria da Caixa Econômica Federal informou que as portas giratórias são utilizadas por todos os bancos para impedir o acesso de pessoas armadas às agências, e nunca para criar obstáculos aos usuário.
"A Caixa Econômica Federal esclarece que utiliza portas automáticas giratórias com detectores de metal em suas agências, de acordo com a Lei 7.102/83, que disciplina o sistema de segurança em estabelecimentos financeiros em todo o território nacional. O objetivo é proteger os clientes, seus empregados e patrimônio. A Caixa ressalta que tem foco constante na qualidade do atendimento aos seus clientes e por isso investe constantemente em modernização de equipamentos, sistemas de Tecnologia da Informação, contratação e treinamento de pessoal".

Morre irmã de Tom Jobim, Helena, aos 84 anos

Helena Jobim no documentário 'A Luz do Tom', de Nelson Pereira dos Santos(Dario de Almeida Prado/Divulgação)

A escritora carioca Helena Jobim, única irmã do compositor Tom Jobim, morreu neste domingo aos 84 anos em Belo Horizonte, onde morava desde os anos 2000. Helena tinha Alzheimer e a causa da morte foi insuficiência renal.

LEIA TAMBÉM:

Segundo informações do Grupo Editorial Record, que publicou parte de seus livros, a irmã de Tom Jobim começou a escrever poemas aos dez anos de idade. Helena estudou na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-MG), e seu primeiro livro foi o romance A Chave do Poço, lançado na década de 1960. A obra foi finalista do Prêmio Walmap.

Em 1993, Helena foi a vencedora do Prêmio Destaque em Prosa, da União Brasileira de Escritores. A autora publicou ainda uma biografia dedicada ao irmão: Antônio Carlos Jobim - Um Homem Iluminado, lançada em 1996, dois anos após a morte do músico. Helena também escreveu Trilogia do Assombro, de 1998, que virou filme sob o comando do diretor Marco Altberg.

Um filme de Ernane Alves sobre a vida de Helena tem previsão de lançamento em 2016. A escritora deixa filha, dois netos e uma bisneta.

Fonte: VEJA

Dado Dolabella é criticado por usar morte de Betty Lago para promover veganismo

Dado Dolabella anda "paz e amor" -- mas isso não impede o ator de ser novamente criticado. Depois de ser condenado por agredir uma camareira, durante discussão com a ex-namorada Luana Piovani, e ser detido com drogas no Rio, o ator assumiu recentemente nas redes sociais um discurso em que se diz "feminista" e dono de um estilo de vida "saudável". Sua bandeira agora é o veganismo. Mas Dado não apenas o defende -- o ator se tornou um fanático pela causa e causou controvérsia neste domingo ao usar a morte de Betty Lago para divulgar seu novo credo.
"Seu humor, talento e alto astral sempre nos contagiou. E agora vai deixar muita saudade", escreveu Dolabella no Facebook. "Que a sua morte sirva de exemplo para todos. O hábito alimentar da maioria absoluta da sociedade está completamente doente. O câncer, assim como a maioria das doenças letais - diabetes, hipertensão, ataque cardíaco e etc -, têm sua origem no consumo surreal de sofrimento e violência animal!"
O ator ainda afirmou que estudos provam um aumento da ocorrência de câncer em consumidores de carne. "Além da questão espiritual, é claro, tem a física", ressaltou. "Estude sobre o veganismo. Evite esse destino na sua vida e também na de quem você ama."
A publicação do ator suscitou diversos comentários furiosos dos usuários da rede. Como resposta, Dolabella publicou uma imagem em que compara fazendas industriais com campos de concentração nazistas. "Sério mesmo que você está comparando a indústria alimentícia com o maior plano de extermínio e limpeza étnica da história? Cara, apaga isso enquanto há tempo", diz um dos comentários. "O cara bate em mulher, agora vira vegetariano, e bate em judeu. Não acerta uma. Só falta virar músico", diz outro.

Fonte: Veja