terça-feira, 20 de outubro de 2015

Morre, aos 80 anos, a atriz Yoná Magalhães


Morreu no Rio, na manhã desta terça-feira (20), a atriz Yoná Magalhães. A artista de 80 anos estava internada, na Casa de Saúde São José, na zona sul do Rio desde o dia 18 de setembro e estava no CTI do hospital devido a um problema cardíaco.
Atriz de Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964), Yoná Magalhães fez parte do primeiro elenco da TV Globo. Contratada em 1965, protagonizou a novela Eu Compro Esta Mulher (1966), de Glória Magadan, onde formou o primeiro par romântico de sucesso da emissora com o ator Carlos Alberto.
A atriz trabalhou ainda em outras novelas da mesma autora, como O Sheik de Agadir (1966), A Sombra de Rebecca (1967), O Homem Proibido (1968), A Gata de Vison (1968/1969), quando contracenou com Tarcísio Meira, e A Ponte dos Suspiros (1969).
Em 1985, estrelou uma das novela de maior sucesso da história da emissora:Roque Santeiro, de Dias Gomes e Aguinaldo Silva. Nela, interpretou a Matilde, dona da boate onde trabalham as dançarinas Ninon (Cláudia Raia) e Rosaly (Isis de Oliveira). Yoná posou para a revista Playboy na edição de fevereiro de 1986.
Nos anos 1990, atuou em quatro novelas de Walther Negrão: Despedida de Solteiro (1992), Anjo de Mim (1996), Era uma Vez... (1998) e Vila Madalena(1998). Em Senhora do Destino (2004). A última novela da atriz foi em 2013, na qual interpretou a decadente socialite Glória Pais em Sangue Bom.

Fonte: Zero Hora

Joelma faz primeiro trabalho solo e grava música com banda do Recife

EGO - Joelma já teve um gostinho de como será sua carreira solo quando deixar a banda Calypso no final do ano. A vocalista do grupo fez seu primeiro trabalho como Joelma Calypso e gravou uma participação em uma música de Priscila Senna, vocalista da Banda Musa.
O encontro entre as duas artistas aconteceu na tarde desta segunda-feira, 19, em Recife. depois disso, Joelma ainda vai participar do DVD do grupo, que será gravado no dia 28 de outubro, em Olinda.
Vale lembrar que o último show de Joelma com a Calypso será no Reveillon de Macapá, no Amapá, no dia 31 de dezembro. Depois disso, a vocalista se desliga do grupo e segue carreira solo. Ainda assim, Joelma já garantiu que não vai abrir mão da banda, já que é sócia do projeto ao lado do ex-marido Chimbinha.
“Meu desejo e objetivo é deixar a banda como herança para os nossos filhos. Torço muito para Chimbinha ter mais sucesso em sua nova etapa. Ele é um grande artista da música brasileira e com muito talento”, afirmou Joelma.

Joelma Calypso com Priscila Senna, da Banda Musa (Foto: Divulgação)

PÚBLICO PEDE QUE REBECA GUSMÃO SEJA EXPULSA DA 'FAZENDA'



"A Fazenda 8" está chegando a um nível que os participantes já não estão aguentando mais continuarem lá dentro e em breve poderá ter alguém tocando o sino para deixar o reality. Para esquentar ainda mais o clima, Mara Maravilha não para de provocar os peões, com suas indiretas, diretas e punições que estão deixando os participantes ainda mais nervosos.
Rebeca Gusmão tem se mostrado a mais descontrolada e já não aguenta conviver com a cantora gospel. Só que o público ficou revoltado foi com a ex-nadadora, que jogou as roupas da Mara pelo chão, fez questão de chutar vários objetos da peoa e ainda desarrumou toda sua cama.
Todos os peões estão se juntando para tirarem a Mara da "Fazenda 8", sem perceberem que desta forma eles estão praticamente 'construindo' a vencedora desta edição do reality. Os confinados aos gritos pediram "Fora Mara!" e fizeram até um "panelaço" para a produção tirar a peoa, mas foi em vão. Mara segue firme no jogo e ainda é a Fazendeira da semana.

PÚBLICO PEDE QUE RECORD EXPULSE A REBECA DA “FAZENDA 8”
Os confinados já receberam punições para ficarem sem gás, sem água, dormirem fora da sede e todos eles já estão no limite. Rebeca deu claro sinais que já chegou ao limite e perdeu a cabeça. Mas aqui fora o público não gostou nem um pouco da atitude da peoa e rapidamente subiram a hashtag "#RecordExpulsaARebeca" que continua sendo a mais comentada ainda na manhã deste sábado.
Mara Maravilha já havia prometido aos peões que iria mudar de atitude, mas continua aprontado. Na punição mais recente, ela virou um balde de água na cabeça e molhou o microfone e assim os peões foram punidos novamente. Ela alega que foi sem querer, mas ninguém acreditou, principalmente Douglas, que ficou revoltadíssimo.
Por estragar o microfone, Mara e todos os demais peões ficarão 24 horas sem água e sem gás. Douglas disse que esta atitude da Mara foi uma grande falta de respeito.
Os peões já não aguentam mais Mara dentro do reality e Rebeca tomou atitudes que o público não aprovou e por isto pode ter dado adeus ao prêmio de R$ 2 milhões, pois se a Record não expulsar a Rebeca da “Fazenda 8”, com certeza, ela será eliminada com recorde de votos quando for para a Roça.


Fonte: Blasting News

Funkeira é presa em camarim antes de show por suspeita de homicídio

A funkeira Talita de Almeida, conhecida como MC Lokinha, de 26 anos, foi presa pouco antes de se apresentar em uma casa de shows neste domingo (18) em Sinop, a 503 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, Talita estava com a prisão decretada pela Justiça de Mato Grosso por suspeita de participação em um assassinato.
O G1 tentou, mas não conseguiu contato com a defesa da funkeira. A prisão foi decretada pelo juiz Otávio Vinicius Affi Peixoto, da 1ª Vara Criminal de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.
Talita foi presa no camarim da casa de shows, momentos antes de se apresentar no evento. Policiais civis disfarçados entraram na festa e conseguiram identificar a cantora. Aproximadamente 300 pessoas estavam no evento e presenciaram a prisão.
“Ela veio fazer um show e seria a atração principal do evento. Até onde sabemos ela teria envolvimento com uma grande quadrilha de traficantes de Cuiabá. Ela atraía as vítimas, provavelmente os inimigos dessa quadrilha, para que fossem mortos pelos outros integrantes”, informou ao G1 o delegado Ugo Ângelo Reck de Mendonça.

Prisão
Ao ser presa, a cantora se mostrou surpresa e não reagiu, segundo a polícia. Ela foi encaminhada para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP), responsável pelo inquérito que apura o crime cometido pela suspeita.
“Pela investigação soubemos que ela seria um dos ‘braços’ dessa quadrilha. Provavelmente, a quadrilha que a financiava nos shows e fornecia droga nos eventos. Vimos que o consumo [de droga], nesse evento, foi grande”, observou o delegado.
A DHPP informou que continua as investigações para tentar localizar outros integrantes da quadrilha que atuavam com Talita. A funkeira responde a três processos na Justiça de Mato Grosso pelo crime de tráfico de drogas.

Fonte: G1