segunda-feira, 4 de abril de 2016

Indignação total: Pai mata filho gay


Shehada Issa matou o filho Amir. Em causa estava a orientação sexual do jovem que o pai, de 69 anos, não aceitava. Morreu com um tiro de shotgun à porta de casa, em Los Angeles. "O homicídio aconteceu por causa da orientação sexual da vítima e pela associação a uma pessoa e um grupo ligados a essa orientação sexual", confirmou o procurador responsável pelo caso, citado pela Reuters. O pai foi detido na passada terça-feira. A família já tinha um historial de conflitos, com os vizinhos a relatarem às autoridades alguns desses acontecimentos. Amir já tinha desabafado nas redes sociais a má relação que mantinha com o pai: "Se há pessoas boas no mundo, por favor ajudem-me a libertar-me desta escravidão humana", escreveu no Facebook. A mãe de Amir também apareceu morta em casa em circunstâncias ainda por apurar. Shehada garantiu às autoridades que não matou a mulher e que quando a encontrou na casa de banho já estava sem vida. De acordo com o Daily News, Shehada disse que se armou após ter encontrado o corpo da mulher e que, ao encontrar Amir, este o ameaçou com uma faca. De seguida, o pai disparou no filho. "Ele diz que o filho estava armado com uma faca, mas não havia faca nenhuma no local. É uma tragédia horrível", afirmou o detective John Doerbecker à publicação. Shehada Issa pode agora ser condenado a prisão perpétua.

Fonte: Correio da Manhã

Nenhum comentário: