quarta-feira, 22 de junho de 2016

Meryl Streep faz 67 anos

A atriz no final dos anos 70

A atriz Meryl Streep completa hoje 67 anos de vida.
Meryl Streep nasceu em Summit, do estado americano Nova Jérsei, em 22 de junho de 1949, e hoje é considerada uma das melhores atrizes de todos os tempos. Sua mãe se chamava Mary (1915-2001), uma comerciante de artes, e seu pai se chamava Harry William (1910-2003), um executivo em uma indústria farmacêutica.
Ela é casada com o escultor Dom Gummer desde setembro de 1978, tendo com ele quatro filhos: Henry Wolfe, nascido em 1979, a também atriz Mamie Gummer, nascida em 3 de agosto de 1983, Grace Gummer, nascida em 1986, que também seguiu a carreira a mãe, e Louisa Jacobson, nascida em 1991.

Grace, Louise e Mamie Gummer
Meryl não tem religião, mas acredita em Deus. "Eu sempre estive muito interessada na fé, porque me ajuda a entender todo o alívio trazido pela religião e sobre o qual elas são estruturadas."
Ela atua no cinema desde 1977, e de lá pra cá ganhou papéis como a escritora Mary Fisher no filme Ela é o Diabo (1989), a editora de revista Miranda Priestly em O Diabo Veste Prada (2005), a tia Josephine em Desventuras em Série (2004) e Sofia Zawistowski no tão falado A Escolha de Sofia (1982).

Ela é o Diabo: Meryl em cena com os atores Ed Begley Jr. e Roseanne Barr
Josephine de Desventuras em Série
A atriz em cena do filme 'A Dama de Ferro' (2011)
Ricki and the Flash: De Volta Pra Casa (2015)
Meryl Streep não atua apenas no cinema, mas também na televisão.
Ganhou três troféus do Oscar, oito do Globo de Ouro, dois do Emmy e um do Festival de Cannes. São os principais da atriz.
Meryl e Goldie Hawn seriam as atrizes que protagonizariam o clássico 'Thelma & Louise', e um dos motivos é que ambas tornaram-se amigas e se interessaram em fazer um filme juntas, escolhendo esse projeto. Porém, a Meryl engravidou, ficando impedida de fazer as filmagens, sendo ela e Goldie substituídas por Susan Sarandon e Geena Davis.
Meryl estava cotada para fazer o musical Evita, no papel de Eva Perón, porém, o diretor da peça estava na dúvida se a atriz teria capacidade para cantar, substituindo-a por Madonna, que lhe enviou uma carta expondo muitos motivos sobre o porque seria a melhor escolha para o papel.

Nenhum comentário: