segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Caminho Das Índias: Yvone apanha de Melissa (capítulo de 29/02)


No capítulo da reprise de Caminho das Índias, Yvone (Letícia Sabatella) passou por uma que ela não esperava: ficar de olho roxo!


Pra quem não viu a cena
Foi ao ar hoje a cena da festa do aniversário de casamento de Melissa (Christiane Torloni) e Ramiro (Humberto Martins) e Yvone (Letícia Sabatella) foi uma das convidadas. A golpista estava usando uma jóia que Ramiro lhe deu de presente e que Melissa pensava que seria sua. Ainda na festa, Melissa combinou com Yvone um almoço no dia seguinte no clube e a pediu que levasse a jóia para que esta fosse apreciada. Já no clube, estavam presentes também Gaby (Ana Furtado) e Nanda (Maitê Proença), e Melissa chama a vilã para a sala de massagens e lá mesmo pede para ver a jóia e se vinga. "Se chegar perto do meu marido novamente, vai ser pior! Sou muito fina, querida, mas quando preciso sou chave de cadeia".
Yvone não consegue se levantar. Melissa sai da sala de massagem, se despede de Nanda e Gaby sem comentar da surra. Estranhando a demora da vilã, as duas que ficaram lá esperando vão até a sala e a encontram toda machucada.
Perguntada sobre o que havia acontecido, Yvone diz que não se lembrava de nada e pediu para que a deixassem no hotel.

Gloria Pires posta vídeo nas redes e agradece as manifestações de apoio

Em um vídeo postado nesta segunda-feira, 29, na sua página oficial, a atriz Gloria Pires disse que ficou surpresa com a repercussão da transmissão do Oscar na Rede Globo, da qual ela participou.
"Eu sou uma pessoa séria, tenho muitos anos trabalhando com isso, e claro que eu vi a maioria dos filmes. Não poderia ser diferente. Porém, alguns eu não vi. Animação e os curtas. Não é verdade que eu não vi nada", falou.
Ela agradeceu as manifestações de apoio (como a hashtag #SomosTodosGloriaPires) e se demonstrou tranquila. "Eu aceitei o convite com o maior prazer", comentou. "Eu não estou doente, cheguei ontem mesmo do Uruguai onde fomos apresentar o filme sobre Nise da Silveira", explicou.
A atriz disse que está com um projeto novo para o Fantástico ("um formato que eu nunca fiz") e também um novo programa, sobre o qual não entrou em detalhes.
"Eu quero dizer que está tudo bem, adorei os memes, achei super bacana, e obrigado por tudo, boa semana", concluiu.

Fonte: Diário do Grande ABC

DiCaprio no Oscar tem nova quebra de recordes de tuítes por minuto

Tech Tudo - Leonardo DiCaprio, enfim, como já era de se esperar, ganhou o Oscar na noite do último domingo (28). Eleito melhor pela atuação em The Revenant (O Regresso), o artista, queridinho dos fãs de todo o mundo há muitos anos, foi o assunto mais comentado do Twitter não só nesta noite, como na história da premiação mais importante do cinema. Foram mais de 440 mil tuítes por minuto (TPM), um novo recorde nas interações do evento na rede social.



Segundo o microblog, no total, o Oscar 2016 gerou 3,26 milhões tuítes no país e 24,22 milhões no mundo no período das 18h30 de domingo (28) às 5h desta segunda-feira (29). Os filmes Mad Max, O Regresso e Spotlight foram os mais comentados no TwitterBrasil durante o período.

Para se ter uma noção de como DiCaprio brilhou nesta edição do Oscar, o maior número de tuítes por minuto em uma transmissão da premiação era o da “Selfie do Oscar” – que reuniu a apresentadora Ellen DeGeneres e diversas estrelas do cinema em 2014. No dia daquele evento, foram publicados 255 mil tuítes por minuto sobre a foto. Bem menos do que os comentários sobre Leonardo.

saiba mais

O ator, aliás, usou o Twitter, com direito à hashtag #Oscars2016 (que tinha uma estatueta especial ao lado), para celebrar a conquista. Na publicação, ele agradeceu à Academia e, claro, aos companheiros de filme (elenco e staff). O post também fez bastante sucesso e já conta com mais de 280 mil retweets e mais de 400 mil “likes”.
Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Gloria Pires rouba a cena
Além do momento da vitória de DiCaprio, o Oscar 2016 gerou “buzz” na rede social com outros assuntos variados. Os outros dois momentos mais comentados foram: a entrega do prêmio de Melhor Filme para Spotlight e o Oscar de Mixagem de Som para Mad Max, que conquistava a sua sexta estatueta logo no começo do evento. Falou-se muito ainda de Chris Rock, humorista que arrancou aplausos na apresentação da premiação.
No Brasil, o grande assunto da noite foi Gloria Pires. O nome da atriz, que comentou o evento durante a transmissão da Rede Globo, chegou a ficar entre os assuntos mais comentados do mundo no Twitter. Seus comentários viraram meme e foram bastante replicados pelos usuários da rede social.

ABSURDO! Grande parte dos brasileiros é contra aborto em casos de microcefalia e zika no país


Uma pesquisa de opinião feita pelo Instituto Datafolha (Folha de S. Paulo) mostrou que muitos brasileiros foram contra ao direito das grávidas de fazerem aborto em casos de microcefalia no país. Que país é esse, não é, gente?
De acordo com o que mostra os sites Bem Estar e Valor, 58% dos entrevistados afirmam que as gestantes não deveriam interromper a gravidez. A rejeição é maior entre as mulheres, com 61% dos votos nos casos de zika e 56% nos casos de microcefalia confirmada. Entre os homens, 56% são contra nos casos de zika e 46% nos casos de microcefalia.


Mesmo os índices de desaprovação ao aborto diminuindo, a maioria ainda prevalece contra.
Em novembro do ano passado, quando o Instituto Datafolha fez outra pesquisa, 67% disseram ser contra o aborto de modo geral, e 16% queriam que o aborto fosse apenas para os casos de estupro ou se a gestação trazer risco para a mãe.

O que mais é preocupante na sociedade, pra mim também, é o que vai ser de nós se o número de bebês nascidos com problemas físicos e mentais gravíssimos aumentar?


Muitas pessoas que pensam igual à essa mulher da imagem estão totalmente equivocadas. Não pensam direito. Não sou totalmente a favor do aborto, mas que seja apenas nos casos de estupro sofrido pela mãe, de microcefalia no feto, de ausência de membros e de chance do feto vir com síndrome de down (não estou de preconceito, não, é conceito mesmo, pois sabemos dos problemas que essa síndrome acarreta para quem tem). Faço uma pergunta para quem é totalmente contra: acham certo que um bebê com problemas físicos e mentais ou fruto de um estupro deva nascer, mesmo que seja para sofrimento? Não acham que estão pensando do jeito errado?

Ana Paula, Munik e Tamiel estão no paredão (BBB16)


Ana Paula, Munik e Tamiel se enfrentam no primeiro paredão triplo da 16ª edição do programa, e a eliminação de um dos três será nesta terça-feira (1º). Dona do bordão "Olha Ela", Ana Paula está correndo risco de sair do programa pela 3ª vez, e um desses foi falso, pois ela voltou para a casa dias depois.


Confira a sequência dos votos deste domingo:
Os líderes Renan e Tamiel votaram em Munik
Tamiel indicou Ana Paula direto para a berlinda, por determinação do Big Fone
Ana Paula votou em Tamiel
Munik votou em Tamiel
Ronan votou em Tamiel
Adélia votou em Ronan
Maria Claudia votou em Geralda
Matheus votou em Ronan
Geralda votou em Maria Claudia
As informações são da UOL.

Caminho Das Índias - capítulo de 29/02


Camila repreende Chanti por ter contado a Ravi sobre sua gravidez. Raj explica a Maya que Mike era cúmplice de Yvone e decide enviar a foto dele para Cadore. Yvone discute com Mike. Kori revela a Namit que Radesh fugiu de trem. Surya comenta com Durga que desconfia que Maya tenha algum envolvimento com Bahuan. Maya diz a Raj que duvida da gravidez de Surya. Cadore pede para Inês enviar a foto de Mike para o detetive em Dubai. Silvia entrega à Inês os cartões de Gopal escritos por Raul. Anusha vê seu noivo maltratar Hari e sai em defesa do intocável. Shankar avisa a Pandit que o marajá é falso. Pandit comunica a Manu que Radesh aplicou o golpe do dote. Deva desmaia quando recebe a notícia de Manu sobre o golpe armado por Radesh. Bahuan se mostra ansioso em saber o que a mãe de Shivani falou sobre ele. Abel recebe uma carta anônima revelando como Norma o manipula com o leite. Silvia conta para Aída que Dario assediou Yvone. Ravi vai ao encontro de Chanti. Abel sai escondido atrás da mulher e vê Norma beijando outro homem.
Abel expulsa Norma de casa na frente dos vizinhos e amigos do bairro. Cema acolhe Norma por uma noite. Cadore liga para Wal a fim de obter informações sobre Gopal, mas não consegue nenhum dado sobre o motorista e fica desconfiado. Ravi pede a Chanti para não contar a Camila que está no Brasil. Leinha diz que Camila precisa amadurecer e encarar seus problemas. Murilo comunica a Ramiro que Bahuan decidiu deixar a Indiamed para trabalhar na empresa do futuro sogro. Cadore leva a foto de Mike para mostrar a Ramiro e aos executivos da empresa, mas ninguém o reconhece. Gopal consegue justificar para Wal o motivo pelo qual não estava cadastrado na empresa da Inglaterra. Norminha pensa em ir ao casamento de Castanho e Cema tenta convencê-la a não se envolver em confusão.
Manu se revolta quando Pandit lhe diz que o banco vai cobrar dele o empréstimo feito pelo pai de Deva. Deva ameaça se atirar no poço. Cadore interroga Gopal sobre a época em que dirigia para Raul. Raul avisa a Gopal para ter cuidado com Cadore, insinuando que o pai é esperto. Bahuan fica desconcertado quando a mãe de Shivani lhe pergunta sobre o filho que ele teve com Maya. Melissa provoca Yvone ao mostrar a joia que pegou da vilã, dizendo que foi presente de seu marido. Mike avisa a Nanda que o encontro dos dois foi filmado, e exige uma quantia em dinheiro para não entregar a fita a Haroldo.Nanda se surpreende com a ameaça de Mike e conta para Yvone. Berê fala para Dayse sobre a separação de Abel. A mãe de Shivani insiste em perguntar a Bahuan o que ele faria se Raj descobrisse que o filho de Maya é dele. Diante da negação de Bahuan sobre a paternidade, a mãe de Shivani comunica que irá procurar Maya para garantir que nunca irá cobrar a paternidade de Bahuan, caso ele venha a ser seu genro.

Fonte: Link Da TV

Aos 73 anos de idade, Susana Vieira revela que ainda é desejada pelo público masculino

Se você tem alguma dúvida de que Susana Vieira é a diva brasileira, pode ter certeza de que ela mesma não se faz esse questionamento e sabe que quando entra em alguma coisa é para arrasar. A atriz, que já brilhou em diversas novelas e agora está arrasando como Adisabeba, em A Regra do Jogo, contou em entrevista ao jornal Extra um pouco mais sobre seus 46 anos de rede Globo, além de falar que não acredita no amor dos folhetins:
- A TV nunca exibe o verdadeiro casamento, o conviver de duas pessoas, com a dificuldade e crueza que é. Começa tudo lindo e depois vem tudo de ruim para os mocinhos. No fim, eles terminam juntos e felizes. Mentira! Isso me irrita. No fim, eu vou para a Grécia, ele vai para o interior da Paraíba e os dois tentarão a vida com outras. Nas novelas antigas, a mocinha era pobre e ficava grávida do homem rico. Hoje em dia, qual é a pobre que vai arrumar um homem rico? Eles estão todos fora do Brasil ou estão casados com suas mulheres e têm suas amantes. Ah, ou são gays! Amor, estou falando a verdade. Imagina eu pensar que ainda tem um príncipe rico para mim... Eu também não preciso. Nunca me casei com homem que me sustentasse. Sempre fui eu quem comprou o pão. Nunca tive um homem que pagasse uma baguete para mim. Tenho a cabeça erguida.
E ainda revelou o segredo para continuar brilhando aos 73 anos de idade:
- A vida acaba com quantos anos? Enquanto existir vida, você está viva! Eu tenho jovialidade. Vou morrer assim. Tem gente triste com 20 anos de idade, que não sabe se exprimir, que tranca sua sexualidade e não tem coragem para amar. Ser jovial é estar disponível para a vida.
Susana, aliás, não tem medo de se expor. Não foi por acaso que no Carnaval ela apareceu em clima de muita intimidade com o novo affair. Para o veículo, a bela contou que ainda é bastante assediada pelo público masculino:
- Recebo muitos elogios dos homens até hoje. Eles me acham sexy, glamourosa e sedutora. Passo isso porque sou uma mulher que não deixou de amar, de me entregar para os prazeres sexuais. Tenho essa sensualidade porque não escondi o meu corpo, o meu cabelão. Se uma mulher da minha idade não pode usar cabelo comprido, dane-se! Amor, vai numa loja e compra esse cabelo. Fica bonita para você. O tempo urge!
Toda essa espontaneidade de Susana divide opiniões, mas ela afirma que não liga para as críticas:
- Eu não roubo, não cheiro e tampouco fumo. Venho para o trabalho e volto para casa. Às vezes, paro no posto de gasolina e como uma empadinha. Vou num baile funk também e, eventualmente, beijo um cara na boca. O que tem isso? Meu imposto de renda está todo certinho, com muito ódio. Tenho seis empregados com carteira assinada, pago tudo direitinho. Não faço nada de errado. Respeito a sociedade, a minha família e a empresa em que trabalho. Não sou louca, nem desenfreada. Se fosse, não estaria nesse lugar em que estou há tantos anos.
Na trama ela tem uma relação de mamãe super-protetora com o filho, Merlô, papel de Juliano Cazarré. Na vida real, ela também é bem preocupada com o filho, Rodrigo Otavio Cardoso:
- Cara, uma mãe que ama o seu filho não fica sem pensar nele um único dia. É naturalíssimo. Isso pode ser com 5, 10, 20 ou 50 anos de idade. Sou mãezona mesmo. Mas eu não era muito de mimar. Fui mais severa. Só que a cama do Rodrigo eu fiz até o dia em que ele saiu de casa, com 20 anos de idade. Achava que era uma forma de carinho.
Rodrigo deu a Susana dois netos, Rafael, de 20 aos de idade, e Bruno, de 18. A atriz é apaixonada pelos menos, mas, claro, não é como as avós tradicionais:
- Meus netos foram criados longe de mim. Os dois nasceram nos Estados Unidos. Não tivemos essa relação muito brasileira, da mãe que tem o filho e dá para a avó cuidar. Se bem que eu poderia morar aqui ou na Rússia. Não permitiria que isso acontecesse. Cuidei daquele que eu tive. E acho que é assim que tem que ser. Quando você cria um neto, acho que há uma ligação tão louca, que, se aquele neto sair de perto, você morre. Fico danada. Mas me divirto muito com eles, que sempre me apresentam coisas novas. Adoro rap por causa dos dois.

Big Brother Brasil da vida real
Susana com certeza é uma verdadeira diva. Sem papas na língua, ela se compara a Ana Paula, participante do Big Brother Brasil 16. Fã do programa, a atriz contou ao veículo que sua torcida vai para a mineira, porque acredita mais nas pessoas que se irritam e brigam do que nas boazinhas:
- Você coloca várias pessoas que não se conhecem dividindo o mesmo banheiro, pelo amor de Deus... Eu seria a primeira a brigar. E, claro, todos iriam se estressar comigo. Levaria horas para tentar ir ao banheiro e ficaria louca se visse xixi pingado no chão.
E ela já tem planos para quando a novela acabar: vai fazer um cruzeiro com as amigas pelo Caribe.
- Vamos passar sete dias dentro de um navio rindo. Vou tomar muito sol, comer bastante, ver aquele pessoal que não me conhece, aquelas senhoras mais gordas que me acham lindíssima. Quando entro no navio, geralmente, sou a mais linda. A maioria é aquele pessoal da Flórida, abastado de gordura e dinheiro. Não tem tristeza lá. Sou sempre uma princesa para eles.
Mas fique tranquilo, ela não descarta voltar logo às telinhas:
- Adoro quando as atrizes dizem que foram convidadas ou contam que negaram um papel. Acho isso de uma petulância... As pessoas me acham arrogante. Arrogância, para mim, é falar Não vou fazer essa personagem para descansar a imagem. Como diz Fernanda Montenegro, meu ofício é esse. Eles não me convidam, eles me escalam. É assim que vejo. Prefiro ser contratada do que dona de empresa.

Oscar 2016: uma cerimônia ácida e um prêmio aguardado

Pressionada pelos críticos sociais e pela busca por audiência, a 88ª cerimônia do Oscar, apresentada pelo comediante Chris Rock, deu uma lição ácida e bem humorada sobre diversidade e concedeu prêmios a indicados que já antecipavam suas vitórias – incluindo, finalmente, Leonardo DiCaprio. O favorito O regresso, indicado a 12 categorias, foi esnobado pela Academia, levando para casa três estatuetas.

O comediante Chris Rock não poupou ninguém nas críticas sobre a falta de diversidade no Oscar 2016 (Foto: Chris Pizzello/Invision/AP)
Spotlight, A garota dinamarquesa, A grande aposta, Ex Machina,Divertida mente e Mad Max – que arrebatou seis prêmios nas primeiras horas – estão entre os títulos cujos prêmios não foram uma grande surpresa. Todos já tinham sido laureados em alguma das grandes premiações fora do eixo hollywoodiano.
Mas os holofotes da noite brilharam em direção a Chris Rock e suas perguntas espinhosas sobre racismo para Hollywood. "Contei pelo menos 15 negros naquela montagem! [inicial do espetáculo]", disse, entre gargalhadas. "Bem, aqui estou nos prêmios da Academia, também conhecidos como os “White People’s Choice Awards” (Prêmios escolhidos por pessoas brancas, em tradução livre). Vocês sabem que se eles nomeassem os apresentadores, eu não conseguiria este trabalho. Vocês estariam vendo o Neil Patrick Harris neste momento", afirmou, logo na abertura. Num ano de controvérsias políticas, Rock tomou o único caminho seguro: descontou em todo mundo.
Ele não poupou Jada Pinkett Smith, que declarou que boicotaria a cerimônia pela falta de diversidade, já que todos os 20 indicados nas categorias de atuação eram brancos – e também, talvez, porque seu marido, Will Smith, não tenha sido indicado por Um homem entre gigantes, drama sobre Dr. Bennet Omalu, médico que descobriu a relação entre traumas cerebrais e esportes. "O boicote de Jada ao Oscar é o mesmo que eu boicotar a calcinha da Rihanna", disse. "Eu não fui convidado". A cutucada foi sentida por todos que incentivaram o boicote, como o diretor Spike Lee, que recebeu um Oscar honorário em novembro do ano passado, mas decidiu não comparecer à cerimônia deste ano.
Ao final, Rock havia passado seu monólogo todo no assunto, muitas vezes camuflando-o com piadas engraçadinhas, mas ocasionalmente desconcertando a plateia ao fazer comentários cortantes, como quando afirmou que o tributo anual "In memorian" honraria pessoas negras que "levaram tiros de policiais em seu caminho para o cinema".
Seguindo a cerimônia, ele disse: "Vocês querem diversidade? Nós temos diversidade. Por favor, recebam Emily Blunt e alguém mais branca, Charlize Theron", enquanto apresentava a dupla, que anunciou o primeiro prêmio da noite de melhor roteiro original. Tom McCarthy e Josh Singer levaram a estatueta pelo drama jornalísticoSpotlight. "Nós fizemos esse filme para todos os jornalistas que seguem responsabilizando os poderosos, e para os sobreviventes", afirmou McCarthy, expressando seu apoio às vitimas de abuso sexual por parte da Igreja e aqueles que denunciaram o problema no jornalThe Boston Globe.
Em seguida, A grande aposta levou o prêmio de melhor roteiro adaptado. Dois dos grandes favoritos ao maior prêmio da noite, o de melhor filme, começavam a noite páreo a páreo.
Com trinta minutos de cerimônia, Rock ainda batia na tecla da diversidade, com força. Ele apresentou uma esquete em que Whoopi Goldberg e outros atores tentavam conquistar papéis reservados para pessoas brancas. Whoopi lavava o chão com um esfregão ao lado de Jennifer Lawrance em uma suposta cena do filme Joy – o nome do sucesso. Em outra cena, o ator Jeff Daniels se recusava a gastar US$ 2,5 milhões para salvar um astronauta negro, interpretado pelo próprio Rock, em uma paródia de Perdido em Marte.
Com uma hora e meia de cerimônia, ele apresentou uma esquete intitulada "Mês da história negra". Um tributo em homenagem a... Jack Black. A plateia soltava risos nervosos, enquanto as piadas sobre a questão racial se acumulavam.
A diretora da Academia, Cheryl Boone Isaacs, subiu ao palco para afirmar que a instituição vem tentando mudar para acabar com seus vícios. Atualmente, os membros da Academia estão sendo trocados, numa tentativa de rejuvenescer o grupo de eleitores e também de trazer mais diversidade racial.

"Não basta concordar. Temos que agir", afirmou a presidente da Academia, Cheryl Boone Isaacs, sobre a necessidade de promover a diversidade em Hollywood (Foto: Chris Pizzello/Invision/AP)

A sueca Alicia Vikander levou o prêmio de melhor atriz coadjuvante, por seu papel como uma esposa compreensiva em A garota dinamarquesa, drama sobre a vida de Lili Elbe, a primeira pessoa a passar por uma cirurgia de mudança de gênero. Mais tarde, Mark Rylance ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante, por seu papel como um agente americano na Guerra Fria em Ponte dos espiões – deixando Silvester Stallone, que concorria por interpretar Rocky Balboa pela sétima vez no filme Creed: nascido para lutar, para trás.
Ao longo das primeiras horas da cerimônia, Mad Max arrebatou seis prêmios técnicos: figurino, design de produção, edição, edição de som, mixagem de som e maquiagem – um sinal de que a noite seria um banho de água fria para O regresso, que concorria nas mesmas categorias.
A Pixar – por meio de seus personagens Woody e Buzz Lightyear, deToy Story – apresentou a si mesma como vencedora da categoria de melhor animação por Divertida mente. A manobra já deixava claro que o concorrente brasileiro, O menino e o mundo, do diretor Alê Abreu, não teria chance.
Como de costume, alguns dos indicados a melhor canção original se apresentaram no palco. The Weekend cantou “Earned it”, de 50 tons de cinza. Lady Gaga fez uma apresentação emocionante com "Til it happens to you". A plateia ovacionou em pé a música, parte da trilha sonora do documentário americano The Hunting Ground, que trata sobre agressão sexual nas universidades dos Estados Unidos. Mas quem levou a melhor foi o cantor britânico Sam Smith, com a canção "The writing’s on the wall", de 007 contra Spectre. Em seu discurso, ele falou sobre as minorias e dedicou o prêmio à comunidade LGBT.

Lady Gaga emocionou com "Til It Happens To You", que concorre na categoria de melhor canção original. (Foto: Chris Pizzello/Invision/AP)

Para os entusiastas do Oscar que tentaram prever os vencedores de melhor filme, este foi um ano complicado. As cerimônias que exercem grande influência na entrega de prêmios oficial de Hollywood dividiram suas grandes categorias entre três competidores. Os diretores endossaram A grande aposta, os produtores apoiaram O regresso e os atores, Spotlight. No fim, a palavra de quem atua pesou mais e Spotlight, um filme com elenco estelar, levou o maior prêmio da noite.
A atriz semidesconhecida, porém favorita ao prêmio, Brie Larson foi laureada com o Oscar de melhor atriz por sua participação em O quarto de Jack. Antes de subir ao palco, ela cumprimentou seu companheiro de cena, Jacob Tremblay. O ator mirim foi uma fofura à parte durante a cerimônia. Ele quase roubou a cena dos robôsC3PO, R2D2 e BB-8, quando estes apareceram no palco. Tremblay se inclinava na cadeira para ver os personagens de seu filme preferido,Star Wars. No tapete vermelho, Tremblay já havia mostrado que usava meias do Darth Vader e abotoaduras de Millenium Falcon.


A expectativa era em torno de Leonardo DiCaprio, que concorria pela quinta vez na categoria de melhor ator e que nunca havia sido agraciado com a estatueta dourada. O anúncio do penúltimo vencedor da noite declarou o fim dos memes e de piadas infindáveis da internet sobre DiCaprio. Ele recebeu a estatueta por interpretar um homem com muita sede de vingança – ator e personagem precisaram comer o pão que o diabo amassou para conseguir agradar a Academia.

Leonardo DiCaprio finalmente leva o Oscar de melhor ator após cinco indicações na categoria (Foto: Chris Pizzello/Invision/AP)
O diretor Alejandro Iñárritu seria o primeiro latino americano a ganhar na categoria de melhor diretor e/ou de melhor filme por dois anos seguidos? Ao levar o prêmio de melhor diretor, ele tentou reforçar o discurso sobre a diversidade: “Eles não vão ouvir sua voz, eles só enxergam a cor da sua pele", disse, citando uma fala do personagem de DiCaprio em seu filme. Antes de formular a frase, porém, a música que avisa que seu tempo de discurso se esgotou já ecoava pelo Dolby Theater. Ao final da noite, O regresso havia levado apenas três das 12 estatuetas às quais foi indicado, uma grande surpresa. Além de Iñárritu e DiCaprio, o diretor de fotografia Emmanuel Lubezki levou o tricampeonato. Era inegável que o esforço para gravar o filme da forma mais orgânica possível, tão alardeado por Iñárritu na imprensa, seria recompensado.
A 88ª cerimônia do Oscar foi antecipada por questões intrigantes. Seriam os espectadores atraídos pela controvérsia? Ou eles se entediariam e apontariam o controle para outros canais, fugindo de possíveis discursos cansativos? No fim, o Oscar 2016 teve de tudo um pouco, com um toque irresistível de humor ácido. Mas há quem diga que ficou acordado apenas para ver Leonardo DiCaprio finalmente subir ao palco.

Fonte: Época (Globo.com)

Leonardo DiCaprio vence Oscar pela primeira vez e internautas comemoram


O ator com Kate Winslet, sua ex-colega de cenas do filme Titanic, de 1997
Depois de 5 indicações, na 6ª ele finalmente conseguiu, para a nossa alegria! A vitória foi graças ao filme "O Regresso", de 2015, no qual foi protagonista.
Muitas celebridades comemoraram a sua premiação, entre elas está Ellen DeGeneres, Kanye West e Ally Broke.

O ator de Los Angeles (Califórnia - EUA) concorreu a estatueta com Matt Damon (Perdido Em Marte), Bryan Craston (Trumbo), Michael Fassbender (Steve Jobs) e Eddie Redmayne (A Garota Dinamarquesa). As informações são dos sites G1 e Folha de São Paulo.