quinta-feira, 5 de maio de 2016

Dance Mania: You Are So Quiet (Aquagen)

Presente nas coletâneas:
  • Techno Pan 5 (Jovem Pan FM)
  • Club Mix 2001 (Som Livre)
  • Metro Tech 6 (Metropolitana FM)
  • Metro Tech 10 (Metropolitana FM)
  • Ibiza - Summer 2001 (Building Records)

Forte concorrência: Record marca estreia da novela 'Escrava Mãe' para o mesmo dia de 'Haja Coração'


A novela "Escrava Mãe" teve, finalmente, a sua estreia marcada pela TV Record. A trama assinada por Gustavo Reiz e estrelada por Gabriela Moreyra entra no ar no próximo dia 30 e inaugura a nova faixa de teledramaturgia do canal, às 19h30. No folhetim já totalmente gravado, Thais Fersoza será a sádica Maria Isabel, algoz da protagonista Juliana.
A data coincide com o lançamento da próxima novela das sete da TV Globo, "Haja Coração", uma releitura de "Sassaricando", exibida originalmente em 1987, com Tatá Werneck interpretando a mimada Fedora. A princípio, "Escrava Mãe" substituiria "Os Dez Mandamentos", em novembro passado, mas a Record mudou os planos. Depois foi adiada em virtude do esticamento de "Totalmente Demais".
Assim como "Os Dez Mandamentos - Nova Temporada", elogiada por seus efeitos especiais, a nova trama foi uma coprodução com a Casablanca. No folhetim, Juliana, futura mãe de Isaura, se apaixona por Miguel (interpretado pelo ator português Pedro Carvalho), mas é perseguida por Maria Tereza. O elenco conta ainda com Fernando Pavão, Milena Toscano, Jussara Freire, Zezé Motta, Junno Andrade - que se comparou a um paquito ao colocar o figurino de seu personagem - Roberta Gualda e Luiza Thomé - no folhetim, par romântico do namorado de Xuxa. Já a trilha sonora conta com Bruno e Marrone interpretando "Como Vai Você?".

Fonte: Purepeople

'Filha de Carminha', Ana Karolina Lannes aparece irreconhecível nas redes sociais


TV Fama (Redetv) - Quem não se lembra da personagem Ágata, filha gordinha da vilã Carminha na novela 'Avenida Brasil' Vale dizer que vai ser difícil ligar o nome à pessoa se alguém passar por ela na rua atualmente.
Prestes a completar 16 anos de idade e 10 quilos mais magra, a atriz Ana Karolina Lannes não lembra nem um pouco a menina que era há quatro anos.
Em entrevista ao site 'GShow', a adolescente contou que passou a se alimentar melhor quando se mudou para São Paulo.
Além de horários mais regrados e refeições balanceadas, Ana Karolina passou a praticar zumba, combat e jump. 
A atriz destacou também que sonha em voltar para a televisão e estreará em breve como escritora. O primeiro livro da jovem será lançado em maio.

Dilma Rousseff sobre Cunha: "não deixa o Congresso trabalhar desde o início do ano"


A presidente Dilma Rousseff atacou pela segunda vez nesta quinta-feira, o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), dizendo que ele paralisou o Congresso para votar o impeachment dela. "O Congresso está parado. O senhor Eduardo Cunha não deixa o Congresso trabalhar desde o início do ano", afirmou, em entrega de moradias do Minha Casa Minha Vida (MCMV), em Santarém (PA).
Mais cedo, Dilma comentou o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do cargo. "A única coisa que lamento é que ele infelizmente conseguiu votar o impedimento e vocês assistiram a ele presidindo, com a maior cara de pau, o processo na Câmara", afirmou, na cerimônia de inauguração da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.
No evento em Santarém, Dilma voltou a dizer que é vítima de um "golpe", pois não cometeu crime de responsabilidade. "É muito frágil daquilo que eles me acusam. O ex-presidente Fernando Henrique fez 101 decretos. E ele foi errado? Não, porque nunca foi crime", disse.
A presidente defendeu novamente a tese de que o impeachment é uma eleição indireta. "Não é o povo que está votando. Porque se apresentar para vocês um programa que corta benefícios sociais, não iria ter voto", disse.
Dilma disse novamente que não vai desistir de lutar pela permanência no cargo. "Eu acho que estou sendo vítima de uma injustiça e eu vou lutar pelo meu mandato, porque eu tenho responsabilidade em relação à democracia no meu País", afirmou.

Legado
Assim como mais cedo, na inauguração de Belo Monte, Dilma fez uma espécie de defesa do seu legado na presidência. Ela ressaltou políticas de seu governo, como Bolsa Família, ProUni e Fies, e disse que o MCMV é a ação mais importante de seu mandato.
"Não tem esmola aqui. É o dinheiro que o povo paga de imposto voltando para o povo", afirmou. "Por isso, o golpe que querem me dar é contra os nossos acertos, não contra nossos erros."
Em Santarém, Dilma entregou 3.081 casas, que totalizaram investimento de R$ 161,9 milhões. Ocorreram entregas simultâneas em Camaçari (BA), Uberaba (MG), Itapipoca (CE) e Campos dos Goytacazes (RJ). Ao todo, 6.597 unidades habitacionais foram construídas.
De acordo com informações do governo, o MCMV já beneficiou mais de 10 milhões de pessoas, com a entrega de 2,63 milhões de moradias em todo o país. Existem, ainda, 1,59 milhão de moradias em obras e 4,22 milhões de contratadas. Desde a criação do programa, em 2009, já foram investidos R$ 294,5 bilhões para a construção de moradias populares.

Fonte: Correio do Povo

Mãe de Sabrina Sato comenta namoro da filha com Duda Nagle: 'Esse eu aprovo'

Dona Kika, mãe da apresentadora Sabrina Sato, aprovou o novo namoro da filha com Duda Nagle, juntos há quatro meses. 


Segundo informações do colunista Leo Dias, do jornal 'O Dia', Ao ser questionada sobre o assunto nos bastidores da atração em que a japa comanda, o 'Programa da Sabrina', ela foi direta. "Eu não posso falar sobre isso... Mas esse eu aprovo!", contou ela.
Diferente de Duda, na época da separação da filha com o ator João Vicente de Castro, Dona Kika chegou a afirmar que ele "não era a cara metade dela". "Ela elogiava muito o João, sempre vinha me contar que ele era muito inteligente, que ele a respeitava bastante, que não era ciumento", disse ela à Contigo.

Fonte: Correio da Bahia

Dance Mania: com The Face Feat. Juliet Roberts (Needin U)

(P) 2001

Anitta é comparada a Gal Costa e Elza Soares ao mudar o visual

Rio - Mais uma vez, o visual de Anitta gerou polêmica e dividiu o público. A cantora apareceu no "Música Boa Ao Vivo" do Multishow, de quarta-feira, caracterizada em homenagem às divas pop. A aparência da cantora chamou a atenção dos telespectadores, que chegaram a compará-la a Gal Costa, Elza Soares e Bibi Ferreira, de 94 anos.


Em seu look, Anitta usou uma roupa com lantejoulas e fez um penteado em homenagem a Diana Ross. No entanto, o look escolhido dividiu opiniões e o público não perdeu tempo em fazer piada da situação.


Recentemente, Anitta apareceu com os lábios bem mais carnudos por conta de um botóx. O novo "bocão" de Anitta também gerou uma série de comentários nas redes e, nas palavras dela, virou pauta nacional. A cantora chegou a rebater as críticas que recebeu.

Anitta e Bibi Ferreira
Fonte: Jornal O Dia

Marcelo Falcão: DNA comprova que músico tem filha de 17 anos


O cantor Marcelo Falcão, vocalista da banda O Rappa, confirmou na noite de quinta-feira, 5, que tem uma filha de 17 anos após fazer um teste de DNA de paternidade em janeiro deste ano, conforme noticiado pelo EGO. "Descobri ontem que sou pai de uma menina de 17 anos, que foi registrada por outro homem, que a trata como pai. Isso mesmo, 17 anos! Fui avisado que era pai num laudo técnico e não em uma maternidade, como costuma ser", diz ele no comunicado.
O processo de reconhecimento de paternidade foi movido pela comerciante Thiene Silveira e está na 18ª Vara de Família do Rio de Janeiro tramitando desde 2008. Em entrevista ao EGO, em 2015,Thiene contou que conheceu Falcão em 1998, quando ela fazia um show em Salvador, na Bahia. Ela trabalhou como produtora do show e ficou de cicerone do cantor na cidade. Em uma noite os dois tiveram uma relação sexual que, segundo ela, a engravidou.

Relacionamento de uma noite
Ainda na rede social, Falcão salientou que a filha foi gerada em um relacionamento que só durou uma noite. "Dezesseis anos depois fui indicado para realizar um teste de DNA e, como a própria mãe já declarou, foi um relacionamento de apenas uma noite. Nunca mais tivemos contato." A briga, no entanto, é antiga. Em junho do ano passado, Falcão não compareceu à audiência para reconhecimento da paternidade alegando que estava fora do país. Ele compareceu a uma nova audiência em junho de 2016.
Apesar da confusão, Falcão garantiu que vai cumprir com todas suas obrigações como pai - "O resultado deu positivo e é claro que vou cumprir com todas as determinações da justiça e de minha responsabilidade com quem mais importa nesse momento, minha filha", escreveu ele, que também revelou no post já ter passado por uma situação difícil ao descobrir que um menino que acreditava ser seu filho, na realidade, era de outro homem.

Falcão diz não ter se negado a fazer exame
Falcão afirma ainda que não se negou a fazer o teste de DNA, embora não tenha comparecido ao pedido de exame feito em 2014. "Queria só dizer aqui que nunca me neguei a fazer nenhum teste e jamais faltei com meus compromissos. Pouco tempo atrás, inclusive, sofri um bocado quando assumi a paternidade de uma criança com quem eu e a minha família nos envolvemos muito e, três anos depois, descobrimos que tínhamos sido enganados e que, infelizmente, ele não era meu filho."

O cantor falou sobre a importância da valorização da família, assunto, segundo ele, sempre presente nas letras de suas músicas. "Sempre vou honrar o que canto nas minhas letras sobre respeito e família e mesmo sendo um assunto meu, pessoal, achei importante contar aqui, para quem importa, pelo respeito que tenho por vocês e pelo carinho que vocês sempre tiveram comigo. Peço a compreensão de todos nesse momento íntimo, me colocando no direito de não tocar mais publicamente neste assunto."

Falcão terá que pagar pensão de 12 salários mínimos
Segundo fontes do EGO, uma vez comprovada a paternidade, a Justiça determinou que Falcão já terá que pagar, a partir de junho, uma pensão mensal de 12 salários mínimos até a próxima audiência, que ainda não tem data definida. No início do processo, que começou em 2008, o valor pedido por Thiene Silveira era de 23 salários mínimos. O cantor teria tentado um acordo, oferecendo uma pensão de três salários mínimos, mas ela não aceitou.


Fonte: EGO

Filha de ator Alan Miranda é vítima de injúria racial na escola


A filha do ator Alan Miranda, a também atriz Eloá Miranda, 10 anos, foi vítima de injúria racial na escola em que estuda, na tarde desta quarta-feira (4). Segundo o pai da menina, essa foi a terceira vez que colegas de turma fizeram comentários pejorativos sobre o cabelo dela. Eloá é a única menina da sala que usa o penteado black. 
Durante o recreio desta quarta-feira um dos estudantes perguntou se a menina não usava shampoo no cabelo, uma pergunta simples, se não fosse feita de forma ofensiva. "Quando fui buscá-la na escola, ela estava sentada no canto da sala, chorando. Perguntei o que aconteceu, mas ela não quis falar. Quando chegamos em casa, ela contou para a mãe e depois as duas falaram comigo", contou o ator.
Segundo ele, a secretária municipal de Reparação Social, Ivete Sacramento, entrou em contato para agendar uma reunião para essa sexta-feira (6). Alan Miranda integra o elenco do canal de humor baiano Mais Um Filmes, que publica vídeos de curta-metragem no youtube. 
O ator fez um desabafo em sua página no facebook, contando o que aconteceu (veja comentário na íntegra logo abaixo). Segundo ele, a iniciativa foi da menina. "Ela pediu para eu escrever e depois ficou acompanhando os comentários. Graças a Deus, recebemos muitas mensagens de apoio. Hoje, ela foi para a escola feliz", disse.


Esse é o primeiro ano em que a atriz mirim estuda na escola onde sofreu as agressões, uma instituição particular que não teve o nome divulgado. Alan Miranda disse que vai à escola nesta quinta-feira (5). Ele acredita que o menino que praticou a injúria racial não tinha consciência do que estava fazendo. "Ofender pessoas que têm cabelo crespo é algo considerado normal na nossa sociedade. Ele (agressor) estava reproduzindo um discurso secular. Não quero vitimizar a minha filha, nem apontar culpados. O que precisamos é enfrentar esse discurso, mudar esse pensamento", declarou.

Discutir o assunto
Eloá começou a usar o penteado black há cerca de um ano. Até os oito, ela relaxava o cabelo, depois passou a alisar os fios, até que os pais resolveram discutir o assunto.
"Mostramos fotos de mulheres negras empoderadas, com os cabelos lindos e ela começou a se interessar pelo assunto. Com nove anos ela fez a experiência de usar o black e gostou do resultado", afirmou Alan.

Alan Miranda, pai da Eloá
Para a antropóloga Naira Gomes, 29, discutir o assunto em casa é essencial para enfrentar o preconceito.
"A infância é um momento em que estamos mais vulneráveis, é o momento da construção do nosso 'eu'. Por isso, o racismo nessa idade é tão mais nocivo, porque ele nos desumaniza, tanto na nossa estética, como nas nossas conjecturas intelectuais e nas nossas dores. Os efeitos são a curto e longo prazo. Precisamos discutir isso em casa, desconstruir esse discurso", analisou.

Veja o comentário de Alan Miranda na Íntegra:
Hoje, minha filha chegou chorando da escola. Um colega de sala perguntou se ela usa shampoo no cabelo, de forma pejorativa. Não é a primeira vez. A luta é grande, nessa Roma negra, onde 81% das pessoas têm o cabelo igual ao dela, mas ainda são ridicularizadas por serem o que são. E entre elas mesmas. Uma crise de representatividade secular que repercute no horário de recreio de minha rebenta e de tantas outras crianças. Alguém pode me dizer o que há de errado nessa mistura, o que há de feio neste cabelo? Amanhã iremos na escola formalizar uma queixa deste evento – que repete-se pela terceira vez. Estou postando a pedido dela, para dizer para o mundo que, sim, o cabelo dela é duro, sim! Ela é linda, sim! e que precisamos, sim, conversar com nossos filhos brancos, pretos e mestiços, que nós somos diferentes, que é isso que nos faz brasileiros, e que temos o mesmos direitos sobre o sol. E vamos nos ver e nos representar, se não na TV, aos menos nas redes sociais, para evitar, cada vez mais, sermos vistos apenas como o não-modelo, como o subalterno, como o feio.

Fonte: Correio da Bahia

Giovanna Antonelli muda o visual: abandona o loiro e adota fios mais escuros


Esqueça a Giovanna Antonelli loira que você conhece. Nesta quinta-feira (5), a atriz mostrou o resultado de sua transformação e apareceu com os fios castanhos.
O início do procedimento havia começado no dia anterior, quando Giovana fez suspense e publicou uma imagem sentada da cadeira do cabeleireiro Anderson Couto.

As madeixas loiras faziam parte do personagem Atena em "A Regra do Jogo".
Os fãs só elogiaram.
— Minha morena voltou!!!
— Ficou maravilhoso!
— Ficou lindaa! Valeu todo o suspense!

Fonte: R7

Janet Jackson está grávida do primeiro filho, aos 49 anos, diz site


Janet Jackson está grávida pela primeira vez, disse uma fonte ouvida pelo site Entertainment Tonight. A cantora irmã de Michael Jackson fará 50 anos no próximo dia 16 de maio.
Ainda segundo o site do programa dedicado a celebridades, Janet adiou sua turnê para se dedicar à gravidez.
Ela é casada com o empresário bilionário Wissam Al Mana, de Qatar, seu terceiro marido.
“Eu acho que é importante vocês serem os primeiros a saberem. Meu marido e eu estamos planejando uma família, então terei que adiar a turnê", disse a cantora, em vídeo divulgado no mês passado em suas redes sociais.
“Eu tenho que descansar, por ordem dos médicos. Mas eu não me esqueci de vocês. Eu vou continuar a fazer shows assim que for possível", completou Janet.

Fonte: G1

(Será que ele endoidou de vez?) 'Funk carioca e sertanejo universitário são a nova Tropicália', diz Caetano Veloso


Quase cinco décadas após o surgimento do Tropicalismo, seu espírito revolucionário ainda sobrevive na música, na forma de 'surpresas que revelam a força da música popular brasileira e o imenso potencial do Brasil'. A avaliação vem de nada menos do que Caetano Veloso, um dos cabeças do movimento dos anos 60.
São quase nove horas da noite. Ainda sem tomar café da manhã, Caetano, de 73 anos, ele não titubeia ao ser questionado sobre o que seria hoje uma Tropicália ainda inexplorada. "O funk carioca, o sertanejo universitário e os restos da axé music", ele diz.


"Ontem fui ver um show da (funkeira) Anitta. Ela é muito boa, muito afinada", disse. "O funk no Brasil hoje é uma coisa totalmente brasileira. E as letras, que às vezes são muito obscenas, ou ligadas ao narcotráfico e à bandidagem, ficaram cada vez mais criativas. Os efeitos sonoros também", acrescentou.
Os comentários de Caetano Veloso foram feitos em dezembro, durante uma entrevista à BBC para o documentário Tropicália – Revolution in Sound, que teve também a participação de Gilberto Gil e do pop star americano David Byrne.
Partes da entrevista, feita em inglês e em português, são agora publicadas após a transmissão do programa, que foi ao ar pela BBC Radio 4 e pelo Serviço Mundial da BBC, e aproveitando a volta de Caetano a Londres para reapresentar nesta quarta-feira, com Gilberto Gil, o show da turnê "Dois Amigos, Um Século de Música", que a dupla já havia trazido à capital britânica no ano passado.
O documentário, em inglês, pode ser ouvido no site. Leia abaixo trechos da entrevista, na qual Caetano comentou a Tropicália ontem e hoje, menstruação e Rita Lee, o medo de ser morto quando foi preso pela ditadura e a situação política no Brasil.

Nova Tropicália
No final da década de 1960, Caetano Veloso e Gilberto Gil lideraram o movimento Tropicalista – também conhecido como Tropicália - na música brasileira. A ideia era fundir influências estrangeiras (como o rock, por exemplo) à música brasileira em busca de algo novo.
"Queríamos usar tudo o que tínhamos aprendido, de onde quer que tivesse vindo. Porque essas coisas eram nossas, faziam parte da nossa vida desde a nossa infância. Nós queríamos um outro tipo de nacionalismo. Queríamos ter a coragem suficiente de afirmar quem nós realmente éramos. Por isso, antes mesmo de ir para a Inglaterra, escrevi letras em inglês – inglês ruim."
Presos pela ditadura militar em 1969, os dois receberam ordens de deixar o país. Seguiram para Londres e, quando retornaram ao Brasil, em 1971, o movimento tinha terminado. Mas para Caetano, deixou marcas sentidas até hoje.
"Ela teve consequências e são irreversíveis. Mas recentemente, tenho sentido uma coisa muito forte quando toco (a canção) Tropicália nesses shows que estou fazendo com o Gil. É como se a música falasse sobre o que está acontecendo, sobre o Brasil como ele realmente é. É uma experiência nova, que transformou essa turnê que estou fazendo com o Gil em algo muito maior."
Entre os paralelos do Brasil de hoje com o da década de 1960, há a polarização de opiniões e a instabilidade política. No entanto, a música parece já não despertar as mesmas paixões - ou mesmo brigas - como fazia na época dos festivais, onde os tropicalistas despontaram com suas guitarras elétricas. A música deixou de ser importante?
"A música como parte da indústria do entretenimento se transformou. O contexto mudou, com a internet e as novas formas de se produzir e consumir música. É outra coisa, é uma nova era", disse Caetano. "Mas vejo muita música sendo feita no Brasil e acho que ela ainda é algo muito forte aqui."
Tomando como exemplo o funk carioca, o compositor descreve a forma como o morro se apropriou de um estilo estrangeiro. Qualquer semelhança com o ideário tropicalista não é pura coincidência…
"Eles começaram importando o Miami Bass para as festas. Depois, começaram a compor suas próprias músicas. E colocaram uma batida que vem da umbanda e do maculelê. Então funk no Brasil hoje é uma coisa totalmente brasileira."
"Essas surpresas acontecem, como aconteceu com o carnaval na Bahia. E como está acontecendo hoje com o sertanejo universitário. É uma música vulgar e sentimental e você acha que é bobagem. Mas eles são tão afinados. E o próprio fato de que a música do Centro-Oeste hoje está presente na região costeira do país, isso é um fato cultural que revela muito sobre o que o Brasil se tornou. Ou pode se tornar."

Missão do Brasil
Caetano Veloso defende há muito tempo a visão de que o país - miscigenado, pobre, falando português e habitando um imenso país no hemisfério sul, às margens do chamado "mundo civilizado" - poderia ser capaz de absorver noções universais de civilização e mesclá-las com sua própria essência cultural e espontaneidade para criar um modelo alternativo de civilização para o mundo.
E apesar da crise atual, ele não perde de vista o destino que vislumbra para o país.
"É o que realmente penso. Acho que temos uma oportunidade que a história nos deu, que o destino nos deu. E temos de ser capazes de realizar esse potencial. Essa é a ideia central, que dá base à Tropicália. É uma situação estranha, única, cheia de desvantagens, e temos a obrigação de transformar essas desvantagens em oportunidades", disse à BBC.
"E não estou falando apenas da alegria. Estou falando também do sofrimento, de tudo. A nossa experiência poderia ser útil para nós e para o mundo. E nós poderíamos transformar essa nossa estranha história em algo que poderia ser interessante para todos."
Olhando para o presente, no entanto, Caetano expressou tristeza e preocupação com a situação política e econômica do país – que já era difícil em dezembro último.
"A recessão, essa discussão sobre o impeachment... uma coisa agrava a outra, é um ciclo vicioso. O presidente da Câmara (Eduardo Cunha) é claramente um homem desonesto. E o governo não tem força. A confusão é tão grande que, nesse momento, não temos ideia do que vai acontecer."
O assessor de comunicação de Caetano disse à BBC Brasil que o artista não quer fazer mais declarações sobre o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Mas durante um show em Salvador no dia 2 de abril, o cantor repetiu o coro da plateia, que gritava "não vai ter golpe". E em participação no programa Altas Horas, da TV Globo, em março, ele comparou manifestações pró-impeachment a atos de apoio ao golpe militar de 1964.

Prisão e exílio
Para o documentário Tropicália – Revolution in Sound, Caetano falou das memórias sobre a difícil experiência, em 1969, de ser preso (com o amigo Gilberto Gil) - sem explicação.
"Fomos levados a um quartel (no Rio de Janeiro) e ficamos presos (na primeira semana) em regime solitário. Fiquei um pouco louco. (...) Comecei a achar que a vida era apenas aquilo. Que tudo o que eu lembrava existia apenas na minha cabeça. Algumas pessoas são colocadas na prisão e não ficam tão perturbadas mentalmente. Acho que sou muito narcisista para aguentar uma situação como essa."

Ele disse que teve medo de ser morto.
"Numa ocasião, achei que iam me matar, sim. Eles tinham nos levado para outro quartel, no norte do Rio. Lá eu não estava sozinho, estava com outros presos. Um dia, um soldado jovem que cuidava da porta começou a olhar para mim com uma expressão estranha. Ele devia ter uns 18, 19 anos. Ele olhava para mim e notei que estava chorando", contou.
"Eu ia perguntar o que estava acontecendo, mas não tínhamos permissão de falar com eles. Então, chegaram três oficiais e disseram para eu ir com eles. Estavam armados. Eu fui. Saímos do prédio e seguimos por umas ruelas, no meio de umas casinhas. Eu andava e eles seguiam atrás de mim. Num dado momento, disseram: 'Pare. Não olhe para trás'. Eu parei e pensei, 'Vou morrer'. É difícil explicar o que você sente."
O efeito não foi acidental, explicou. "Eles sabiam o que estavam fazendo. Então disseram: 'Vire à direita e suba as escadas'. Senti um certo alívio, mas ainda não tinha entendido. Quando subi as escadas, pela porta, vi o que era: uma barbearia! Então, cortaram meu cabelo (estilo) 'Jimmi Hendrix Experience'. (Risos) Fiquei tão feliz!"
Depois de algumas semanas, Caetano e Gil foram informados sobre as razões da prisão: uma denúncia, falsa, de que uma bandeira brasileira teria sido rasgada durante um show da dupla. Seis meses após ter sido presos, Caetano e Gil seguiram para Londres.
"Nosso empresário achou que Londres era a melhor cidade para ficarmos - um lugar tranquilo, não tinha gente brigando nas ruas. (...) Londres tinha música boa – ou pelo menos música interessante. Mas eu achei um lugar triste e muito diferente. A Inglaterra às vezes parece um outro planeta, ainda mais naquela época. Mas tem seu charme. Depois de um ano em Londres, comecei a gostar da cidade."
A cidade ainda traz um pouco da tristeza que sentiu no exílio, explicou. Mas às vezes traz também coisas boas.
"Quando estou lá, lembro das coisas boas. E alguns dos costumes ingleses são muito importantes, por causa da longa tradição de liberalismo (do país). Gosto disso e aprendi muito. Mas só gosto de morar no Brasil."
O compositor toca anualmente na capital britânica, sempre para casas lotadas. Vai ser assim no show Dois Amigos, no Barbican Hall. Foi assim no ano passado, no Eventim Apollo. E também em 2014, quando levou ao Barbican o show Abraçaço e tocou canções do álbum Cê, disco de rock ganhador de um Grammy Latino.

Bom gosto
Fãs da Tropicália talvez tenham reconhecido, naquele show em particular, o espírito provocador do movimento. Na ousadia de trazer rock dos trópicos para a terra do rock. No gestual invocado, petulante. E nas letras de canções como Homem (do disco Cê), por exemplo:
"Não tenho inveja da maternidade, nem da lactaçãoNão tenho inveja da adiposidade, nem da menstruaçãoSó tenho inveja da longevidade e dos orgasmos múltiplos")
Falando sobre Tropicalismo à BBC em 2013, o escritor e jornalista Ruy Castro disse que os tropicalistas "queriam acabar com a aura de bom gosto que prevalecia no Brasil naquela época (os final dos anos 60)".

Mas o que tem de errado com o bom gosto?
"Não tem nada de errado com o bom gosto em si", explicou Caetano. "Mas quando ele é usado para impedir o avanço das coisas, o bom gosto pode ser perigoso. Você elege o que é bom gosto e interrompe a marcha das coisas."
"Mas tenho de dizer que, quando escrevi (a canção) Homem, não estava pensando em provocar ou surpreender. Estava expressando o que realmente penso a respeito dessas coisas. Claro que tinha consciência de que algumas pessoas poderiam achar aquilo um pouco... forte."
"Homem também faz um diálogo com as canções da Rita Lee que falam sobre ser mulher. Tem uma que fala sobre menstruação, algo que eu não invejo", diz o cantor aos risos.
A guerra contra a "opressão" do bom gosto e o diálogo com Rita Lee já duram quase cinco décadas. Este teve início em 68, quando Os Mutantes – banda integrada por Rita - gravaram com Caetano, Gilberto Gil, Gal Costa, Nara Leão e Tom Zé o disco Tropicália ou Panis et Circencis, que lançou o movimento Tropicalista, em 1968.
"Era estimulante" ele lembra. "Estávamos sempre experimentando. Aqueles meninos, Arnaldo (Batista), Sérgio (Dias) e Rita, eram incríveis. Eles são incríveis."
"Eles apareceram e, para mim, foi mesmo chocante. Porque eles eram muito garotos! O Serginho (Dias) tinha o quê, 16 anos? Fiquei impressionado com o nível de proficiência. Dava esperança. E dá, né? Você sente que São Paulo pode. E que São Paulo ter reunido essa energia capitalista dá muita força ao possível projeto Brasil."

Fonte: G1

Beyoncé pode estar grávida novamente


A possível boa notícia para os fãs e até para a família da cantora Beyoncé é a gravidez da artista. A informação foi dada pela revista inglesa Life & SDtyle, e esta relatou que Beyoncé está guardando segredo, mas pretende fazer o anúncio assim que chegar ao terceiro mês de gestação.
A revista ouviu uma fonte próxima ao casal e disse que ela estava pronta para pedir o divórcio de seu marido, Jay-Z, mas desistiu.

Eduardo Cunha é afastado da Câmara dos Deputados


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato, determinou nesta quinta-feira (5) o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do mandato de deputado federal e, consequentemente, da presidência da Casa. A decisão de Teori é liminar (provisória) e deve ser analisada nesta tarde pelo plenário da Corte.
Um oficial de Justiça foi à residência oficial do presidente da Câmara logo no início da manhã para entregar a notificação para Cunha. A assessoria do deputado informou que ele está "tranquilo" e vai recorrer da decisão.


O ministro Teori concedeu a liminar em ação pedida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em dezembro, que argumentou que Cunha estava atrapalhando as investigações da Lava Jato, na qual o deputado é réu em uma ação e investigado em vários procedimentos.
Antes de Teori divulgar sua decisão, o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, havia marcado para a tarde desta quinta uma sessão no plenário para discutir outra ação sobre Cunha, apresentada pela Rede, que também pede o afastamento do cargo.
Quem assume a presidência da Câmara agora é o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), vice-presidente da Casa, aliado de Cunha e também investigado na Lava Jato.
Tanto parlamentares da base quanto da oposição afirmaram que Teori acertou ao decidir pelo afastamento de Cunha.
Cunha também é alvo de denúncia no Conselho de Ética da Câmara. O relator do processo, Marcos Rogério (DEM-RO), disse que o caso continuará tramitando normalmente mesmo com o afastamento do deputado.
Apesar da suspensão do mandato, Cunha mantém os direitos de parlamentar, como o foro privilegiado. Teori destacou que a Constituição assegura ao Congresso Nacional a decisão sobre a perda definitiva do cargo de um parlamentar, mesmo que ele tenha sido condenado pela Justiça sem mais direito a recursos.
Ao pedir o afastamento de Cunha, em dezembro, o procurador-geral apontou motivos para afirmar que o deputado usou o cargo para "destruir provas, pressionar testemunhas, intimidar vítimas ou obstruir as investigações [da Lava Jato] de qualquer modo".

Decisão
Em seu despacho, Teori explica que a decisão foi tomada quase cinco meses após o pedido porque foi preciso colher a defesa de Cunha. Ponderou, no entanto, que a medida não significa um “juízo de culpa” nem como “veredicto de condenação”.
Ao final da decisão, diz que, embora o afastamento não esteja previsto especificamente na Constituição, se faz necessário neste caso. “Decide-se aqui uma situação extraordinária, excepcional e, por isso, pontual e individualizada”, escreveu o ministro.
“Mesmo que não haja previsão específica, com assento constitucional, a respeito do afastamento, pela jurisdição criminal, de parlamentares do exercício de seu mandato, ou a imposição de afastamento do Presidente da Câmara dos Deputados quando o seu ocupante venha a ser processado criminalmente, está demonstrado que, no caso, ambas se fazem claramente devidas. A medida postulada é, portanto, necessária, adequada e suficiente para neutralizar os riscos descritos pelo Procurador-Geral da República”, escreveu o ministro.
Pedido de Janot

Veja quais foram os pontos listados por Janot para afastamento de Cunha:
1- Eduardo Cunha fez uso de requerimentos para pressionar pagamento de propina do empresário Júlio Camargo e o grupo Mitsui. Já havia casos de requerimento para pressionar dirigentes de empresas de petróleo
2 - Eduardo Cunha estava por trás de requerimentos e convocações feitas a fim de pressionar donos do grupo Schahin com apoio do doleiro Lúcio Funaro. Depoimentos de Salim Schahin confirmam isso. Lúcio Funaro pagou parte de carros em nome da empresa C3 Produções Artísticas, que pertence à família de Cunha
3 - Eduardo Cunha atuou para convocar a advogada Beatriz Catta Preta na CPI da Petrobras para “intimidar quem ousou contrariar seus interesses”
4 - Eduardo Cunha atuou para contratação da empresa de espionagem Kroll pela CPI da Petrobras, “empresa de investigação financeira com atuação controvertida no Brasil"
5 - Eduardo Cunha usou a CPI para convocação de parentes de Alberto Youssef, como forma de pressão
6 - Eduardo Cunha abusou do poder com a finalidade de mudar a lei impedir que um delator corrija o depoimento
7 - Eduardo Cunha mostrou que retalia quem o contraria com a demissão do diretor de informática da Câmara, Luiz Eira
8 - Eduardo Cunha usou cargo de deputado para receber vantagens indevidas para aprovar parte de medida provisória de interesse do banco BTG
9 - Eduardo Cunha fez "manobras espúrias" para evitar investigação na Câmara com obstrução da pauta com intuito de se beneficiar
10 - Eduardo Cunha fez ameaças ao deputado Fausto Pinato (PRB-SP), ex-relator do processo de cassação no Conselho de Ética da Câmara
11 - Eduardo Cunha teria voltado a reiterar ameaças a Fausto Pinato

OAB
Em nota, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cláudio Lamachia, disse que a entidade "comemora a decisão liminar concedida pelo ministro Teori Zavaski".
"O Pleno da OAB (instância máxima de decisão da entidade, formada por 81 conselheiros) recomenda o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara desde fevereiro por entender que o deputado usa o cargo para atrapalhar o trabalho dos órgãos e instituições incumbidos de investigá-lo. O afastamento determinado pelo ministro Teori Zavascki contribui para o bom e correto funcionamento dessas instituições", afirmou Lamachia na nota.

Fonte: G1

Estudante de Psicologia é sequestrado, agredido e estuprado por três homens


O estudante de psicologia Anderson Veloso, 21 anos, relatou em sua página no Facebook que foi vítima de um ataque homofóbico na noite do último sábado (30) na cidade de Petrolina no estado de Pernambuco. Anderson descreve que foi sequestrado por três homens e levado em um veículo para uma área afastada da cidade.
No local, o estudante foi agredido verbal e fisicamente. Ele conta que foi enforcado com o cordão do short que vestia e violentado sexualmente com um pedaço de madeira que foi introduzido no seu corpo pelos agressores. “Os gritos de ‘vou te matar viado’, ‘vai embora de Petrolina, viadinho’ e tantos outros ainda ecoam dentro de mim e eu sei que eles permanecerão por muito tempo. Todavia, mesmo diante disso tudo, eu não me silenciarei”, escreveu o estudante no Facebook.
De acordo com entrevista que o estudante deu ao jornal carioca Extra, o crime está sendo investigado pela 214ª Circunscrição da Delegacia de Polícia de Petrolina. O delegado responsável pelo caso, Daniel Moreira, suspeita que as agressões contra Anderson teria relação com outro ataque sofrido por outro jovem homossexual em um bairro vizinho no mês passado. “Acreditamos na possibilidade de o grupo conhecer a orientação sexual da vítima, até porque foram dois casos parecidos e na mesma região. Já estamos fazendo diligências para identificar suspeitos”, afirmou o delegado em entrevista ao Extra. O jovem foi ouvido oficialmente ontem pela Polícia Civil. Ninguém foi preso até o momento.
Apesar do medo, segundo relato de Anderson ao jornal, ele quer seguir adiante com as denúncias. “Estou muito assustado, sim, e não tenho como dizer que não estou com medo. Mesmo assim, não posso me calar. É isso o que pessoas preconceituosas fazem: tentam silenciar a nossa voz usando a violência. Acho que me deixaram vivo como um aviso do que vão continuar fazendo, mas não posso me esconder nesse momento”, explicou o estudante.
Em seu Facebook, o estudante da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) anunciou que nessa quinta-feira (05) ocorrerá um ato na instituição contra a homofobia. Batizado de “Eu ainda tenho o outro lado”, o ato, segundo a postagem de Anderson, tem como objetivo fortalecer a luta contra as violências homofóbicas: “A luta está só começando”.

Repúdio 
Na segunda-feira (02), a Univasf divulgou nota em repúdio ao ataque homofóbico. “A homofobia é um mal que deve ser banido da sociedade e o respeito ao ser humano, em toda sua diversidade, precisa ser preservado acima de tudo. A Univasf não admite que membros da comunidade externa ou da comunidade acadêmica sejam vítimas de atrocidades, como as que atingiram o estudante do curso de Psicologia Anderson Veloso, na noite do último sábado (30). A Reitoria da Univasf já está em contato com a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco e com os Comandos das Polícias Militar e Civil para solicitar que sejam adotadas as medidas necessárias para prevenir e proteger a sociedade de condutas homofóbicas. A Univasf é a favor da pluralidade e do respeito às liberdades individuais”, divulgou a universidade.

- See more at: http://www.correio24horas.com.br/blogs/mesalte/estudante-de-psicologia-e-sequestrado-agredido-e-estuprado-em-ataque-homofobico/#sthash.DmyR1E2k.dpuf

Dance Mania: com Nu-Moods (Muciacio)

A versão exclusiva (U.K. Radio Edit) você encontra no Spotify e também no álbum físico Rota 89 2012, lançado pela Building Records.

Ex-BBB Aline Gotschalg mostra cenas do parto na água do filho: 'Absolutamente perfeito'

Os ex-BBBs Aline Gotschalg e Fernando Medeiros já são papais. Lucca, primeiro filho do casal, nasceu no último sábado, dia 30 de abril. 
Apesar de ter afirmado que será reservada em relação ao filho, Aline deixou que um vídeo mostrando sua preparação para o nascimento de Lucca fosse divulgado no Instagram. Nas imagens, é possível ver o trabalho de parto da modelo, que durou 15h, além de cenas do parto dentro da água. 


Fernando e Aline ficam bastante emocionados com o nascimento do filho. Em apenas 10h, o vídeo recebeu mais de 20 mil curtidas e mais de mil comentários.
Aline relembrou que Fernando esteve ao seu lado durante todo o tempo e agradeceu a Deus pela chegada saudável do filho. "Sou incapaz de conseguir traduzir esses momentos em palavras. Já tentei, mas NADA se aproxima do que vivemos nesse dia. Foi LINDO! Tudo, absolutamente tudo perfeito", disse, emocionada. Assista as cenas do parto de Aline

Rodrigão desabafa sobre Adriana Sant'Anna: 'Só escuto críticas'

O ex-BBB Rodrigão usou seu Instagram para desabafar sobre Adriana Sant'Anna depois de ter se tornado pai. O ex-BBB publicou um vídeo na rede social em que aparece cuidando do filho e enumerou todas as tarefas que fez sem ter o devido reconhecimento da mulher. "Vou com ela fazer a sobrancelha, fico cuidando do Rodrigo o dia todo, faço a massaginha do cocô e não escuto nenhum obrigado... Só (escuto) críticas. Estou cansado, fui", escreveu ele.
Nos comentários do vídeo, os fãs acreditaram que se tratava apenas uma brincadeira entre o casal. "Vocês são muito engraçados", comentou um fã. "Ela carregou o Rodriguinho 9 meses e é sua obrigação também. Ela não tem nada que pedir obrigada", opinou outro. "É um paizão! Ela vive elogiando você no app e insta", disse uma terceira admiradora.

Era brincadeira
Um hora depois, o ex-BBB se justificou na rede social: "Fala sério né?! Será que não ficou muito claro a brincadeira que eu fiz em falar isso? Quem me acompanha e acompanha minha mulher, logo entendeu que estava brincando... E logo as pessoas amarguradas e burras começam a falar besteira nos comentários... Preguiça demais!", disse.


Fonte: EGO

Ex-BBB Dona Geralda vai concorrer ao Miss Bumbum


A ex-BBB Dona Geralda será uma das concorrentes do concurso Miss Bumbum Melhor Idade, que será realizado em novembro, em São Paulo. Aos 63 anos, ela acaba de se inscrever na versão da competição de beleza para mulheres a partir dos 50 anos.
"Não vim a este mundo a passeio. Quero quebrar tabus e preconceitos e mostrar que a melhor idade também tem presença atuante no mundo da moda", disse, ao Ego.
Animada para a competição, Dona Geralda contou que teve o apoio dos filhos, que se mostraram surpresos com a decisão. "Me deram força, mas acharam diferente, pois geralmente a mídia só mostra os concursos para pessoas novas. Disseram assim: 'Só a senhora mesmo, mãe! Teremos que tomar energético para te acompanhar'", afirmou.
Apesar de mostrar um pouco menos o corpo ao optar pelo maiô no lugar do bíquini usado no concurso tradicional, ela deixou evidente a possibilidade de realização de procedimentos estéticos.
"Faço pilates há uns três anos e já estou avaliando alguns tratamentos estéticos. Em relação à dieta, vou manter a que sigo há muitos anos. Como sou uma jovem idosa, não posso me dar ao luxo de fazer restrição alimentar", falou.
Ao contrário da versão mais conhecida do concurso, esta versão não terá votações pela internet. A vencedora será conhecida no dia do evento.

Fonte: Portal A Tarde

Casos de microcefalia chegam a 1271

Bebê sendo examinado
O número de casos de bebês que nasceram com microcefalia cresceu tanto que já pode ser considerado uma epidemia: 1271 casos. O número de suspeitas chegou a 7.343 desde outubro de 2015, sendo que 2.492 foram descartados, 3.580 estão sendo investigados e o restante é o número confirmado. Em todo Brasil, 25 estados já tiveram a confirmação da doença, entre eles estão São Paulo, Bahia, Alagoas, Pernambuco, Rio de Janeiro, Amazonas, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. 267 bebês que nasceram com microcefalia morreram.

À esquerda, um bebê com microcefalia, e à direita, um bebê saudável

Como começou o surto de microcefalia?
A microcefalia existe e não é de hoje, mas só agora que o assunto vem tendo grande destaque porque os casos dessa condição neurológica começou a aumentar desde agosto ou setembro do ano passado, mas só virou notícia em outubro. Tendo iniciado nos estados do Nordeste e se espalhado pelo restante do país, com exceção do Acre, os números são assustadores.
Não se sabe exatamente o porque de haver tantos casos em tão pouco tempo, porém, se aponta como a causa do surto o vírus Zika, que provavelmente foi trazido para o Brasil em 2014, quando ocorreu a Copa do Mundo.
Um bebê é considerado microcéfalo assim que a medida de sua cabeça marcar menos de 32 cms.

Que horror!!!