terça-feira, 14 de junho de 2016

Dance Mania: com SEAMUS HAJI (Good Times)

(P) 2009 - tendência para o ano de 2010
Seamus Haji V Mark Knight & Funkagenda - Good Times
Toolroom Records

Sophia Abrahão faz mudança no visual antes de começar a gravar ‘A lei do amor’


Recentemente, Sophia Abrahão e o namorado, o ator Sergio Malheiros, posaram para um ensaio um tanto quente para celebrar o dia dos namorados. Nesta terça (14), a jovem atriz voltou a aparecer em novas fotos, mas desta vez por um motivo totalmente diferente.
Sophia acaba de mudar seu visual e ficar moreníssima para começar a gravar as primeiras cenas de ‘A lei do amor’,próxima novela das 21h da Globo. Na trama, a ex-‘Rebelde’ voltará a contracenar com Chay Suede, de quem será irmã na história.
O novo look da estrela foi assinado por ninguém menos do que Fernando Torquatto, responsável pela caracterização de todo o elenco da trama. Dia desses, mostramos por aqui inclusive, o poderoso hairstylist e maquiador modificou radicalmente o visual de Isabella Santoni, que raspou suas madeixas para a mesma novela.

Fonte: Jornal do Brasil

“Cantora, bailarina, gay”: Daniela Mercury atualiza status em rede social.

O massacre da boate de Orlando, no último fim de semana, gerou uma enxurrada de reações de solidariedade e protesto ao redor do mundo, entre famosos e anônimos. No Brasil, diversas celebridades manifestaram repúdio pelo assassinato de cerca de 50 pessoas em um clube LGBT da cidade norte-americana.
Nesta terça (14), foi a vez de Daniela Mercury mostrar seu apoio às famílias das vítimas do atentado. A cantora baiana - junto de sua mulher, Malu Verçosa - atualizou seu texto de perfil em sua conta no Instagram.
Daniela e Malu acrescentaram a palavra “gay” em suas biografias, anunciando aos quatro ventos suas opções sexuais. “Cantora, bailarina, embaixadora da Unicef, gay…”, lê-se no perfil de Mercury.

Saiba quanto Munik (BBB16) ganha para participar de eventos

A última edição do Big Brother Brasil pode até ter consagrado Ana Paula Renault como uma das personagens mais polêmicas a já terem passado pelo programa. Mas é a vencedora, Munik Nunes, quem parece ainda estar surfando a (breve?) onda de fama que passa pelos ex-BBB’s.
Para se ter uma ideia, o empresário da modelo, José Sales, acaba de colocar o cachê da morena para participar de desfiles e eventos na casa dos R$15 mil. O valor aproximado pedido por ex-participantes da atração, nestes casos, é de R$2mil a R$3mil.
O intuito de Sales é transformar Munik na próxima Grazi Massafera - missão nada fácil, convenhamos. A goiana, de acordo com o empresário, tem vontade de atuar e já teria até contratado um coach de teatro, fonoaudióloga, personal trainer e stylist. Veremos no que dá…


Fonte: Jornal do Brasil (Heloísa Tolipan)

Um Tira da Pesada chega no 4º filme


32 anos após o lançamento de 'Um Tira da Pesada' e 22 após o lançamento da 3ª sequência, a série já contratou os diretores marroquinos Adil El Arbi e Bilall Fallah para dirigir as cenas da 4ª sequência.
O ator Eddie Murphy reprisará o papel do detetive Axel Foley. As informações são do site Cine Pop.

Lady Gaga se emociona ao discursar para homenagear os mortos em Orlando

Lady Gaga participou da Vigília por Orlando na tarde de ontem (13), em Los Angeles. Lá, membros da comunidade LGBT se juntaram para homenagear as vítimas do atentado à Pulse, boate gay da cidade de Orlando.
Correio do Povo - "Este é uma ataque à própria humanidade. Este é uma ataque a todos nós". 
Em seguida, a artista leu nomes de algumas das pessoas que morreram durante o atentado. "Espero que vocês saibam que eu, e muitos outros, somos seus aliados", disse, em lágrimas. E acrescentou: "Não vou permitir que minha raiva e indignação com esse ataque ofusque nossa necessidade de homenagear aqueles que estão sofrendo pelos entes queridos que perderam".

Paulo Gustavo é chamado de racista ao fazer aparição como personagem negra


O ator Paulo Gustavo polemizou ao se caracterizar como Ivonete, uma personagem negra da série 220 Volts. Para isso, ele precisou usar uma peruca de cabelo crespo e pintou o rosto, as mãos e o pescoço à moda 'blackface'
Veja - "E aí, Paulo Gustavo, como se sente perpetuando o racismo? Imagino que bem, né? Ganhando essa grana suja... Usando a cultura negra para fazer comédia", atacou um usuário do Facebook. "Lamento, Paulo Gustavo, mas blackface é blackface, com ou sem explicações! É de mau gosto, como brincar com o holocausto", escreveu outro no Twitter.
Com a repercussão do caso, no domingo, o comediante voltou às redes sociais para se defender. "No dia de hoje soubemos que 50 pessoas foram covardemente assassinadas em Orlando somente por suas condições sexuais. Nesse mesmo dia em que deveríamos estar todos de luto repensando nosso ódio, nossos preconceitos e nossos limites de compreensão, tem gente que veio me atacar por representar uma mulher negra", escreveu.
"Eu nunca fui atacado por representar um playboy machista mesmo sendo gay. Também não se incomodaram por eu fazer um nerd, uma mulher feia, uma vagaba, uma mãe de família ou um anjo... Nunca me atacaram por representar a Senhora dos Absurdos - uma mulher que se orgulha ridiculamente de ser branca, rica e hétero", continuou. "Mas a Ivonete - que se orgulha de ser brasileira mesmo sendo crítica ao Brasil, que é pobre, mas não se sente moralmente inferior a ninguém, que gosta de ser mulher e, sobretudo, tem autoestima, amor próprio e orgulho de ser como é - me rendeu injustas críticas."
"Eu conheci muitas Ivonetes na minha vida e tenho orgulho dessas mulheres. Ao contrário de outras personagens que eu uso para ridicularizar o tipo que elas representam, a Ivonete existe pra ridicularizar quem a ridiculariza, porque eu quero rir de gente que não gosta das Ivonetes. Porque eu amo a Ivonete. Ela é negra, nasceu negra e eu tenho o mesmo respeito por ela que eu tenho por todas as pessoas", terminou.
Paulo Gustavo também publicou uma imagem que mostra um comentário do diretor Pedro Antonio Paes, da série do Multishow 220 Volts, para a qual o ator estava caracterizado como Ivonete. No texto, Paes defende o ator e afirma que a prática do blackface, racista em seus primórdios, agora pode ser usada como forma de combater o preconceito.

Bailarina do 'Faustão' pede ajuda em rede social para encontrar o pai


A bailarina Carol Oliveira, que atualmente integra o corpo de balé do programa Domingão do Faustão, está procurando o seu pai biológico através das redes sociais.
Carol argumenta que foi fruto inesperado de um relacionamento rápido em Brasília em meados de 1985, e que seu pai provavelmente nem saiba da sua existência.
"A gravidez foi inesperada e os dois já haviam perdido contato quando minha mãe descobriu. Hoje tenho 29 anos, danço no Balé do Faustão e vivo com a sensação que meu pai pode estar me assistindo aos domingos sem saber que sou sua filha", comentou a bailarina em trecho publicado no Facebook.
O pai de Carol chama-se Marco André e era baterista de uma banda de rock que se apresentava pela capital do País na época em que foi concebida. A bailarina o descreve como moreno de olhos verdes e diz que, além de músico, era professor de matemática.
A bailarina dá mais detalhes em sua publicação e pede a colaboração de todos que moravam em Brasília em 1985, pedindo para que compartilhem a sua publicação, assim a busca torna-se mais conhecida pelo público, auxiliando em seu encontro com Marco André.

Fonte: Portal A Tarde

Filho de Eyshila morre vítima de meningite

A cantora Eyshila perdeu hoje (14) seu filho Matheus Oliveira, de 17 anos, que estava internado no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro. O garoto estava se tratado de uma meningite viral e não resistiu. A artista de música gospel comunicou o falecimento de seu filho em sua conta oficial do Instagram. "O Senhor deu. O Senhor tomou. (...) Matheus descansou! (...) Ele está com o Senhor! Não cabe a nós questionar."
A foto abaixo foi a última que os dois tiraram juntos.

Por onde anda o DJ Molella?


Maurizio Molella, ou simplesmente Molella, ou Molly, nasceu em Monza, na Itália, em 6 de novembro. Começou a carreira de DJ aos 14 anos mixando fitas para os amigos. Trabalhou para a consagrada cantora, sucesso dos anos 90, Gala, com quem lançou as músicas 'Suddenly' e 'Everyone Has Inside'.
Fez muito sucesso em 1995 quando lançou a música 'If You Wanna Party', sucesso em muitos países e mais ainda no Brasil, e o hit 'It's A Real World'. Voltou a fazer sucesso em 2001 quando lançou 'Love Lasts Forever'. Continuou lançando singles a partir deste, mas o sucesso veio à tona em 2010, quando fez parceria com Alessia D'andrea e lançou 'Paradise'. No mesmo ano, fez o remake de 'Shine', da cantora Deal. Em 2012, se juntou ao DJ Sergio Mauri e também à cantora Coco Star, a mesma que cantou a avassaladora Toca's Miracle, do grupo Fragma.
Molella está com 51 anos, mas continua lançando singles. Os últimos foram lançados no ano passado: Bring Back The Love e Ninja Ahahah, em parceria com a dupla de DJ's Airtones.
Não se tem informações sobre a vida pessoal dele, se é casado ou solteiro, se tem filhos...

Reveja os sucessos de Maurizio Molella:





Treta - Vizinha de Ludmilla não vai à Justiça por som alto: 'Aguardando bom senso'


Ludmilla voltou a ser alvo de seus vizinhos nesta terça-feira (14), com a divulgação de um vídeo no qual é possível ouvir o som alto vindo da casa da cantora. Paula Mariano conversou com o Purepeople e explicou que ela e outros moradores da rua, localizada no bairro da Ilha do Governador, ainda não pensam em colocar a funkeira na Justiça.
"Sinceramente, não estou pensando nisso ainda. Estou aguardando que esse movimento público a faça mudar de conduta", afirma, sem descartar mover uma ação futuramente: "Acredito que não teremos outra saída. É o que estamos evitando. Esperamos porque sabemos que quando uma pessoa se muda para uma casa nova, sempre passa um período celebrando e aproveitando a residência. Estávamos esperando que não fosse mais novidade, mas o tempo está passando e o volume das músicas e quantidade de palavrões está piorando. Como todos trabalham é sempre um transtorno mover uma ação. Por isso estamos aguardando o bom senso", explica.
No início de 2016, Ludmilla já havia sido alvo de reclamações pelo mesmo motivo por parte de seus vizinhos. Paula conta que, no entanto, nunca procurou a cantora para pedir que abaixasse o volume do som. "Moro há 22 anos nessa rua, onde a maior parte dos vizinhos também é bem antiga, nunca nos ocorreu problema semelhante. É uma rua muito tranquila, com gente muito da paz e que trabalha cedo. Saímos cedo e voltamos tarde. Depois que a gente vê que a pessoa em questão deu uma entrevista dizendo que somos todos invejosos e que 'os incomodados que se mudem', fica difícil achar que existe a possibilidade de diálogo. Eu não a procurei. Não sei se meus vizinhos a procuraram. Sempre acredito no bom senso. É muito surreal que uma pessoa escute música nesse volume e simplesmente não saiba que incomoda quem vive ao redor".
A vizinha de Ludmilla ainda deixa claro que o estilo musical não é o único incômodo. "Não estou falando aqui de música alta apenas, o que seria compreensível já que trata-se de uma festa ou comemoração e todos têm o direito de celebrar. Estou falando aqui de uma altura absurda, que passa dos limites, gerando desconforto, conforme pode ser visto em vídeo. Apesar de o tipo de música ser um fator agravante devido a tantos palavrões, mesmo se fosse música clássica no volume em que se apresenta durante as festas, seria incômodo igual. Ninguém tem o direito de obrigar seu vizinho a escutar sua música, seja ela qual for. É uma questão de bom senso", pondera.
Paula conta que a frequência das festas diminuiu com relação à época em que Ludmilla se mudou. "Não é todo final de semana, mas é algo frequente. Hoje em dia o horário das 22h é respeitado, porém existe uma lei a respeito do nível dos decibéis e essa nunca é respeitada. O som é altíssimo, tanto que escutamos dentro de nossas casas em volume que impede um estudo, descanso, ver um filme, enfim... Meu filho tem 7 anos, mas há bebês muito novinhos cujas mães passam momentos complicados quando há festas. Fora isso, muitas músicas são os chamados 'proibidões' e a quantidade de palavrões e a forte conotação sexual das músicas é algo muito complicado de se escutar".

Fonte: Purepeople

Português é burro ou não é? (BR x PT)

Livro de Adolf Hitler esgota na Feira do Livro em Lisboa


Os exemplares do livro "Minha luta" ("Mein kampf", no original alemão), que contém o ideal político de Adolf Hitler, foram esgotados na Feira do Livro de Lisboa, que terminou nesta segunda-feira (13), informa a editora local da obra, Guerra & Paz.
Escrito por Hitler entre 1924 e 1926, o tratado político de dois volumes fala sobre uma conspiração judaica global. "Minha luta" é considerado uma das principais ferramentas de propaganda nazista.
Os direitos de reprodução do texto, banido pelos Aliados no fim da Segunda Guerra Mundial, expirou no final de 2015. Desde então, "Minha luta" está sendo reeditada no mundo inteiro.
Em Portugal, a obra já vai para a segunda edição – com o texto integral e a análise de um especialista português – e avançará com uma terceira reimpressão, após se transformar em sucesso de vendas para a editora.
Grande parte destas vendas se concentraram na Feira do Livro de Lisboa, onde foram vendidas centenas de exemplares.
As vendas de "Minha luta" representaram 20% das alcançadas com a trilogia dos livros que estão na base das grandes tragédias do século XX, que inclui a obra de Hitler, o "Manifesto comunista", de Marx e Engels, e "O livro vermelho", de Mao Tsé-Tung.
A primeira edição de "Minha luta" foi publicada em 1924 e, até a queda do Terceiro Reich, foram impressos cerca de 12 milhões de exemplares.
Até o início de 2016, não havia novas edições porque os direitos de priedade intelectual estavam em mãos do Estado da Baviera. No entanto, a obra era acessível tanto em edições em inglês como em livrarias antigas, já que sua venda nunca esteve estritamente proibida.

Fonte: G1

Maria Antonieta de Las Nieves, intérprete de Chiquinha, é assaltada nos Estados Unidos


A atriz que interpreta Chiquinha, Maria Antonieta de Las Nieves, usou sua conta pessoal do Facebook para reclamar de um assalto do qual foi vítima, nos Estados Unidos. Ela estava no estacionamento de um restaurante na cidade de Oakland quando foi abordada por um bandido. “Estou muito triste porque é a primeira vez que nos assaltam nos EUA, no estacionamento de um restaurante e o gerente não quis nos dar apoio, sendo que tudo aconteceu no estacionamento de onde ele é dono”.
A intérprete de Chiquinha mostrou aos seguidores uma foto de suas roupas de show para que o suspeito possa ser localizado. O assalto ocorreu no último domingo (12).

Usuários do Twitter se irritam com portugueses terem copiado meme brasileiro

Após quase 200 anos da Independência, Brasil e Portugal estão em guerra. Mas a batalha está acontecendo nos campos da internet.
Tudo começou nesta segunda-feira (13), quando usuários portugueses do Twittercomeçaram a própria versão do meme "Nós não falamos...”, que surgiu no Brasil no ano passado.
Nele, os usuários escreviam em inglês frases como “No Brasil, nós não falamos..., nós dissemos..., e é maravilhoso”.



Os brasileiros, então, ficaram irritados ao ver sua criação ganhar fama do outro lado do oceano Atlântico e começaram a fazer piadas sobre como o Brasil tem atrações incríveis e Portugal não, como Carreta Furacão,Dollynho e Inês Brasil.
Durante essa guerra, o termo “Portugal” entrou nos “trending topics” do Twitter de assuntos mais comentados na madrugada desta segunda-feira e “BR x PT”, nesta terça-feira (14).
Nesse embate onde a zoeira é a principal arma, houve de tudo. Brasileiros deram spoiler da novela "Verdades Secretas", que foi exibida pela Globo em 2015 e está no ar atualmente no país europeu.
Os lusos, então, ficaram irritados com a reação e passaram a dizer que o Brasil roubou o idioma deles, o que gerou uma nova onda de reação por parte dos brasileiros.




Fonte: F5

Unconditional Love: mãe morreu ao se atirar na frente do filho para salvá-lo em boate gay

Uma das vítimas da boate Pulse, localizada na cidade de Orlando (EUA) se chama Brenda McCool. Ela estava dançando no local com o filho, Isaiah Henderson, e uma sobrinha, quando o atirador Omar Mateen entrou, atirou e matou 49 pessoas e feriu 53. Isaiah sobreviveu ao ataque após a mãe se jogar na sua frente e receber o tiro.
Brenda era natural de Nova York, deixou 11 filhos e era separada. Anos antes, havia conseguido se curar de dois tipos de câncer.
Descanse em paz, Brenda McCool.

Mara Wilson, intérprete de 'Matilda', assume ser bissexual

A atriz estadunidense Mara Wilson, que interpretou Matilda no filme homônimo de 1996 e participou de Uma Babá Quase Perfeita, em 1993, hoje está com 28 anos e, recentemente, assumiu que é bissexual e diz se identificar muito com a comunidade LGBT.
Houve um ataque numa boate gay da cidade de Orlando, nos EUA, e por isso ela se manifestou, relembrando sua ida a um clube gay aos 18 anos. "Estava sendo heterossexual em um lugar onde claramente não me pertencia".

Porque não legalizar a maconha?


A maconha é uma mistura de folhas secas e trituradas, caule, sementes e flores da planta Cannabis sativa. A cor da mistura pode ser verde, marrom ou cinza.

Para quem não sabe, a posse ou a venda da cannabis tornou-se ilegal aqui no ocidente no início do século XX, se espalhando ao redor do mundo em 1912 após a Convenção Internacional do Ópio. Mesmo assim, a droga, segundo um relatório feito pelas Nações Unidas, foi a mais traficada e consumida no mundo apenas no ano de 2010, ao contabilizar que o número de usuários passou de 200 milhões em todo o planeta.
Um dos assuntos mais polêmicos e que vem sendo muito discutido ultimamente é sobre a legalização da maconha. A opinião das pessoas sobre a sua legalização da é super dividida. Umas acham que não deveria, pois já existem o álcool e o cigarro como drogas lícitas e seria pior com ela. Outras acham que sim, porém a resposta positiva também tem divisões: ou é por ser difícil e 'chato' ir até uma boca de fumo o tempo todo só para usar um 'beck', ou é apenas por ser uma plantinha legal e feita para "sentir a brisa", ou para ser usada como medicamento. Tem uma minoria que opina contra, mas não pensando em si mesma, e sim naqueles que obtém lucro com o contrabando. Feio isso, não?
Será que os usuários já pararam pra raciocinar os efeitos que essa planta traz? Maconheiro que é maconheiro declara sempre que a maconha não é viciante e nem faz mal, e esse é o ponto principal desse texto, que justifica outros motivos pelos quais ela não deveria ser legalizada. O principal deles é o mau uso, pois todo mundo que usa maconha pensa que está se divertindo com ela. Quem usa maconha na adolescência tem uma probabilidade de tirar as menores notas possíveis na escola, além de não querer mais estudar. O uso regular, quando iniciado na adolescência, prejudicará o cérebro, levando a diminuir o nível de QI e a ter mais chances de se tornar um esquizofrênico. Pode ficar viciado? Sim, a maconha gera dependência, porque quem usa uma vez e gostar, usará mais vezes até perder o controle de seu uso e não conseguir parar, ainda que queira. Se o usuário quiser se abster, tudo bem, mas terá que passar por sessões tortuosas como insônia, ansiedade, falta de apetite, nervosismo, fissura e, por fim, o desejo de usá-la outra vez. Não existe nenhuma relação entre a folha e câncer de pulmão, mas se for usada regularmente durante anos, o elemento poderá ter uma enfisema pulmonar ou inflamação nas vias aéreas. Para quem usa, a probabilidade de sofrer um acidente de trânsito é maior.
Se você, leitor, conhece alguém que seja usuário da erva, converse com ele. Convença-o a largar o vício, falando sobre os efeitos. Se for você um diretor de uma unidade escolar, converse sobre esse tema com os estudantes para que eles não caiam nessa cilada, pois uma vez que entra, não sairá mais. Só uma boa conversa livrará muita gente de uma fria.

Maísa Silva é ameaçada de morte na web: "Só temo a Deus"


A atriz, cantora e apresentadora de 14 anos, Maísa Silva, usou sua conta no Twitter este domingo (12) para contar sobre a ameaça de morte que recebeu no Instagram, e mesmo tendo casos recentes como o de Ana Hickmann e o da ex-participante do The Voice, Christina Grimmie, ela aparentou estar tranquila.
A família da artista está pensando em qual atitude irá tomar quanto a isso.