terça-feira, 5 de julho de 2016

Novo trabalho de Maria Rita mostra o samba "de A a Z"


A cantora Maria Rita tem consciência da força de sua performance ao vivo. Não é por outro motivo que, em 13 anos de inserção no mercado fonográfico, ela já lançou seis gravações no formato audiovisual. A mais recente, O Samba em Mim - Ao Vivo na Lapa, chegou às lojas em DVD e com versão reduzida em CD de 13 faixas no mês passado. Exibe mais um registro do show Coração a Batucar, que rodou o Brasil entre 2014 e 2015, com repertório assentado no estilo adotado pela intérprete desde o álbum Samba Meu, de 2007.
São 20 músicas no DVD, captadas na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro, em espetáculo que marcou o encerramento da turnê. "A apresentação estava prevista, mas não como gravação. Eu e meu diretor artístico estávamos conversando sobre projetos e ele perguntou: 'você não vai fazer um DVD desse show?'. Nesse período, os fãs também pediam muito. E foi na hora certa, tipo Madonna, que faz captação e depois não mais o show", diz Maria Rita em entrevista à reportagem de A TARDE.
A obra segue o balanço do samba do início ao fim. Portanto, no repertório predominam músicas criadas por artistas ligados ao gênero, como Arlindo Cruz, autor da faixa de abertura feita especialmente para a cantora, É Corpo, É Alma, É Religião, e de Maltratar Não é Direito, Rumo ao Infinito, O Que é o Amor, Mainha Me Ensinou, Num Corpo Só e Tá Perdoado, todas em parceria com outros compositores. Também integram o DVD canções de Gonzaguinha, E Vamos à Luta e O Homem Falou, e Jorge Aragão, Do Fundo do Nosso Quintal.

Encontro de emoções
"Esses compositores são generosos e fortes. Fazem a combinação da genialidade da poesia com a melodia e a harmonia, característica do samba. São emocionantes. Tem samba que você ouve chorando e dançando ao mesmo tempo. Um encontro de possibilidades emotivas que para mim, como intérprete, é um prato cheio. E vai de A a Z, independente de raça, de cor e de gênero", fala Maria Rita de suas escolhas estéticas.
Resultado da apresentação do último álbum de estúdio, Coração a Batucar, que circulou pelo país durante dois anos, o repertório é conhecido. Porém, o DVD, até mais do que o CD, revela-se surpreendente porque evidencia, sobretudo, o calor da interação com a plateia, que canta quase todas as músicas em afinado coro. Antes de começar É Corpo, É Alma, É Religião, as palmas introdutórias já demonstram essa vigorosa conexão. "É um envolvimento que emociona muito. Antes mesmo dos músicos, o púbico já está chamando".
É justamente por conta dessa sintonia que Maria Rita revela preferência pelo DVD quando trata-se de registro de show ao vivo. Em O Samba em Mim, de fato, o CD não acompanha o eflúvio e a potência expressiva da interpretação captados no audiovisual.
"Não gosto de fazer CD ao vivo, porque tenho uma relação intensa com a interpretação e muitas vezes não passa de forma fiel quando você tem só o som. Por exemplo, eu cheguei ao estúdio para a mixagem e senti uma coisa estranha na minha voz em uma música. E o engenheiro me disse que deveria ser um vazamento, achou que tinha sido um erro. Quando coloquei no vídeo, eu estava chorando", conta.
No lançamento desse CD, a faixa Coração a Batucar, que consta no encarte, foi trocada pelo áudio de Um Corpo Só. A Universal Music retirou os produtos com o erro das lojas e quem comprou pode fazer a troca, entrando em contato com a gravadora em seu site oficial.

Futuro do mercado
Antenada nas transformações do mercado fonográfico, Maria Rita é contundente ao criticar o modelo de streaming - a chamada plataforma por compartilhamento. Ela faz questão de opinar em tom de desaprovação: "Embora entenda que é o futuro da música, é um futuro sombrio. Não podemos simplesmente baixar a cabeça. Na época da mudança do vinil para o CD, a gente sabia o que estava acontecendo. E com o streaming a gente não sabe, é terra de ninguém".
A atitude da cantora Adele de não permitir que o seu disco mais recente fosse incluído nos serviços de streaming é vista de modo positivo por Maria Rita. "Achei bacana a iniciativa dela de ser contra e não achar legal também. E é uma artista que movimenta milhões de dólares. Não é minha obrigação aceitar. Entendo a necessidade de um movimento, de conversar sobre isso", defende. Apesar da militância contrária, esse novo trabalho está disponível em plataformas digitais, como Deezer e Spotify.
O DVD O Samba em Mim - Ao Vivo na Lapa não vai ganhar turnê nacional. Nas palavras de Maria Rita, "foi literalmente o último show de Coração a Batucar". No entanto, a cantora fala que tem vontade de trazer para Salvador, especificamente à Concha Acústica, o seu atual espetáculo, Samba da Maria. Além disso, futuramente, ela pretende realizar projeto com o marido, o guitarrista, cantor e compositor Davi Moraes: "A gente fala disso. Mas ele está terminando o disco e tem o trabalho há um ano e meio com o pai, Moraes Moreira. Quando tiver que acontecer, vai acontecer. Entendemos que é uma pérola nossa, uma joia".

Fonte: Portal A Tarde

Mãe dos filhos de Michael Jackson está com câncer

Debbie Rowe, a mãe dos filhos mais velhos do cantor Michael Jackson, Paris Jackson e Michael Jackson Jr., está com câncer de mama. A informação saiu do site TMZ. Ainda segundo o site, a Paris havia cortado as relações com a mãe por passar pela fase de rebeldia. Em maio deste ano, ela havia parado de seguir a mãe nas redes sociais.

Filho de Tiririca será padrinho de casamento de Wesley Safadão


O humorista Tirulipa será um dos poucos famosos convidados para o casamento de Wesley Safadão. Amigo íntimo do cantor, o filho de Tiririca será padrinho da união do músico com Thyane Dantas.
Segundo o "Ego", o ator subirá ao altar ao lado da esposa, Stêfania Lemos. Os artistas se aproximaram ao passarem a frequentar reuniões de casais promovidas por uma igreja evangélica.
Além do comediante, Safadão convidou a cantora Simone, da dupla com Simaria, para ser uma das madrinhas. A sertaneja também frequenta o grupo de casais da Comunidade Cristã Videira, em Fortaleza, no Ceará.
A cerimônia está marcada para o dia primeiro de agosto, no Terminal Marítimo da capital cearense, no Porto de Mucuripe.
Recentemente, o músico negou os boatos de que estaria preparando uma festa luxuosa e garantiu que a recepção será para poucos convidados. Serão chamados apenas os familiares e os amigos mais íntimos dos noivos.

Fonte: Rondônia Dinâmica

Ao Pé da Letra: A Transa de Isaías


O Melhor das Novelas - com Ritchie (Só Pra o Vento)

Richard David Court, conhecido como Ritchie nasceu em Beckenham, na Inglaterra, em 6 de março de 1952, mas tem dupla nacionalidade, ou seja, é inglês radicado no Brasil.
Morou em países como Quênia, Dinamarca e Itália, devido a profissão de seu pai, que era militar.
Está no Brasil desde os anos 70, época que começou as atividades como cantor e músico, lançando sucessos nos anos 80 como Insônia, Bons Amigos, Menina Veneno (o inesquecível) e Casanova, que já foi tema de novela global.


Entre muitas músicas que foram temas de novela, destaca-se 'Só Pra o Vento', que integrou a trilha de 'A Gata Comeu', um dos sucessos da escritora Ivani Ribeiro (1919-1996). É a faixa que abre o CD nacional da novela. Seu clipe foi exibido em 1984 no Fantástico.
Relembre:



Inclusive, a novela 'A Gata Comeu' será reprisada no Canal Viva à partir de 24 de outubro deste ano, substituindo 'Mulheres de Areia' que está no ar em seu quarto mês, lembrando que todas as novelas exibidas nesse canal não sofreram cortes como ocorre constantemente com as que são exibidas no Vale A Pena Ver de Novo, da Rede Globo, dando pra aproveitar bastante as tramas.
"Adeus, vida social!"

PC Siqueira mostra resultado de cirurgia para corrigir estrabismo


O Youtuber PC Siqueira mostrou, nesta terça-feira, 05, o resultado da cirurgia que fez para corrigir estrabismo. Em um vídeo, contou que decidiu operar após uma conversa com o irmão e ue disse que os problemas para pessoas com estrabismo são mais do que questão de estética.
"A cirurgia que eu fiz é estética, ou seja, só para deixar os meus olhos alinhados o máximo possível. Lembrando que o corpo não é como uma máquina. Os meus olhos estão bem alinhados, é o máximo que deu. Vai ficar assim e para mim está perfeito. Quando passa o efeito dos remédios os olhos ficam avermelhados e começa a doer. Os especialistas na Suiça foram testar o impacto do estrabismo se for buscar emprego. Mais de 70% dos recrutadores disseram que quem tem estrabismo tem menos chance de conseguir um emprego, mesmo com o currículo parecido com o da pessoa que não tem estrabismo".
Ele contou ainda que sua autoestima melhorou após a cirurgia, que se sente mais seguro. Ele também falou que sempre sofreu bullying.
"(A cirurgia) Já mudou muita coisa na minha vida nesse último mês da minha vida. Estou me sentindo mais bonito, com a minha autoestima melhor. Parece que eu tirei um peso dos meus ombros que eu não sabia que eu tinha. Eu me sinto muito mais seguro para falar com as pessoas olhando elas nos olhoS. Eu não vou nem comentar sobre as piadas que eu tinha que aguentar todos os dias. É muito mais legal as pessoas fazerem piadas por você ser ex alguma coisa que você não queria ser. Quem é vesgo sofre bullying a vida inteira. Depois dos 30 anos, eu achava que fazia parte da minha vida ser zoado. Só fui descobrir o quanto isso me afetava a partir do momento que acordei e vi que as pessoas me tratarem de forma diferente. E ser tratado de forma diferente eu digo que é ser tratado igual a todo mundo.

Fonte: EGO

Silvio Santos critica filha: “É evangélica, mas teve filho antes do casamento”


O apresentador Silvio Santos, 84, voltou a colocar a filha, 38, em situação embaraçosa no último domingo (3). Durante o quadro “Jogo dos Pontinhos”, o dono do Baú da Felicidade criticou-a várias vezes.
“A pessoa é evangélica e teve filho antes de se casar”, provocou. Após consultar o auditório: “É certo ter filho antes do casamento?”. A maior parte da plateia respondeu com sonoro “não”.
Patrícia ainda tentou se justificar: “O Pedro foi a melhor loucura que já fiz na vida”, afirmou.
Depois de concordar com Sílvio que seria melhor ter filho depois do casamento, reclamou: “Meu pai quer tanto que eu case que ele fica me pressionando. Pode isso?”. Ela é mãe de Pedro, 1, que teve com o namorado, o deputado Fábio Faria, 38.
“Uma menina que se preze não pode ter filho antes de casar. Principalmente se for evangélica”, insistiu o apresentador. A resposta da filha foi um “Concordo”, um tanto desanimado. Mais constrangedor ainda foi o fato de minutos antes, ele tê-la comparado com a atriz Lívia Andrade, que afirmou com orgulho ser “macumbeira”.
Nos últimos meses, Patrícia Abravanel envolveu-se em diversas polêmicas por causa de suas declarações. Alegando ser por convicções religiosas, insistindo que é evangélica, ela condenou o casamento homossexual, os ateus e também atribuiu a questões espirituais o sucesso econômico de alguns países e o fracasso de outros.
No ano passado ela afirmou que não frequenta mais igrejas evangélicas após o fim do seu casamento de 6 anos com Phillipe Carrasco, filho do pastor da Igreja Nova Vida, a qual ela, a mãe e as irmãs eram ligadas.

Fonte: Gospel Prime