quinta-feira, 14 de julho de 2016

Professor universitário é preso com falsa bomba em aeroporto de SC

Itajaí - A Polícia Federal mantém silêncio sobre a prisão de um professor universitário de 39 anos detido pela Polícia Federal nesta terça-feira, após tentar embarcar em voo com objeto similar a uma bomba no Aeroporto de Navegantes, Litoral Norte de Santa Catarina.


O homem acompanhado de sua família pretendia viajar para o Rio de Janeiro, na manhã de ontem. Ao passar pelo equipamento de Raio-X, o objeto foi considerado suspeito. O professor foi impedido de seguir viagem e a Polícia Federal foi acionada em seguida.
De acordo com o Jornal O Sol, o homem foi preso em flagrante e levado à delegacia da PF de Itajaí para prestar esclarecimentos, mas teria sido liberado logo em seguida após pagar fiança.
A Polícia Federal foi procurada, mas alegou não estar autorizada a passar informações sobre a ocorrência.

Mergulhador é atacado por tubarão com golpe na cabeça e tem máscara quebrada; veja o vídeo

Canal OFF - O experiente cinegrafista de mergulho Michael Dornellas sofreu um susto durante uma filmagem na Playa de Los Tigres, nas Bahamas. Ele filmava uma tubarão-limão fêmea de mais de 2,70 metros quando foi atacado pelo animal, que lhe atingiu na cabeça. O resultado do golpe foi uma máscara quebrada e uma tontura que obrigaram o mergulhador a voltar pra superfície, mas não o impediram de filmar o momento do ataque. Confira no vídeo:


Em entrevista ao jornal britânico Daily Mail, Dornellas relatou o ocorrido: "Eu já tinha sido atingido por tubarões antes, mas nunca no rosto. Ela me acertou em cheio. Quebrou minha máscara e me acertou direto no rosto. Parecia que alguém tinha me socado", contou o mergulhador.
Segundo Michael, ele conseguiu observar depois, no vídeo, que o tubarão era cego de um dos olhos. O mergulhador explica que, até por isso, o animal se assustou com a presença dele.


"Era um tubarão cego do olho esquerdo, a gente descobriu depois. Ela não estava tentando me morder ou ser agressiva. Depois que ela me atingiu, ela se afastou. Acho que eu a assustei bastante, me senti mal por isso", conta Dornellas, que não teve ferimentos com o ocorrido.

Dance Mania: com Vintagent (Smoke On The Water)

Música lançada em 2005, caiu nos CDs Metro Tech 15, Building Hits 2006 e Comando 97, Vol. 8.

Bebês nascidos no estado do Rio sairão com RG e CPF da maternidade

Rio - Em cerca de 30 dias, todos os bebês nascidos no Estado do Rio terão RG e CPF registrados, gratuitamente, na certidão de nascimento emitida na própria maternidade. O estado é o primeiro a oferecer esse tipo de atendimento. O projeto piloto, que vai ajudar a regulamentar o serviço, começa hoje na maternidade Perinatal, em Laranjeiras.
De acordo com a Associação de Registradores de Pessoas Naturais (Arpen/RJ), a certidão vai estar disponível em todas as maternidades públicas estaduais e municipais além das particulares conveniadas ao SUS que tiverem a demanda mínima de 100 partos por mês.
Grávida do segundo filho, Flavia Abranches vai ter bebê na Perinatal em agosto e diz que a novidade vai ser uma mão na roda. “Abrir conta em banco, dar entrada em passaporte... Tudo isso foi bem complicado conseguir para minha primeira filha”, comenta.


Priscilla Machado Milhomem, registradora civil e presidente da Arpen RJ, diz que, atualmente existem 52 maternidades, tanto públicas quanto particulares, com cartórios de Registros Civis de Pessoas Naturais (RCPN). “Nesse primeiro momento vamos emitir certidões com a supervisão da Corregedoria Geral da Justiça do estado para que possam regulamentar o serviço e assim funcionar em outras maternidades”, explica. 
Márcio Bahiense, diretor de identificação civil do Detran, conta que apenas os registros biográficos vão constar na certidão de nascimento: a emissão da carteira de identidade com os registros biométricos e faciais será feita em uma unidade do Detran, com exceção das maternidades onde o projeto ‘Novo Cidadão’ atua. Nesses, os pais já saem com a carteira de identidade em mãos. 
A novidade, que é resultado de um convênio entre a Arpen/RJ, Tribunal de Justiça do estado e Detran/RJ, também serve para quem for tirar segunda via da certidão.

Fonte: Jornal O Dia

Atriz de 'The Big Bang Theory' defende combinação entre ciência e religião


Mayim Bialik, a Amy de The Big Bang Theory, ganhou a internet com um vídeo que aborda ciência e religião. A atriz, que também é cientista, fala sobre como as duas áreas, que parecem tão diferentes, podem andar juntas.
"Você pode estar se perguntando: como você pode ser uma cientista e também uma pessoa religiosa? Os cientistas supostamente acreditam naquilo que pode ser visto, coisas quantificáveis que eles possam provar por meio da física. Ser religioso, basicamente, não é se opor a tudo que ser um cientista se trata? Essas são boas perguntas", disse a atriz no vídeo.

Fonte: Portal A Tarde

Simone Spoladore, estrela de 'Magnífica 70', se surpreende com fãs em Londres


A atriz Simone Spoladore, que nunca atuou fora do país, não esperava ser tão reconhecida no exterior. Numa viagem a Londres, a estrela de Magnífica 70 foi abordada por muitos fãs pedindo autógrafos e selfies.
"O programa é bem popular no Brasil, mas eu realmente fiquei surpresa que há tantos fãs no Reino Unido", disse a atriz ao jornal britânico Standart. O programa é exibido na Inglaterra pelo Channel 4.
Magnífica 70, produzida e exibida pela HBO, aborda a indústria pornográfica brasileira dos anos 70, época em que o país passava por uma ditadura militar. A trama é focada na Boca do Lixo, apelido dado à região central de São Paulo que concentrava a maior parte da produção cinematográfica do país, e conta a história de um censor de Estado que se torna produtor de filmes adultos.
"Eu não poderia acreditar. Eu estava visitando uma amiga no feriado e eu vi pessoas indo até mim na rua dizendo que elas me reconheceram e me elogiando pela série e depois pedindo fotos comigo", contou a atriz a publicação.
Spoladore interpreta Dora Dumar na série, atriz de filmes pornôs e dona da produtora Magnífica, que se envolve num triângulo amoroso. Perguntada sobre as frequentes cenas de nudez que faz, a atriz disse: "Não me deixou desconfortável, já que é parte do papel e eu estou acostumada a interpretar diferentes personagens".
Ela ainda disse que o sucesso da série no exterior pode fazer com que as pessoas "vejam um lado diferente da nossa cultura e país".

Fonte: Portal A Tarde

'Fui agredido por Luiza Brunet muitas vezes', afirma empresário


O empresário Lírio Parisotto afirmou ao Ministério Público de São Paulo nesta quinta-feira, 14, que foi agredido 'muitas vezes' pela ex-namorada, a modelo Luiza Brunet. Ele disse ao promotor de Justiça que tomou seu depoimento que vai indicar 'diversas testemunhas' das agressões que alega ter sofrido ao longo do relacionamento, uma delas ocorrida em agosto de 2015 numa viagem de barco da Turquia para a Grécia.
Parisotto declarou que 'tem provas' em seu poder do que chamou de frequentes ataques supostamente desferidos por Brunet.
Ao denunciar ter sofrido espancamentos do empresário, Brunet relatou o episódio do barco. Ele apresentou outra versão. Parisotto afirmou que ‘na verdade’ ele é que foi agredido com um copo, que lhe provocou ferimento e teve que levar pontos no local atingido.
O empresário disse que ‘dezenas de pessoas podem testemunhar as agressões que sofreu, inclusive no episódio do barco, em que ela (Brunet) partiu para cima dele’. São testemunhas, segundo ele, de que ‘apenas se defendeu para conter as agressões dela (Brunet)’.
O depoimento, que durou cerca de 40 minutos, foi gravado em áudio e vídeo pelo Ministério Público.
O empresário estava acompanhado de seu advogado, o criminalista Celso Vilardi.
O empresário disse ainda que mantém arquivados ‘escritos, mensagens por WhatsApp’ em que ele reiteradamente se queixava a interlocutores que Brunet o agredia.
Parisotto disse, ainda, que guarda ‘uma prova importante’. Segundo ele trata-se de uma mensagem de Luiza Brunet em que ela própria dizia que ‘precisava de auxílio médico por causa de seu descontrole emocional’.
O empresário destacou, ainda, o que considera uma contradição da modelo, quando ela relatou ao Ministério Público - ao formalizar queixa contra Parisotto - que após ser agredida em Nova York ficou um mês de repouso porque teve quatro costelas fraturadas.
A defesa de Parisotto, a cargo do criminalista Celso Vilardi, disse que tem provas de que no dia em que chegou ao Brasil a modelo desembarcou do avião e foi para a TV Globo trabalhar. "Há fotos no Instagram dela em filmagens. Ela apareceu na novela da Globo, o que contradiz sua versão de que ficou em repouso, como consta do depoimento dela."
Na avaliação de Vilardi, ‘foi um depoimento tranquilo’ de Parisotto. "Meu cliente tem provas de que conversava muito com diversas pessoas sobre as agressões que sofreu. Ele está muito calmo, muito tranquilo. Falou a verdade, absolutamente detalhou os episódios todos. Deixou claro ao promotor de Justiça que tudo o que ele fez em relação a Luiza Brunet foi conter as agressões dela."
"A Lei Maria da Penha é fundamental para as mulheres e para a sociedade brasileira", disse o criminalista. "No entanto, num caso judicial não se pode admitir pré julgamentos. É necessário analisar o conjunto da prova que, neste caso, demonstrará que Lírio Parisotto jamais agrediu Luiza Brunet. Ao contrário, ela o agrediu diversas vezes."
Na queixa que fez contra o ex-namorado, Brunet relatou três episódios. Além do caso do barco e do apartamento de Nova York, onde teria sofrido o espancamento que resultou em quatro costelas fraturadas, houve a briga em que ela ficou com um dedo machucado. Sobre este caso, ele disse que não se recorda propriamente. "Ela me atacou dezenas de vezes e eu sempre a segurava pela mão."
Sobre o motivo das brigas ele disse que ‘tudo começava por uma coisa banal, virava uma discussão e depois ela partia enfurecida para cima’.
Parisotto disse que ‘está à disposição do Ministério Público e da Justiça’, inclusive para ser submetido a uma acareação com a ex-namorada.
Lírio Parisotto foi questionado sobre o motivo de não ter registrado queixa contra Brunet pelas agressões que afirma ter sofrido. Ele relatou que ‘várias vezes’, por causa das agressões, terminou o namoro com a modelo, mas depois ‘acabava voltando’.
"Foi o grande erro que eu cometi", disse o empresário.

Fonte: Portal A Tarde

CCJ rejeita recurso de Cunha e processo de cassação vai a plenário em agosto


O deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) sofreu derrota nesta tarde de quinta-feira, 14, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Com 40 votos favoráveis e 11 contrários, os membros do colegiado aprovaram relatório de Max Filho (PSDB-ES) que rejeita recurso do peemedebista. Com isso, o processo segue para votação em plenário, última etapa do processo que pode levar à cassação do parlamentar.
O resultado ainda precisa ser lido em plenário, publicado no Diário da Câmara dos Deputados no dia seguinte e, 48 horas depois, posto em pauta. Já que a Casa vai interromper os trabalhos amanhã para "recesso branco", a conclusão do processo, que já dura mais de oito meses, fica para agosto.
Depois que o relatório de Ronaldo Fonseca (Pros-DF), que anulava a votação do Conselho de Ética que aprovou a cassação de Cunha, foi rejeitado pelos membros da CCJ, o relator substituto Max Filho apresentou seu voto, rejeitando todos os pontos dos recurso de Cunha.
Cunha chamou de falta de respeito o fato de o parecer de Max Filho ter sido apresentado rasurado. "Fazer um parecer dessa forma só mostra o açodamento (do processo). É óbvio que vou arguir a nulidade no Supremo Tribunal Federal (STF)", disse.

Fonte: Portal A Tarde

Ratinho é condenado por não dar condições dignas de trabalho, defesa nega ‘escravidão’


O apresentador Ratinho foi condenado pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) a pagar uma indenização de R$ 200 mil por violar leis trabalhistas em suas propriedades rurais. De acordo com o relatório do TST, o apresentador deixou de fornecer equipamentos e locais adequados para refeições de seus funcionários em fazenda em Limeira do Oeste (Minas Gerais). A defesa de Ratinho já recorreu da sentença na Justiça.
Segundo a Justiça, a multa é consequência de danos morais coletivos sofridos pelos trabalhadores da fazenda de Ratinho, conhecida pelo nome de Fazenda Esplanada.
Nesta semana, Ratinho está com um problema de voz e deve ficar afastado do seu programa no SBT por ordens médicas.
Segundo a ação do TST, os funcionários de Ratinho usavam banheiros para se alimentar no horário das refeições e não tinham condições básicas nos estabelecimentos onde trabalhavam.
Carlos Massa também foi acusado pelo aliciamento de pessoas do Maranhão e da Bahia, sem adotar procedimentos legais para a contratação.
Esta não é a primeira vez que Ratinho é condenado pela Justiça a pagar multa por não estar cumprindo as leis trabalhistas. Anteriormente, ele teve que pagar R$ 1 milhão para a Justiça do Trabalho de Minas Gerais.
A ação civil pública de danos morais coletivos foi ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho de Uberlândia.
Conhecido por seus discursos contra as injustiças sociais as falcatruas dos governantes, Ratinho gosta defender os direitos do povo na TV.
"Existe uma condenação pelo descumprimento de três aspectos da legislação trabalhista, mas não por reconhecimento de trabalho análogo à condição de escravo. Não existe nada relacionado a escravidão na ação", diz o advogado de Ratinho, Rodrigo Puppi Bastos.
Segundo o advogado do apresentador, na ação, são questionadas a violação de direitos trabalhistas relacionados a não conceder intervalo para repouso e alimentação, o não fornecimento de equipamentos de proteção individuais adequados e contratações irregulares.

Fonte: Keila Jimenez

Hector Babenco, marido de Bárbara Paz, morre aos 70 anos

O cineasta Hector Babenco morreu após parada cardíaca na noite desta quarta-feira (13) em São Paulo. Nascido na Argentina, mas naturalizado brasileiro, Babenco tinha 70 anos e havia sido indicado ao Oscar de melhor diretor pelo filme "O beijo da mulher aranha" (1985). Também dirigiu clássicos como "Pixote: A lei do mais fraco" (1982) e "Lúcio Flavio, o passageiro da agonia" (1977), além de "Carandiru" (2003).
Ele estava internado no Hospital Sírio Libanês desde terça para tratar uma sinusite, segundo sua filha, a fotógrafa Janka Babenco. “Ele já estava com o corpo cansado e teve a parada cardiorrespiratória. Foi tudo muito simples, muito básico”, disse Janka.
Ela afirmou que Babenco, como pai, era “lindo”, “o melhor de todos”. “Ele já tinha cumprido sua carreira de 40 anos. Faz parte da história de cinema desse país”, completou Janka.
Além de Janka, Babenco deixa mais uma filha, dois netos e a esposa, a atriz Bárbara Paz, com quem era casado desde 2010.
O velório será nesta sexta-feira (15), na Cinemateca, em São Paulo, das 10h às 15h. Depois disso, o corpo do cineasta será cremado no cemitério Horto da Paz, em Itapecerica da Serra, em uma cerimônia apenas para familiares e amigos.

Carreira no Brasil
Babenco nasceu em Buenos Aires, na Argentina, em 1946 e se mudou para o Brasil aos 19 anos. Naturalizou-se em 1977. Fez aqui uma carreira com filmes de peso. Antes de fazer seu primeiro longa, assinou a produção e codireção do documentário "O fabuloso Fittipaldi" (1973), em parceria com Roberto Farias.
Seu primeiro trabalho de ficção como cineasta foi "O rei da noite" (1975). Estrelado por Paulo José e Marilia Pêra, o filme mostra a história de Tertuliano, narrada por ele mesmo, desde sua infância até a velhice.
Nascido em uma família paulistana tradicional, mas já arruinada, Tertuliano tem de conviver com a doença mental do pai, o ocaso familiar e uma série de casos amorosos.
Depois, veio um clássico do cinema nacional, como "Lúcio Flávio, o passageiro da agonia" (1977), em que Reinaldo Faria interpreta o bandido que ganhou notoriedade nos anos 1970 pelos roubos e fugas espetaculares. 

Indicação ao Oscar
Um dos principais trabalhos de Babenco é "O beijo da Mulher-Aranha" (1985), pelo qual foi indicado ao Oscar de melhor diretor. O longa rendeu a estatueta de melhor ator para William Hurt e concorreu também nas categorias de roteiro adaptado e de melhor filme. Sônia Braga e Raul Julia ("Família Adams") também estavam no elenco.
Baseada no livro homônimo de Manuel Puig, a história se passa num presídio de um país latino-americano, em que um militante de esquerda e um homossexual dividem uma cela.
Outra obra marcante de Babenco foi seu trabalho seguinte, "Pixote: A lei do mais fraco" (1982), que conta a história de um garoto que faz parte de um grupo de crianças de rua. Após sofrer muito em um reformatório, ele faz aliança com uma prostituta, interpretada por Marília Pera.
Na vida real, "Pixote" terminou em tragédia. O ator Fernando Ramos da Silva, que interpretou o protagonista do filme, acabou não seguindo carreira. Sete anos após o lançamento do filme, foi assassinado por policiais em São Paulo.


Dirigiu astros internacionais
Ao longo da carreira, Hecton Babenco também dirigiu astros do cinema internacional. Em "Ironweed" (1987), dirigiu Jack Nicholson e Meryl Streep – e os dois foram indicados ao Oscar pelos trabalhos.
Já em "Brincando nos campos do senhor" (1990), dirigiu Aidan Quinn e Katty Bates. Depois deste último, passou um longo período sem fazer filmes após descobrir um câncer linfático. Seu trabalho seguinte foi "Coração Iluminado" (1998), que antecedeu "Carandiru" (2003). O filme resultou ainda na série "Carandiru – Outras hitórias" (2005), codirigida por Walter Carvalho e Roberto Gervitz e exibida pela TV Globo.
Hector Babenco também dirigiu de teatro, com destaque para "Loucos de amor" (1988), "Closer – Mais perto" (2000) e "Hell" (2010). A montagem mais recente havia sido "Vênus em visom", em cartaz em 2013 e em 2014.

Última obra
Em seu tratamento contra o câncer, Babenco se submeteu a um transplante de medula nos anos 1990, experiência que resultou em seu último filme, o autobiográfico Meu amigo hindu" (2015).
O protagonista é um cineasta chamado Diego – o papel é do ator americano Willem Dafoe – que descobre um câncer em estado terminal. Quando confrontado pela Morte (Selton Mello), ele expressa só um desejo: realizar mais um filme.
O título do filme é uma referência a um garoto indiano que Diego conhece nos Estados Unidos, que também passa por tratamento, e com quem o protagonista encontra uma saída lúdica para enfrentar a doença.

Fonte: G1